Bonecando: Silena, Byul Pinoko

Em 10.08.2015   Arquivado em Dolls

Eu estava decidida a “tirar o atraso” da apresentação das minhas bonecas aqui, mas infelizmente não dá mais pra apresentar uma por uma porque parei de fazer isso em 2011 e não faz sentido ficar falando de coisa tão antiga sendo que tanta coisa aconteceu de lá pra cá. Mas hoje estou sem saber o que postar e faz só um ano que a Silena chegou para mim, então para comemorar seu primeiro aniversário que foi dia 30 vou contar sobre ela porque ela sofreu diversas transformações desde que chegou.
Mas antes… Túnel do tempo da Lulynha, hahahaha!
A Byul Pinoko é um lançamento de dezembro de 2010 e leva o nome da personagem que representa do anime Black Jack. Eu nunca assisti, mas pelo o que eu entendi da história o personagem principal que dá o nome à série é um médico que (me corrijam se eu estiver errada) meio que “cria” uma criança a partir de um tumor que remove de um paciente, e essa criança é a Pinoko. Já vi gente falando que ele a cria como filha, já vi umas bizarrices de que na verdade eles viram um casal, já li tudo o que vocês podem imaginar sobre isso, mas o principal dessa história é que assim que eu bati os olhos na boneca vi que ela tinha potencial para ser amada, hahaha!! O problema é que é uma boneca que poucas pessoas têm, então mesmo depois de anos que já tinha sido lançada eu via poucas fotos dela e todas eram desanimadoras, então eu nunca a “colocava na Wish List” pra valer porque tinha medo de me decepcionar.
Foi aí que ano passado minha mãe me prometeu uma Byul de aniversário e enquanto eu navegava pelos grupos de adoção do Facebook vi ela lá, novinha e muito, muito barata. Liguei pra mamãe avisando que tinha decidido que doll queria e decidi arriscar, rezando pra não “dar ruim”.

Eu queria uma Byul nova para homenagear minha personagem (feminina) favorita de “Percy Jackson e os Olimpiano”, Silena Beauregard, filha de Afrodite, então ela teria que ser absolutamente linda e exalar amor assim como a personagem. E assim que ela chegou lá em casa eu vi que não tinha errado sobre a Pinoko, por mais que ela não tivesse tanto em comum com a Silena original tinha como se transformar nela. O plano original era de comprar uma peruca e um obitsu, só, mas eu resolvi executá-lo com calma para não me arrepender.

Box Moment
Momento Caixa

Silena - Byul Pinoko
Fora da caixa, coisinha tchuca!

A peruca eu queria que fosse castanha bem escura ou preta, como a personagem, mas percebi que ficaria meio pesada pro rostinho dela e repensei um pouco. Foi quando achei na Ichigo Toys uma peruca For My Doll castanha levemente ruiva que tinha o mesmo efeito da original, mas com a cor diferente e o formato nem se fala: é macia, comprida, com jeitinho de mocinha (já que essa original deixava ela mega com carinha de criança). A essa altura eu já tinha decidido trocar os olhinhos dela também para que ela tivesse olhos azuis (mais uma vez por causa da Silena original) e o principal: pupilas de coração! Eram simplesmente a cara dela, gente! Comprei com a Gisele Bianchini, que faz os eyechips mais fofos do mundo e, pronto, minha nova Silena estava pronta! Olha só que transformação brutal:

Silena, "beau à regarder"!
Não ficou uma coisinha linda??

Oh, Silena <3
Para ver os olhos de pertinho…

Ela ainda precisa de um corpinho novo, quero um obitsu 23cm com busto grande pra ela ficar com mais jeitinho de mocinha, mas vai ter que entrar na fila porque tenho Byuls que estão esperando a mais tempo, hahaha. Eu não vou nem ser modesta nesse caso porque sinceramente acho que acertei em tudo na Silena, mais de uma pessoa já veio me falar isso inclusive, hoje pra mim ela é perfeita!
Quem quiser ver mais fotos (por mais que eu não poste mais tantas quanto antigamente) podem visitar o álbum da Silena no Flickr!

