The Age of Aquarius

Em 15.02.2009   Arquivado em Música

* Chegou um e-mail no Grupo Yahoo da minha turma de faculdade enviado por uma colega e foi uma PENA que só fui ver agora, porque não deu pra postar a tempo mesmo. Mesmo assim, estou repassando, porque apesar de que não sei se acredito tanto assim nessas coisas, a esperança é a última que morre!!

Alinhamento Aquariano de 14/fev/2009:

No alvorecer do dia 14/fevereiro, dia dedicado à São Valentim nos Estados Unidos e Europa (Valentine´s Day, o patrono e Santo do Amor), a lua em Libra entra na sétima casa dos relacionamentos; Jupiter e Marte estarão alinhados no signo de Aquário na décima segunda casa da transformação espiritual.
Quarenta anos atrás, as palavras intuitivas de uma canção chamada Aquarius, trouxe o alvorecer da Nova Era ao Consciente Coletivo:

“When the Moon is in the seventh house
and Jupiter aligns with Mars.
Then peace will guide the planets
and love will steer the stars”

“Quando a Lua estiver na sétima casa
e Jupiter se alinhar com Marte,
Então a PAZ guiará os planetas
e o Amor varrerá as estrelas”

No alvorecer do dia 14/fevereiro, o Cosmos realmente vai personificar este perfeito alinhamento que irá apoiar nossa manifestação coletiva de Amor e PAZ, no alvorecer da “Era de Aquarius”.

* No resto do e-mail tinha um convite para que durante os 18 minutos que durou o alinhamento, as pessoas fizessem seus pedidos para que essa nova era se concretizasse… Apesar de que no alvorecer de um sábado tá todo mundo dormindo e tudo mais!!

Mas mesmo assim, mesmo sabendo que as coisas não são exatamente como tá escrito e tudo mais, eu queria meio que “repassar” aqui por três motivos:

1- Celebração do Valentine’s Day que foi ontem (e eu fali no Poupée Girl);
2- “Aquarius” é a música favorita da minha avó-materna, e é bem legal porque a da minha mãe é “California Dreamin'” e a minha “Dancing Queen”, que são músicas clássicas que todos que têm o mínimo de cultura musical conhecem, aí são 3 gerações de bom gosto musical!! Eu até liguei pra ela contando…
3- Ah, não custa nada a gente acreditar que a vida pode melhorar, né?? Aliás, podemos fazer MAIS e começar a melhorar individualmente, porque cada um fazendo sua parte já é uma coisa (clichê, mas certíssimo!!).

E na próxima eu prometo um assunto mais empolgante, gente!!
ALIÁÁÁÁÁÁS!! Meninas… Ando querendo fazer posts no assunto “beleza”, sabe, falar de produtos que uso diariamente no rosto (são até muitos), dicas de maquiagens, coisa pra cabelo, estilo e etc… Interessa?? Que tipo de coisa é mais legal de ler?? Me ajudem!!
E meninos… O que eu posso fazer por vocês também?? Hihihi ^^

Refleti sobre uns nostálgicos, falando da minha infância e pré-adolescencia e deixando sempre algum linkzinho feliz com alguma coisa que tem a ver, é egocêntrico ou interessante?? Todo mundo diz aí nos comentários!! Acho que vou fazer uma enquete, viu…

Ouvindo: Some Kind Of Monster – Metallica

– Comentários

Elton John Rio 2009

Em 22.01.2009   Arquivado em Música

* Eu tinha planejado fazer um post sobre a viagem do Rio, esperar um tempo e DEPOIS falar sobre o show, mas quando que vi tantos comentários fofos, mudei de ideia na hora. Quero agradecer a vocês por todas as palavras de incentivo e torcida para que eu conseguisse, e no final das contas comprei as entradas “legalmente” e fui ao show do Elton John no Rio! Tenho muito pra falar sobre ele, então sem muita lenga-lenga… Só aviso pra quem perguntou alguma coisa ler o post, porque vou respondendo a elas indiretamente…

* Nós chegamos ao Rio no sábado à tarde, e até então eu não tinha entradas… Mas a gente ia olhar isso no dia seguinte, porque à noite tinha o show de São Paulo passando na Globo. O que tenho a dizer é que lógico que aquilo não era ao vivo! Bom, confirmamos isso depois, MAS vou deixar isso pro final… No dia seguinte fomos ao Clube do Flamengo (sim, o time de futebol) e COMPRAMOS OS INGRESSOS!

