Me olho, me vejo: Dia Mundial de Combate ao Bullying

Em 20.10.2018   Arquivado em Escrevendo, Vídeos

Vinte de outubro é o Dia Mundial do Combate ao Bullying e sempre que essa palavra é mencionada alguém fala “Mas na minha época NÃO TINHA bullying!”. Será mesmo? Será que em meio a tantas zoações e apelidos entre amigos não teve aquela pessoa, provavelmente meio de fora, que sofreu algo mais forte, um trauma de verdade? Ah, teve sim, te garanto que teve!

Em 2005 eu criei a Campanha Anti-Bullying do Expresso Rosa, um selinho no meu então template shop (e hoje loja virtual) para começar a divulgar o significado dessa palavra que já estava se popularizando nas terras tupiniquins. Fiz isso porque o ano anterior tinha sido INFERNAL no colégio. Usando um apelido que eu pedi repetidas vezes para não ser usado, eles conseguiram me afetar de tantas formas que ali surgiram as primeiras crises de ansiedade fortes das várias que tive ao longo da minha vida. Mas sabe… Não é esse aspecto do bullying que viemos trabalhar aqui hoje. A Lenscope me convidou para falar dele sob o aspecto da SUPERAÇÃO, sobre aquilo que nos torna fortes!

Dia Mundial de Combate ao Bullying

Quando você para diante de um espelho, quem te olha de volta? A pessoa que você é ou quem as outras pessoas querem que você acredite ser? Citando Elton John e Fall Out Boy: “Você é o que você ama, não quem ama você” e eu completo: acima de tudo você não é quem NÃO TE AMA! É muito importante estar aberto aos pensamentos alheios sobre todas as coisa, até mesmo sobre sua pessoa, mas ninguém lá fora mora aí dentro, na sua cabeça… No fim, cabe a nós descobrir e conhecer a nós mesmos…

… E TODOS TEMOS DIREITO AO AMOR PRÓPRIO, acima de todos os amores! Quando adolescente eu acreditei ser burra, porque me fizeram acreditar nisso uma quantidade absurda vezes. Acreditei que quem estava ao meu redor jamais gostaria de mim com facilidade, que seria preciso um esforço muito grande da minha parte (e da delas) pra isso. Mas descobri que não é verdade! Que ser inteligente varia de cada um, e minha inteligência é tão boa quanto a de quem não conseguia enxergá-la. Descobri que o gostar da gente pode ou não acontecer, mas as vezes em que acontece importam MUITO MAIS! Agradar a todos? Nunca vai acontecer! Agradar a quem importa e a nós mesmos? Não é fácil, mas com certeza é engrandecedor! Por isso quando me olho, eu me vejo como a Luly que fui, sou, serei. Nunca mais quero me ver como quem me fez mal me viu um dia – não é fácil, mas perfeitamente possível!

O símbolo da campanha deles é um lacinho azul e branco, e não é à toa! Azul é a cor que normalmente já é associada ao bullying, e também do combate à depressão, uma das consequências comuns da prática. O branco, porém, vem por cima, pra mostrar que sua paz de espírito é ainda mais importante que qualquer outra coisa! A culpa de sofrer abuso, não importa de onde ele venha, não é da vítima: o culpado é SEMPRE e APENAS do agressor. Mas o que fazemos com o que sofremos, ah, aí reside toda a diferença! Procurando ajuda, indo um passinho de cada vez, a gente consegue… “Let it go”!

Se você conhece alguém que sofre qualquer tipo de intimidação, estenda a mão! Se conhece o intimidador, não seja isento nesse tipo de situação: denuncie, converse, aconselhe, ajude! A única maneira de uma prática nociva acabar, é ensinando aqueles que praticam a melhorar.

Visite o site da campanha https://lenscope.com.br/bullying para conhecer outras histórias de superação de bullying e poste a sua também, na #MeOlhoMeVejo!

