Scorpions – Final Sting Tour em Belo Horizonte

Em 14.09.2012   Arquivado em Música

Aí, aí, aí, e aqui vou eu para contar uma verdadeira SAGA ao invés de narrar simplesmente um show. Preparem-se…
Seguinte. Eu sou surtada com planejamento e organização das coisas, então quando comprei as entradas pra esse show mais de um mês antes eu me preparei pra tudo. Tudo-tudo-tudo. Planejei horários, roupa, até mesmo o que eu iria almoçar. Claro que tudo poderia dar errado, mas aí não seria minha culpa. Mas o destino parecia estar em meu favor e no dia do show TUDO DEU CERTO. Saí do trabalho, cheguei em casa e fiquei pronta rapidinho e quando eu e Daninha chegamos ao Pátio Savassi para almoçar a Pati tava chegando também. Comemos tranquilamente e fomos pra fila que nem tava tão grande. E aí passamos a tarde lá, sentadas na fila, rindo, brincando… A Pati trouxe presentes de Orlando, eu entreguei uns presentes que tinha pra ela, comemos e bebemos Coca Cola. Quando tava quase na hora de abrir os portões, que seria 19:30, nós levantamos e tals. E aí o tempo passou. E passou. E passou. E nada de a gente entrar. E teve pequenas confusões porque tinham formado uma outra fila clandestina (eu sou mestra pra atrair esse tipo de coisa, né), a gente não entrava e o povo foi ficando nervoso e quando chegaram duas vãs da Polícia SUPER CHEIAS eu falei pras meninas pra gente não sair do lugar, porque se tivesse qualquer bagunça nós estaríamos quietinhas e juntas.
Só que eu não imaginava que a bagunça que viria seria muito pior.

Scorpions BH

O show começaria às 21h. E foi nesse horário, depois de todo mundo preocupado porque nem entrado a gente tinha ainda, que anunciaram que NÃO TERIA SHOW. Simples assim. Os instrumentos não tinham chegado, nada estava pronto e com certeza a banda tava no hotel fooora do calor. E aí a gente entendeu o motivo de tanta polícia, eu nunca vi uma “manifestação de raiva” tão pacífica na minha vida. Passaram pro dia seguinte e o pessoal simplesmente foi embora, sem reclamar alto nem nada, só lamentando. Mas não a gente… Porque na hora que isso foi anunciado a primeira coisa que pensei foi “eu não venho amanhã” só de ver a cara da Pati CHORANDO HORRORES porque ela teria que voltar pra Timóteo naquela noite. Ai, gente, de partir o coração. E eu sem nem coragem de oferecer pra ela ficar lá em casa porque a mãe dela deixou claro que ela não podia mais matar aula. Depois que elas foram embora eu e a Daninha choramos até também, sem saber o que fazer. Só na manhã seguinte, a nova data do show, nós fomos conversar sério e decidimos que iríamos. E aí TUDO DEU ERRADO NAQUELE DIA. Sério. Atrasamos, não conseguimos almoçar direito, ficamos bem mais atrás na fila. Mas aquilo era um bom sinal, significava que no fim tudo daria certo…
Só que sem a Pati. E quanta gente deve ter voltado pra casa também sem poder aproveitar. Vão ter o dinheiro de volta, sim, mas não é a mesma coisa. Eu e a Dani então resolvemos fazer a Pati aproveitar o máximo mesmo não estando lá. Imprimimos uma foto dela, colocamos um lacinho pra deixa-la boonita e pedi pra ela me falar as músicas que mais queria ouvir pra eu poder ligar na hora.

Scorpions BH

A fila andou antes mesmo do horário marcado. E nós fizemos amizades e fomos entrando. E aí que parecia ter muita gente já, então eu e a Dani procuramos umas das “laterais do centro” pra ficar o mais perto possível. Dois moços meega simpáticos deixaram a gente ficar na frente deles e quando eu fui perceber o palco era maior que parecia e a gente tava QUASE NA BEIRADA, realmente tinha só uma fileira de pessoas na nossa frente. Muito perto, pertíssimo!!
Ficamos esperando naquele calor do cão infernal fazendo mais “amizades”. E aí às 21h32 do dia 11 de setembro, 24 horas e 32 minutos depois do marcado, Klaus Meine, Rudolf Schenker, Matthias Jabs, Pawel Maciwoda e James Kottak entraram no palco levando todo mundo à HISTERIA!!!!!! Ai, gente, eu nem sei bem como expressar como foi, tentei fazer uma breve seleção de fotos mas não consegui ser breve, então vou deixar que elas falem por mim e entre elas teremos 11 fatos rápidos sobre o show:

Scorpions BH

01) O show não foi muito longo, teve menos de duas horas de duração (terminou 23h13). Mas é um showzão da mais alta qualidade.

