Sex Education: uma série necessária!

Em 06.02.2019   Arquivado em Séries e Desenhos

Sex Education *****
Sex Education Elenco: Asa Butterfield, Emma Mackey, Ncuti Gatwa, Gillian Anderson, Connor Swindells, Aimee Lou Wood, Patricia Allison, Kedar Williams-Stirling, Alistair Petrie, Chaneil Kular Anwar, Deobia Oparei, Hannah Waddingham, James Purefoy, Jim Howick, Sharon Duncan-Brewster, Simone Ashley, Tanya Reynolds, Toby Williams
Direção: Kate Herron, Ben Taylor
Gênero: Drama, Comédia
Duração: 398 min | 8 episódios
Ano: 2018
Classificação: 14 anos
Sinopse: “Otis Thompson é um virgem com ansiedade social que é filho de uma terapeuta sexual. Por ter crescido cercado por manuais, vídeos e conversas abertas sobre sexualidade, ele torna-se um expert no assunto – mesmo que contra sua vontade. Com a ajuda de Maeve, ele inicia uma clínica clandestina dentro da escola, ajudando os colegas com problemas sexuais em troca de dinheiro.” Fonte: Filmow (sinopse e pôster).

Em meio a tantas discussões sobre a presença ou não de aulas de educação sexual nas escolas, tantos casos de denúncias de abuso que essas aulas ajudaram a fazer acontecer e a volta do “boom” de infecções sexualmente transmissíveis ainda que supostamente a informação esteja disponível a todos, a Netflix nos apresenta uma série britânica que é exatamente o tipo de coisa que todos nós devemos assistir em algum momento da vida: Sex Education! Nela Otis, interpretado por Asa Butterfield, é um adolescente muito reprimido sexualmente, mesmo que sua mãe seja uma conhecida terapeuta sexual e seu melhor amigo, Eric, tente ao máximo ajudá-lo a superar isso. É quando Maeve, a “diferentona” do colégio, vê nesse parentesco do garoto um meio de ganhar uma muito bem vinda grana que vai ajudá-la a pagar suas contas e o convence a, juntos, abrir uma “clínica” de terapia sexual entre os colegas, que estão todos com hormônios à flor da pele…

Com diálogos inteligentes, personagens muito identificáveis e abordagens extremamente sensíveis, Sex Education faz rir de forma nada forçada nos momentos de humor e chorar com um aperto lá no fundo do coração nos momentos de drama. Ela tenta quebrar vários clichês e, ao mesmo tempo, não te faz pensar que esses clichês seriam um erro de qualquer forma. Otis é o “mocinho” virgem inexperiente, mas que não deixa as pessoas pisarem nele ou o tratarem mal por causa disso. Eric, seu “fiel escudeiro”, é gay e gosta de fazer maquiagens extravagantes e usar saltos altos de vez em quando. Maeve parece uma “bad girl” excluída, mas que mantém amizade com uma garota popular e às vezes cede aos próprios sentimentos. Até seu “peguete”, Jackson, foge ao padrão: o atleta super cobiçado é um rapaz negro, cuja família foge do convencional. Essas coisas, porém, não são faladas, simplesmente fazem parte da narrativa. Ela também trata corpo e nudez com MUITA naturalidade, como pele, mesmo, que é o que são. Inclusive as cenas mais explícitas foram gravadas com o apoio de uma “direção de intimidade”, para não rolar mais um dos tantos casos de assédio e abuso que vemos na história da TV e cinema. Muito legal, né?

Sex Education

Um ponto muito interessante da equipe técnica é que nela há a presença forte de mulheres em cargos importantes: criação, direção e, claro, roteiro! Isso é não só fora do padrão, uma vez que a indústria do entretenimento ainda é bastante sexista, como fez TODA diferença nos mais diversos momentos. Os melhores episódios, na minha opinião, são o 3º e o 5º (esse segundo com uma cena que não consegui ver, porque fui alertada do que acontecia, mas ainda assim maravilhoso) e neles é claro que se trata de uma abordagem feminina… São assuntos delicados e polêmicos, mas mostrados de forma belíssima, pertinente e emocionante. De causar alegria melancólica em quem já tem a mente aberta para eles e, quem sabe, ajudar a mudar a visão de quem ainda a mantém fechada. Por outro lado, o que considero o único ponto negativo, nossa principal garota da história, a própria Maeve, não foi o tipo de representação feminina mais legal de todas… Sim, ela é forte em vários aspectos, o que é ótimo, mas a maneira como ela trata as pessoas ao seu redor, PRINCIPALMENTE Otis e Jackson, me deixou bastante incomodada. Às vezes suas atitudes são carregadas de profundo descaso e crises de ego. Espero que ela melhore um pouco nisso, daqui pra frente! Principalmente porque a série dá a impressão de que os protagonistas serão um casal em algum momento, e do jeito que as coisas caminharam até agora isso não faz sentido algum.