Um Pequeno Favor

Em 13.10.2018   Arquivado em Filmes

Um Pequeno Favor Um Pequeno Favor (A Simple Favor) *****
Elenco: Anna Kendrick, Blake Lively, Rupert Friend, Henry Golding, Ian Ho, Miles Ward, Linda Cardellini, Zach Smadu, Andrew Rannells, Aparna Nancherla
Direção: Paul Feig
Gênero: Thriller, Comédia
Duração: 117 min
Ano: 2018
Classificação: 16 anos
Sinopse: “Stephanie é uma jovem mãe que divide o tempo entre a criação do filho e o trabalho como vlogueira. Quando sua melhor amiga Emily desaparece, ela parte em uma jornada para descobrir a verdade por trás do ocorrido.” Fonte: Filmow (sinopse e pôster).

Comentários: Desde o acidente que matou os principais homens de sua vida, seu irmão e o marido, Stephanie cria o filho sozinha, se dividindo entre isso e um vlog focado em “conteúdo para mães”, como culinária e artesanato. Quando o garoto se aproxima do filho de Emily, com quem estuda, ela acaba vendo nessa mulher misteriosa a possibilidade de ter a melhor amiga que tanto queria. Aos poucos as duas vão se aproximando e revelando à outra seus segredos mais sombrios… Ou pelo menos é o que parece, até o dia em que Emily pede a ela um pequeno favor, que já havia pedido várias vezes: que busque o filho na escola naquela tarde já que, assim como o marido, está viajando. Os dias vão passando e ela percebe então que sua amiga não vai voltar, então resolve convocar suas expectadoras para ajudar na busca e, por conta própria, investigar o que pode ter acontecido, já que percebe que nada naquela história é o que parece…

“Um Pequeno Favor”, baseado no livro homônimo da autora americana Darcey Bell, é um thriller com pitadas de humor que conta a história de duas mulheres MUITO distintas de verdade, sem aquele clichê de “acabam descobrindo o quanto têm em comum”. Enquanto Stephanie (Anna Kendrick) se esforça ao máximo para ser uma boa mãe e se sente culpada dos erros que já cometeu, Emily (Blake Lively) está sempre adicionando novos problemas na sua lista e simplesmente não consegue se afeiçoar às pessoas por causa disso. A maneira como elas se relacionam é sempre assimétrica, com uma sugando e a outra cedendo. Mas o desaparecimento repentino de Emily tem TUDO pra virar esse jogo, através de personagens super complexos e imperfeitos, um enredo envolvente que te deixa com muita vontade de descobrir o final e atores que dão conta do recado perfeitamente… Mas o filme peca tão violentamente no desfecho que tudo o que veio antes se perde e fica difícil acreditar que foi tão ruim assim.

Um Pequeno Favor

Um Pequeno Favor, imagem via Time

À medida que o mistério foi se desenvolvendo eu achei que seria um novo “A Garota do Trem”, que é maravilhoso. Nele mulheres supostamente fracas se descobrem fortes, dando uma aula das consequências do relacionamento abusivo e gaslighting em suas vidas e as unindo por causa disso. Mas esse foi o contrário: todas as personagens femininas foram, aos poucos, se tornando inimigas, sabe? Ele tem várias falhas graves nesse aspecto, como acusações falsas de agressão, por exemplo, que reforça bastante a falta de credibilidade com que nossa sociedade lida com o abuso no cotidiano. No fim das contas a Stephanie se torna a única pessoa suportável na tela, porque todo o resto deixava quem estava na sala de cinema com vontade de largar a sessão e ir embora (pra vocês terem ideia, as pessoas realmente estavam discutindo o filme entre si, detestando mesmo). Fora quem simplesmente some e sua importância nunca é mostrada, com o chefe de Emily, que parece super relevante e depois você se pega pensando qual foi a finalidade de ter colocado aquela figura ali…

Ainda assim seria possível admirá-lo deixando esse ativismo de lado pela trama em si, cheia de reviravoltas e minúcias… Mas os últimos minutos, numa tentativa de continuar dando pitadas de humor que até então funcionavam super bem na atmosfera da história, fica escrachado em um nível que você se sente assistindo uma daquelas sátiras de besteirol americano, meio “Todo Mundo em Pânico”. A tensão se perde completamente, não te diverte como forma de compensar e simplesmente estraga o longa. É mais um daqueles casos onde a gente se pergunta se a adaptação não deu conta do que estava no livro, e uma pena porque tinha potencial para me deixar sem dormir por pelo menos uma noite, pensativa… Fica aí o questionamento se vale a pena ler, ou se é melhor deixar pra lá e partir pro próximo!

