Rapidinhas de Outubro

Em 03.11.2017   Arquivado em Cotidiano

Outubro acabou e, surpreendentemente, estou achando que foi um legal mês pra mim. Por que a surpresa? Veja bem, é que 2017 tem sido um ano “borrão” onde a ansiedade não permite que eu sequer aproveite os dias positivos, então quando consigo essa proeza mesmo com ela ali do lado é quase um choque. Claro que teve seu lado ruim, tudo na vida tem, mas teve o bom também e é isso que importa aqui e agora! Sendo assim vamos fazer um resuminho desses momentos de alegria, torcendo pra que novembro traga mais sorrisos…

Rapidinhas de Outubro

Acho que começar as rapidinhas com Praça da Liberdade vai virar tradição, hein? Mas é que, gente, meu lugar favorito nesse planeta, cês sabem, impossível evitar. Enfim, o Memorial Minas Gerais Vale, que faz parte do Circuito Cultural Praça da Liberdade, “espalhou” por lá essas esculturas de animais feitas de brinquedos infláveis, de autoria dos artistas Felipe Barbosa e Rosana Ricalde. São muito divertidas! Tem alguns mais imponentes, incluindo um dinossauro GIGANTESCO que é o destaque entre eles, mas eu foquei no elefante porque gosto mais, né? Fofinho demais! A exposição se chama “Jardins Móveis” e vai ficar lá até dia 12 de novembro, tem mais informações no site do museu!

Rapidinhas de Outubro

Ainda passeando pela cidade afora, no dia do show do Paul McCartney (já já relembro isso!) fui almoçar na UFMG antes de ir pra fila e aproveitei pra matar saudades do meu campus amado. E eis que quando vou encher minha garrafinha de água na Faculdade de Veterinária encontro esse cartaz! Aaaah, eu tive que registrar isso, é basicamente meu lema de vida! Não só “politicamente”, já que é usado como um combate ao relacionamento abusivo (graças a Jout Jout) mas também literalmente, sou adepta e não tiro de jeito nenhum!

Rapidinhas de Outubro

E já que citamos Paul por que não falar mais um pouquinho de Paul? A apresentação dele pela turnê One on One em Belo Horizonte foi dia 17 e foi além dos níveis normais de qualidade que um show pode apresentar, sem brincadeira. SENSACIONAL seria pouco pra definir, eita velho que sabe fazer a coisa direito. Teve um post lindo contando tim-tim por tim-tim dessa noite maravilhosa que terminou resumida em uma frase: “Valeu, sô!”

Rapidinhas de Outubro

Eu já ia falar de novo dos Burn Books que tô vendendo no Expresso Rosa, mas já fiz isso no post passado então vamos focar na linha de Harry Potter que vou lançando devagarzinho, a “Biblioteca Mágica”! Eu já tinha feito esse caderno simulando a capa da versão dos filmes de “Os Contos de Beedle, o bardo” por encomenda uma vez, mas gostava tanto que resolvi que ia abastecer o estoque dele nessa leva. Decidi então que o bonito merecia umas fotos legais e fiz essa sessão meio que simulando Hermione em Relíquias da Morte, que é quando ela ganha o livro. Mesmo sem cenário e na base do improviso gostei muito do resultado! Pra quem quiser conhecer a loja o link é expressorosa.iluria.com!

Rapidinhas de Outubro

E Dorothy, gente… Dorothy foi, provavelmente, a maior surpresa do mês. Ela chegou aqui para uma visita, para que eu pudesse brincar num concurso fotográfico e no dia 31, Dia das Bruxas, se tornou oficialmente minha primeira Blythe! Ainda quero contar essa história direito, mas foi um presente incrível, tô apaixonada com o mais novo membro da minha família-coleção de bonecas!