No que se diz respeito à versão brasileira, que é um aspecto positivo de todas as séries originais Netflix que já assisti dubladas, essa não fica atrás. Seguindo a onda da equipe, tanto a tradução quanto a direção de dublagem, da Flávia Saddy, foram feitas por mulheres também, o que já é bem legal! As vozes são bastante condizentes com suas personalidades, das “gente como a gente” às mais caricatas. O Otis, obviamente grande destaque da série, foi dublado pelo João Cappelli, que conseguiu passar perfeitamente seu ar introspectivo sem cair no velho clichê do “bonzinho bobinho”. Já falei aqui antes que o João é uma das pessoas mais adoráveis que conheço, e isso refletiu perfeitamente na personagem, o encaixe é ideal. Além disso várias gírias e memes em alta estão presentes de forma pontual e, em um episódio onde um dos “pacientes” não consegue parar de perseguir uma colega, ele explica o assédio com a frase mais simples e perfeita que vemos nas ruas: “Não é não”. Coisas que parecem bobas, mas que têm o impacto perfeito que Sex Education veio acrescentar tanto em quem já sabe quanto em quem ainda precisa aprender!

Sex Education

A primeira temporada, com seus 8 episódios já disponíveis na plataforma desde 11 de janeiro, terminou bem, mas algumas tramas ainda ficaram em aberto, dando brecha para prosseguir com o sucesso. Depois que a criadora da série, Laurie Nunn, deixou bastante claro várias vezes que o assunto vinha sendo discutido, a Netfflix enfim confirmou a segunda temporada através de um vídeo sempre muito divertido, comentando alguns momentos da primeira, sem spoilers. Vamos torcer pra fazer jus ao que já tivemos até agora. Tenho até minhas esperanças de que, com o tempo, ela seja adotada como material didático para tirar, ou só reduzir, todo o tabu em volta de algo tão natural quando sexo…

10 filmes para assistir em 2019!

Em 24.01.2019   Arquivado em Filmes, Vídeos

Se tem uma coisa que marca o ano novo é parar pra pensar na quantidade de filmes que estão pra estrear nesses 365 dias que estão por vir, né? É quase um ritual pra mim fazer uma verdadeira “wish list” de cinema em janeiro, mas sempre sabendo que não vai dar pra cumprir e que vai ter que rolar uma seleção em certo momento… E aí que no Desafio Relâmpago United Blogs eu e a Rubyane do blog Epílogo em Branco fomos selecionadas como uma dupla pra fazer posts juntas nos nossos respectivos blogs. Papo vai, papo vem, decidimos criar uma lista com 10 filmes para assistir em 2019, com o “Top 5” de cada uma! Então pega a pipoquinha aí e marca essas datas na agenda porque, oh, só tem sucesso…

10 filmes para 2019!

01) Dumbo

Quando Tim Burton foi anunciado como diretor do live action de Dumbo, eu virei o nariz. E eu reclamei. E falei, falei mal nas redes sociais afora, com a certeza de que ia estragar um grande queridinho meu… Mas foi só sair o primeiro teaser pra perceber que ia pagar língua com louvor e AMOR! Estou absolutamente APAIXONADA por cada foto e vídeo que sai, muito animada e já emocionada… Se as lágrimas já rolaram antes, só imagino na hora! Dumbo é um desenho que só aprendi a gostar depois de adultinha, mas foi um “gostar” forte. Ele é simples, emotivo, lúdico, traz risada e chorinho nos momentos certos, além das cenas meio bizarras típicas dessa era da Disney. Expectativas altas e grandes possibilidades se serem atendidas! Estreia no Brasil: 28 de março | Assista ao trailer!

02) O Rei Leão

Senhoras e senhores, meninas e meninos, o maior dos sucessos Disney, o primeiro filme que vi no cinema, a menina dos olhos de todos nós vai virar live action também, e tá chegando a hora de cantar “Nants ingonyama bagithi Baba” diante das telonas mais uma vez! Cá entre nós, a internet não só quebrou, ESTOUROU quando viu o batizado do Simba em CG, né? Agora imagina o longo todo, como é que vai ser… Sem dúvidas um favorito de muita gente pro segundo semestre (meu, inclusive). Estreia no Brasil: 18 de julho | Assista ao teaser trailer!