Scorpions BH

02) Eles pediram desculpas @_@ e aparentemente o problema foi que os instrumentos que foram barrados na Receita na vinda do México pra cá. Demoraram pra caramba, já que desde sábado a banda já tava aqui. Ainda assim, não custava nada ter avisado antes, né, produção??

Scorpions BH

03) Surgiram vários boatos de que o Klaus tinha ido pro hospital, de que quem fez o show foi outra pessoa, de que não teve por isso e por aquilo. Mas eu vi ele de pertinho e posso dizer que é ele mesmo, primeiro e único, de boina e tudo com cada ruguinha no lugar que eu vi tão próximo de mim.

Scorpions BH

04) Eu nunca tinham ido em show de rockão assim, apesar de gostar bastante. Gente… Eu não posso pular nesses shows por causa do meu pé, mas me esqueço e só vou sentir que não devia na hora que começo. Mas é que não PRECISA pular. Eu começava e aí quando a dor vinha parava e o povo continuava… O CHÃO PULA SOZINHO, hahaha, é só seguir o movimento do povo com o corpo, nem precisei forçar meus pobres dedos. Lógico que rolam uns esteriótipos, mas o povo no geral é um amor, todo mundo que eu conversei tanto na fila quanto dentro do Chevrolet Hall era bem gente boa… Tenho que caçar pelo Facebook umas fotos que tirei com o povo (e a Pati-foto saía em todas).

Scorpions BH

05) Ok, pequena reclamação extra… Se você quiser fumar maconha e acabar com sua vida, fiquei a vontade. Mas dentro da sua casa. FUMAR MACONHA EM SHOW é a pior coisa. O cheiro tava insuportável e uma hora um dos infelizes deu uma baforada direto no meu cabelo. Ódio.

Scorpions BH

06) Tava MUITO QUENTE e MUITO cheio – menos do que deveria, mas ainda assim. Mas dessa vez eu fui de short e bebi muita Coca Cola e comi antes, então não passei mal de novo, hehe. Era um alívio quando todo mundo levanta os braços pra fazer chifrinhos, o ar circulava bem mais.

Scorpions BH

07) O lugar onde eu tava rendeu muitas fotos maaaaravilhosas por diversos motivos. Com o zoom eu consegui boas imagens do fundo do palco e closes incríveis de quando eles vinham pra beirada. Sem o zoom dava pra pegar o palco todo bem bonito no fundo e uma imagens ótimos deles tocando quando tavam pertinho. Essa do povo com as mãos pra cima e os quatro dos instrumentos de corda bem na pontinha foi minha favorita.

Scorpions BH

08) O melhor momento da noite foi “Send me an Angel” com certeza… Eu até filmei (e tá no Facebook) pra Pati. Lindo. Foi quando eu chorei e chorei e chorei e gritei e gritei e gritei. Ô música bonita.

Scorpions BH

09) Como uma boa “maria-baqueta” posso dizer que os melhores solos COM CERTEZA eram os da bateria!! De surtar. Eu não sou nada patriota, muito pelo contrário, mas quando ele beijou a bandeira do Brasil e cobriu a bateria com ela eu chorei até de emoção!!

Scorpions BH

10) Eles jogaram várias palhetas na plateia e eu nunca fui tão atropelada como nesses momentos. Nem tinha condição de eu conseguir pegar alguma com esse tamaninho, as pessoas metiam a mão na frente mesmo. Mas queria =(

Scorpions BH

11) As duas músicas que a Pati mais queria ouvir eram “I’m Still Loving You” e “Wind of Change”, que foram as duas primeiras do Bis (a outra foi “Rock You Like a Hurricane”). Eu liguei pra ela nas duas primeiras e cantei “WE’RE LOVING YOOOOOOOOOOOU” junto com a Dani no telefone – ela chorou demais em casa!! (aliás, olha ele assoviando na foto aí em baixo, ao vivo, ai!!)

Scorpions BH

Apesar de tudo: SHOWZÃO!! Valeu a pena dois dias de maratona, a grande decepção pela perda de companhia e toda a dor nos pés. E quem não conhece Scorpions (mas deveria) eu já falei sobre eles na Tag Listening To!!

