Walt nos Bastidores de Mary Poppins

Em 21.03.2014   Arquivado em Disney, Filmes

Walt nos Bastidores de Mary Poppins Walt nos Bastidores de Mary Poppins (Saving Mr. Banks) *****
Elenco: Emma Thompson, Tom Hanks, Colin Farrell, Paul Giamatti, Jason Schwartzman, B.J. Novak, Michelle Arthur, Bradley Whitford, Kathy Baker, Melanie Deanne Moore, Ruth Wilson, Ronan Vibert, Rachel Griffiths, Andy McPhee
Direção: John Lee Hancock
Gênero: Biografia
Duração: 125 min
Ano: 2013
Sinopse: “Walt nos Bastidores de Mary Poppins (Saving Mr. Banks) é um filme baseado em fatos reais, que mostra como foi a produção do clássico Mary Poppins (1964). A trama acompanha como foi a batalha entre Walt Disney (Tom Hanks) e a escritora australiana Pamela Lyndon Travers (Emma Thompson), que durou 14 anos, onde Walt tentou de todas as maneiras persuadir a famosa escritora a vender os direitos da adaptação para os cinemas de Mary Poppins, que teve oito livros publicados. Depois de muito tentar, Walt conseguiu os direitos para a adaptação, mas Travers odiou o resultado final do filme e proibiu Walt a fazer qualquer tipo de sequências.” (fonte)
Comentários: Meu Deus do céu que filme LIN-DO! Lindo, lindo, lindo, chorei durante todas as duas horas de duração dele! No dia em que vi que esse filme estava sendo produzido comecei a esperar ansiosamente pelo lançamento dele e fui logo na estreia porque eu tinha que ver se corresponderia a todas as minhas expectativas e foi maravilhoso sair de lá sem um pingo de decepção, é muito bonito mesmo!
O filme conta a história da produção do filme “Mary Poppins”, da Disney, a partir do momento em que a autora P. L. Travers sai da Inglaterra para ir para os EUA decidir de vez se daria ou não à Walt Disney Productions os direitos para que o filme fosse feito. Em paralelo vai mostrando a infância da autora em uns flashbacks bem bonitos e tristes que aos poucos explicam bastante alguns aspectos da história. E aí enquanto Walt Disney e seus funcionários tentam de tudo quanto é jeito agradar a autora pra conseguir os direitos sem tirar do filme a “magia Disney” ela vai se mostrando uma moça durona, mas com sentimentos e traumas como qualquer outro ser humano.
É legal ver esse filme porque mostra bastante as coisas pelo ponto de vista da “Pam” Travers (se ela me visse escrevendo isso viria aqui pessoalmente me estrangular) que não quer que sua obra seja retratada de forma diferente do que é, e Emma Thompson consegue passar isso lindamente como tudo o que faz. Sério, o mundo do cinema seria um local mais maravilhoso ainda se tivéssemos mais Emmas Thompsons nesse planeta, a mulher é perfeita numa escala superior. Mas aí vem a questão do “outro lado da moeda”, do lado de quem está fazendo o filme e, nem preciso dizer, mesmo com o foco da história sobre nela e a atriz maravilhosa com sotaque e tudo era pra esse outro lado que eu “torcia” porque Walt Disney é Walt Disney e fim de papo!
Tom Hanks tá memorável no papel do Walt. Eu sorri em todas as cenas em que ele aparecia e a cada implicância dela com os planejamentos do filme pensava “Larga de ser chata e deixa o homem fazer o serviço dele!”, não tinha como eu ter raiva daquela pessoa. Por mais que eu tente ver o lado da autora vendo sua obra sendo transformada naquela coisa Disneyca toda de músicas, animais que dançam e “Supercalifragilisticexpialidocious” era impossível esquecer que é essa a visão de mundo que gosto, não a de mundo real, acho o filme incrível e se a Disney quisesse fazer isso com qualquer livro que posso ou não vir a lançar nessa minha vida eu deixaria porque sou tiete com força e não disfarço.
A cena que mais gostei foi a em que os dois vão à Disneyland juntos. Imagina ir naquele lugar com aquele homem? Tá na categoria “sonhos que nunca vão se realizar”. Chorei porque tocou “A Dream Is a Wish Your Heart Makes” toda linda no carrossel… Gostei muito também quando ela FINALMENTE APROVA UMA DROGA DE UMA MÚSICA que eles escrevem e, claro, o final do filme que é lindo. Inclusive o título em português não faz sentido nenhum, mas em inglês consegue resumir toda a história e aquele momento em especial. Mas nada me emocionou mais do que quando Disney fala “That mouse, he’s family.“, ao comparar a importância do Mickey pra ela com a da Mary pra ela. Arrepiei até o último filme de cabelo.

Pra quem já assistiu “Mary Poppins” e gosta do filme vale muito a pena. Pra quem não assistiu vale também, mas assiste antes porque senão não vai fazer tanto sentido. E pra quem não gosta não deixo recado nenhum porque não gostar daquele filme não entra na minha cabeça!

