Uma carta para meu eu de 10 anos atrás

Em 25.03.2014   Arquivado em Escrevendo

Oi, Luly! Menina, que saudades que sinto de você… Sério, você nem imagina. Eu sei que essa carta vai te assustar um pouco no início mas não se preocupe porque você nunca vai chegar a ler. Mesmo assim cá estou eu, escrevendo, porque existem certas coisas que sei que preciso te falar.

Antes de mais nada quero dizer que você não vai achar aqui nenhum spoiler seguro sobre seu futuro. Claro que não, não quero mudar nada na sua vida daqui pra frente. Mentira, eu até mudaria uma coisinha ou outra, mas no balanço geral preciso que você siga seu caminho com os imprevistos que vão aparecer e, acredite, você vai criar tantos deles que vai até se assustar com o fato de eu não estar brigando com você.
O que eu preciso que você saiba acima de tudo, Luly, é que você é uma garota INCRÍVEL! Sério, eu não menti quando disse que sinto sua falta. Você é fofa, meiga, uma criança presa aí nesse corpo que tá querendo virar adolescente de vez… Eu não me arrependo nem por um segundo disso aí que você é. Hoje você pode ter vergonha e esconder das suas amigas que seu hobbie favorito (ainda) é brincar de Barbie com sua irmã, mas te garanto que no futuro você não vai se arrepender. Continue sendo essa garota, ok? Querendo ou não você é mais madura do que muitas dessas suas colegas que já largaram as bonecas de lado: você é inteligente, responsável e todas as pessoas importantes na sua vida te adoram, verdade! Ai, eu devia aprender um pouquinho com você e voltar a ser mais assim… Você nunca pronuncia uma palavra feia, não tem nenhum pensamento maldoso, está sempre rindo e de bem com a vida. Olha, prometo que vou tentar voltar a ser um pouco como você daqui em diante, viu?

Esse ano vão acontecer algumas mudanças por aí… Uma delas você vai achar que é ótima, mas vai ser meio sofrida e quando você olhar pra trás não vai sentir falta nenhum. Mas não se preocupa, você vai superar isso, isso e muito mais do que está por vir. E o que tem que coisa por vir… Sua vida vai mudar TANTO nesses próximos 3 ou 4 anos e vai parecer pra você que é impossível que isso seja bom, mas vai. Aguenta firme, Luly, eles vão precisar de você.
Você vai precisar de algumas pessoas também e algumas vão falhar justo nesse momento, triste, né? Mas outras vão estar ao seu lado e vão continuar sempre que você precisar! Te garanto que hoje eu amo essas pessoas mais do que você ama agora. Parece impossível, mas não é.

É uma pena eu não poder te contar como eu sou porque tenho tanto medo que você tente mudar seu caminho… Não quero isso, quero que você possa se transformar em mim como se transformou! Algumas coisas não mudaram sabe… Nós ainda somos MUITO choronas – cada vez piora – e mega românticas. Nós ainda amamos bonecas (Dá pra acreditar? Nessa idade!), ainda assistimos filmes da Disney nos fins de semana e somos viciadas em Harry Potter… Aliás, menina, pode aguardar porque o final da série foi incrível, mal posso esperar pra você descobri-lo! Nós ainda temos o mesmo número de celular, calçamos o mesmo número de sapato e temos praticamente a mesma altura – me desculpa te desapontar, mas você continua pequenininha… Por outro lado eu sou infinitamente menos tímida do que você e apesar dos quilinhos que ganhei mais bonita também! Além disso minha vida é tão mais fácil que a sua que é muita ingratidão minha reclamar dela quando lembro de você. Mais uma vez: parabéns!
E nós somos muito felizes hoje, Luly. As coisas ainda podem melhorar, e vão, mas eu fico feliz que você tenha decidido tomar tantos rumos diferentes. Alguns não deram certo, mas sinto orgulho de você do que você sentiria de mim se me visse hoje.
Você vai perder parentes queridos e vai chorar MUITO, vai descobrir uma profissão que nem sabe que existe e vai se surpreender com ela, vai virar uma Barbie-humana looooira e logo depois ter uma fase metaleirinha (é, menina, dá pra acreditar?) pra enfim virar alguém nada mais do que “normal”, vai continuar usando as unhas compridas apesar de todo mundo falar que você não pode, vai criar MAIS UM blog daqui a uns dias achando que não vai durar nada e, bem, aqui estou eu, usando esse exato mesmo blog pra me comunicar com você.

Espero que eu eu esteja hoje vivendo o futuro que você merece. E espero mais ainda que uma outra Luly escreva pra nós duas daqui a dez anos dizendo a mesma coisa e que a cada década a gente continue gostando uma da outra, mesmo com tantos altos e baixos e sendo esse grupo de uma mesma pessoa que, cá entre nós, é meio maluca, mas vale a pena ser!
Boa sorte, Luly! Você vai precisar mas vai ter muita também. E ainda tem!

