Lookbook: Pink is the new black

Em 24.11.2017   Arquivado em Moda

Sempre que vou a uma festa legal, seja casamento ou sabe-se lá mais o que, penso “Vou tirar foto pro Lookbook, certeza”. E nunca tiro. A verdade é que eu acabo ficando com preguiça e fica por isso mesmo. Mas dessa vez eu decidi que não ia deixar passar e de fato não deixei! Minha prima (e participante do The Voice Kids 2017, hihihi) Laura comemorou seus 15 anos completados há dois meses agora em novembro, então lá fomos nós bem chiquérrimos cantar um “Parabéns pra você” numa festa linda e cheia de lagriminhas de emoção em ver nossa ex-bebê grandinha dançando valsa. E pra essa ocasião resolvi que ia tirar meu vestido favorito do armário pela milésima vez, senta que lá vem história…

Em 2004 começaram as festinhas de 15 anos na escola e eu nunca era chamada até que um dia, de repente, uma colega me entregou o convite. Fiquei TÃO FELIZ que minha mãe me deixou matar aula um dia pra ir comprar comigo um vestido. Experimentei vários, mas o rosa choque que era meu favorito, mesmo que tivesse um pouco largo, e mais: ERA O MAIS BARATO DELES! Eu queria ele tanto que o pessoal da loja mesmo apertou e coube perfeitamente. Usei não só naquela festa festa, mas também em outras no ano seguinte, casamentos de parentes, formatura e alguns anos depois até nos aniversários de 15 anos das amigas da minha irmã. Já perdi as contas de quantas vezes e não estou nem aí dessa repetência insistente porque sou apaixonada por ele, queria fazer versões de várias cores para usá-lo para todo o sempre mesmo quando todas as pessoas presentes já estiverem cansadas dele. Ele é especial, então o look por inteiro se torna especial.

Mas vejam bem, PRA VARIAR eu fiquei enrolando pra tirar as fotos! A ideia era fazer isso no salão de festas, com tudo iluminado, mas sabe como é… A gente come, conversa e dança, isso acaba saindo da lista de prioridades. Sendo assim essas fotos foram tiradas depois que voltei pra casa. A fotógrafa (minha irmã, no caso) já tava com sono, o cabelo tinha saído do lugar, a luz não era das melhores, os cílios já estavam soltando e a sombra já tinha formado uma olheira falsa debaixo dos olhos, fora a natural que não estava coberta mais. Então deem um desconto aí na qualidade final das imagens, ok? No mais, o batom é o “Misses Mia Wallace” da Urban Decay (Lindo! Amado!), parece vinho mas na verdade ele é vermelhãozão. Nos pés um dos pouquíssimos saltos que tenho, a bolsa um pouco grande pra esse tipo de festa porque eu preciso carregar a casa toda comigo e tanto cabelo quanto maquiagem fiz aqui em casa mesmo, sozinha, porque um pouco de auto suficiência é sempre bom!

Lookbook: Pink is the new black

Descrição das peças no Lookbook!

E agora… TÚNEL DO TEMPO DO VESTIDO COR-DE-ROSA! Não tenho registros daquela festa em 2004 porque, pra ser bem sincera, eu não tinha amigos na época e não tirei foto por lá. Também ficarei devendo a última mais recente, em 2010. Ma-as, ainda assim, podemos comparar algumas Lulys usando o bonito! Em 2005 aos 15 aninhos, uma magreleza descalça no casamento de uma prima – e um cabelo precisando desesperadamente de um corte. Depois em 2007, após de ter chegado da minha formatura do Ensino Médio, porque sim, ele teve seu momento de protagonismo. DEZ ANOS SE PASSARAM, mas acho que fica muito melhor que na época, cá entre nós!

Lookbook: Pink is the new black

No meu monitor a cor do vestido nas fotos do look tá bem escura, quase vinho, mas resolvi não ajustar porque fiquei com medo de estragar a imagem pras outras pessoas. Na foto comparativa com as antigas, porém, acabei vendo até onde podia ir na “Photoshopada” e a cor nessas três está bem mais fiel à realidade!