badge_post_01

Barbies do novo “Cinderela”, da Disney

Em 17.04.2015   Arquivado em Disney, Dolls, Filmes

E vai ter mais post sobre Cinderela sim, e se reclamar faço um terceiro! Depois de assistir ao filme e me apaixonar (contei sobre ele aqui) estava eu olhando lojas de brinquedos, minhas favoritas, quando dou de cara com as Barbies inspiradas nas personagens femininas da nova versão do clássico conto de fadas da Disney! Como não recebi nenhum e-mail do Barbie Collector sobre isso corri loucamente pela internet afora para saber mais até finalmente achar fotos das quatro bonecas da linha na loja virtual oficial da Mattel e preparem esses corações, queridos, porque elas são LINDAS! O rosto e as roupas completamente inspirados nas suas personagens mesmo: Cate Blanchett como Lady Tremaine, Helena Bonham Carter como a Fada Madrinha e duas versões de Lily James como Ella, uma usando o vestido do baile e a outra já com o vestido de noiva

Barbie Cinderella
Lady Tremaine, a madrasta, e a Fada Madrinha

Barbie Cinderella
Cinderela: primeiro no baile, depois pronta para se tornar oficialmente uma princesa!

Se fizer um comparativo dos rostos das bonecas com os das atrizes a gente até buga, de tão parecido que ficou, principalmente a Cate Blanchett, tô querendo ela, fala se não é de babar? Eu vi num blog sobre Disney algumas fotos da versão da própria empresa das bonecas (que estão a venda junto com vários outros produtos do filme na Disney Store) e confesso que prefiro as da Mattel, não entendi o motivo de terem ido pra linha de bonecas “brinquedo”, porque pra mim elas merecem estar junto com as colecionáveis!
No site oficial (que foi de onde tirei as imagens do post) quase todas estão custando $24,99, só a Cinderela do baile está mais cara por $39,99 (inclusive já está até esgotada), mas aqui no Brasil cheguei a ver a versão noiva e a Fada Madrinha por R$179,90 cada… Ai, ai, vão ficar no sonho mesmo! Não sei se a loja americana Mattel entrega no Brasil, mas se alguém souber e quiser me passar essa informação, agradeço!

Auto correção porque errar é humano: Na verdade as bonecas são da Mattel sim mas NÃO SÃO BARBIES, fazem parte de uma outra linha específica das Princesas Disney. Me desculpem pela gafe!

Barbie Luciana

Em 01.03.2015   Arquivado em Dolls

Fazem alguns anos já desde que fiz meu cadastro no Barbie Collector e desde então venho recebendo por e-mail as novidades do site como promoções, lançamentos e etc (inclusive é assim que fico sabendo das Barbies que acho legal mostrar aqui, como as de personagens de filmes). Aí as vezes me dá vontade de entrar no site e ir marcando todas as que acho bonitas na wish list de lá, ver qual tá legal, qual tá barata, tudo por pura curiosidade e falta do que fazer. Até que eu vi a Barbie Luciana.

“Se voltando para o design italiano clássico, a boneca Barbie® Luciana™ veste um casaco de brocado personalizado com um colarinho elegante, mangas bufantes e botões de strass. A jaqueta é usada sobre um vestido combinando sem mangas com barra sereia. Inclui luvas de renda pretas e botas.” – traduzido do site

Pelo que eu entendi ela é de uma linha chamada Fashion Mode Collection e não sei dizer realmente a relação entre elas, só que todas têm esse rostinho meio vintage. Confesso que a primeira vez que vi a boneca não gostei tanto, só olhei duas vezes porque ela tem meu nome, mas agora tô APAIXONADA achando tudo lindo, desde a roupa chiquérrima – dessa eu sempre gostei – até o cabelo que é preto, gente, igual ao meu. Eu até já tenho uma Barbie com meu nome, a Princesa Luciana da linha ‘A Princesa da Ilha” que ganhei quando passei no vestibular, mas essa é de coleção e é diferente e é linda! Eu sou até meio controlada com bonecas, mesmo gostando tanto: acabo apaixonando por várias, mas para querer de verdade e ainda mais ter depois eu preciso ser “afetada” pra valer. E essa danada, ah, ela conseguiu isso. Foi pra wish list e quem sabe um dia ela não entra pra coleção, né?