Trailer:

Um Pequeno Favor - Em exibição nos cinemas

Receita de Bolo

Em 10.10.2018   Arquivado em Cotidiano

Receita de bolo simples, tempo médio de preparo de 40 minutos. Recomenda-se o uso de batedeira.

INGREDIENTES

3 xícaras (chá) de farinha de trigo;
2 xícaras (chá) de açúcar;
1 e 1/2 xícara de leite;
4 colheres (sopa) de margarina;
1 colher (sopa) de fermento em pó;
3 ovos.

PREPARO

Bata as claras em neve. Reserve.
Bata as gemas, a margarina e o açúcar até que fique bem cremoso.
Adicione o leite e a farinha de trigo lentamente, sempre batendo.
Ao atingir uma mistura homogênea, adicione o fermento e as claras em neve.
Coloque a mistura em uma forma untada e farinhada.
Pré aqueça o forno a 180°C por 10 minutos.
Coloque a forma no forno a 180°C, por cerca de 40 minutos. NÃO ABRA O FORNO DURANTE O TEMPO DE CUCÇÃO. Para saber se está bem assado, enfie um garfo ou palito até que saia limpo, livre de qualquer resquício de massa.
Tire do forno e desinforme assim que esfriar.
Bom apetite!

Receita de Bolo

Para bom entendedor, uma receita basta!

Lookbook: October 3rd

Em 03.10.2018   Arquivado em Moda

Uma grande vitória na vida de Cady Heron: quando Aaron Samuels perguntou a ela que dia era em 3 de outubro. Hoje, 15 anos depois, essa data caiu numa quarta feira e nas quartas usamos rosa! Se você não entendeu do que estou falando corra agora pra assistir esse clássico adolescente dos anos 2000: Meninas Malvadas! O que parece ser uma comédia boba para meninas bobas é uma aula anti bullying e rivalidade feminina, cheia de personagens icônicos que vão muito além do próprio clichê e frases de efeito maravilhosas. É ÓBVIO que quando o dia oficial de um dos meus filmes favoritos se encaixa como uma luva na semana tinha que ter um post comemorativo no Lookbook, né?

Lookbook: October 3rd

Blusa: Lolja | Calça: s/m | Sapatilha: Nike | Arco: Pink Biju | Burn Book: Expresso Rosa. Veja também no Lookbook.nu

Eu tenho um outro post aqui com uma blusa do Burn Book, e apesar de tê-la também numa versão com as mangas pretas eu TINHA que aproveitar a ocasião pra estrar essa novinha que chegou aqui em casa semana passada, toda rosa só com o “Wednesday” estampado! Ela é da Lolja, uma loja que faz parceria com vários influenciadores digitais variados, na coleção do Luh Sicchierolli. E como é compridinha, do jeito que gosto, eu já aproveito pra usar junto com essas calças bem justinhas, minhas favoritas! Não tenho muita coragem de vestí-las com blusas curtas porque acho que fica muito marcada, então não perco uma chance! O resto nunca sai muito do de sempre: sapatilha, alguma coisa bonitinha no cabelo e é isso aí.

(E não, eu não passo roupa, gente, lidemos com isso!)

Lookbook: October 3rd

Talvez eu devia estar usando um batom rosa pra entrar totalmente no clima? Talvez. Ainda mais nesse Outubro Rosa lindo no qual entramos! Mas vermelho é vermelho, combina com as marquinhas de beijo e escolhi o Bruna, da linha Bruna Tavares, tô VICIADA nele! O rosa ficou representado no delineado mas num sei se dá pra ver muito bem… Enfim, acreditem em mim que ele tá aí, sim?

Lookbook: October 3rd

Detalhes do sapatinho porque a gente gosta!

