Yellow Submarine

Em 10.05.2011   Arquivado em Filmes, Música

Yellow Submarine Yellow Submarine *****
Elenco: John Lennon, Paul McCartney, George Harrison, Ringo Starr, Paul Angelis (voz), John Clive (voz), Dick Emery (voz), Geoffrey Hughes (voz), Lance Percival (voz)
Direção: George Dunning
Gênero: Animação/Musical/Fantasia
Duração: 90min
Ano: 1968
Sinopse: “A história do desenho animado sobre Pepperland, um paraíso situado a oitenta mil léguas submarinas cercado de cor e música. Os Blue Marines atacaram Pepperland para acabar com a música. Os Beatles embarcam no submarino amarelo com o intuito de salvar Pepperland. Até chegarem a Pepperland, viajam passando por The Sea of Time (onde cantam “When I’m sixty-four”) The sea of science (onde cantam “Only a Northern Song”), The sea of Monsters, The sea of nothing (onde cantam “Nowhere Man”) e The sea of holes. Ao final os Beatles tocam imitando a Sgt. Pepper’s Band e devolvem a música, a cor e a alegria a Pepperland. O álbum com a trilha sonora foi lançada 6 meses após o filme. E continha somente algumas músicas presentes no filme e mais as composições de George Martin.”
Comentários: Opinião de Beatlemaníaca vale?? Espero que sim!!
Como tudo que esses meninos fizeram nesses maravilhosos 10 anos da banda o filme é psicodélico, meio surtado e tem uma mensagem meio “não usem drogas, crianças, ou ficarão assim um dia”. Mas é ao mesmo tempo FANTÁSTICO!! Uma história baseada nas músicas do album “Yellow Submarine” (só tem 1 musiquinha que não é do álbum), cheia de frases sem sentido e imagens então, nossa, nem se fala!! Mas se você é fã e se gosta de animação, VALE A PENA!! É engraçado mesmo sendo completamente nada-com-nada, o visual é todo bonito e alegre e, claro, a trilha sonora é mais perfeita impossível.
Ah, não são eles que dublam a própria voz, tá gente!! Eu também pensei que seriam, mas foi só o Ringo abrir a boca que percebi que não. Mas eles aparecem no final em carne-e-osso e é a parte em que chorei. Lindos!!
Melhores Cenas: Como decidir isso?? É como escolher entre um dos filhos, entre os pais, entre Coca Cola e internet!! hehe Mas teve UM MOMENTO em especial, uma pequena frase que eu ri desesperadamente nas duas vezes que assisti e que virou jargão aqui em casa: “I do not miss Ringo”. Muito bom!! Adoro as frases se noção do filme.
Das cenas de música a que mais gostei foi “All You Need Is Love”. Não queria que acabasse. E fiquei triste demais que “With A Little Help From My Friends” só tocou pouquinho.
– E, claro, carinho especial pela cenas final em que meus meninos aparecem e tem reprise de “All Together Now” que eu amo!! Aliás, amo tudo o que tem a ver com esses quatro caras incríveis.
Trailer:

Trailer OFICIAL de “Harry Potter e as Relíquias da Morte – Parte 2”!!

Em 28.04.2011   Arquivado em Filmes, Harry Potter

RdM-pt2Eu sou uma moça de família, fina e educada, uma Lady. Mas em uma situação como essa só consigo achar três mágicas e maravilhosas palavrinhas pra descrever:

PUTA QUE PARIU!!

– Pessoal do Potterish, eu AMO vocês!! Obrigada por disponibilizar essas coisas assim, com legenda e tudo, e ainda com códigozinho pra eu colocar aqui no blog e surtar até a morte. Eu juro que achei que minhas pernas iam cair de tão dormentes. Meu coração parava e dava UM PULÃO de repende, minhas mãos tremem até agora e eu fiquei bem uns 10 minutos sem conseguir produzir qualquer tipo de som. É isso aí, minha gente, depois de anos de dedicação, amor, devoção e fanatismo, temos anunciado hoje, 28 de abril, o fim de uma era sem precendetes. Nunca houve nada antes que se comparasse a Harry Potter, e nunca haverá nada depois.

– O começo, mostrando imagens isoladas, tocando “nossa música”, como se nada precisasse ser dito (mas é que realmente não precisa, né minha gente!!). As cenas, textos jogados, os personagens que tanto amamos e que, quando vemos, lembramos seu muito triste ou muito feliz fim. E aí a gente grita, a gente ri, a gente se emociona, a gente chora. 15 de julho de 2011 será o dia mais bipolar da minha vida, porque ao mesmo tempo que eu vou estar MUITO ARRASADA em ver que não tenho mas nada para me consolar, vou estar feliz em lembrar, pra sempre, que “tudo estava bem”.