Rapidinhas de Outubro

Agora nosso “momento Arwen” porque Rapidinhas sem essa gatinha não tem graça mais! No final de outubro ela finalmente foi castrada! Desde que completou 6 meses, em setembro, cada dia que chegava meu medo de o primeiro cio acontecer aumentava 100 vezes, então foi um alívio enorme levá-la para cirurgia e outro maior ainda quando fui buscar e me falaram que deu tudo certo. Infelizmente não consegui fazer pela prefeitura, não tinha como esperar reabrir vagas, mas ainda assim foi MUITO em conta. Se você aí é de Belo Horizonte e região e precisa castrar seu bichinho procure a ONG Bichos Gerais, que faz isso de forma muito profissional e barata, eles te dão até a opção de comprar um saquinho com a quantidade exata de remédio para não ter que gastar desnecessariamente na farmácia! Enfim, ela ainda está se recuperando, mais manhosa e dramática doq ue nunca, mas logo poderemos tirar os pontos para eu atingir a paz de espírito plena em relação à saúde da minha filha, que emoção!

Outras coisas legais de Outubro

Bem no inicinho do mês eu fui assistir mãe! no cinema e gente… QUE IMPACTO FOI AQUELE? Sério, o filme mais intenso que já vi na vida! Pensei em fazer um post sobre ele, mas não é o tipo de coisa sobre a qual a gente fala e sim sobre a qual se discute, eu não ia conseguir sem já entregar de cara tudo o que entendi! Vocês também viram? Também acharam forte e maravilhoso? Se não, vejam agora (ou vejam de novo)!

6 on 6 Outubro Rosa

Em 28.10.2017   Arquivado em Fotos, Publicidade

O Outubro Rosa já está acabando, mas mesmo assim dá tempo de postar o 6 on 6 do mês em homenagem a essa campanha que tem como objetivo nos conscientizar sobre os riscos do câncer de mama. Demorei isso tudo porque não estava tendo criatividade o suficiente para produzir as fotos, mas ainda assim não quero deixar passar… Primeiro porque a campanha merece ser lembrada e segundo porque é minha cor favorita! Meu site se chama EXPRESSO ROSA, né gente… O que não falta nessa casa são itens lindinhos para compor o tema, então ‘bora lá!

6 on 6 Outubro: Rosa

01. Vou começar com uma foto que já foi postada nas minhas redes sociais e que ao mesmo tempo não podia faltar: meu Burn Book! Desde que comecei a fazer cadernos, antes mesmo de vendê-los, sobrava vontade de fazer minha versão do “Livro do Arraso” de Meninas Malvadas. Não existe essa arte pra baixar ou comprar na internet, então eu praticamente tive que refazer a capa toda à partir das cenas do filme, além de ter adicionado algumas coisas minhas (como essa texturinha de “couro”, por exemplo, porque eu tava achando meio sem graça sem ela). Eles já tão disponíveis pra venda na minha lojinha, então corram lá! Ah, a vela, também do filme, é da Unicorn Candles e a caneta tem um post especial sobre aqui

6 on 6 Outubro: Rosa

02. A caminha “oficial” da Arwen, que ela só usa em dias de frio mas deixo em cima da minha cama sempre mesmo assim. Quando ela estava chegando o enxoval já era todo rosa: potes de comida/água, a coleira que eu amava mas ela DESTRUIU, caixa de areia e esse “capacetinho” aí que antigamente era da Pakita. Depois ganhei um arranhador e logicamente da mesma cor. E mesmo que fosse macho (porque minha ideia inicial era adotar um Obi-Wan Kenobi) seria assim, hahahaha!