Show EJ
As entradas, que são cartões, coisa linda!

Show EJ
Entradas e os seus “porta-cartões”, que é o que fica de lembrança e tem “instruções” e advertências.

* Nem preciso dizer que foi mais de 24 horas de espera contínua, né? Na segunda feira os portões abriram às 17h, e eu cheguei lá às 18h! Mas aí tinha um vuco-vuco, tinha aberto e fechado depois, tinha casal brigando na entrada, uma coisa de louco! Enfim, abriram de vez, entrou todo mundo, foram várias “paradas” pelo sambódromo, fomos revistados, entregamos as entradas e aí no fim chegamos na Praça da Aponteose. O povo da Pista tinha subido todo pra arquibancada, pra esperar sentado, então tinha pouca gente lá embaixo. Como a divisa da Pista Premiun pra nossa Pista já tava lotada eu me “instalei” na divisória que tinha pra “cabana” do povo da imprensa. Ou seja: se eu me “curvasse” na divisa, na minha frente não tinha ninguém pra tampar a visão do palco, achei que ia ser tampada pelo povão, mas fiquei em um lugar muito melhor que esperava!

Show EJ
Minha visão quase privilegiada do palco

* Às 20 horas (na verdade, pouco mais que isso) James Blunt entrou pro show de abertura! E eu que conhecia só 2 músicas dele e não tava botando fé nenhuma, nossa, achei o show ótimo! Super se esforçou, lógico, ele tava abrindo um mega showzão, foi animado, pulou do palco, surfou no piano dele no maior estilo “I’m in Riooooo”, falou aquelas bobagenzinhas em português que TODO GRINGO fala, nossa, foi bom mesmo. Eu, pra descansar o braço e não ficar “pendurada” na minha divisória de apoio tava vendo pelo telão, mas aí ele cantou “You’re Beautiful”, eu me animei. Depois de músicas, ele anunciou o Elton e teve o “bis”, com “Same Mistake” (nessa parte até a Pista Premium cantou, foi um “auuuuuuuu” comunitário), mais uma musiquinha e acabou. Mas o mais lindo é que ele tirou foto do público, sabe, foi muito fofo! Vou começar a ouvir James Blunt agora!

Show EJ
Minhas fotos ficaram horríveis como sempre… Nessa é a banda toda, ele é esse ponto branco brilhante

Show EJ
O violão no Telão!!

* O show principal tava programado pras 22h, e começou com uma pontualidade que só podia ser britânica mesmo! E aí, gente, ele entrou! Elton John tava ali a poucos metros da minha frente, ah, eu não parava de aplaudir e de rir e de chorar! Ele abriu o show com “Funeral For a Friend/Love Lies Bleeding”, do mesmo jeito que abriu o “One Night Only” que tenho em DVD, e eu SEMPRE disse que era a maneira mais linda de abrir um show! Aí na hora que começou a cantar eu cantava junto e choraava, mas chorava muito, tanto que a moça do Multishow tava entrevistando um povo da minha frente que tava de cartola laranja e aí quando baixou o microfone ela me viu e mandou o câmera me filmar! Eu não vi isso, só percebi que a filmadora parou em mim um tempo e nem liguei, mas meu pai viu tudo e me contou depois… Se alguém viu o show pelo Multishow, SIM, eu era a menina vestida de rosa, com uma trança e o olho inchado!

Aí cada música era mais emoção!! Tiny Dancer foi LINDO, Goodbye Yellow Brick Road teve um fundo incrível, aihn, eu nem sei como dizer! Quando eu conseguia me acalmar ele vinha com mais uma música linda e meu olho enchia d’água de novo! Eu consegui ver TUDO, tudo mesmo, não tirava os olhos dele um segundo, era bom demais pra ser verdade. Quando “terminou” eles nem despediram, simplesmente sumiram do palco. Aí o povo foi começando a ir embora e de repente ele voltou pro bis, tocando Skyline Pigeon e essa foi a HORA MAIS BONITA DE TODAS! Nú! Aí ele anunciou que a última música seria em homenagem à “nova era” que começava no dia (porque já tinha passado de meia noite e já era dia 20) com a posse do Obama e tocou Your Song!! Aiiiihn!! Nessas duas eu não parei de chorar um minuto! Então ele foi despedindo e PEGOU UM DISCO DE VINIL DO CARA DA PISTA PREMIUM PRA AUTOGRAFAR! Ai que invejiiiiiinhaaa! Todo mundo simplesmente surtou nessa hora, foi muito bonito… Gente, sem palavras! Vou mostrar só umas fotos aqui e partir pro fim do post, porque descrever o show é impossível!

