Alice no País das Maravilhas

Em 16.06.2017   Arquivado em Leitura

Em um vídeo do meu VEDA de 2016 eu contei sobre os livros infantis que guardo “no coração”, aqueles que li depois de adulta e me apaixonei mesmo que estivesse fora da faixa etária proposta. Alice no País das Maravilhas, do britânico Lewis Carrol, é um deles. Quando criança eu tive um VHS de uma animação adaptada na história que era extremamente fiel ao original, então ler o livro foi MUITO nostálgico, impossível não amar! Sendo assim, quando surgiu a oportunidade de participar da “Corte Vermelha” do Memoralices, que completou 3 anos no ar no último dia 12, eu me vi na chance de falar um pouquinho sobre esse clássico tão amado por várias gerações…

Alice no País das Maravilhas

Alice no País das Maravilhas (Alice in Wonderland) *****
Autor: Lewis Carroll
Gênero: Infantil, Aventura, Fantasia
Ano: 1865
Número de páginas: 172p.
Editora: L&PM Pocket
ISBN: 978-972-25-2117-8
Sinopse: “Obra-prima criada pelo escritor inglês Lewis Carroll, no século XIX, Alice no País das Maravilhas imortalizou-se na literatura mundial como uma fábula capaz de encantar adultos e crianças. Uma ficção sem igual que se tornou sucesso há mais de cem anos e ainda hoje é um clássico obrigatório para leitores de todas as idades. O livro conta a história de uma menina curiosa que decide seguir um coelho branco, quando de repente cai em sua toca e é levada a um reino onírico, onde convive com criaturas estranhas e se envolve nas mais inusitadas aventuras. Neste universo inesperado, não há limites entre sonho e realidade.” (fonte)

Alice no País das Maravilhas

Comentários: A história (quase) todo mundo conhece. Alice é uma garota sonhadora que não aguenta mais ter que ouvir a leitura de sua irmã mais velha, feita a partir de um livro “sem figuras nem diálogos”. Entediada, ela acaba seguindo um Coelho Branco que passa correndo de olho no relógio, o que por si só já é peculiar, e cai na toca junto com ele, sendo levada para um “país” onde tudo é “Muito esquisitíssimo”, nas palavras da própria garota. Lá comer determinado lado de um cogumelo pode fazê-la diminuir ou crescer, ela participa de uma festa onde os lugares em que os convidados sentam são constantemente trocados, conversa com criatura antropomórficas e quase recebe uma sentença injusta num reino onde os guardas são cartas de baralho…

De forma geral é muito perceptível como Lewis Carroll usou um romance infantil nonsense para fazer críticas à sociedade de sua época. O Coelho Branco sempre correndo contra o relógio, a rigidez dos modos do Chapeleiro e da Lebre, ou mesmo a Rainha tirana e o Rei “submisso” de Copas, fazendo alusão à Rainha Vitória (uma grande fã da obra!) e o príncipe Albert, apesar do autor negar isso à época, é claro. Além disso a protagonista passa por várias reflexões ao longo da história, incentivada pelos seres que conhece – principalmente o gato de Cheshire – sobre a loucura, sua própria existência e mesmo a clássica pergunta “Por que o corvo se parece com a escrivaninha?”, que foi respondida numa das primeiras reedições mas continua sempre levantando novas hipóteses dos leitores. É pra criança se jogar nesse universo quase mágico e os adultos pararem pra analisar certos aspectos de sua vida, que continuam sendo “amarras” para algumas pessoas até hoje, séculos depois.