6 on 6 Outubro: Rosa

03. Essa lindeza aí a Dorothy, uma Blythe que tá fazendo “intercâmbio” aqui em casa para que eu possa participar do Miss Blythe Brasil desse ano. Hoje vou só mostrá-la mesmo, mas quando o concurso acabar farei um post com todas as fotos e contar como ela veio parar de visita por aqui. Por agora só digo que estou encantada com essa lindeza…

6 on 6 Outubro: Rosa

04. Sapatíneos indo pra aula de defesa pessoal… Só isso mesmo!

6 on 6 Outubro: Rosa

05. Mais boneca? Mais boneca! Boneca nunca é demais. Uma união de Monster High e Ever After High, que são dois modelos incríveis da Mattel que eu queria ter um tanto, mas ao mesmo tempo me satisfaço com a favorita de cada. Detalhes da Spectra, a filha de fantasmas, e da “Emma” Apple White, filha da Branca de Neve. Eu não pretendia dar nomes pra elas porque gosto muito dos originais, mas a Emma PEDIA né? Cadê os fãs de Once Upon a Time pra concordar comigo?

6 on 6 Outubro: Rosa

06. Fechando com um pouquinho de maquiagem porque a gente gosta! Vários itens variados que fui jogando da minha caixinha: blush da Avon, iluminador da Benefit (meu favorito), lencinhos demaquilantes da Barbie e o batom Rosadili da Quem Disse, Berenice? que é meu único rosa, já que praticamente só uso vermelho. Os batons líquidos matte da QDB são os melhores que já usei, além de ter uma variação enorme de cores ainda são relativamente baratos. E ainda rola de pegar uns cupons de desconto pro e-commerce deles na CupomValido.com.br, que tem lojas onde vendem as outras marcas da foto também!

Agora não deixem de conhecer os outros participantes do 6 on 6: Igor, Lucas, Maíra e Renatinha!

Psiu! ‘Prestenção!

A adição dos links no item 6 foi feita a convite do site Cupom Válido, ou seja, trata-se de um publieditorial. A decisão de qual empresa eu devria divulgar os cupons, por sua vez, era livre e foi feita por mim.

Paul McCartney – One On One Tour em Belo Horizonte

Em 24.10.2017   Arquivado em Música

Independente do seu gosto musical, uma coisa a gente não pode negar: os Beatles eram e continuam sendo o grupo musical mais bem sucedido da história da música popular. Cada um dos quatro tinha sua característica artística relevante, no meu ponto de vista a gente precisa destacar George e Ringo como excelentes no seu instrumento “principal” (guitarra e bateria, respectivamente) e John como excelente poeta. Mas como músico mesmo ninguém supera Paul McCartney! Hoje com 75 anos, ele ainda é um dos artistas mais influentes DO MUNDO, e sempre foi um sonho pra mim poder assisti-lo ao vivo, de preferência aqui em Belo Horizonte… E esse sonho foi realizado uma semana atrás, dia 17 de outubro no Mineirão, onde ele e sua banda se apresentaram como parte da “One On One Tour”.

Já tem meses que estamos esperando por esse momento: eu, Dani e Pati, minhas companheiras de sempre. A última vez que fomos a um show juntas foi em 2013, então tava mais do que na hora de matar essas saudades, né? Ainda mais em grande estilo assim, já que o Paul é o Beatle favorito das três. Nós assistimos Ringo Starr seis anos atrás e já foi mágico, dessa vez tinha tudo pra ser mais ainda. A Pati só poderia chegar à noite junto com o Ronaldo, amigo dela, mas eu e Dani fomos pra fila bem cedo para pegar um lugar legal. Quando entramos no Mineirão a Pista ainda estava bem vazia, então conseguimos ficar perto do isolamento da imprensa, onde não teria ninguém ao nosso lado pra nos tampar, e logo depois nosso querido amigo Ramon se juntou a nós. De trio passamos a ser um quinteto maravilhoso bem rapidinho!

Paul McCartney: One on One Tour em Belo Horizonte
Eu andando pela pista ainda praticamente vazia. Já teve post do look que usei no dia, pra quem quiser ver melhor!