Show EJ
Eu e Daninha quando chegamos lá

Show EJ
Telão – ELE!!

Show EJ
Telão – Nigel Olsson, o baterista, meu menbro favorito da banda

Show EJ
Goodbye Yellow Brick Road

Show EJ
Bennie And The Jets

Show EJ
Telão – Autografando o vinil do cara

Show EJ
Hora do bis

Lembrem-se que minha câmera é UMA MELECA, que o zoom dela é mais meleca ainda e que as foto de noite são as piores… Mas, lá no Flickr tem umas outras, incluindo todos os outros membros da banda no telão (exceto o tecladista, não consegui bater dele).

* Só quero falar sobre a exibição que a Globo fez do Show de São Paulo… Gente, as pessoas tem mania de achar a apresentação que foi é melhor, que o do outro lugar foi mais sem graça e tals, MAS ISSO NÃO ACONTECE, porque esses shows são todos iguaizinhos! Lógico, não idênticos, por exemplo, no Rio o Elton falou sobre a influência da música carioca na geração dele, teve a dedicatória do Obama e tals, mas no geral é igual. Então posso afirmar que A GLOBO DESTRUÍU O SHOW! Aquilo foi gravado e editado rapidamente, de forma que eles conseguiram colocar uma legenda feia (BITCH traduzido como FERA?? Custa colocar “CADELA”??) e cortar o melhor! O que tinha 2 horas e meia ficou em pouco mais de uma hora, sem os solos liiiindos de piano, sem as conversas e gracinhas, sem a música inicial e o bis! Não acho errado terem feito isso, porque eles tem pouco tempo pra exibir essas coisas, mas quem não conhece o Elton e viu o show achou que o homem é um saco e, admito, até eu fiquei decepcionada, temendo que fosse assim. Mas, lógico e felizmente, não foi!

Ouvindo: Tinderbox – Elton John =D

Elton John Brasil – Contagem Regressiva!!

Em 17.01.2009   Arquivado em Música

* Queria ter falado sobre isso antes, BEEEM antes, naquela época que fiquei 1 mês sem postar, mas né, não rolou… Depois de quase 14 anos, o astro divino Elton John (leia-se paixão³ da minha vida) está de volta ao Brasil para 2 apresentações! A única vez que ele esteve em nosso humilde país foi em novembro de 1995, para a turnê do albúm “Made in England”. E ele viria em 1992, para “The One”, mas cancelou depois do início da venda dos ingressos, hehehe. Nos dias 17 e 19 de janeiro de 2009, tã-nã: CÁ ESTÁ! Dia 17 em São Paulo e dia 19 no Rio… Primeiro terá um show de abertura do James Blunt às 20h, e ele mesmo entra às 22h (gen-te, desde quando show de abertura dura 2 horas, que horror!!).

* Sir Elton Hercules John (nome artístico), ou Reginald Kenneth Dwight (nome “real”), é um dos maiores cantores, compositores, músicos e pianistas do REINO UNIDO e um dos maiores artistas pop do mundo). Na década de 1970 ele foi considerado o SEGUNDO ARTISTA MAIS IMPORTANTE DA DÉCADA (perdeu apenas para Paul McCartney, super-Beatle-foda-pra-cara…..mba!!). Ele tem mais de 40 anos de sucesso, compondo melodias para as letras que cria junto com seu amigo letrista Bernie Taupin (gênio). Era amigo da Princesa Diana e de John Lennon. É meu grande ídolo daqui até a eternidade!!

