Lookbook: The Present is Female

Em 23.12.2017   Arquivado em Moda

Quando chegou o pacotinho de camisetas da MinKa aqui em casa, um momento de muita emoção que foi inclusive gravado, eu fiquei muito animada porque tinha blusas o suficiente para várias dessas festinhas que rolam no fim do ano. Duas delas já foram estreadas (e postadas no Lookbook) num mesmo fim de semana, no amigo oculto de um grupo de amigos e em um aniversário que fui no dia seguinte. Tem uma guardada pra virada do ano e essa noite, na comemoração de natal dos meus parentes, também não podia faltar!

Essa “The Present Is Female” é a minha favorita do site! Tanto que foi uma das duas que comprei (as outras vieram de presente, hihihi)! Desde o início já estava guardada pra essa ocasião porque, né, a gente já chega no lugares com *brusinha* feminista pra galera saber que não é pra fazer comentários babacas! E como a parte vinho era da cor CERTINHA de uma calça que eu tenho nem foi preciso pensar demais pra combinar. O topete foi uma decisão tomada já há algum tempo e que só pode ser concretizada graças a uma esponjinha que serve especificamente pra isso, porque aquela história de que dá pra fazer desfiando o cabelo com pente é furada, foi mal…

Lookbook: The Present Is Female

Descrição das peças no Lookbook!

Esse batom é o Mrs. Mia Wallace, da Urban Decay, que está sendo minha escolha padrão de fim de ano… Não só por ser lindo, o que ele é mesmo, mas também porque a data de validade tá se aproximando e CAPAZ que vou deixar um milímetro sequer dessa maravilhosidade ir pro lixo. O livro ganhei de amigo oculto do Gil semana passada, tava na minha wish list há tempo: “Mulheres Incríveis”, da Kate Schatz, que tem na versão brasileira algumas adições da Jules de Faria da “Think Olga”. Achei que tinha tudo a ver e inclui nas fotos… Vou terminar de ler e conto pra vocês o que achei!

Lookbook: The Present is Female

Lookbook: The Present is Female

Eu sempre quis fazer essas fotos “de cima” do look completo, gente, tô orgulhosa de ter tido tempo dessa vez, hahaha! Esse vai ser o último post de lookbook de 2017, mas mês que vem já começo mostrando o de ano novo. É também o penúltimo dia de Blogmas, mas como amanhã será publicado um conto, e não uma “conversinha” que nem agora, já vou aproveitar pra dizer desde já que tô MUITO feliz de ter conseguido participar esse ano… Mesmo que meu planejamento tenha saído muito do que eu queria no início, não importa. Já vão se preparando porque vai ter uma nova dose em 2018!

Blogmas 2017

Links da Semana #10

Em 22.12.2017   Arquivado em Blog

Depois de duas semanas de links mais ou menos improvisados, hoje estou trazendo coisas legaizonas que gostei muito de ler nos últimos dias. Tem sido difícil acompanhar o que a galera tá produzindo nessa onda de postar muito, trabalhar e ainda preparar as coisas pras festinhas de fim de ano, mas no final de tudo certo, né? Dêem uma olhadinha no que mais valeu a pena pra mim ter visto entre 16 e 22 de dezembro.

Links da Semana

Mamma Mia! Here We Go Again – Trailer, por Universal Pictures: MAS ANTES PARA TUDO PRA DANÇAR DE ALEGRIA COM UMA DAS MELHORES NOTÍCIAS DE TODOS OS TEMPOS! A Universal Finalmente lançou o trailer de “Mamma Mia! 2 – Here We Go Again”! O primeiro é muito importante pra mim, em níveis que não sei nem dizer… Sou bem fã de Abba e quando ele saiu, em 2008, eu não tinha o costume de ir ao cinema, mas fiz questão, e gostei tanto da experiência que a partir daí passei a valorizar isso de ver filmes nas “telonas”. Além disso foi quando começou minha história de amor eterno com meryl Streep! Tô muito empolgada, já quero que chegue! Leia também: Mamma Mia!, “resenha” do primeiro filme.