O “grupo” todo se reuniu quando começou a escurecer, mas o show mesmo só começaria mais tarde. Conversamos, tiramos fotos, trememos de emoção antecipada. Faltando mais ou menos meia hora pra começar rola um DJ fazendo remixes e uma animação nos telões laterais do palco mostrando a trajetória do Paul, desde seu nascimento até os dias de hoje. É MUITO BONITINHA! A gente fica vendo aquelas fotos antiguinhas e tem algumas que já enche os olhos de lágrimas, principalmente as da época dos Beatles. O show estava marcado para 21h30, mas atrasou um pouquinho (pontualidade não tão britânica assim, hein Paul!). E assim que ele entrou no palco a galera já foi à loucura ao som de “A Hard Day’s Night”, cantando bastante e, no nosso caso, chorando também!

Paul McCartney: One on One Tour em Belo Horizonte
Nossa “thurminha”: Ramon, Ronaldo, eu, Pati e Dani bem amontoadinhos esperando começar!

Paul McCartney: One on One Tour em Belo Horizonte
“A Hard Day’s Night”

A sensação de ver um Beatle ao vivo é SURREAL. Eu já tinha sentido isso antes, mas nesse caso é ainda maior porque quando se trata do Paul tudo é elevado à milésima potência. Ele já está com a voz bem ruinzinha por causa da idade, claro, mas ainda assim não perde nenhuma nota ou tom, quase não para nem pra beber água! Isso sem contar a quantidade de instrumentos que toca, né? Só nessa apresentação foram uns cinco diferentes, tem vez que ele troca até dentro da mesma música. A banda também é excelente, o baterista teve vários closes no telão porque é absolutamente maravilhoso.

E esse ar impecável não está só nas músicas em si, já que não é só disso que uma apresentação desse porte é composta. O visual do palco, todo de LED, um degrau que se eleva para que ele fique no “topo do mundo”, escolha de animações e fotos e até um momento em “My Valentine” que os telões ficam em preto e branco para combinar com o clipe, é tudo minuciosamente pensado pra te encantar. No quesito “efeitos especiais” quem ganhou foi “Live And Let Die”, com fogos de todos os tipos na hora do refrão, é aquele tipo de coisa pelo qual a gente não espera e quando vê fica sem palavras pra expressar o que tá acontecendo.

Ele se esforça bastante para falar português e é engraçado porque sempre repete a mesma coisa duas vezes para ter certeza que a gente entendeu. Quando cita John Lennon é “Meu parceiro John… Parceiro John!” e por aí vai. Além da língua do país também tem o esforcinho pra usar alguma gíria local: aqui em BH era o agradecimento na sequência “Thank you! Obrigado! Valeu… Sô!”, a gente simplesmente PIRAVA e repetia pra ele. Rola muita gracinha também, mãos na cintura de “bravo” quando a plateia não para de gritar o nome sem deixar ele falar e uma reboladinha com direito a close no popô no telão. Ele parece muito ser uma mistura do “Tio do Pavê” com “vovô amigo”, fofo demais.

Paul McCartney: One on One Tour em Belo Horizonte
Não lembro que música era essa, mas é da época dos Beatles…

Paul McCartney: One on One Tour em Belo Horizonte
… essa também não lembro mas deve ser da era Wings!

Paul McCartney: One on One Tour em Belo Horizonte
“Being for the Benefit of Mr. Kite!”

Paul McCartney: One on One Tour em Belo Horizonte
“Band On The Run”

Eu tive vários “melhores momentos” em várias categorias. O fim de “Blackbird” quando várias pessoas (eu entre elas) gritaram “Fora Temer!” na platéia, “I Wanna Be Your Man” e o pedacinho de “Give Peace a Chance” que eu e as meninas já tínhamos ouvido no show do Ringo, ou seja, tivemos a oportunidade de ver metade dos Beatles cantando essas músicas, gente! Da fase “Wings” foi muito lindo ouvir “Maybe I’m Amazed”, acho que foi a hora que mais chorei! Ele também cantou a música mais antiga, quando os Beatles ainda eram The Quarrymen, “In Spite of All the Danger”, e a mais nova com Rihanna e Kanye West, “FourFiveSeconds”. Eu e Ramon fizemos um dueto inesperado em “You Won’t See Me” e me diverti até mesmo ouvindo “Being for the Benefit of Mr. Kite!” que até então era a música do Fav Four que eu mais odiava e até perdi essa antipatia toda… E “Let It Be” com as lanternas dos celulares todas acesas? Ele até agradeceu.