* Eu tava muuuuuuuuuuuuuuito chateadinha, porque tinha um bom tempo que eu tinha conversado com meu pai e pedido pra gente ir (já que quando passei no vestibular ele me prometeu um presentão)… Iria eu, ele e a Daninha. Aí os dias foram passando, passou um mês e nada. Terça feira eu não tinha esperança nenhuma de ir e até chorei, gente. Na quarta ele me liga dizendo que tinha um dinheiro inesperado e que ir rodar mundos pra conseguir as entradas. Ante-ontem ligou pra minha prima que mora lá no Rio pra ver se ela conseguia comprar pra gente… Ela ontem de tardinha e disse que estava em busca das entradas, mas depois disso não falei mais com meu pai e nem sei se vou… Estou indo pro Rio depois do almoço, com ou sem entradas. Se ela tiver achado: LINDO, se não a gente procura e se não achar, bem… Eu fico imaginando com que tão as coisa por lá =/

* Mas de qualquer forma indo ou não indo, eu faria esse post de qualquer maneira. Meio baseado em umas ideias que eu tinha desde que ele tinha anunciado um show de graça na praia de Copacabana (que não aconteceu ¬¬”), meio inspirado no post-pré-Madonna da Vivi, vim trazer uma lista de 11 (10 + 1) músicas dele que quero usar de “aquecimento”. Originalmente ia falar de 10 músicas, algumas por serem minhas favoritas, outras por serem as principais, e aí colocar link pra letra e tradução delas. Agora vou incrementar com os vídeo. Let’s go!!

01- Goodbye Yellow Brick Road:

(Letra)(Tradução) Sobre a música: É a primeira por ser minha favorita dele. Foi a primeira música que eu gostei POR SER DO ELTON JOHN, a primeira que gostei depois que passei a amar esse homem. Ela tem uma letra divina com umas metáforas que nos remetem ao Mágico de Oz, aquele que promete mas não fundo não faz nada. Bom, pelo menos é assim que todos que conheço avaliam a música. Escutem, essa é VÉIA, mas mesmo assim, nú, perfeita!

02- Tiny Dancer:

(Letra)(Tradução) Sobre a música: Famosa também por fazer parte da trilha sonora do filme “Quase Famosos” (que eu nunca assisti, só a cena da música), ele escreveu em homenagem à costureira da banda, namorada de Bernie. E eu super me identifico com a letra, aliás, foi o nome da minha versão passada por causa disso!

03- Your Song:

(Letra)(Tradução) Sobre a música: Quem nunca se apaixonou por ela ao assistir “Moulin Rouge”, mesmo com aquele homem estragando com sua voz e letra ligeiramente modificada?? “How wonderful life is while you’re in the world!” Acho que é a mais famosa dele, e é de 1970, sobrevive há quase 40 anos! Sem palavras!

04- I Guess That’s Why They Call It The Blues:

(Letra)(Tradução) Sobre a música: Coloquei aqui porque AMO também! É aquele tipo que se você pegar praticamente qualquer conjunto de 2 estrofes consegue uma baita declaração de amor! Comecei a gostar dela junto com “Tiny Dancer” e se for dedicar a alguém, é pra você mesmo, Gugui!

05- Rocket Man:

(Letra)(Tradução) Sobre a música: Precisa falar? Elton John é conhecido como o “homem foguete”! A gravadora tem o nome inspirado nisso! Tudo dele de importante tem um foguetinho voando atrás! É a marca dele, fim!

06- The Bitch Is Back:

(Letra)(Tradução) Sobre a música: Pra levantar o astral desse post! A letra vulgar e a batida dominante, qualquer uma é bitch com essa… Tenho meio que um carinho por ela porque eu e Portuga íamos canta-la no colégio no fim de 2007, então quero dedicar também pra ele!

07- Can You Feel The Love Tonight:

(Letra)(Tradução) Sobre a música: 99,99% da população mundial já assistiu “O Rei Leão” (aham, o da Disney) e todas essas pessoas babam vendo Simba e Nala na cachoeira. A música é do nosso sir. Elton, foi a primeira dele que gostei na vida, sem saber quem ele era e é a coisa MAIS FOFA! Minha 3ª versão do blog tem o nome ligeiramente baseado nela.

08- Empty Garden (Hey, hey, Johnny):

(Letra)(Tradução) Sobre a música: Foi escrita em homenagem ao mestre John Lennon, amigo do Elton, assim que ele morreu. “Johnny come out to play in your empty garden” não está chamando ninguém pra “brincar” e sim pra “tocar”! Gosto bastante dela porque me lembra meu vô João, que seria John em inglês, porque antes de morrer ele sempre esperava a gente chegar sentado no jardim em frente à casa. ='(

09- Elton’s Song:

(Letra)(Tradução) (um dia eu mesma vou traduzir, juro) Sobre a música: A história do adolescente gay que se apaixona por um garoto mais velho do colégio que nunca irá corresponder esse amor, não só pela idade, mas pela “opção sexual”. Huuum… Em que será que ele se inspirou pra compô-la?? O nome da canção não seria uma dica??