Agora chega de blá-blá-blá e bora mostrar a boniteza! Só consegui salvar uma foto, mas lá no site vocês conseguem ver outras de detalhes e até uma “rodadinha” em 360° para apaixonar de vez, hihihi!

barbieluciana

E aí, gostaram da minha xará quase gêmea?

Bonecando: Apple White

Em 22.02.2015   Arquivado em Dolls

Quando eu comecei a colecionar Pullips (e depois passei a ter também outras bonecas da família) eu sempre postava quando uma nova chegava, mas com o tempo a falta de tempo foi me consumindo e aos poucos fui parando. No ano passado, porém, com a boa recepção das fotos que eu mostrava aqui do Projeto Psiquê percebi que é boneca é algo que eu amo profundamente, desde sempre, então agora vou tentar tirar o atraso dos posts sobre esse assunto e passar a falar sobre sempre que for viável.
Começando hoje pelo presente de natal que ganhei da minha irmã e que merece ser mostrado (apesar de eu já ter postado fotos dela no Instagram e no Flickr). Mas antes vou contar uma breve história, porque se não escrevesse mais não seria eu…
Assim que a Mattel anunciou sua nova linha Ever After High eu e a Daninha ficamos apaixonadas. Eu já gostava muitos das Monster High (e ainda acho o conceito delas muito mais criativo e as bonecas mais bem trabalhadas), mas uma versão de “filhos de contos de fadas” parecia um sonho, imediatamente comecei a pesquisar sobre as bonecas e a assistir a web série no YouTube (tô mei atrasada agora, mas ok). Aos poucos as bonecas foram chegando no Brasil e nós duas combinamos que nos daríamos de natal a favorita da outra, mas isso foi bem antes de dezembro chegar e até lá a minha queridinha, Apple White, filha da Branca de Neve, estava esgotada em todos os lugares que a gente procurava. Mas aí tudo bem, comprei a C.A. Cupido, filha do Eros, que ela queria (que antes inclusive fazia parte do “elenco” de Monster High, mas foi migrada) e ficamos procurando um lugar para ela comprar a minha. Depois de não achar quase nada e postar sobre isso no Facebook, a Nanda da Shiny Dawn Store se ofereceu pra trazer pra gente e desde janeiro eu tenho ela comigo!
(Aliás… Ela trouxe várias e ainda tem algumas disponíveis lá na loja!)

E citando minha mãe: “Essa é a boneca mais bonita que você tem.” Realmente, ela é incrível, o trabalho da Mattel nessas bonecas temáticas é muito impecável, cada elemento das roupas e acessórios é para lembrar a história do pai ou mãe da personagem, então na Apple é tudo vermelho e dourado com muitas maçãs, laços e coroas! O rosto dela é lindo, com as sobrancelhas marcadíssimas que deixam ela com mega cara de princesa herdeira mesmo. Só achei que ela deveria ter o cabelo preto e não loiro, que é como a Branca de Neve acabou ficando “marcada” ao longo dos tempos, mas isso não atrapalha em nada, o cabelo também é lindo!

Emma Apple White

Emma Apple White

Emma Apple White

Quando eu comprei a Spectra, minha Monster High (fotos delas AQUI) resolver manter o nome dela porque gosto das personagens no desenho, então cogitei fazer o mesmo com a Apple, mas gente… Como fã de Once Upon a Time não teve jeito: filha da Branca de Neve e loira TEM QUE CHAMAR EMMA, né!
Saudades da série falando nisso, finalmente tá chegando o dia de voltar!