Mas NADA superou “Something”! Gente… O que foi aquilo? Acho que todas as outras versões dela vão perder a graça pra mim depois disso. Ele começa de boa, numa baladinha, e aí vem um solo de guitarra ABSURDO! A gente ficou com as mãos no peito sentindo o impacto sem conseguir nem cantar, de tão espetacular que foi. E aí no telão fotos deles juntos, desde umas bem novinhos até chegar na fase em que o George já estava com câncer, lindo e emocionante, musicalmente foi o ponto alto da noite. E no que se trata da “vibe da galera” a grande vencedora foi minha favorita: “Hey Jude”. Todo mundo com papéis pro alto escrito “Na Na Na Na”, dados pela Cielo na entrada, sem perder o ritmo… A emoção foi tanta que não consegui chorar, fiquei meio “agarrada”, acho que nunca vou sentir algo igual num show!

Depois ele e a banda se despedem e voltam para o bis carregando três bandeiras: a do Brasil, do Reino Unido e do Orgulho LGBT. Coisa mais linda da vida! O final também não deixa a desejar: tem o maior sucesso de todos dos Beatles, “Yesterday”, um mix da reprise de “Sgt. Peppers” e “Helter Skelter” onde todo mundo foi á loucura, “Birthday” em homenagem aos aniversariantes para fechar com o clássico “Golden Slumbers/Carry That Weight/The End”, que é provavelmente o jeito ideal de acabar com qualquer apresentação desse planeta. E então eles agradecem mais uma vez e tem uma explosão de fumaça e papeizinhos pra te deixar encantado do início ao fim, literalmente.

Paul McCartney: One on One Tour em Belo Horizonte

Paul McCartney: One on One Tour em Belo Horizonte
“Sgt. Pepper’s Lonely Hearts Club Band”

E agora uma foto final com Dani e Pati porque sem elas eu não teria ido ao show! Quando começou a venda dos ingressos as duas compraram cada uma o seu e eu não tinha grana pra isso, então fiquei só ajudando e torcendo pra não sofrer muito quando o dia chegasse. Eis que, sem que eu sequer imaginasse, as duas se uniram para me dar isso de presente porque sem mim “não seria a mesma coisa”. Lindas demais! E a minha ainda é inteira, ou seja, custou o dobro! Meninas, vocês são incríveis, foi o melhor presente possível!

Paul McCartney: One on One Tour em Belo Horizonte

Em resumo, e parafraseando Ramon: precisamos arrumar um novo termo pra definir o que foi isso. Se for pra falar “show” tem que criar um meio de chamar todos os outros shows do planeta, porque o ESPETÁCULO que Paul McCartney dá aos seus fãs é de um nível que não existe igual. Não é a toa esses 60 anos de carreira, né gente? É claro que quando assisti Elton John no Mineirão teve um significado à parte pra mim, a emoção foi muito mais, mas no que se trata da qualidade esse está e sempre estará em primeiro lugar, em todos os aspectos. Só o que eu tenho a dizer é: Valeu, sô!

Eu cheguei a gravar algumas “cenas” para um vlog desse dia, mas infelizmente não foi o suficiente para o material ficar bacana, então não teremos vídeo dessa vez… E pra quem ficou curioso com essa setlist maravilhosa, que muda sutilmente de uma cidade pra outra, a de BH tá disponível no SetList.fm!