Carta para Lulynha

O tema desse post foi o proposto esse mês para a Blogagem Coletiva do Rotaroots e foi inspirado em uma tag do blog Hypeness.

14 coisas para ser em 2014

Em 10.01.2014   Arquivado em Cotidiano

E eis que a primeira blogagem coletiva do ano lá do Rotaroots é essa, simples e maravilhosa: 14 coisas que espero de 2014! Bom, 14 é meu número favorito, sempre foi, então nem preciso dizer que tenho realmente esperanças que esse ano seja um “14 to remember”, e nada melhor do que uma lista de metas pessoais legais para tentar conseguir atingir. Espero que quando eu voltar no fim do ano para checar eu veja que consegui (quase) tudo!
Na verdade eu tenho MUITAS coisas que poderia colocar aqui, mas vamos focar naquelas que vocês podem vir cobrar de mim depois, porque não adianta nada colocar aqui metas malucas que vão além das minhas possibilidades de correr atrás.

14 coisas para ser em 2014

01) Trabalhar bastante é meu principal objetivo de vida. Porque assim eu ganho dinheiro pra conseguir realizar outras metas, oras! Então que 2014 traga um trabalho bem legal pra minha vida.
02) Voltar a estudar. Não importa se num mestrado, num curso qualquer, pra concurso, qualquer coisa, tentar uma nova faculdade. Desde que formei ano passado eu – pasmem – morro de saudades de estudar.
03) Terminar meu livro e, se possível, publica-lo. Estou desde 2010 trabalhando numa mesma história que eu queria muito que as pessoas pudessem ler. E desse ano não passa, quero terminar logo nas próximas semanas pra poder ir atrás de resolver coisas sobre direitos autorais e sair distribuindo ele por aí. Vamos torcer, né!
04) Aprender a dirigir, URGENTE! Isso é uma meta anual desde a virada de 2008 e eu nunca cumpro. Não digo nem tirar carteira, por mais que isso seria o ideal, mas pelo menos aprender pra já deixar isso encaminhado eu preciso, é uma vergonha eu nunca ter pegado num carro na vida.
05) Comprar uma Byul. Ai, gente, quero tanto mais uma bicudinha pra minha coleção… Como não estou com nenhum trabalho fixo não posso sair falando que quero conseguir comprar várias bonecas esse ano, mas pelo menos uma eu queria…
06) Economizar para comprar um notebook, porque meu computador acaba de completar 8 anos de idade e está requisitando a aposentadoria, tadinho. O problema é que eu gosto de coisas duráveis, então pra mim não compensa comprar algo barato pra trocar daqui a dois anos, eu quero uma super-máquina que nem era esse meu quando ganhei, pra durar loucamente também!
07) Me alimentar melhor. Eu sempre comi super bem, super saudável, mas no meio do ano passado comecei a desandar e comer besteira na maioria do tempo (acho que é isso de trabalhar em casa e não ter refeições em horário definido) e só pioro com o passar dos meses. Besteira de vez em quando é bom, mas não quero deixar virar rotina.
08) Fazer algum tipo de exercício físico e eis uma meta que tenho quase certeza que não vou cumprir. Mas deveria.
09) Gravar vídeos mensalmente e ter como editá-los (computador novo, por favoooor). Meu canal no YouTube é super instável, tem épocas que posto, sei lá, 3 vídeos de uma vez e depois fica um tempo parado… Lógico que seria lindo ter tema pra ter vídeos SEMPRE, mas pelo menos um por mês já me satisfaz.
10) Continuar lendo bastante. Eu me surpreendi com o número de livros que li em 2013, achei que tinha sido bem menos. Ainda não é tanto que eu consideraria “ideal”, mas se manter esse ritmo já tá bom.
11) Participar dos 12 meses do Projeto Psiquê, que é um assunto que vai virar post aqui ainda… Resumindo: é um projeto fotográfico pro qual fui convidada e vai durar o aaaaaaano todo, e eu espero que nenhum imprevisto me impeça de realiza-lo!
12) Fazer cadernos artesanais pra vender e se eu não fizer a Mari me mata! Aliás nem precisa ser pra vender não, pode ser pra dar de presente também, sei lá, mas esses cadernos têm que ser feitos!
13) Arrumar meu quarto. Não digo “manter arrumado” nem nada, mas realmente arrumar pra ela parecer um quarto e não um amontoado de loucura!
14) Postar MUITO no blog! Bom, nem preciso dizer mais nada, né? Quero escrever muito, muito, muito, muito!