03) Rocket Man

MEU FILME, BRASIL, NESSE NINGUÉM ME SEGURA! Quero pré-estreia, quero faze post & vídeo & tudo pra ele! Sim, a história de Elton John vai (finalmente) pros cinemas em “Rocket Man” – que, por sinal, é o título mais adequado possível – e quem é fã não pode perder! Ainda não temos uma data definitiva, mas tô de olho, com certeza. Ano passado ele anunciou sua aposentadoria oficial de shows e está em uma turnê de 3 anos para fechar essa fase de sua vida, então nada mais do que justo uma homenagem nesse momento, né? Meu nível de animação é o máximo possível, já preparei os lencinhos porque sei que vai ser um dos maiores chororôs da minha existência. Estreia no Brasil: Prevista para o inverno | Assista ao teaser trailer!

04) Turma da Mônica: Laços

Que brasileiro não cresceu lendo a Turma da Mônica? Os quadrinhos de Maurício de Souza são parte forte da nossa cultura há muitas décadas… E agora, pela primeira vez, a turma estará “em carne e osso” nos cinemas! A adaptação de “Laços” promete ser linda, tanto quanto a historinha original, com um elenco adulto de peso e infantil extremamente carismático! Não vejo a hora da “Dona da Rua” entrar em cartaz! Estreia: 27 de junho | Assista ao trailer!

05) Capitã Marvel

E das várias opções de filmes de super herói, eis minha escolha! Apesar de gostar mais dos heróis da DC, eu prefiro os filmes da Marvel (aliás, eu e todo mundo), então fica no ar a curiosidade pra ela que leva o NOME da empresa! E que parece ser um mulherão, inclusive! Quem viu os créditos finais de “Guerra Infinita” já concluiu isso, e vai saber como será sua participação na continuação. Quero muito também ver Nick Fury no passado, porque é uma personagem que gosto MUITO! Promete e estou crente nessa promessa. Estreia no Brasil: 7 de março | Assista ao trailer!

E os outros filmes? Ah, eles estão lá no post do Epílogo em Branco! Não deixem de acessar pra conferir os recomendados pela Rub – que são tão incríveis quanto esses!

Bonecando: Funko Rock Candy Arwen Undómiel

Em 15.01.2019   Arquivado em Dolls

Quando assisti O Senhor dos Anéis pela primeira vez, muito antes de começar a ler os livros (que até hoje não terminei pois Tolkien, né mores, haja paciência), a Arwen foi, de cara, uma das minhas personagens favoritas. Não sei se por causa da Liv Tyler, se por identificação física uma vez que as outras duas personagens femininas importantes são loiras, ou se é porque tenho uma tendência a simpatizar com elfos, mesmo, quando o assunto é criaturas fantásticas. Só sei que eu AMO! Nos livros sua importância é bem menor, claro, mas quando você descobre o universo da Terra Média como um todo, Contos Inacabados e vai pesquisando alguns apêndices, sei lá, eu sou suspeita mas acho impossível não gostar. Permanece sendo queridíssima pra mim, e quando descobri a linha de Senhor dos Anéis da Funko Rock Candy, que além dela tem a Éowyn em sua versão guerreira, fiquei APAIXONADA querendo MUITO! Nesse natal minha irmã me deu de presente, e é tão linda que demorei pra achar um lugar no quarto digno para ela.

E aí que personagem querida por personagem querida, por que justamente a Arwen? Pois bem, porque eu amo TANTO a princesinha de Valfenda que dei o nome dela para minha gata! Na época eu não sabia como chamá-la, só tinha opção para macho, que seria Obi-Wan Kenobi… Fiquei então refletindo alguém que fosse digna de ser minha filha e assim nasceu Arwen “Undómiau”! E, sei lá, o nome combina com ela… Orelha pontuda, pelo pretinho, esse olhar de sabedoria élfico e tudo mais. Era mais do que justo que eu tivesse, um dia, alguma figura dela aqui, pra representar duplamente esse amor…

Funko Rock Candy Arwen Undómiel

Funko Rock Candy Arwen Undómiel

Eu sei que a linha Funko Pop! é uma grande queridinha e até existe boneca da Arwen nela, um set junto com o Aragorn que é exclusiva da Convenção de Verão de 2017, ou seja, caríssima! Mas desde que conheci a linha Rock Candy, quando eles lançaram um set da Barbie, me APAIXONEI por ela! As bonecas são mais proporcionais sem perder o cabeção, que eu adoro, e com uma quantidade muito maior de detalhes não só na roupa, mas principalmente rosto. Lembra demais a versão que já vimos nas telonas e telinhas.