Lookbook: Band On The Run

Em 19.10.2017   Arquivado em Moda

Entre as vantagens de fazer esses posts de Lookbook está o fato de que posso adiantar o assunto do qual ainda não tive forças para escrever com a roupa que usei no dia… Que é o que está acontecendo nesse momento porque a adrenalina do show do Paul Mccartney na turnê “One on One” em BH ainda não baixou o suficiente para conseguir fazer isso sem chorar! Gente, foi MARAVILHOSO! Num nível que é preciso criar uma nova expressão pra definir, “espetáculo” é pouco. Mas tô me adiantando, né? Vamos manter o foco aqui…

Na verdade quando eu ganhei o ingresso de presente (Dani, Pati, vocês são INCRÍVEIS!) já planejei comprar alguma “brusinha” bem linda de alguma banda de rock que gosto muito que fosse digna de um evento desse, mas infelizmente não tive jobs o suficiente pra isso no último mês e não rolou. Sendo assim parti pro maior estilo basicão confortável fresquinho. São horas de espera na fila, dentro do estádio e durante a apresentação, né? Num dá pra ir de gala! Então apostei na minha jardineira querida. Eu tenho ela desde 2007 e teve uma época que não usava nunca porque estava apertada, mas após esses quase 10 quilos perdidos involuntariamente tá uma beleza, até sobre Luly aí dentro! Por baixo uma camiseta quase pelada e o resto tentando dar um toque cor-de-rosa por motivos de melhor cor do planeta!

E agora escrevendo aqui percebo que essa jaquetinha também tem mais de uma década de vida… Tô bem Cher meets Meryl Streep na preservação das minhas peças de roupa, ainda bem! Vou confessar que eu nem vesti isso, a temperatura ambiente não deixava, levei mais pro look sair legal mesmo. Quem nunca, né? No cabelo uma trança pra aguentar o sol infernal, nos pés os tênis mais confortáveis do mundo e a bolsa nem era pra aparecer porque não combinava com nada, só foi escolhida por caber tudo o que eu precisava, mas como acabou ficando de coadjuvante no cantinho deixei aparecer. O batom é um daqueles de sempre: MAC Red, da Mac, meu grande favorito. Eu queria ter ido de Ruby Woo, mas a Arwen, minha gata, escondeu o meu em algum lugar um dia desses e ainda não tive o insight de qual o lugar certo pra procurar…

Descrição das peças no Lookbook!

Agora vocês que também fazem posts assim, seja no blog, Instagram e Lookbook: COMO INOVAR NAS POSES, GENTE? Caraca, eu simplesmente não consigo! Quando não é a mãozinha na cintura, quase inevitável, é a perninha dobrada. Essas fotos tão um exemplo claro disso: tanto a disposição dos pés quanto a das mãos se repetiu em duas delas, cada, ai, ai, ai…

Tag Literária: Deuses do Olimpo

Em 16.10.2017   Arquivado em Leitura, Memes e Tags

Aaaaah, que saudades de responder uma tag sobre livros por aqui! Esse ano estou lendo menos do que nunca, então está difícil falar do assunto, infelizmente. Mas hoje isso vai mudar: a Rubyane do Epílogo em Branco me indicou a tag literária Deuses do Olimpo há uns dias e foi gostosa de responder demais porque mitologia grega é um assunto que eu absolutamente AMO DE PAIXÃO! São 14 perguntas (meu numero favorito) criadas pelos blogueiros Davyd, do Encontro com Livros, e Magno do Diálogo Literário!

Regras:
01)Indicar no mínimo 5 blogs;
02) Dizer quem são os criadores da TAG.
03) Dizer quem te tagueou.

01. Zeus: Rei dos Deuses

Qual livro é o rei da sua estante? Essa pergunta pode ter muitos significados, né? Pode ser seu livro favorito, o mais caro, o que teve mais impacto na vida, etc… Eu resolvi falar do meu livro mais “imponente”, que é o “Devoção e Arte”, da Beatriz Coelho. Esse foi o primeiro livro que comprei quando entrei na faculdade e como minha turma era a primeira de graduação em Conservação e Restauração de Bens Culturais Móveis da UFMG tivemos uma sessão de autógrafos e lanchinho com a dona Beatriz na época que compramos. Foi MUITO incrível! Acho que ele é meu livro mais caro, e também é o mais bonito, com imagens em altíssima resolução de várias esculturas de igrejas barrocas mineiras. Pra quem é da área, vale a pena!

