Alice no País das Maravilhas

Em 10.05.2010   Arquivado em Filmes

Assim como metade da população mundial, eu também fui conferir “Alice de Tim Burton” no dia primeiro. A gente ia antes, na estréia, mas enfrentar cinema de madrugada com um bando de gente gritando na nossa cabeça não tava encaixando bem nos planos, aí ficou assim mesmo. E não fomos no 3D porque além de ser muito caro eu ouvi MAIS DE UMA pessoa falando que não valia muito a pena. O objetivo era ver a adaptação e não participar dela.

Alice no País das Maravilhas Sinopse: “A trama será uma espécie de sequência do clássico original: Alice (Mia Wasikowska), aos 19 anos, vai a uma festa vitoriana e descobre que está prestes a ser pedida em casamento perante centenas de socialites. Ela então foge, seguindo um coelho branco, e vai parar no País das Maravilhas, um local que ela visitou há dez anos, mas não se lembrava.”
Elenco: Mia Wasikowska, Johnny Depp, Helena Bonham Carter, Anne Hathaway, Matt Lucas, Crispin Glover, Geraldine James, Alan Rickman, Timothy Spall , Michael Sheen, Christopher Lee, Eleanor Tomlinson, Stephen Fry, Imelda Staunton.

Comentários: Bom, o que eu poderia dizer de um filme de Tim Burton, todo colorido, cheio de personagens que todo mundo já adora e com o mesmo elenco de sempre? Simplesmente que o visual é lindo, apesar do roteiro fraco! Uma nova história, mas mesmo assim fiel ao “Alice clássico”. Eu já sou fã de carteirinha de Helena Bonham Carter e Anne Hathaway, mas dessa vez elas se superaram! Duas rainhas maravilhosas, divertidas, diferentes, queria ser a rainha-mãe das duas! Tem Johnny Depp que está fazendo aquele papel tradicional dele mesmo, os trejeitos de SEMPRE, é a versão Chapeleiro Maluco do Jack Sparrow, bem “mais do mesmo”. Vou confessar que esse pseudo-romancinho dele com a Alice me desagradou. Achei forçado, só pra ter romance, sem noção! E meu eterno favorito, Cheshire… TCHUCO! Toda vez que ele aparecia eu e Lili fazíamos um “ooown”, hihihi. Ficou a coisa mais linda desse mundo, ele!

Acho que visualmente ele tem muito mais apelo do que com a história em si, mas gostei que teve “final feliz” pra todos os personagens “do bem”. Na história da Alice mesmo o final feliz é só dela, nesse o bem vence o mal e todos ficam felizes. Mesmo com o roteiro meio chato achei o cenário lindo, fotografia linda, figurino lindo, tudo lindo!