“Quando acordei hoje de manhã, eu sabia quem eu era, mas acho que já mudei muitas vezes desde então.” – Alice

Alice no País das Maravilhas

Alice e sua turma já são parte relecante da cultura popular, presentes em uma quantidades absurda de adaptações e referências! A mais famosa delas, é claro, é a animação da Disney de 1951, que contém um pouco também da continuação da obra, “Alice Através do Espelho”. Na última década tivemos as versões cinematográficas do Tim Burton, com seu elenco tradicional e visual meio psicodélico padrão, também distribuídas pelos estúdios Disney, e uma série spin-off de “Once Upon a Time”, a “Once Upon a Time in Wonderland”, que tem apenas uma temporada ruinzinha (mas que eu gosto). Eu mesma já coloquei um pouquinho, bem pouquinho mesmo, da história em um dos livros que estou escrevendo e pretendo publicar um dia, mas a gente conversa sobre isso depois.

Agora não deixem de passar lá no Memoralices para celebrar essa data e participar do sorteio especial de aniversário. Parabéns, Luana! Que venham muitos, muitos, muuuitos anos pela frente!

Aproveitando esse clima festivo pra lembrar que no próximo dia 26 o Sweet Luly completa 13 anos no ar, e é CLARO que vai ter sorteio comemorativo por aqui também! Fiquem de olho porque já tá chegando, ai que emoção…

Disney On Ice – Tesouros Disney

Em 08.07.2015   Arquivado em Disney

Disney On Ice - Tesouros Disney

No final de junho rolou no Mineirinho, em Belo Horizonte, as apresentações no Disney On Ice – Tesouros Disney. Eu já tinha ido no show das Disney On Ice – Princesas em 2008 e desde então a cada nova temporada eles insistiam em não trazer pra cá os shows no gelo, então assim que vimos que ia ter e os ingressos começaram a ser vendidos compramos os nossos.
A primeira coisa que preciso falar sobre as duas apresentações é que elas são completamente dferentes, então quem já foi em uma pode ir na outra tranquilamente sem o perigo do “já te vi” porque até os personagens que aparecem “repetidos” têm momentos diferentes. A única coisa que elas têm em comum é essência: eles não contam a história propriamente dita, é mais um resumão baseado em algumas músicas que pode deixar quem não conhece nada perdido, mas é de encher os olhos de amor e lágrimas naqueles que conhecem (e amam).

Disney On Ice - Tesouros Disney

Quem abre o show são os personagens de Toy Story com a música mega divertida que eles cantaram também no Disney Live, mas que era mais legal no teatro que tinha uma interação maior com o público, nesse mesmo que o pessoal via os personagens se apresentando de longe só quem conhecia a música (que nem eu) é que bateu palmas e gritou o “Iiiiih-há” junto com eles. O legal de Toy Story é que é uma história mais recente, então quem não conhece muito dos clássicos já começa mais animado (principalmente as crianças que só sabiam falar de “Frozen”, “Frozen” e “Frozen” e não queriam mais nada).

Disney On Ice - Tesouros Disney

Depois, como de costume, os anfitriões Mickey e Minnie entraram junto com Donald e Pateta para dar as “boas vindas”, contar um pouquinho do que estava por vir, brincar um pouco com o pessoal e… Só! Os quatro quase nunca fazem nada de mais, mas são essenciais nas apresentações, né!

Disney On Ice - Tesouros Disney

A primeira história mesmo que foi “contada” foi Alice no País das Maravilhas e eles conseguiram sabe-se lá como colocar várias da músicas do filme em alguns minutinhos de patinação, teve coelho branco, teve chá de “desaniversário” e a parte da Rainha de Copas com as cartas que era muuuuuuito legal, eles formavam quatro fileiras que se transformavam em duas que se transformavam em quatro de novo com muuuuuita correria, achei divertidíssimo!

Disney On Ice - Tesouros Disney

E aí a última apresentação do primeiro ato foi Peter Pan que foi o que mais contou a história mesmo, teve começo, meio e fim bem resumidos mas completinhos!
O Peter e a Sininho (que lá chama Tinker Bell, né) voavam bonitinhos e na hora das danças em “pares” ele ficava com a Wendy, só amor!
Na nossa apresentação a Sininho QUASE levou um tombo, mas conseguiu se recuperar rapidinho, nem deu pra notar direito. Aliás além dela e de outros dois que falarei depois não vi mais ninguém caindo, nem mesmo os personagens secundários que vez ou outra se desequilibram!