Esse Burn Book foi feito por mim e está na minha loja virtual, onde vendo vários cadernos artesanais, incluindo alguns temáticos de filmes assim. De todos os lançados o “Livro do Arraso” é o que faz mais sucesso. Na verdade hoje era pra eu estar lançando um novo produto com essa mesma capa, MAS problemas com atraso na gráfica me forçaram a adiar – se possível, só até amanhã! Aí tive que usar o “velho amigo” mesmo pra representar na foto, mas ele é lindo, tá tudo bem… Quando der tudo certo, volto aqui e edito o post. Agora me digam aí: quem vai assistir “Meninas Malvadas” hoje? Eu vou!

Um Pequeno Favor - Em exibição nos cinemas

Hogsmeeting 2018 – Ano 4: O Baile de Inverno

Em 30.09.2018   Arquivado em Harry Potter, Vídeos

Foram 7 anos de sonho, 9 meses de projeto, 6 horas de experiência… Agora já completamos 2 semanas de saudades e a ETERNIDADE de lembranças de uma tarde (e noite) muito especial. Dia 15 de setembro aconteceu, na União Israelita de Belo Horizonte, o Hogsmeeting Ano 4: o Baile de Inverno! A quarta edição do Encontro Mineiro Entre Fãs de Harry Potter organizada pelo Potter Club BH, do qual tenho muito carinho em dizer que sou vice presidente, sempre foi planejada para ser o evento que nós sabíamos que ia acontecer um dia quando começamos essa jornada, mas a realização acabou sendo completamente diferente – e, ainda assim, MARAVILHOSA! Digna do que a gente merecia, e eu especialmente, já que esse Baile era pra mim mais do que uma vontade… Era quase uma obsessão que eu não ia descansar até tornar realidade!

Nosso plano, desde o primeiro Hogsmeeting, era fazer realmente um BAILE. A data foi escolhida por ser o último sábado do inverno e seria uma festa, das 21 às 3h, com música a noite toda, buffet, ecobag com brindes pra todo mundo e tudo o que se tem direito… Mas a voz do povo é a que prevalece, né? MUITA GENTE estava sentindo falta do formato tradicional de convenção, atividades no palco, estandes, ingresso VIP x ingresso simples, atração, etc. Então tivemos que ceder sem abrir mão do sonho: o evento começaria às 16h30 (16h pros VIP), teria momentos para comprar, brincar, pagar mico e se divertir… Então após um intervalo, às 20h a DJ Nicoly entraria com duas horas de música para todo mundo curtir o clima que, inicialmente, se estenderia a noite toda. Uniu o útil ao agradável, agradou a gregos e troianos e assim aconteceu!

Hogsmeeting 2018 - Ano 4: O Baile de Inverno

Banner da entrada, pro pessoal tirar foto

Hogsmeeting 2018 - Ano 4: O Baile de Inverno

Aquele momento que não se vê todo dia: Victor Krum colando cílios na Hermione!

Hogsmeeting 2018 - Ano 4: O Baile de Inverno

Minha foto favorita do evento (tem post de look sobre meu vestido, já viram?)

Foram muitos meses de trabalho ÁRDUO para divulgar, vender ingressos, conseguir parcerias, ter ideias e tudo, TUDO, conspirava contra o tempo todo. Chegar lá no sábado e saber o que isso significava foi ainda mais gratificante do que quando a coisa rola tranquilamente, porque a exaustidão tinha dominado nossa vida e os frutos seriam recolhidos ali. No momento em que terminei minha maquiagem, finalizei o cabelo e vesti meu vestido de Hermione (na versão azul, do livro) foi difícil conter as lágrimas de emoção. Cada pessoa que chegava, vinha com um abraço e dizia “Finalmente esse Baile aconteceu” tinha como resposta um choro engolido, agarrado na garganta, porque tinha muita coisa pela frente e não dava pra soltá-lo ainda. O pessoal vinha, alguns de cosplay, outros de traje formal e também com roupa “normal”, tirava foto, comprava muito e se preparava pra abertura oficial… Às 17h Gil subiu no palco, lindíssimo vestido de Newt Scamander, pra começar as atividades. Tivemos quiz, o tradicional “Bolsa da Hermione” (onde quem levar primeiro um objeto aleatório ganha), grupos dançando As Esquisitonas e competição de valsa, tudo com a temática de “O Cálice de Fogo” – afinal, era o Ano 4!