.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.

(é, não publiquei ainda, mas vou fazer isso agora. Só esperem eu parar de tremer e chorar!!)

1º Sneak Peek de “Harry Potter e as Relíquias da Morte – Parte 2”

Em 20.03.2011   Arquivado em Filmes, Harry Potter

Só eu que estou a surtar?? hahaha Quando vi tive que tampar a boca pra não gritar e fiquei rindo, tremendo e chorando, tudo ao mesmo tempo.

Saiu quinta feira na ABC family, e o vídeo eu “roubei” do Potterish, que sempre coloca as coisas on line na velocidade da luz!! Dá pra ver tanta coisa, algumas você percebe o que é, outras não e depois de ver 5 vezes vai percebendo mais e vê até Fred morto de relance =(
– Mas agora que a euforia passou a gente pensa de maneira triste que é a “última primeira prévia”… 15 de julho vai ser emocionante em todos os sentidos possíveis!!

Gnomeu e Julieta

Em 09.03.2011   Arquivado em Filmes

Gnomeo & Juliet

Gnomeu e Julieta (Gnomeo & Juliet) *****
Elenco (vozes): James McAvoy, Emily Blunt, Ashley Jensen, Michael Caine, Matt Lucas, Jim Cummings, Maggie Smith, Jason Statham, Ozzy Osbourne, Stephen Merchant, Patrick Stewart, Julie Walters, Hulk Hogan, Kelly Asbury, Richard Wilson, Dolly Parton, Julia Braams, James Daniel Wilson, Tim Bentinck, Julio Bonet, Neil McCaul, Maurissa Horwitz
Direção: Kelly Asbury
Gênero: Animação
Duração: 84min
Ano: 2011
Sinopse: “Gnomeu (James McAvoy) e Julieta (Emily Blunt) são anões de jardim cujas famílias são vizinhas e rivais. Um dia eles se apaixonam, para desgosto dos familiares. Para ficarem juntos, eles precisarão enfrentar diversos obstáculos.”

Comentários: Quando fiquei sabendo pela Lili que tava pra lançar um filme cuja trilha sonora era feita basicamente de músicas do Elton John e mais, que era uma versão fofinha de Romeu e Julieta, eu surtei. Comecei a procurar sobre o filme e vi que sairia em cartaz na sexta feira, dia 4. E aí no sábado nós já estávamos já dentro do cinema assistindo. E valeu a pena porque é lindíssimo, super recomendo! Foi meio triste porque só tinha dublado e eu queria ouvir a voz de Maggie Smith, Ozzy Osbourne e Julie Walters, e era 3D, que além de eu não gostar muito e ser caro, foi absolutamente desnecessário nesse filme, não teve nada de especial. Mas agora parece que tudo tem que ser em 3D, vai entender o motivo, então…

Achei fofíssimo! Adaptou a história de Romeu e Julieta de forma super criativa, os adultos se divertiam até mais que as crianças. Sem contar as músicas do Elton John são perfeitas em suas versões originais e nas novas para o filme, como “Crocodile Rock” junto com a Nelly Furtado, ficou bem gostosa e a gente ficou dançando e aplaudindo junto comum cara que tava na cadeira de trás do cinema.

Melhores Cenas: Eu ameeeeeei a Ama da Julieta, que no filme se chama Nanette e é uma sapa. Muito engraçadinha! A cena de “Your Song”, em que ela se apaixona de vez pelo Páris e vê ele como se fosse o Elton John foi minha favorita, porque ficou igualzinho, com óculos rosão e os dentinhos da frente saparados. Amor puro!
Gostei do final também, afinal é um filme infantil, e ver os dois gnominhos fofos “morrendo” no final seria MUITO triste. O próprio Gnomeu, que bateu um papo com a lápide do Shakespeare antes, disse que a versão deles é bem melhor!

Trailer:

Across the Universe

Em 03.03.2011   Arquivado em Filmes, Música

Across the Universe Across the Universe *****
Elenco: Evan Rachel Wood, Jim Sturgess, Joe Anderson, Dana Fuchs, Martin Luther, T.V. Carpio, Spencer Liff, Lisa Hogg, Nicholas Lumley, Michael Ryan, Angela Mounsey, Erin Elliott, Robert Clohessy, Curtis Holbrook, John Jeffrey Martin, Bono
Direção: Julie Taymor
Gênero: Musical
Duração: 133
Ano: 2007
Sinopse: “Nas letras das canções mais famosas do mundo existe uma história que nunca foi contada… Inusitados encontros proporcionam a Sadie, JoJo, Prudence e aos irmãos Lucy e Max, singulares experiências que não aconteceriam se não fosse a iniciativa do jovem estivador Jude (Jim Sturgess) de deixar Liverpool em busca do pai, um ex-soldado que constituiu família nos Estados Unidos. Across the Universe é um musical revolucionário de rock, com amores, diferenças ideológicas, sociais e belíssimas canções que recria, com delicadeza e psicodélica criatividade, a América do turbulento período do fim da década de 60.”
Comentários: Que filme MARAVILHOSO. Se eu soubesse que ia resolver comprar o Dvd não teria postado o top 10 filmes favoritos em dezembro, porque esse com certeza tirou um daqueles da lista!!
Desde que eu soube que Across The Universe “existia” queria assistir, mas na época não gostava muito de cinema. Ainda assim, desde então estava sempre visitando o site oficial (que é fantástico), olhando, ouvindo os pedacinhos das músicas. Quando foi em janeiro eu decidi parar de enrolar e comprar o Dvd logo de uma vez e fui assistir cheia de espectativas assim que chegou (no inicinho de fevereiro). E eu fiquei simplesmente APAIXONADA!! Não só por ser somente composto de músicas dos Beatles e remeter à vida e carreira deles a todo momento, mas principalmente pela história, composição, união das músicas aos momentos e beleza estética mesmo: mesmo os ambiente “feios”, que compõe grande parte do cenário, são todos MUITO LINDOS!! Uma das críticas que li dizia que é o tipo de filme que você assiste várias vezes como se estivesse ouvindo um dos seus álbuns favoritos, e isso aconteceu comigo, porque simplesmente não me canso dele.
– O filme conta a história de Jude, interpretado por Jim Sturgess, que é lindo e fica mais ainda cantando ou falando com aquele sotaque maravilhoso que eu aaamo. Ele vai de Liverpool, onde mora, aos EUA atrás de seu pai biológico, mas acaba conhendo Max e aos longo dos tempos outras pessoas que compõe a história: Jude se apaixona pela irmã do Max, Lucy, eles fazem amizade com a cantora Sadie, que encontra um novo guitarrista, JoJo e por fim acolhem Prudence. E aí a história vai se baseando em Max sendo chamado para servir na guerra, o desepero de Lucy e os conflitos internos de cada personagem. Lógico que, como um musical, foi escrito para se adequar às músicas, porém existe uma HISTÓRIA ao longo do tempo e é fascinante!! Dizem que 90% das músicas foram gravadas na hora, sem dublagem, e eu não consigo ver como eles fizeram isso, muito fantástico mesmo.
Melhores Cenas: As cenas que mais gostei foram “I’ve Just Seen a Face” e “If I Fell”, que são as que mostram que Jude está apaixonado pela Lucy e vice-e-versa. Mas tiveram outras que me encantaram também MUITO e eu não queria que acabassem, como “Because”, “Strawberry Fields Forever”, “Across The Universe” e “Hey Jude”, que é uma música que amo (me arrisco a dizer que pode até ser minha favorita dos Beatles, e olha que eu não sei definir isso) e que ficou incrível.
Mas o mais legal em ser fã deles não é só ouvir as novas versões das músicas, mas perceber os momentos em que eles são citados. A gravadora da Sadie, por exemplo, cujo logo é um morango, fazendo referência à Apple Records, e o filme termina com um show no telhado da gravadora, assim como a última apresentação dos “meninos de Liverpool”. Além disso são VÁRIAS outras coisas, umas que li e outras que fui percebendo, há referências físicas ao John Lennon a todo momento, por exemplo, e o clipe de “Strawberry Fields Forever” me lembrou o original, assim como “A Little Help From My Friends”, que não lembra o original mas sim um outro da banda que não me lembro qual. Isso acontece O TEMPO TODO. E claro, tem o nome de todos os personagens, sejam eles principais ou secundários: todos foram tirados de músicas dos Beatles também!!
– Mas já que falei das melhores, tenho que confessar e citar a pior… Agora quando re-vejo o filme sempre pulo a da música “Being For The Benefit Of Mr. Kite”, achei beem chatinha!! E a da “I Am The Walrus”, cantada pelo Bono, é legal, mas muito berrante e as vezes cansa. Inclusive essa cena foi considerada uma das mais bizarras da atualizade, segundo li na Wikipedia. Inclusive é legal ler o artigo de lá sobre o filme porque tem muita informação que quem não é fã não vai entender, e lá cita. Eu percebi algumas, mas tiveram umas 2 que quando li lá achei muito fantástico.
Trailer: Que é quaaase tão lindo quanto o filme. Mas eu lembro vagamente de quando assisti pela primeira vez e acho que passa uma ideia meio errada da história. Não sei ao certo qual porque mesmo assistindo denovo eu já sei o que tudo aquilo representa então não adianta:

Página 9 de 18«1 ...5678910111213... 18Próximo