10- Original Sin:

(Letra)(Tradução) Sobre a música: É a letra de música mais viajada que já vi, e a viagem mais bonita de todas. Você precisa ler e re-ler pra poder sentir o que tá ali e quando sente apaixona, FATO! Tive uma época de 2 meses sismada com ela, ouvia o dia inteiro e decorei em questão de pouquíssimos dias. Isso sem contar que o clipe oficial (que eu optei por não colocar aqui) é sobre uma garota apaixonada pelo seu ídolo, hã… ELTON JOHN. Hello-ow, ele é meu egocêntrico favorito!

+1- Someone Saved My Life Tonight:

(Letra)(Tradução) Sobre a música: Eu tinha desistido de coloca-la, até ver o vídeo da primeira vez que ele tocou, em que chorou depois (e da pra ver +/- por esse aí). A música mostra a grande ligação de Elton com Bernie, pois retrata o que ele sentiu ao tentar suicídio e ser salvo por alguém. Mas Bernie foi quem escreveu a letra, e captou esse sentimento. É quase o mesmo que “Tiny Dancer”, EJ escreveu uma letra linda pra dedicar à namorada do amigo e companheiro!

* Então é isso… Amanhã HOJE a Globo irá exibir o show de São Paulo (super quero ver) AO VIVO. Segunda feira é a vez de o Rio de Janeiro recebe-lo, e rezem para eu chegar pelo menos nos portões! O Brasil vai poder ter esse nosso “senhor” já com 61 anos, mas ainda com a voz espetacular, as letras maravilhosas, o sotaque inglês e o estilo, apesar de que ele resolveu cair na real e deixou a peruca e as roupas mais discretos, e trocou as plataformas por sapato social… Mesmo assim tem óculos de sol berrante e muito brilho, muita cor! Ah, é ele: Elton John, primeiro e único!

Ouvindo: Someone Saved My Life Tonight – Elton John =D

Mamma Mia!

Em 20.09.2008   Arquivado em Filmes, Música

O luto acabou, o céu se abriu, o universo se iluminou… Rulfaram os tambores, soltaram as gaivotas, surgiram arco-íris, rosas voam em direção ao infinito e eu, Sistah e Lu fomos no Shopping Cidade hoje e assistimos Mamma Mia!