Hogsmeeting 2018 - Ano 4: O Baile de Inverno

Começando as atividades no palco

Hogsmeeting 2018 - Ano 4: O Baile de Inverno

O público!

Hogsmeeting 2018 - Ano 4: O Baile de Inverno

Grupos participantes do desafio da dança

Enquanto isso as lojas estavam a todo vapor! Nossas amigas da Home Made, que fazem guloseimas da série e dessa vez ficaram responsáveis pela comida também, fizeram o IMENSO favor de vender as Cervejas Amanteigadas por mim, e elas esgotaram bem rapidinho. Ao lado tinha o combo Expresso Rosa & Cia do Ponto, minha loja e a desse casal de amigos tão querido juntinhas vendendo cadernos, ecobags, camisetas e almofadas. Depois a Ilha Nerd trazia colares pra todos os gostos, não só relacionados a Harry Potter mas também outras sagas e séries. Do outro lado do salão começamos com a Plim!, de produtos decorativos variados, que estava junto ao guarda volume cheio de lindezas. No meio, sempre presente no Hogsmeeting, a Nerd-C que vende canecas, relógios, quadros e outros tipos de fotoprodutos LINDOS e de super qualidade. Por fim, dois artistas incríveis e bem diferentes: Denise Biscuit, que faz peças de personagens e outros itens super bem feitas, e o Fivo, onde o Felipe Volponi vendeu seus pôsteres autorais maravilhosos (ele até me deu um de presente no final que PRECISO enquadrar). Produto pra todos os gostos e todos os bolsos cuja venda, felizmente, foi boa pra todos.

Hogsmeeting 2018 - Ano 4: O Baile de Inverno

Meu estande do Expresso Rosa, quando já tinha vendido quase tudo…

Cervejas Amanteigadas com rótulo especial do Baile

Hogsmeeting 2018 - Ano 4: O Baile de Inverno

Poções das queridas meninas da Home Made

Nossa atração, assim como no Ano 2, foi o João Cappelli, dublador do Draco Malfoy em todos os filmes da série e que trabalha na área desde criança. João é uma das pessoas mais adoráveis que eu já conheci na vida, tanto que decidimos trazê-lo de novo pra tornar ainda melhor esse momento incrível. Ele respondeu várias perguntas do público, dublou todas as frases que foram pedidas, tirou fotos após descer do palco, deu autógrafos e tudo isso sempre muito gentil, com simpatia, humor e boa vontade! É muito legal também a reação de todo mundo, super fãs, em poder ter “ao vivo” o que passou anos escutando nas telonas e telinhas. A gente vê o sucesso e influência estrondosos que Harry Potter tem, ainda que muitos e muitos anos tenham se passado!

Hogsmeeting 2018 - Ano 4: O Baile de Inverno

Respondendo as perguntas da galera

Hogsmeeting 2018 - Ano 4: O Baile de Inverno

João “se misturando com sangues ruins” xD

Depois, pra fechar essa Parte 1 com chave de ouro, tivemos o concurso de cosplay! Três finalistas foram escolhidos pelo nosso júri composto pelo João, a querida Eva Cosmaker e Nayara, vencedora do primeiro lugar no ano passado. Depois, a platéia julgou quem levaria qual colocação. Tivemos um “time” super variado e bem cheio, e a final foi do jeitinho que eu gosto, tematica do livro em que o evento se inspira. A grande campeã foi a “Rita Skeeter”, numa roupa que respeitava a vibe da personagem nos filmes, mas ainda assim estilizada, com direito a um chapéu de anteninhas de besouro para representar seu lado animago. Estava maravilhosa e mereceu muito! Em segundo lugar um cosplay duplo das gêmeas Patil e, em terceiro, que não podia faltar, Hermione com seu vestido de baile. (E antes que me perguntem… Eu não posso participar dessas coisas porque organizo o evento, gente, nem entrei na competição, hahahaha!)

