A Dama e o Vagabundo – Edição Diamante

Em 11.04.2012   Arquivado em Disney, Filmes

Eu estou escrevendo um post bem completo sobre as Edições Platinum e Diamante da Disney. SEMPRE que posto sobre isso tem alguém que comenta algo que me faz perceber que a pessoa nem faz idéia do que se trata, mesmo eu mencionando, então vai ficar pra referência pra vocês, sai esse mês ainda!!

O Disney Vault foi destrancado, os dubladores se aqueceram, a restauração digital trabalhou loucamente e a equipe de marketing deu um show. Assim nasceu a Edição Diamante do clássico mais caninamente fofo de todos os tempos da Disney: “A Dama e o Vagabundo”.
O esquema agora é aquele mesmo do Rei Leão: a Edição Diamante não existe mais em Dvd. Você pode comprar o Blu-ray, o Blu-ray + Dvd ou somente o Dvd numa edição chamada “Edição Dvd” – vem com os extras simplificados, igual ao que vem com o Blu-ray, mas os extras clássicos da edição só na “nova mídia” mesmo. Mas tudo bem, eu já me acostumei com o fato de que vai demorar pra assistir a esses extras que adoro… A única diferença foi que, dessa vez, não tinha a opção de comprar a versão digital junto, mas quem disse que liguei pra isso? Eu já tava com vontade de gritar desde que vi o trailer do lançamento porque tinha bem uma década que eu não assistia ao filme, e aí o sr. Carteiro é meu amigo e trouxe essa beleza pra mim durante a Semana Santa:

Dia Disney!!
Kim, Ron e Rufus aproveitaram e vieram junto, lindos!!

– Aí, ok, muita emoção e etc. Mas quando coloquei o filme pra rodar a primeira palavra que me veio à cabeça foi DECEPÇÃO!! Porque a Disney não aprende com seus erros e, DENOVO, redublaram tudo. E, denovo, lógico, ficou uma droga. Porque a maneira de falar na versão original dos personagens era super característica e eu lembrava do tom de voz de cada cena, e aí quando fui ver, nada mais estava lá. Ficou pior ainda que a Edição Platinum de “A Pequena Sereia”, se é que é possível. Ai, fico triste mesmo, porque o público-alvo desse tipo de coisa é gente que GOSTA da Disney, gente que já conhece e é fã, e aí eles fazem isso e as “velhas” gerações se decepcionam e as novas nunca vão saber como era.

Mas vamos falar de coisas boas. O filme é lindo. Ai, gente, que coisa linda a Lady, quero uma muito, e com esse nome, hahaha. Vontade de pegar no colo!! A cena do espaguete é resumida em BRILHO NOS OLHOS e LÁGRIMAS, sem mais, que saudades que eu tava de ver aquilo. Mesmo com a redublagem tem momentos assim que não perdem a magia nunca.
Os extras, bom, eu não tive como ver os do Blu-ray, mas no Dvd tem um depoimento LINDINHO da Diane Disney contando sobre o apartamento do pai dela lá na Disneyland – me deu vontade de ir lá, justo eu que sou Disney World team, gente!! Adoro quando ela fala do pai dela porque aquele homem foi UM e nunca vai ter outro igual.
Tem também em enciclopezinha fofa falando sobre cachorros separados em categorias, mostrandos as raças e “propriedades” de cada uma, e tudo “ilustrado” com cenas de cachorrinhos Disneycos, cadê a Edição Diamante de “101 Dálmatas” que não chega nunca??

– E aí vem minha tortura semestral, porque cada Edição que chega aqui em casa me deixa AGUADA com o trailer da próxima. E será Cinderela!!!!!! Tipo, a princesa Disney mais “importante” de todas, a favorita da mamãe (e também da Beca!!) e foi até tema do meu aniversário de 1 aninho, gente. Setembro, te quiero!!
(Agora aos “manteiguinhas” de plantão como eu: SE PREPAREM antes de dar play no vídeo, porque nesse aí eles capricharam foi com força, tá de matar, de arder os olhos em 30 segundos)


A Princesa das Princesas em breve por aqui =D