Projeto Psique: Novembro e Dezembro

Em 04.01.2015   Arquivado em Dolls

Ai, gente, que saudades que sentirei do Projeto Psique! Foram 12 meses, 12 temas, 12 fotos e 12 alegrias, DE VERDADE! Vai ser tão estranho não ter um tema novo no começo do mês, não ter que quebrar a cabeça em como interpretá-lo e que boneca se encaixaria melhor nessa interpretação. Esse projeto me fez redescobrir minha paixão pelas minhas (e agora “meus”) dolls e mais: me fez deixar de lado o receio de assumir publicamente o valor que cada cabeçudinho tem na minha vida.

Antes eu tava sempre medindo, pensando coisas do tipo “Já postei uma foto de boneca outro dia, se eu postar outra vai ficar demais”… AZAR, GENTE! A gente não tem que esconder o que nos faz feliz, simples assim! Eu nunca tive vergonha de ser tão aficionada por bonecas, sempre levei as minhas pra cima e pra baixo sem medo de tirá-las da mochila, assumindo pra amigos, família, colegas, TODOS, então por que não continuar mostrando pro mundo o quanto isso me faz bem? Por causa de julgamentos alheios? Olha, sei que é clichê falar isso, mas quem paga por elas sou eu, não os outros. E se os outros não pagariam não posso fazer nada, eu sim. Ponto.

Em 2014 eu ganhei duas dolls – todas as outras eu comprei -, a Silena da mamãe e o Reginald da Mari e do Vinícius, então eles acabaram pagando também, hahaha. Mas foi sem julgamentos, foi por amor, isso que vale… Fica a dica pra quem tem vergonha/receio/medo/whatever de mostrar pro mundo qualquer coisa boa causadora de sorrisos. O importante é estar feliz.

Enfim, saí um cadinho do foco do post que é mostrar as duas fotos finais que fiz pro projeto. O interessante desses últimos temas é que eles sempre tinha um sentido por trás, além do próprio nome, então isso abria pra mais e mais interpretações!

Em novembro o tema Uma, que se relacionava à intimidade. Quando saiu eu vi dois possíveis significados pra essa palavra que me interessaram: o primeiro foi “Unidade de Massa Atômica” e o segundo foi a deusa hindu, uma variação da deusa Parvati. Ao mesmo tempo eu tinha um objetivo particular pra novembro: usar a Kim. Ela não foi modelo de NENHUMA outra foto do projeto justamente pra ficar no penúltimo mês. Ia ser o último, mas o tema dele saiu um pouco antes e eu sabia que não tinha muito a ver com ela, então “senti” que ela ficaria pra foto 11. Sei lá, ela tava meio que predestinada, os dois significados que eu tinha achado e que eram bons combinavam direitinho com ela, era pra ser mesmo.

Acabei escolhendo a deusa porque achei que daria algo mais bonito graças a esses cabelos pretos! Eu nem tinha muitas coisas pra compor um cenário legal nem nada, então fiz simplezinho mesmo, só ela, uns elefantes, roupas vermelhas… E a parte mais legal: ela tem QUATRO BRAÇOS, olha que esquisitice hinduzinha linda! Os braços “extras” são originalmente da Mimia, mas ela emprestou de bom grado e tals…

Projeto Psique - Novembro

O tema de dezembro que, como eu tinha dito, foi anunciado uns meses antes, simples e lindo: Maria, a representação da amizade! E que mais uma vez eu foquei no nome do tema um si, e que Maria melhor do que a mais famosa do mundo? A ideias eram VÁRIAS e a mais bacana foi a de fazer um presépio de bonecas, combinando lindamente com o fim de ano. Até que lembrei uma música que eu sempre cantava quando criança e me inspirei nela:

“Mãezinha do céu, eu não sei rezar,
Eu só sei dizer: eu quero te amar!
Azul é seu manto, branco é seu véu,
Eu quero ser sua, mãezinha do céu.”

Aí Silena apareceu no papel improvisado de Maria e ÓBVIO Reginald rezando pra ela, porque ele é meu amorzinho bebê da mamãe e merecia sua vez no projeto também, né!

Projeto Psiquê - Dezembro

E… Acabou! Triste, isso… Mas vamos ver se agora eu não começo a ilustrar os posts com fotos bonequeiras criativas, inspirada pela falta que o projeto. Fica essa dúvida no ar!

Página 2 de 71234567