Tag Literária Deuses do Olimpo
Cantinho da estante com alguns livros de arte, entre eles “Devoção e Arte” (empoeiradíssimos!)

02. Hera: Deusa do casamento

Um casal que você shippa? Bom, eu sou a maior shipper de todos os tempos e tô sempre shippando tudo e todos, mas nesse caso resolvi falar dos dois personagens que eu MAIS shippo e há mais tempo. Meus queridinhos, meus seres favoritos na ficção, meu casal número 01: Rony e Hermione!

03. Poseidon: Rei dos Mares

Qual livro você jogaria no mar do esquecimento? Não, não falarei da Saga Crepúsculo, não se preocupem… Veja bem, eu obviamente não gostei da história porque já não era mais público alvo na época, além de ter críticas severas à influência que ela causa, mas pelo menos consegui TERMINAR os livros… E não foi assim com “O Segredo”, da Rhonda Byrne. Não sei se auto ajuda não é pra mim ou o que, mas abandonei sem dó. A ideia é muito bacana e tal, mas o livro inteiro poderia ter sido resumido no primeiro parágrafo: ela “conta” o segredo e depois fica mostrando como aplicar em todos os aspectos da sua vida. Isso significa que é só uma repetição sem fim do que já foi dito! Só sei que não cheguei no final, pode ser que esteja sendo injusta, mas é que não deu, MESMO!

04. Deméter: Deusa da Agricultura

Imaginando que sua bagagem literária é uma árvore, qual foi o livro semente? Obviamente “Harry Potter e a Pedra Filosofal”. Se pensar beeem antes, na época que aprendi a ler, eu poderia dizer “Flicts”, do Ziraldo, que foi meu favorito de infância, mas seria injusto. Foi J. K. Rowling quem me ensinou a gostar de ler, esse mérito é só dela!

Tag Literária Deuses do Olimpo
Hermione, Rony e minha breve coleção de edições de “A Pedra Filosofal”. Todos foram presentes: a 1ª edição brasileira da minha madrinha no natal de 2000, a ilustrada e a de 20 anos da Grifinória do Gil em dois aniversários seguidos e a nova de capa dura da Editora Rocco! Os Funkos também ganhei, dessa vez da Lili!

05. Hades: Deus dos Mortos

Um personagem que você mataria? Não faço a mínima ideia, acho que todos os personagens que eu queria ver morrendo ou que achei isso necessário realmente morreram. Deixem ideias aí nos comentários pra eu ver se concordo!

06. Héstia: Deusa virgem do lar

Qual personagem você levaria para casa? Bom, já que o assunto aqui são Deuses do Olimpo e Hades acabou de ser citado, vamos falar do mais lindo dos filhos dele: Nico di Angelo! Nico é minha personagem favorita das séries de mitologia greco-romana do Rick Riordan, seja Percy Jackson, Heróis do Olimpo ou mesmo essas “pontas” nas Provações de Apolo. Acho ele complexo e maravilhoso! Tanto que coloquei o nome dele no meu falecido cacto e em um dos protagonistas dos próximos livros que estou escrevendo (e, se tivesse um filho biológico um dia, cogitaria como possibilidade também).

07. Afrodite: Deusa do Amor e da Sensualidade

Um livro pelo qual você se apaixonou? Eu preciso caprichar BEM na resposta da pergunta referente à minha “mãe divina”, né? E vou, porque esse (junto com “O Prisioneiro de Azkaban”) é meu livro favorito: “Extraordinário”, da R. J. Palacio! Ah, como eu AMO Auggie, Via e todos seus amigos, não dá nem pra colocar em palavras. Eu já fiz um post dedicado a ele uma vez e tô contando os dias pra sair o filme, que estreia em novembro!