Hogsmeeting 2018 - Ano 4: O Baile de Inverno

Participantes do Concurso de Cosplay

Hogsmeeting 2018 - Ano 4: O Baile de Inverno

Registrando tudo de cima do palco, uma foto que temos em TODOS OS EVENTOS!

Hogsmeeting 2018 - Ano 4: O Baile de Inverno

“Hermitwo”: Thânia, com o vestido rosa do filme, e eu, com o azul do livro. Porque nosso Baile teve ambas, né mores!

Após o concurso, uma pausa para organizar o salão e algumas pessoas trocarem de roupa, já que nem todo mundo se sentir confortável em ficar formal o dia todo, mas ainda assim queriam entrar no clima do Baile de Inverno. Tivemos uma apresentação com alguns cosplayers, dançando a valsa do torneio Tribruxo e, então, “Do The Hipogriff” abriu a Parte 2, nossa festa! Nem todos dançaram, mas quem se animou ficou até o fim, sem parar e curtindo MUITO! A playlist visava atender o máximo de estilos possíveis, com destaque pro momento MARAVILHOSO em que “Dancing Queen”, minha música favorita, reuniu (quase) todos os meus amigos presentes pra curtir esse momento ao meu lado, cheios de sorrisos (e apontando pra mim na hora do “See that girl”, aaaaaah)! Teve pop, funk, rock, teve loja que continuou montada firme e forte, teve mais foto no banner, diversão pra todos os gostos porque a gente merecia! Confesso que queria ter dançado mais, mas os “ossos do ofício” acabaram impedindo em alguns momentos… Ainda assim, não dá pra reclamar, valeu a pena, sempre!

Hogsmeeting 2018 - Ano 4: O Baile de Inverno

Valsa dos Cosplayers!

Hora da Festa, todo mundo “dançando como hipogrifos”!

Hogsmeeting 2018 - Ano 4: O Baile de Inverno

Aquela típica selfie na “boate”…

Quando “Magic Works”, também parte da trilha do Baile de Inverno no filme, começou, a gente sabia que o final havia chegado. Gil então deu um depoimento no palco no qual eu não consegui me juntar, porque ouvir ele falar fez o choro reprimido finalmente sair livremente pelo meu rosto. Muita gente ajudou, fez acontecer, divulgou, mas sei lá, no fim das contas só a gente MESMO sabe como é, né? Não sei se existe o evento perfeito, mas acho que esse foi, sim, em todos os aspectos que era possível ser. Mesmo o que “deu errado”, no final, deu certo, e nós saímos de lá EXAUSTOS, com as pernas doendo (meus planos de comemorar depois, iiih, foram por água abaixo!) mas brilhando de alegria de forma que nem o tempo ainda foi capaz de nos apagar cada vez que uma memória desse dia vem à cabeça.

Hogsmeeting 2018 - Ano 4: O Baile de Inverno

Criadora e criaturas… Eva Cosmaker com as três roupas que fez pra organização do evento: João Paulo Krum, Luly Granger e Gil Scamander!

Hogsmeeting 2018 - Ano 4: O Baile de Inverno

Equipe organizadora: staffs, seguranças, atração, todo mundo que contribuiu pra esse momento lindo!

Hogsmeeting 2018 - Ano 4: O Baile de Inverno

Com Gil e Ramon porque não podia faltar uma com “meus meninos” (e ô grupo de Whatsapp que ficou badalado nos últimos tempos, nos ajudamos muito e curtimos também)!

Depois disso o futuro do Potter Club BH está incerto. Tivemos nossa última sessão de cinema ano passado e provavelmente essa foi a última edição do Hogsmeeting, já que a correria do dia a dia está tornando inviável pra gente continuar com eles… Ainda assim achamos melhor não “bater o martelo” quanto a isso, vai ficar em stand by, talvez role, talvez não. Enquanto isso continuaremos tentando promover outros tipos de encontro e fazer os lançamentos em parceria com a Rocco porque o intuito sempre foi um só e sempre vai ser: “não deixar a magia morrer”!

Página 6 de 220«1 ...2345678910... 220Próximo