Rapidinhas de Agosto

Em 03.09.2012   Arquivado em Cotidiano

Não adianta negar que agosto é ruim, né? Esse agosto foi bem do mal porque foi regado de pobreza (vocês vão entender mais embaixo) e de raiva por causa da greve que não acaba e minha formatura tá cada vez mais longe. Mas pelo menos passou bem rápido e tiveram momentos legais (que me levam a setembro que já começou booonitinho!!).

Rapidinhas de Agosto

Isso nem é em agosto, mas com greve, feriado, férias e etc foi só esse mês que eu caí na real que cheguei no módulo de Desenvolvedor Web na Seven (e acho que começou em junho, haha). Eu achei que a partir daí tudo seria muito novo, mas a verdade é que essa parte de Dreamweaver não teve novidade NENHUMA pra mim além de como aperfeiçoar ou facilitar o que eu já sabia. O melhor foi conhecer o programa em si e eu quero muuuito porque é mega fácil de usar e lindo e tals. Tenho certeza que nos próximos vou ter dificuldade, então melhor aproveitar enquanto tá facinho.

Rapidinhas de Agosto

Beeem no inicinho do mês eu e a Marina descobrimos as maravilhas das “plush nails”. Nenhuma de nós duas gosta de textura nas unhas, mas depois dessa descoberta voamos na Galeria do Ouvidor pra comprar o veludinho flocado. Quando bem feito – o que não é o meu caso – fica MUITO BONITO e a textura é até legal. Eu comprei esse azul da foto (que ficou lindo com esse esmalte da Rivka) e ela um vermelho, aí nos doamos um pouquinho uma pra outra e é divertidíssimo. Depois eu vou ver se filmo o processo pra mostrar como faz, mas depois porque é demorado DEMAIS!! Aí aproveito pra recomendar o lugar onde comprei o veludinho e tals.

Rapidinhas de Agosto

O olha o motivo lindo da pobreza feia aí, gente. Dia 10 agora é o show do Scorpions e antes que eu pudesse pensar em qualquer coisa o primeiro e o segundo lote estavam esgotados em 4 dias, eu fiquei muito louca desesperada e fui comprar o meu e o da Daninha. Dois dias depois fui comprar o da Patiquinha também e tá chegando o dia de nós três surtarmos em um show ótimo juntas denovo. Depois conto tudo aqui!!

Rapidinhas de Agosto

Na categoria “dolls” a maior novidade foi a melhor!! Meus presentes de aniversário da mamãe e da vovó (nas verdade comprado com o dinheiro que foi presente da vovó): Benny e Kenny, minhas Little Byuls!! Ai, gente, eu já adoro Byul, em miniatura é ainda melhor. E o mais legal foi que na véspera delas chagarem também chegaram umas perucas que tinha pedido pras minhas Byuls e a da Kenny veio junto (ela na verdade tem o cabelo pretinho de Oompa Loompa). E junto com ela vieram obitsuzinhos e elas tão lindinhas demais de gêmeas. Prometo depois fazer um post detalhadinho contando mais sobre minhas pequenas Jedi!!

Rapidinhas de Agosto

Por último, mas não menos importante. Dia 18 eu fui no lançamento de “Apaixonada Por Palavras”, novo livro da FOFÍSSIMA da Paula Pimenta. Eu queria ter escrtio detalhadinho sobre como foi o evento e contado do livro (eu devorei no mesmo dia e é lindo), mas o tempo foi passando e acabou perdendo o sentido. Aí eu conto aqui rapidinho.
O evento foi mega fofo porque a Paula é mega fofa. Tinham doces e refrigerante pra gente (que tornou a fila bem melhor) e ela recebeu cada pessoa, autografou e até conversou. Eu levei pra ela um botton aqui do blog porque não tive tempo de escrever nada, e ela achou fofo eu ter “trocado” meu nome para quem ela “dedicaria” o livro para Luly – e riu da minha comparação com a Fani. Foi bem delícia. Depois acho que vou fazer um MEGA post contando sobre todos os livros dela que já li.

Eu tô que prometo posts nesse aqui, né?? Vamos ver quantos saem.