E pra aqueles que estavam esperando que eu fizesse um post especial pro filme… Sim, estou fazendo um post especial pro filme!!
Mamma Mia!Sinopse I: “Donna (Meryl Streep) é dona de um pequeno hotel e mãe solteira da espirituosa Sophie (Amanda Seyfried), que vai casar. Donna precisa superar o fato de que irá ficar sozinha e convida duas amigas especiais para o casamento da filha, do tempo que era vocalista de uma banda chamada Donna and the Dynamos. Procurando conhecer a verdadeira identidade de seu pai, Sophie convida secretamente três homens especiais.”
Sinopse II: Adaptação para as telas da popular montagem da Broadway sobre uma jovem que acaba de ficar noiva e decide encontrar o pai que nunca conheceu. Isso porque pretende convidá-lo para que ele a leve ao altar no dia de seu casamento. Toda a história é narrada usando famosas canções do ABBA, grupo sueco de enorme sucesso nos anos de 1970.
Trilha Sonora: I Have A Dream; Gimme! Gimme! Gimme! [instrumental]; Honey, Honey; Money, Money, Money; Mamma Mia; Chiquitita; Super Trouper; Dancing Queen; Our Last Summer; Lay All Your Love On Me; Gimme! Gimme! Gimme! (A Man After Midnight); Voulez-Vous; SOS; Does Your Mother Know; Slipping Through My Fingers; The Winner Takes It All; Under Attack” (instumental); Knowing Me, Knowing You” (instrumental); I Do, I Do, I Do, I Do, I Do; When All Is Said And Done; Take A Chance On Me; Mamma Mia (Reprise); I Have A Dream (Reprise); The Name Of The Game.
Dancing Queen at Mamma Mia! O negócio foi o seguinte… A gente ia pro Mangabeiras amanhã denovo e a Lu ia junto… Aí eu ia aproveitar pra pegar minhas encomendas da Avon e o celular antigo dela que nos compramos pra Sistah e pagar tudo, lógico… Mas a Amiguinha tá com o PC meio bichado e o técnico vai lá amanhã e tivemos que adiar e aí a magia aconteceu…
“Mamãe, eu preciiiiiiiiso pagar a Lu, preciiiiiso pegar meu rímel… Por que você não leva a gente no Cidade e aí a gente encontra com ela e aproveita pra… hããã… ver Mamma Mia! néééééé??”
E aí minha mãe super apoiou a causa e lá fomos nós!! E descobri a incrível praticidade que é comprar entradas no caixa lá de débito/crédito!! O que foi uma sorte porque enquanto fui lá, Sistah ficou garantindo lugar na fila e assim que consegui usar o caixa voltei pra me encontrar com ela (e tira-la da fila) os ingressos esgotaram e se a gente tivesse ficado pra comprar pelo caixa “normal” não teríamos assistido… Deus é Pai, amém!! Agora só vou usar esses caixas e serei absolutamente feliz em todos os dias da minha vida.
Aí vimos o filme… Quase dancei dentro do cinema, ficava “mexendo a boca” na hora das músicas…. As vezes me descontrolava e cantava junto!! Meus olhos super-brilharam na hora de “Dancing Queen”, super-pensei no Gugui em “Honey, Honey”… Todas as músicas super se encaixaram nos momentos e não paravam de tocar um minuto… Sem contar que MORRIÉ de rir (Julie Walters, só de olhar pra ela eu comecei a gargalhar) e tive carinho triplicado ao pensar que Björn e Benny no auge dos seus *60 e alguma coisa* anos produziram aquilo.
É… sem mais palavras!!
ALIÁS, ÚLTIMAS PALAVRAS!!
Tirei até foto com o cartaz *__* Hihihi… Taí de ladinho pra vocês verem com muito amor!! E viva o Abba e suas músicas perfeitas!!
No mais… Eu ia colocar fotos das minhas últimas compras e tals, mas tô cansada de digitar e de reduzir imagens… Mas foi basicamente: um chaveiro de celular de sapo que eu queria a muito tempo (mas a magia acabou por causa do que vem a seguir e ele mudou-se pro mural de fotos), rímel da Avon pra salvar minha vida e o *mini-gloss* daqueles de pendurar no celular super lindo da Avon também (Deus abençoe as amigas que vendem Avon)… E mamãe trouxe pra mim 6 imãzinhos de sapinho também pro mural e agora ele é o universo Frogolino mais fowfo de todos!!
Aliás, comprar o chaveirinho fez com que eu completasse o número mágico de 50 (eu disse 50, meia centena) sapos na coleção, sem contar roupas e o mural em si com seus ímãs…
E eu fiquei super tentada a comprar a trilha-sonora do filme na hora que fomos na Leitura, hehehe… Lulynha quando seu cartão de débito está ligeiramente cheio torna-se um periiigo!! Também quis comprar uns ímãs que tinha lá… Um escrito “Artes” pra mim e… heheheh, um escrito “Administração” pro Gugui (ããã… o que ele ia fazer com isso??), mas os ímãs tavam caros e a trilha eu posso terminar de baixar no eMule.
E é melhor eu calar a boca… Beijãozão pra vocês!! Luv Ya, bye!! =*

Ouvindo: Mamma Mia – Abba (éééé… agora é isso, passar o resto do FDS ouvindo tanto as originais do Abba quanto as do filme que eu baixei aqui)

– Comentários

Heavy Metal

Em 21.07.2008   Arquivado em Música

Tinha dias que eu tava querendo escrever esse post, mais um da série “Lulynha também é cultura”. Então, com vocês…

…. O Heavy Metal:

“O heavy metal é um gênero musical que nasceu com base no blues e no rock inglês do final dos anos 60. A partir do Heavy Metal que é um gênero do rock, surgiram outros sub-gêneros (thrash metal, black metal, Alternative metal etc.). O metal se caracteriza pelos riffs marcantes, predominância sonora de guitarras sob o efeito de pedais de distorção, pela amplificação e pelos solos longos e virtuosos.