Google lança 18 especializações gratuitas com aulas em português, por Catraca Livre Gente, fala sério, que hino de aplicativo. São realmente aulas oferecidas gratuitamente pela Google que te dão o título de especialista em cada área! Meu primo me indicou e já selecionei VÁRIOS que serão essenciais pra mim, principalmente os relacionados com mídias digitais porque é a área que estou entrando devagarzinho. E é uma empresa que entende do assunto, né? Acho que a longo prazo farei todos.

Aceitação e a história do meu cabelo, por This Side of Paradise: Eu AMO histórias de transição capilar porque, mesmo nunca tendo feito nenhum método definitivo DE VERDADE para alisá-lo, eu demorei muito tempo pra lidar com meu cabelo natural e ainda faço chapinha com certa frequência. Simplesmente adorei a história da Luna, vale a pena ler!

DIY: Árvore de Natal de Parede, por Nega Vaidosa: Desde que adotei a Arwen, láááá no final de maio, começou a ser discutido aqui em casa o tópico “árvore de natal: montar ou não?”. Sinceramente eu não estava disposta a ficar de babá da decoração,mas como sou a “mamãe” dela teoricamente seria minha responsabilidade, então fui contra. No fim só enfeitamos com bolinhas nossa “cereijeira” de luzinhas, que nem rolou dois anos atrás, e ficou linda! Mas enfim, foco no post… A Paola fez um DIY ótimo pra quem também tem bichanos em casa, ou mesmo menos espaço, uma árvore de natal na parede! é ótimo porque você pode personalizar de milhões de forma diferentes, o lugarzinho fica ali disponível pro ano seguinte e dá pra fazer sem gastar muito! Já amei e tô aqui pensando se faço no ano que vem…

E agora um recado da Luly 2017 pra Luly 2018: TOMA VERGONHA NA CARA E CRIA UMA NOVA IMAGEM PROS LINKS DA SEMANA, MULHER! Dez posts seguidos com uma só, precisa dar uma renovada nisso aí…

Blogmas 2017

Sonhos perseguidos

Em 21.12.2017   Arquivado em Escrevendo

Sonhos perseguidos

Toda noite era a mesma coisa: quando colocava a cabeça no travesseiro, de imediato a imagem dele me vinha à mente. Mesmo com esses pensamentos, eu conseguia dormir numa boa. O tempo passou e a minha imaginação continuou insistindo no mesmo cara. Confesso que não era fácil suportar tudo aquilo.

Meses se passaram e a situação piorou, já que a insônia começou a fazer parte dos meus dias. Era mais ou menos assim: deitava na cama, fechava os olhos e lá vinha a imagem do dito cujo. Ele era alto, poucos quilos acima do “aceitável” para o seu tamanho e tinha os cabelos lisos, que sempre usava bagunçando-os para o lado. Em todas as suas aparições mentais, aquele moço usava camisetas descoladas, com a palavra “Faith”. O motivo, claro, era desconhecido.

O problema é que aquele cara não era desconhecido. Na verdade, ele era um ex-crush chamado Jonas. Esse rolo foi rápido, não chegou nem a contabilizar um mês. Para ser mais exato, 13 dias. O meu número da sorte. Por que tive azar dessa vez? Hahaha! Não chamo de azar os livramentos da vida!

Conheci Jonas na internet. Isso mesmo, nos aplicativos de relacionamentos que tanta gente abomina. Diferente da maioria, acho até legal ficar “julgando” os perfis. É como se eu estivesse com um cardápio na minha mão, escolhendo o que comer. (Ooops, isso gerou duplo sentido!)