Quatro Amigas e um Jeans Viajante

Em 25.12.2010   Arquivado em Filmes

Temporada de filmes aqui no blog!! Ainda tenho mias três ou quatro pra assistir. Depois rola a temporada de livros, porque tenho uma quantidade ainda maior para ler!!

jeansvia1 ***** Quatro Amigas e um Jeans Viajante (The Sisterhood of the Traveling Pants)
Elenco: Amber Tamblyn, Alexis Bledel, America Ferrera, Blake Lively, Jenna Boyd, Bradley Whitford, Nancy Travis, Rachel Ticotin, Mike Vogel, Michael Rady, Leonardo Nam, Maria Konstadarou, George Touliatos, Kyle Schmid, Erica Hubbard
Direção: Ken Kwapis
Gênero: Comédia/Drama
Duração: 118min
Ano: 2005
Sinopse: “Tibby, Lena, Bridget e Carmen se conhecem desde bebês, já que suas mães faziam aula de aeróbica juntas. Elas nasceram no mesmo mês e cresceram juntas, tornando-se grandes amigas. Agora com 16 anos elas estão prestes a se separar pela 1ª vez, já que Bridget, Lena e Carmen planejam viajar nas férias de verão. Em uma ida às compras antes da separação elas encontram uma calça jeans que, estranhamente, cabe perfeitamente nelas. As amigas decidem comprá-la e iniciar uma irmandade em torno da calça, acreditando que ela seja mágica pelo fato de se adequar ao corpos diferentes que possuem. São definidas regras para o uso da calça, sendo que uma delas é que cada uma das amigas poderá usá-la durante uma semana.”
Comentários: Três palavras: QUE FILME LINDO!! Quando todo mundo falava que era lindo e tratava de uma amizade linda e etc eu falava, “tá, legal, quero ver”. Aí quando a Lili me emprestou o dvd ela falou “você vai chorar” e pra mim não é novidade porque eu sempre choro.
MAS É LINDO MESMO!! Ele é completamente lindo, original, criativo, é fofo e dá vontade de re-ver e ler os livros. Eu nunca imaginava que era assim, sabe, imaginava uma história completamente diferente. Eu gostei disso de um baque acontecer na vida delas pra mudar tudo pra melhor, gostei das coisas “ruins” que a calça trouxe que na verdade eram boas, e as boas que se tornaram ruins e depois foi bom.
A minha favorita é a Lena, não apenas por ser uma Gilmore Girl (hehe), mas é porque ela sou eu!! haha Ela é, aos 16 anos, uma menina tímida e super reservada que tem amigas completamente diferentes que tentam ajuda-la a se soltar, e aí quando ela se separa e se vê num cenário diferente, pronto, sofre uma transformação e amadurece. Muito igual!!
(e a Lili é a Tibby, a Dri a Carmen e a Daninha a Bee!! Muita coisa igual!!)
Melhores Cenas: Eu deveria escrever “cenas mais choráveis”, ao invés de melhores cenas, porque são justamente as mais tristes e emocionantes são as melhores. O início, mostrando como elas se apoiavam desde sempre, a descoberta da “infelicidade” da Bee, Lena indo atrás do Kostas, Carmen abrindo o jogo com o pai dela e, INFELIZMENTE, a morte da Bailey. Eu chorava tanto que nem parecia um filme que existe faz parte do gênero “comédia”, nem que pela metade.

jeansvia2 ***** Quatro Amigas e um Jeans Viajante 2 (The Sisterhood of the Traveling Pants 2)
Elenco: Amber Tamblyn, Alexis Bledel, America Ferrera, Blake Lively, Rachel Nichols, Tom Wisdom, Rachel Ticotin, Leonardo Nam, Michael Rady, Shohreh Aghdashloo, Blythe Danner, Jesse Williams, Lucy Hale, Maria Konstadarou, Ernie Lively, Stevie Ray, Dallimore, Alison Folland, Zacharoula Klimatsaki, Nastas Ippokratis
Direção: Sanaa Hamri
Gênero: Comédia / Drama
Duração: 117min
Ano: 2008
Sinopse: “Baseado no romance best-seller de Ann Brashares sobre um verão na vida de quatro amigas de infância que se separam pela segunda vez. Numa ida às compras, as garotas encontraram uma calça jeans que cabe perfeitamente em todas elas e decidem usar a calça ‘mágica’ como meio de se manterem em contato nos meses seguintes.”
Comentários: Eu gostei muuuito do filme, mas não se compara ao primeiro. É engraçado, mas menos. É chorável, mas menos. E o jeans meio que perde seu sentido!! Eu sei que queriam fazer de conta que elas tavam esquecendo ele, etc, etc, mas ele é o mais importante da história e aí sumiu!!
Eu gostei dos “novos conflitos” que elas tiveram que enfrentar, porque são diferentes e mesmo assim elas não perderam a personalidade. Menos a Bee, foi o meeesmo conflito do primeiro, mas mesmo assim eu achei legal. E amei o final da Lena, achei fofo. Ela ficava cada vez mais e mais parecida comigo enquanto eu fui vendo!!
É triste a parte de terem perdido a calça pra sempre, mas tudo bem, o sentimento permanecia e fim!!
Ah, e Tibby ganhou meu coração, ela é INCRÍVEL, hilária!!
Melhores Cenas: O final, na Grécia. Porque o cenário é absurdo de lindo!! Quero ir lá!!