Disney On Ice - Tesouros Disney

O segundo ato começava com: LÁGRIMAS! É, eles colocaram O Rei Leão e gen-te, que coisa mais linda! Teve Ciclo da Vida, teve Hakuna Matata, teve Essa Noite o Amor Chegou (gravei vídeo, oh) e teve mais Ciclo da Vida pro Simba vencer o tio Scar malvado (que também levou um tombinho básico, mas conseguiu levantar antes de chegar ao chão).
O final dessa parte foi lindo, com vários bichos saudando o novo rei, muito bonito mesmo!!

Disney On Ice - Tesouros Disney

Aí começou uma parte focada nas princesas e para minha extrema alegria rolou minha princesa favorita… Branca de Neve se refugiou na casa dos anões (que foram os mais aplaudidos da tarde sem sombra de dúvidas), foi descoberta pela bruxa, perguntou pra platéia se deveria comer a maçã, desobedeceu a platéia, caiu dura, foi encontrada e beijada pelo príncipe e os dois viveram felizes para sempre. Nem deu pra tirar foto boa de tão emocionadinha que eu tava!

Disney On Ice - Tesouros Disney

E claro que teve Aladdin, né! Foi até parecido com a apresentação que fui em 2008, mas não idêntico e teve TAPETE MÁGICO VOADOR, MINHA GENTE! Sério, é sempre o momento mais bonito quando eles fazem aquele tapete voar, lágrimas até dizer que chega, viu!
E foi aí que rolou tombão. Assim que desceu do tapete a Jasmine caiu FEIO, de fazer barulhinho, voar pedaço de gelo e ela nem conseguiu levantar a mão por precaução de tão forte que foi, o Aladdin teve que meio que puxá-la com força pra conseguir colocar as coisas no lugar (e na hora da saída deu pra ver que ele “ajudou” ela a andar, tadinha). Mas isso não atrapalhou em nada, fizeram o mesmo show incrível de qualquer jeito, só aumentou o número de aplausos porque foi merecido!

Disney On Ice - Tesouros Disney

Depois teve A Pequena Sereia só na música “Aqui no Mar” e uma aparição rápida de Rapunzel e Tiana só pra constar mesmo e o show acabou com todas as princesas e príncipes dançando juntos debaixo das luminárias de Enrolados e foi um final muito bonito, o palco ficou todo cheio, as roupas eram de várias cores, lindo mesmo!

Disney On Ice - Tesouros Disney
Melhor parte: Branca de Neve, Ariel e Jasmine na frente, que são as princesas favoritas minha, da Daninha e da Lili respectivamente, que fomos assistir juntas!

Na saída nós recebemos uma propaganda do próximo Disney Live e tô pen$ando ainda se vou, se for conto tudo pra vocês! E me desculpem por usar a versão das fotos do Flickr (vou colocar outras além dessas lá, inclusive), mas é que realmente queria postar e não tive tempo de editá-las apropriadamente. Fica pro próxima!
(Mesmo porque ficaram todas muito ruins porque eu batia sem nem olhar como tava saindo, não parei de prestar atenção na pista de patinação um segundo!)

Alice no País das Maravilhas

Em 10.05.2010   Arquivado em Filmes

Assim como metade da população mundial, eu também fui conferir “Alice de Tim Burton” no dia primeiro. A gente ia antes, na estréia, mas enfrentar cinema de madrugada com um bando de gente gritando na nossa cabeça não tava encaixando bem nos planos, aí ficou assim mesmo. E não fomos no 3D porque além de ser muito caro eu ouvi MAIS DE UMA pessoa falando que não valia muito a pena. O objetivo era ver a adaptação e não participar dela.