Mas é isso mesmo! Jonas só queria sexo, dinheiro e alguém para bancar os seus vícios em bebidas e drogas. Infelizmente, só percebi isso quando levei um bendito pé na bunda. E estava apaixonado. Loucamente apaixonado por um cara que esnobava os meus sentimentos, me fazia de trouxa e, caralho, me fazia perder horas de sono.

Fiquei semanas e semanas sem dormir, olhando para o teto do quarto à espera de uma luz do próximo passo. Suicídio ou seguir com a vida? Escolhi a pior opção: mandar mensagem.

Eram 02h da madrugada quando estava enviando mensagem para Jonas, confessando o quanto eu o amava e ele era o homem da minha vida. Clichê, eu sei. Fui surpreendido com uma rápida reposta. Em um áudio de apenas 10 segundos, fui mandado à merda, além de um “lindo” pedido para eu procurar alguma coisa para fazer da vida, ao invés de ficar correndo atrás de quem não dava a mínima por mim.

Sonhos perseguidos

Rolou um choque de realidade. Foi forte. Bem forte. Chorei tanto que às vezes me faltava lágrimas. Como podia eu ser tratado daquela forma? Como? Logo eu que sempre era prestativo, disposto a mover o mundo por Jonas…

Ainda baqueado, passei três dias chorando sem parar, vendo tudo sem graça e faltando no meu emprego. Sim, a mente continuava pensando em Jonas, em sua beleza e naquela bendita camiseta escrita a frase “Faith”. Naquela época, a fé que tinha era de que iríamos voltar, ter um relacionamento incrível, mas…

A fé que precisava era de que as coisas iriam melhorar para mim e eu iria sair daquela fossa. Daquela rotina diária de ficar pensando em que não se importava com a minha vida e os meus sentimentos. E foi assim que o fiz.

Após os três dias de “luto”, me olhei no espelho decidido a dar um basta. Comecei excluindo da agenda do celular o número de Jonas, depois o bloqueei nas redes sociais e postei uma das melhores fotos que tirei na época em que o conheci. A legenda era uma daquelas motivacionais, onde dizia que não vale à pena valorar o que não tem valor.

Tô melhor, tô de boa, tô feliz. A mente de fez em quando recorda de Jonas, mas com dó. Muita pena de quem prefere destruir o coração de uma diva poderosa como eu. Nasci pra brilhar, e não para ter sonhos perseguidos por monstros.

(Parênteses aqui para agradecer à Luly por poder postar no brógui dela. Aos desconhecidos, me chamo Adriel Christian e também sou blogueiro. Não sou bom com apresentações, então, é isso!)

[Edit em 22/12/17] Adriel, seu lindo! Eu AMEI ter tido você como meu “guest blogger” nesse Blogmas 2017! Em 13 anos de Sweet Luly eu NUNCA tive coragem de emprestar meu cantinho pra alguém, de criar um nome de usuário pra outra pessoa, de quase deixar que falassem por mim. Você foi o primeiro e foi uma escolha maravilhosa! Obrigada por ter colocado tantos sentidos por aqui. E pra quem não conhece, visitem o blog dele para mais textos assim: Não Me Venha Com Desculpas.

Blogmas 2017

Lookbook: We Should All Be Feminists

Em 19.12.2017   Arquivado em Moda

Olha a MinKa marcando presença em mais um post de Lookbook, gente! E dessa vez com a camiseta MAIS IMPORTANTE DE TODAS que eu queria muito e a Yasmin, linda, me mandou de presente (o vídeo do unboxing tá aqui!). Eu sempre digo isso, mas lá vai: por muito tempo tive medo de usar a palavra feminista e seus derivados, não porque eu não entendia o que significa, mas porque sei que as pessoas de um modo geral não entendem e tinha medo de ser julgada. Mas aí fui me descobrindo cada vez mais “ativista” e simplesmente parei de besteira, resolvi estampar isso onde quer que eu fosse. Agora, inclusive, faço o contrário de antes, tento sempre “jogar” essas expressões nas pessoas pra elas verem que é algo positivo, que é equidade! Por esse motivo acho essa camiseta “Feminista Significado” NECESSÁRIA demais, quanto mais gente entender, melhor pra todo mundo… Já que o machismo prejudica até mesmo os homens, em uma escala diferente.