Top 5: Celebridades que eu queria ser BFF

Em 12.11.2013   Arquivado em Memes e Tags

Minha primeira blogagem coletiva, que alegria, que emoção, que coisa mais linda! Essa semana no Rotaroots o tema das postagens é as 5 celebridades que você queria ser BFF… Dispensa comentários, né? Adorei começar por ela porque fazia tempos que eu não postava um Top 5, e minha seleção foi feita de coração, por mais que tenha ficado MUITO sem noção…

5º lugar: Demi Lovato

Celebridades BFF

Sabe aquela sua amiga bem careta que quase nunca sai com a turma, mas que tá lá pra te dar uns bons conselhos que você dificilmente vai seguir? Pois é, eu seria essa pessoa pra Demi Lovato. Eu confesso que a Demi é uma atriz que gosto muito (como cantora nem tanto) e sinto mais saudades de Sunny Entre Estrelas do que consigo admitir, então seria incrível ter ela na minha vida pra eu falar uns bons ‘eu te avisei” quando ela aprontasse alguma loucurinha ou dar uns sacodes quando ela começasse a se fazer de vítima demais. Fora isso ela saberia da existência da minha Demi, seria madrinha dela e elas tirariam fotos juntas!

4º lugar: Dhani Harrison

Celebridades BFF

Dhani Harrison é a prova viva de que quando a genética é boa deve passar pelas gerações porque ele é realmente um George Segundo. Olha essa carinha fofa, tem como não amar? Mas minhas escolha pelo Dhani foi por outro motivo. Gente, nada melhor do que atender um telefone de uma velho amigo e ter o descendente de um dos Beatles do outro lado da linha! Fora o fato de que além de poder ter sua ilustre companhia nos meus aniversários, ser amigona do peito desse “garoto” me levaria a poder ser amiga também de tanto outros que deveriam entrar nesse Top 5 mas não couberam aqui: Paul McCartney, Ringo Starr e até Eric Clapton.

3º lugar: Yngwie Malmsteen

Celebridades BFF

Ok, agora chegamos num ponto delicado dessa lista em que não poderei abrir muito meu coração pra vocês não me acharem (mais) louca, então vamos nos ater ao básico… Mas é que sinto que mesmo com a enorme diferença de idade eu e “Lars” – olha a intimidade – poderíamos ser BFFs caso eu tivesse algum dote musical relevante. Se existe um cara nesse mundo com o qual eu adoraria pegar dicas sobre a vida artística, aprender a tocar guitarra e fazer um dueto, de verdade, esse cara é ele.

2º lugar: Rupert Grint

Celebridades BFF

Ai, gente… Com esse aí eu casava e vivia feliz pra sempre com filhos ruivos e acordando toda manhã com todo esse sotaque ao meu lado. Mas ok, estamos sendo humildes aqui pensando somente nas amizades, certo? Rupert é pra mim uma escolha indispensável e só perde pro primeiro lugar por motivos óbvios… Porque ele é lindo, ele é fofo, ele é inglês, ele é ruivo, ele é o Rony e ele trabalha bem como ninguém! Só de ele saber da minha existência eu já estaria feliz, imagina então ser alguém relevante na vida? Porque relevante na minha, de certa forma, ele já é. A presença dele nessa lista me faz adicionar ainda que eu colocaria J.K. Rowling nela fácil, mas me sinto desconfortável considerando uma autora de livros como celebridade, acho que são duas palavras que não combinam, então por isso ela ficou de fora.

1º lugar: Elton John

Celebridades BFF

Tava tudo muito bom, tudo muito bem, e eu queria ser MUITO ser amigona dessas quatro pessoas tão diferentes entre si, mas abro mão delas sem nem pensar por ele, pelo meu número um, pelo meu artista favorito, pelo meu ídolo do coração, pelo meu BFF dos sonhos: Reginald Dwight! Queria ser miga mesmo, daquelas que é madrinha do segundo filho (do primeiro foi a Lady Gaga, né, não rola de me comparar a ela), de chamá-lo de “Reg” ao invés de “Elton” e de ver essa pessoa maravilhosa chorando no meu casamento. Queria chegar na casa dele pra brincar com as crianças e ouvir o David me chamando de “Luly” vindo feliz me abraçar por ser uma das pessoas mais queridas pelos dois. Queria saber se ele tá em casa na Inglaterra ou nos EUA, queria oferecer minha casa de hospedagem e ir encontrá-lo cada vez que ele chegasse ao Brasil e ser reconhecida e bem vinda pela banda sempre. Queria fazer sir Elton John feliz, nem que fosse 5% do tanto que ele já me fez feliz na vida!

Acho que eu devia ter escolhido celebridades mais…. Mais com cara de “celebridades” mesmo, mas fui ser sincera e deu no que deu, hahaha! E vocês, quais famosos vocês queriam que fossem seus BFF? Algum em comum com essa minha lista maluca?

Página 9 de 9123456789