Top 10 Bandas Favoritas

Em 21.02.2011   Arquivado em Música, Vídeos

Ehr, bandas e artistas, porque algum desses têm carreira “solo” =D Nesse vídeo eu me SUPEREI, ficou com mais de meia hora, eu entrei em pânico pensando em como reduzi-lo pela metade, mas quando fui olhar descobri que o YouTube agora deixa eu carregar vídeos com mais de 15 minutos, então aí está, se alguém conseguir me ouvir falando por mais de 20 minutos:


Eu percebi que 2 meses mal saindo de casa me fez precisar de um solzinho mais que nunca…

Comentários:
Eu nããããããão troquei de câmera, continua sendo a Kodak Easyshare de sempre, simples e básica. Mas dessa vez gravei de dia e com o computador desligado, o que melhor e imagem e o som! E eu tava sem maquiagem também (yey!), mas sem chapinha não dá, vocês nunca vão me ver gravando sem chapinha;
O post sobre “Across The Universe” vai sair, gente! Não sei quando, mas sai. Mas é que eu realmente quero que fique bom, então preciso pesquisar mais um pouco;
Ignorem a carinha ouvindo Dancing Queen, eu não sabia como agir nesses segundos que a música durou e fiquei calada.

Os posts da tag “Listening To” dessas bandas citadas que já escrevi foram Elton John, ABBA, Scorpions, Nazareth. Quando eu escrever mais vou editando aqui!

Ah, na hora que citei “Helloween” e pareceu que eu esqueci o que ia falar é porque esqueci mesmo! Só queria citar que minha música favorita deles é “If I Could Fly” (que é a música favorita da Kimberly, hihi). E esse caso do Janick Gers, guitarrista do Iron Maiden, é verdade mesmo, gente. É a pessoa mais famosa que já vi de perto, a 3 metros de distância dando sopa no Minas Shopping, aiai…

Por fim… A nail arte de oncinha eu aprendi a fazer aqui e adaptei com as cores que tenho em casa (ficou assim), e citei a Lud no finzinho porque ela passoooou em medicina e tá indo pro Rio estudar. Uma felicidade sem tamanho que vai deixar uma saudade maior ainda.

LISTENING TO: Scorpions

Em 19.02.2011   Arquivado em Música

Na tag “Listening To” posto sobre bandas/artistas que gosto, mas isso não significa que vocês não possam dar sugestões!! Escolhe uma dessas daqui e pode ser que ela apareça no próximo mês!!

* Um milagre eu postar nessa Tag, tinha esse e mais uns 4 Drafts aqui. Agora vou colocar em dia.
E mais milagre ainda é a banda da vez não vir do Reino Unido!! Porque os Scorpions surgiram em 1965 na ALEMANHA!! Inicialmente formada pelos irmãos Michael Schenker e Rudolf Schenker (ambos na guitarra) e seus amigos Klaus Meine (vocal), Lothar Heimberg (baixo) e Wolfgang Dziony (bateria), porém a formação “final” iniciada em 2004 contava apenas com Meine e Rudolf Schenker do quinteto original, tendo também Matthias Jabs (guitarra), Pawel Maciwoda (baixo) e James Kottak (bateria).

– Na verdade Rudolf e Klaus já estavam “sozinhos” desde a década de 70 quando a banda começou a atingir algum sucesso, mas não desistiram do projeto e continuaram levando adiante e conseguiram muito sucesso na década de 80, participando de festivais e lançando vários albúns. No início dos anos 90 sofreram uma pequena queda quando precisaram reestruturar a banda mas isso não os afetou: em 2000 o álbum “Moment of Glory” teve muita aceitação e músicas favosíssimas como “I’m Still Loving You”, e em 2001 eles fizeram o show “Acoustica” em Lisboa, e eu imagino que esse seja o show mais lindo e conhecido deles.
Em 2010 foi anunciado o fim da banda com o álbum “Sting in the Tail” e shows pelo mundo afora, inclusive vários no Brasil (e tinha BH!!), mas acho que acabaram não acontecendo, ou pelo menos não aqui. Mesmo assim, eles dizem que pretendem rodar o mundo ainda um pouquinho, então a esperança é a última que morre.

* Eu conheço Scorpions desde sempre, assim como todas (!!) as bandas que gosto, porque meus pais – nesse caso meu pai principalmente – é que gostavam dessas bandas e passaram o gosto pra mim. Mas foi ouvir mesmo por volta de 2005 e tinham 2 músicas deles que eu realmente gostava: “I’m Still Loving You” e “Dust In The Wind”. Inclusive fiquei muito chateada por não ir no show de 2008 (e compartilhei isso aqui). Mas ano passado eu comecei a pesquisar mais sobre a banda e suas músicas e acabei conhecendo (e re-conhecendo) várias outras e agora sei que se eles vierem em BH mais um vez vou fazer o possível e o impossível para ir porque eles estão entre minhas 10 bandas favoritas com certeza.

More »