Esse look tão relevante pra mim é, porém, também uma mini fraude… A festa que fui no dia que o usei tinha piscina, então por baixo da camiseta não estava esse sutiã rosa e sim meu maiô preto e branco amado. Porém eu achei melhor tirar as fotos assim porque, por mais que fosse prático pra ocasião, a gola dele ficou BEM mais alta que a da camiseta, então visualmente não estava tão legal… Uma mentirinha do bem, né, vocês claramente vão me desculpar uma vez que sou uma menina sincera que admite essas coisas. O salto depois de um tempo também foi trocado por um chinelo, obviamente, e como tem detalhes coloridos combinou super com o lação que ganhei na véspera! Ele é meio arco-íris com glitter, sério, meu novo laço favorito! O batom é o Mrs. Mia Wallace, da Urban Decay, e esse solzão na cara tornou impossível manter os olhos abertos, o que deixou minha covinha mais aparente que o normal (e eu amo essa danadinha).

Lookbook: We Should All Be Feminists

Descrição das peças no Lookbook!

O livro “figurante” nas fotos, que deu título ao look, é o “Sejamos Todos Feministas” da Chimamanda Ngozi Adichie, uma transcrição do discurso de mesmo nome que ela deu no TEDx Talk 2012 e pode ser visto na íntegra no YouTube. Depois a Beyoncé adicionou fragmentos dele, como esse que está na camiseta, em sua música “Flawless”, e aí o trecho estourou de vez. O que é ótimo, lindo e maravilhoso, né? No conjuntinho não deu pra ver ele direito porque é estreitinho, mas como a gente gosta de mostrar as coisas direito tem uma foto extra só pra isso! Inclusive gostei tanto dela, mesmo com os olhinhos cerrados, que saí postando em tudo que é rede social, claro!

Lookbook: We Should All Be Feminists

Blogmas 2017

Wishlist 3×3: Batons Vermelhos

Em 18.12.2017   Arquivado em Beleza

Depois da wishlist de maquiagens que rolou semana passada e não incluía batons porque eles mereciam uma exclusiva, resolvi já terminar esse momento de desejos. E eis que você, caro leitor desse blog, lê esse título e pensa que, uma vez que falarei apenas de batons vermelhos, existirá mais uma para outras cores. Mas na verdade não. Eu até tenho três “variados” aqui: rosa, vinho e preto. Mas é MUITO raro usá-los, os dois primeiros tenho que estar numa “fase” e o último, coitado, só em eventos ou ocasiões diferetonas assim. Na maior parte do meu tempo eu uso vermelho, mesmo, e normalmente me sinto 100% melhor com eles. Esse ano meu “estoque” reduziu bastante, tá quase tudo acabando, então hora de escolher alguns novos para pelo menos querer, né? Sendo assim vou falar de seis que nunca tive, mas tenho MUITA vontade, e no final citar meus 3 favoritos que estão no finalzinho, e que com certeza serão comprados novamente sempre que possível porque amo demais!

Wishlist: Batons vermelhos

01) Soft Matte Lip Cream “Monte Carlo” da NYX: Nunca usei nenhum produto da NYX, mas esse está em praticamente todas as listas de vermelhos favoritos que já vi na vida. Ele é líquido e matte desde antes dessa febre pegar e praticamente todas as marcas começarem a produzir, super intenso. Maravilhoso!

02) Batom líquido “Bruna” da Linha Bruna Tavares: Sim, Bruna Tavares de novo. Eu falei, essa mulher tá revolucionando o mercado de maquiagem nacional. Olha que ESCÂNDALO que é esse que leva o nome dela, gente! Um dos batons mais lindos que já vi na minha vida, sempre que vejo fotos de alguém com ele meus olhos até brilham.