Lookbook: Band On The Run

Em 19.10.2017   Arquivado em Moda

Entre as vantagens de fazer esses posts de Lookbook está o fato de que posso adiantar o assunto do qual ainda não tive forças para escrever com a roupa que usei no dia… Que é o que está acontecendo nesse momento porque a adrenalina do show do Paul Mccartney na turnê “One on One” em BH ainda não baixou o suficiente para conseguir fazer isso sem chorar! Gente, foi MARAVILHOSO! Num nível que é preciso criar uma nova expressão pra definir, “espetáculo” é pouco. Mas tô me adiantando, né? Vamos manter o foco aqui…

Na verdade quando eu ganhei o ingresso de presente (Dani, Pati, vocês são INCRÍVEIS!) já planejei comprar alguma “brusinha” bem linda de alguma banda de rock que gosto muito que fosse digna de um evento desse, mas infelizmente não tive jobs o suficiente pra isso no último mês e não rolou. Sendo assim parti pro maior estilo basicão confortável fresquinho. São horas de espera na fila, dentro do estádio e durante a apresentação, né? Num dá pra ir de gala! Então apostei na minha jardineira querida. Eu tenho ela desde 2007 e teve uma época que não usava nunca porque estava apertada, mas após esses quase 10 quilos perdidos involuntariamente tá uma beleza, até sobre Luly aí dentro! Por baixo uma camiseta quase pelada e o resto tentando dar um toque cor-de-rosa por motivos de melhor cor do planeta!

E agora escrevendo aqui percebo que essa jaquetinha também tem mais de uma década de vida… Tô bem Cher meets Meryl Streep na preservação das minhas peças de roupa, ainda bem! Vou confessar que eu nem vesti isso, a temperatura ambiente não deixava, levei mais pro look sair legal mesmo. Quem nunca, né? No cabelo uma trança pra aguentar o sol infernal, nos pés os tênis mais confortáveis do mundo e a bolsa nem era pra aparecer porque não combinava com nada, só foi escolhida por caber tudo o que eu precisava, mas como acabou ficando de coadjuvante no cantinho deixei aparecer. O batom é um daqueles de sempre: MAC Red, da Mac, meu grande favorito. Eu queria ter ido de Ruby Woo, mas a Arwen, minha gata, escondeu o meu em algum lugar um dia desses e ainda não tive o insight de qual o lugar certo pra procurar…

Descrição das peças no Lookbook!

Agora vocês que também fazem posts assim, seja no blog, Instagram e Lookbook: COMO INOVAR NAS POSES, GENTE? Caraca, eu simplesmente não consigo! Quando não é a mãozinha na cintura, quase inevitável, é a perninha dobrada. Essas fotos tão um exemplo claro disso: tanto a disposição dos pés quanto a das mãos se repetiu em duas delas, cada, ai, ai, ai…

LookBook: Grl Pwr

Em 07.08.2017   Arquivado em Moda

Então… Leeeeembra quando eu contei no post de Lookbook passado que não tinha resistido e trazido não só uma, como DUAS *brusinhas* de estampa feminista entre as várias que estavam sendo vendidas na C&A? Pois bem, hora de mostrar a outra! Essa foi na verdade a primeira delas que vi e já peguei o cabide sem nem pensar. De cara, claro, o tema, que era justamente o que eu estava procurando no dia, mas não foi só isso… Na verdade eu achei ela MUITO FOFA! Os símbolos bonitinhos e escritos pequenininhos formam uma padronagem muito delicada e nas cores que eu mais gosto na vida, que são rosa e preto!

(Na verdade, verdade mesmo num tem nada de rosa aí, né! Isso é bordô, mas é um bordô rosado, quase “rosa escuro”, é igualmente lindo e eu gosto, então me deixa!)

Como eu já disse, não sou muito chegada en roupa branca e evito ao máximo, mas há casos onde a exceção se torna necessária, não é mesmo? Esse definitivamente foi um deles. Sem contar que ela tem um tom que puxa mais pro bege bem clarinho, então tá tudo certo! Pra combinar as boas e velhas “disco pants” com a cor certinha pra ocasião, colarzão, uma camisa amarrada na cintura pro caso de sentir frio, sapatilhas confortáveis e, claro, uma necessidade absurda de sol! SOCORRO, QUE BRANQUELEZA NESSES PÉS! Dá até vergonha, mas rolou uma preguiça de fazer bronzeamento artificial via Photoshop e vamos ter que lidar com isso, vida que segue.

Descrição das peças no Lookbook!

E é isso, gente, não sei mais o que dizer! Finalizar post de look é sempre muito difícil… Gostaram? Num gostaram? Disfarcei bem as olheirinhas? Alguém mais viu essas blusas sendo vendidas e correram pra comprar? Preferem essa ou a outra? Conta aí nos comentários!

Lookbook: GRL PWR
Uma olhada mais de pertinho (e fora de foco) de como a padronagem dela é linda!