Sonoramente o heavy metal se caracteriza por riffs pesados, bateria marcada por tons graves, secos e retumbantes, vocais característicos diversos que vão do agudo, agudo melódico, aveludado, rasgado ao grave gutural, e solos de guitarra complexos. As músicas se alternam das mais diversas formas com levadas rápidas, lentas, cadenciadas, ininterruptas, com pausas, sem pausas, com “cavalgadas”, com palhetadas precisas e power chords. O heavy metal é um dos vários subgêneros surgidos a partir do rock and roll. Além dos marcantes riffs de guitarra apresenta como marca a escalas pentatônicas, muito utilizada por bandas como Led Zeppelin, Deep Purple, Black Sabbath. O heavy metal se diferencia de outros gêneros onde se utilizam largamente guitarras distorcidas pela repetição dos riffs e pelo fato da guitarra carregar grande importância na melodia da música, enquanto que em outros gêneros (como punk rock) a guitarra é um instrumento que apenas acompanha a melodia e serve para dar textura à música.

As letras do heavy metal utilizam-se de uma diversa gama de temas que vão de protestos contra elementos repressores da sociedade, ocultismo, satanismo, depressão, tristeza, solidão, raiva, medo, o lado obscuro do ser humano, o bom humor, a alegria, a injustiça, musicalização de contos, poemas, a história de civilizações, momentos ou heróis da humanidade, trabalhos conceituais, o humor, a fuga da realidade, a psicodelia, as experiências com drogas, referências mitológicas e em alguns casos protesto contra religiões opressoras. Há que se notar que apesar do forte estigma carregado de alguns temas obscuros também existem muitas bandas de heavy metal que falam bem de religião, vestindo a camisa do cristianismo ou falando sobre o fim de conflitos pelo mundo. Existem também muitas bandas que simplesmente se abstêm de falar mal de religiões, não tomando partido dessas discussões. É importante notar que existe toda uma visão estereotipada sobre as pessoas que escutam heavy metal. (nota da Luly: essa é a principal questão, o motivo desse post existir) Uma visão estereotipada de que todas as pessoas que escutam esse sub-gênero do Rock estariam/estão eventualmente ligadas ao ocultismo, satanismo ou rituais pagãos, o que não é verdade. Olhando estatisticamente facilmente se observa que existe sim esse tipo de corrente dentro do heavy metal, mas que ele não é a maioria, e que muitas bandas que nada tem haver com esse tipo de corrente são associadas a este pensamento na visão popular, muitas vezes por falta de informação a respeito deste sub-gênero. Encontram-se ainda letras sobre o louvor ao próprio heavy metal e ao rock, como forma de transmissão de paixão pela música.”

Retirado da Wikipédia – acesso em 19/07/2008

Eu tenho total ciência que a grande maioria de pessoas que visitam esse blog não curtem o heavy metal. E eu entendo, porque a menos de três anos eu ABOMINAVA esse estilo… No meu caso, admito, era preconceito. Quero deixar bem claro que não to tentando converter ninguém pro lado “negro” da música, hehehe.
Não é o meu primeiro post onde eu falo disso também, mas é que ultimamente eu ainda meio… “metaleirinha”, acho que é uma palavra pra definir: eu tenho ouvido bastante, mais do que nunca. Mas o mais legal da história é que eu adoro, mas não sou metaleira… Não mesmo!! Quem entra aqui nota de cara!!
Mas era só isso que eu queria ter falado… Queria contar um pouco da história do (provável) estilo musical mais polêmico de todos os tempos…
… e aproveitando o embalo dar uma dica para aqueles que gostam de um dos maiores ícones do heavy metal, o Iron Maiden. Existe um grupo-cover chamado The Iron Maidens e é formado só de MULHERES!! É incrível… Teve um vídeo que realmente me chamou atenção, elas cantando The Trooper (que eu adoooro), vale muuuito a pena assitir!!

E dou créditos totais ao Gugui que fez o favor de me indicar os vídeos e eu fiquei assitindos todos que via pela frente, achei o site oficial delas e ainda contei pra ele tudo que tava descobrindo por lá!! Aliás, esse post não existiria se, no início de 2006, ele não tivesse me apresentado o metal através do Angra que é, até hoje, uma das minhas bandas favoritas.
Guguinho, meu amor… Obrigada (mais uma vez) por isso e por todo o resto!!

Aé… por último quero lembrar que dia 17 o Expresso Rosa fez 4 aninhos e eu troquei layout, etc, etc, portanto passem lá!! Beijão!!
Luv Ya, bye!! =*

Ouvindo: The Trooper – The Iron Maidens’ version

– Comentários

Página 12 de 13«1 ...8910111213Próximo