03) Batom Líquido “Big Ben” da linha Niina Secrets para T.Blogs: Um defeito que vejo no site da T.Blogs é a cor que alguns produtos tem nele. O Big Ben que vejo nas fotos é COMPLETAMENTE diferente desse vinho aí, mas tão bonito quanto, é um que terei algum dia com certeza!

04) Batom “Londres” da linha Niina Secrets para T.Blogs: Deixando pra trás os líquidos e começando a falar dos em bala… Esse aí foi o vermelho da 1ª linha lançada pela Niina Secrets, que é uma das minhas blogueiras/Youtubers favoritas. Ele é bem “cereja”, puxa um pouquiiiinho pro rosa, e parece ficar muito confortável de usar, sem ficar “peguento”, sabe?

05) Batom “Russian Red” da MAC Cosmetics: A MAC é minha marca favorita para batons. Eu sei que existem mais baratos tão bons quanto, mas até hoje todos os deles que usem foram os melhores, então segue no topo. Tem tempo que tô de olho no “Russian Red”, ele é um pouco mais fechado e tem um efeito lindão nos lábios.

06) Batom “Viva Glam” SIA da MAC Cosmetics: Nesse lugarzinho eu IA colocar um líquido da MAC, mas parei pra pensar que a linha Viva Glam merecia seu lugar ao Sol porque tem sua renda revertida em investimentos na luta contra o vírus HIV… Lindeza demais, né? Eis que outro dia eu li sobre esse novo lançamento em parceria com a SIA e achei a cor muito maravilhosa, quero! Ele vai começar a ser vendido agora em janeiro, por isso ainda não está no e-commerce da marca, então ao contrário dos outros peguei essa imagem num blog e não no site oficial. No caso foi o Pausa Para Feminices!

07) Batom “MAC Red” da Mac Cosmetics: Esse foi, por muitos e muitos anos, meu grande favorito. Ainda é quando se trata de cremosos, com certeza, e também o que sempre vou priorizar na hora de escolher o que comprar. Foi meu primeiro produto da MAC que tive, comprei com dinheirinho que ganhava fazendo estágio, rola um carinho todo especial por esse bebê e o meu está nos seus últimos milímetros! Quero outro…

08) Batom Retro Matte “Ruby Woo” da Mac Cosmetics: E eis o “atual favorito”, que é também o queridinho de grande parte da população que já usou um dia. O Ruby Woo é matte-matte-matte, bem seco meeeesmo, se a boca não tiver hidratada nem dá pra passar direito… Então o efeito final fica maravilhoso! E o danado não sai por quase nada! Se você está procurando algo que resita a um jantar ou uns bons beijinhos, pode investir nele!

09) Batom “Mrs. Mia Wallace” da Urban Decay: E por último, mas não menos importante, o batom mais bonito já produzido no mundo. A Urban Decay lançou, há alguns anos atrás, uma linha inspirada em Pulp Fiction, que é um dos meus filmes favoritos. A Lili, minha amiga, estava nos EUA, viu ele lá e trouxe pra mim sem nem pensar duas vezes. SÓ QUE essa coleção é limitada e eu provavelmente nunca mais o terei na vida, então é aquela coisa, né… Não vai ser imortal, posto é chama, mas nossos momentos juntos são infinitos enquanto duram!

Psiu! Prestenção!

As fotos usadas nesse mosaico foram tiradas de vários sites diferentes em dezembro de 2017 e todos eles foram sinalizados ao longo do texto. Se você é o autor de qualquer uma e não gostaria de vê-la aqui, por favor, me avise para que eu possa retirar! Além disso a última frase do post foi inspirada no “Soneto da Fidelidade”, de Vinícius de Moraes.

Blogmas 2017

Página 4 de 812345678