Lookbook: This is what a FEMINIST looks like

Em 04.08.2017   Arquivado em Moda

Vamos começar esse post com mais uma história de conquista pessoal boba que traz pequenas alegrias pro nosso dia-a-dia. Há alguns meses atrás vi no SnapChat uma amiga com uma roupa preta escrito “FEMINIST” em rosa e corri pra perguntar de onde era, fiquei apaixonada. Ela me disse que comprou numa loja de fast fashion (que não direi qual porque é “concorrência” da que citaremos aqui), então fui lá procurar e… Não tinha mais! Fiquei chateadinha, mas vida que segue, tem outras blusas, a gente supera. tá tudo ok. Eis que essa semana enquanto matava um tempo no shopping entre um compromisso e outro resolvi voltar lá pra ver se num dava sorte, não dei, fui em outra, não dei de novo, até que por fim fui rodar pela C&A… E mais uma vez foi lá que achei tudo o que estava procurando e ainda não sabia (e que merece vir pro Lookbook, né)!

Ano passado foi o maiô dos sonhos, nesse um moletinho praticamente feito pra mim… E agora eles estão com UM MONTE de blusas e roupas de frio com essa temática “Girl Power”, era até difícil escolher! Peguei um monte delas pra levar pro provador e jurei que ia ficar uma só porque as coisas estão $difíceis$… Mas não deu, gente, vieram duas! A segunda, mais fofinha, vou mostrar num próximo look, mas a primeira foi a favorita e já precisei vestir assim que possível porque sou dessas!

Descrição das peças no Lookbook!

Eu não sou muito de usar roupa branca, não gosto mesmo, mas a gente abre exceções em ocasiões especiais assim, né? E o preto junto é lindo, compensa tudo! Junto vemos uma calça bandagem porque as minhas jeans continuam não servindo direito (vou mandar apertar tudo!) e All Star porque senão ficava séria demais e gosto mais de ser casual, né? Tentei colocar um colarzinho, mas todos os legais tampavam a estampa e o objetivo aqui é esfregar essa palavra na cara das pessoas o máximo possível, justamente para que elas parem de ter tanto medo dela…

Lookbook: This is What a FEMINIST looks like
Uma Lulynha bem felizinha com sua aquisição – essa foi pro Instagram!

Lookbook: This is What a FEMINIST looks like
E outra Lulynha bem felizinha =D

Lookbook: This is What a FEMINIST looks like

Lookbook: Where the streets have no name

Em 24.05.2017   Arquivado em Moda

Há uns meses atrás postei no Lookbook fotos com uma *brusinha* que amo da Miallegra, uma marca carioca cheia de coisas lindíssimas com preços o mais acessível possível… E eles estão de volta nessa de porco espinho estilosão super fofa e “compridinha” na roupinha que vesti esse domingo! Ainda tô seguindo a linha de usar bastante calça cirrê com blusas mais larguinhas e compridas pra disfarçar minha magreza, no caso não deu muito certo mas tinha bota, moletinho amarrado na cintura, colar de câmera e mochila maravilhosa da bandeira do Reino Unido emprestada do Gil, tá estilosinha, tá urbaninha, valeu o registro!

Inclusive foi Gil que tirou as fotos e ele tem um sistema muito falho de usar o Stories do Instagram pra que elas não fiquem tremidas, OU SEJA, a qualidade ficou bem questionável. O recado pra ele, na verdade um conselho, é que pare com isso e passe a aprender a usar a câmera, e o pra vocês é que finjam que tá tudo bem, fiquei fofa na última então isso que importa, né?

Descrição das peças no Lookbook!

Além disso temos Praça do Papa como “cenário”, o que é sempre lindo e válido! De novo de batom Vinhex e delineador Marrolino da Quem disse, Berenice?, ambos apareceram entre os meus Favoritos de Abril e se rolasse um vídeo desse em maio ia ser repeteco, certeza! O rabo de cavalo foi naquele básico truquezinho nosso de cada dia pra disfarçar a sujeira do cabelo… Quem nunca, não é mesmo?

Gente, nos últimos dias tô com uma alergia bizarra que não sei de onde veio e até quando vai durar. O anti-alérgico me deixa bem dopada, tem vezes que não consigo ficar em pé, então desde já peço desculpas por qualquer eventual besteira que tenha dito nesse post, ou mesmo pela má qualidade do mesmo. Quando melhorar eu volto direito!

Página 3 de 101234567... 10Próximo