Tag Literária Deuses do Olimpo
A família do Auggie quase completa!

08. Apolo: Deus do Sol e da Arte

Um personagem artista? Serve um escritor? Porque escrever é arte! E nesse caso o personagem é o próprio autor do livro: John Grogan, de “Marley & Eu”, a história maravilhosa da “vida e o amor ao lado do pior cachorro do mundo” que arranca lágrimas de toda e qualquer pessoa com o mínimo de sensibilidade no coração, hahahaha!

09. Ártemis: Deusa virgem da caça

O livro que te levou a grandes aventuras? Bom, eu não queria falar de Harry Potter de novo pra não ficar repetitivo, mas não dá, né galera? Foi a série que me ensinou a ler por diversão, que me apresentou vários dos melhores amigos que tenho hoje, que por mais que eu tenha relaxado um pouco em alguns aspectos continua me emocionando muito. Eu sou vice presidente de um fã clube, caramba! Pensei em citar o “Destrua Esse Diário” que traz aventuras em outros aspectos, mas seria injusto, simples assim!

10. Ares: Deus da Guerra

Um livro ou personagem que te deixou com ódio? Falaremos de um personagem, então, melhor. Recentemente falei aqui no blog do “Todos, Nenhum: Simplesmente Humano”, que fala sobre fluidez de gênero. Senti profundo ódio de todos os personagens que praticavam bullying com Riley, mas principalmente o “líder” deles e sua atrocidade final.

11. Atena: Deusa Virgem da Sabedoria

Um personagem que te inspira? Estamos evitar HP demais, então vou esconder Hermione para citar meu personagem favorito de “O Senhor dos Anéis”: Aragorn! Eu já gostava dele nos filmes, mas meu coração ainda batia mais forte por Sam e Legolas, até que li os livros e Passolargo assumiu esse amor de vez! Tanto que eu dei para minha gata o nome da esposa dele, Arwen!

12. Dionísio: Deus do vinho e das festas

Qual foi a sua maior ressaca literária? Quando eu li de uma vez os três livros da série “Jogos Vorazes”… Aquilo ACABOU COMIGO! Fiquei horas pensando como seria ruim se o mundo funcionasse daquele jeito até enfim perceber que já funciona. Mas o lado bom é que hoje eu sei que se precisar ser Katniss pra não deixar algo parecido acontecer de vez, eu serei!

13. Hefesto: Deus do Ferro e do Fogo, Ferreiro dos Deuses

Um livro que tenha ferro ou fogo na capa? Eu tinha escolhido “O Hobbit”, do Tolkien, cheguei a tirar a foto pro post e tudo mais… Até que percebi que não é fogo que está ilustrado e sim ouro! Que lerdinha, né? Mas tudo bem, as moedas de metal representam o ferro e o dragão Smaug cospe fogo, então tá valendo!

Tag Literária Deuses do Olimpo
Um “Percy Jackson” porque essa tag pedia ao lado de “O Hobbit”!

14. Hermes: Deus do comércio, Mensageiro dos Deuses

Um livro que você não compraria ou se arrependeu de ter comprado? Bom, vamos respirar fundo antes de responder essa porque é uma resposta meio triste. Eu me arrependi muito de ter comprado “O Livro do Bem”, da Ariane Freitas e da Jéssica Grecco. É o livro interativo mais fofinho que já vi, as atividades são bem lindas e já fiz várias delas, mas acaba que quando você tem mais de um desses vai cansando, sabe? Na hora da compra uma empolgação danada, mas depois fica lá, ocupando espaço… Não quero morrer por causa dele, não, mas se pudesse voltar atrás teria deixado passar.

E agora seis lindezas para responder essa tag: Clay, do Sai da Minha Lente, Renatinha, do Clumsy Luv, Rê, do Retipatia, Poly do Poly Pop, Adriel do Não Me Venha Com Desculpas e Gil, do canal Menino Gil!

Página 5 de 2021 ...123456789... 202Próximo