Alice no País das Maravilhas Sinopse: “Alice, agora aos 19 anos, está em uma festa da nobreza em Oxford, onde vive, até que descobre que está prestes a ser pedida em casamento. Desesperada, ela foge seguindo um coelho branco, e vai parar no País das Maravilhas, um local que ela visitou quando tinha seis anos mas não se lembrava mais. Onde é saudada pelo Coelho Branco, o Ratão, o Dodo, Tweedledee e Tweedledum e várias flores falantes. Eles discutem sobre a sua identidade como ‘A verdadeira Alice’, que matará o Jaguadart e derrubará a Rainha Vermelha no ‘Glorian Day’,devolvendo o poder á Rainha Branca.”
Elenco: Mia Wasikowska, Johnny Depp, Helena Bonham Carter, Anne Hathaway, Matt Lucas, Crispin Glover, Geraldine James, Alan Rickman, Timothy Spall , Michael Sheen, Christopher Lee, Eleanor Tomlinson, Stephen Fry, Imelda Staunton.

Comentários: Bom, o que eu poderia dizer de um filme de Tim Burton, todo colorido e lindo, cheio de personagens que todo mundo já adora e com o mesmo elenco de sempre? Simplesmente que é amor puro! Uma nova história, mas mesmo assim fiel ao “Alice clássico”. As personagens antigas continuam incríveis e as novas são tão incríveis quanto. Eu já sou fã de carteirinha de Helena Bonham Carter e Anne Hathaway, mas dessa vez elas se superaram! Duas rainhas incríveis, divertidas, diferentes, queria ser a rainha-mãe das duas!! Tem Johnny Depp que está fazendo seu papel tradicional dele mesmo, mas acaba roubando a cena, SEMPRE, é a versão Chapeleiro Maluco do Jack Sparrow, tornando o mais maluco da história. Mas vou confessar que esse pseudo-romancinho dele com a Alice me desagradou. Achei forçado, só pra ter romancinho, sem noção! E meu eterno favorito, Cheshire… TCHUCO! Toda vez que ele aparecia eu e Lili fazíamos um “ooown”, hihihi. Ficou a coisa mais linda desse mundo, ele!

Mas a questão principal do filme, na minha opinião, é que ele tem um “final feliz” pra todos os personagens “do bem”. Na história da Alice mesmo o final feliz é só dela, nesse o bem vence o mal e todos ficam felizes. Mesmo com o roteiro meio chato achei o cenário lindo, fotografia linda, figurino lindo, tudo lindo!

Exposição “Alice no País das Maravilhas” no Pátio Savassi

Em 26.04.2010   Arquivado em Filmes, Fotos

– Uns dias atrás aproveitei um dia que saí relativamente cedo do trabalho e que tô nessa vibe meio “Alice” e fui no Pátio Savassi ver o que era a tal “exposição” que tinha lá do filme.
Decepção!! No site fala de fotos do filme e eu, iludida, logo fui pensando numa galeria enorme e bonita, cheia de foto enormes, brilhantes, lindas!!
São na verdade 20 fotos organizadas em dois corredores e elas ficam assim:

Exposição "Alice in the Wonderland" - Pátio Savassi @ Belo Horizonte/MG

Exposição "Alice in the Wonderland" - Pátio Savassi @ Belo Horizonte/MG

– E aí na hora que você chega na frente do cinema tem dois manequins num cenariozinho meio frouxo com roupas inspiradas no Chapeleiro e na Alice do livro. E do lado um cartaz explicando o que aquilo significava.

Exposição "Alice in the Wonderland" - Pátio Savassi @ Belo Horizonte/MG

Exposição "Alice in the Wonderland" - Pátio Savassi @ Belo Horizonte/MG

– Achei que foi divulgação demais pra coisa de menos. É legal ter isso lá, sim, mas como complemento pra quem tá indo assistir ao filme. Não vale a pena ir ao shopping SÓ pra isso (como eu fui), mas deixou o ambiente mais no clima. Pra quem quiser ver, a exposição vai estar lá até semana que vem!!
E esse fim de semana acho que vou finalmente ver o filme e conto pra todo mundo o que achei!!