A cena escolhida pela Funko pra representar a Arwen foi no final de “O Retorno do Rei”, quando ela reecontra o Aragorn na coroação dele. Eu AMO MUITO a roupa que ela está usando, um vestido verde claro todo fluido, bem elfona mesmo, e coroa de princesa… Ai, gente, é MARAVILHOSA demais aquela mulher, fala sério! Pra quem gosta de planejar casamento com pegada nerd, pronto, aí está um visual de noiva ideal! Pra retratar o tecido eles usaram tinta verde brilhante clara, com os detalhes em tom mais claro ainda… Infelizmente nas minhas fotos ficou beeem mais intenso que o real porque foram tiradas no Sol, mas o “cenário” combinava, não deu pra evitar…

Funko Rock Candy Arwen Undómiel

Funko Rock Candy Arwen Undómiel

Outra vantagem da Linha Rock Candy, e dos Pop! atuais em relação aos antigos, é que os detalhes são todos muito bem feitos. Os fios de prata da coroa “vazam” pro cabelo em pouquíssimas áreas e não tem nenhuma outra falha na pintura além dessa, que é realmente muito minuciosa pra sair perfeita num boneco de vinil assim. É ótimo também porque a barra do vestido cria uma “base”, então ela se sustenta sem precisar do estande que alguns Funkos têm, principalmente as figuras femininas que têm pé menor.

Por outro lado… Como essas Rock Candy enganam no quesito “tamanho”! A gente sabe que elas têm 12cm, mas ainda assim por foto parece ser bem maior do que realmente são. A Arwen foi minha primeira, então levei um mini susto, que rapidinho passou, também. É até bom, porque deu pra encaixa-la na estante bem no cantinho onde ficam meus livros de “O Senhor dos Anéis” (e seus companheiros “O Hobbit” e “O Silmarillion”), ela não tampa nada mas ainda assim é visível, deixando a coisa temática e ainda mais bela. Pra quem também gosta, dá pra ver os itens Tolkianos já lançados por eles no site oficial.

Lookbook: Flawless

Em 09.01.2019   Arquivado em Moda

Mais um post de lookbook com uma blusa das meninas maravilhosas da MinKa, que eu amo, sou fã, quero todas, etc! Essa é a terceira e última do pacotinho LINDO que elas me deram de presente (entregaram aqui em casa!) no meio do ano, e eu não tinha postado até hoje porque por muito tempo tive um destino pra essa blusa, sabe… Originalmente eu usaria ela no meu look de primeiro de janeiro se tivesse dado bom nessas eleições, já tinha até planejado as fotos, PORÉM deu ruim, né galera, e a ideia teve que ser abortada. Mas enfim, ainda assim é relevante, na verdade mais do que nunca!

Lookbook: Flawless

Blusa: MinKa Camisetas Feministas | Saia: Marisa | Meia arrastão: Trifil | Sapatilha: Max Model | Óculos: ray-Ban + no Lookbook.nu

O título do look foi “Flawless” em homenagem à música da Beyoncé porque ela tem citações do discurso da Chimamanda, cujo título está aí, estampado: Sejamos Todos Feministas. Inclusive, pra quem não conhece, tem um livrinho publicado com a transcrição dele (acha baratinho em qualquer livraria) e, claro, a palestra na íntegra disponível no YouTube. Ela é um MULHERÃO, gente, todas as vezes que revejo é lágrimas, cabeças concordantes e PALMAS E MAIS PALMAS mesmo que tenha sido feito tantos anos atrás. Muito bom ver essa discussão de gênero sendo levantada por uma nigeriana, que mora em uma das cidades mais machistas do mundo, e ainda assim fala de forma clara, calma e até divertida.

Eu AMO essas regatas cavadas da MinKa porque com elas consigo “exibir” minha tatuagem na costela, que também é a favorita, e tá sempre escondidinha pelas roupas no dia a dia. Mas aí eu acabo usando elas de modo mais despojado, fresquinho, e nessa decidi que ia dar uma estilizada na coisa. Uma saia pra acalmar o calor, meia arrastão pra tampar a branqueleza sem esquentar, sapatilha porque, né, é o que eu uso todos os dias. SÓ, BRASIL! É maravilhoso o que uma meia faz na nossa vida, né? Cê tá lá, com uma roupitcha bonitinha, mas ok, aí veste uma bonitinha dessas e pronto, pode arrasar até na balada se quiser. Tenho que usar mais vezes…

Lookbook: Flawless

Aquela típica pose da blogueira tristemente procurando algo aleatório no chão…

O rabo de cavalo é 99% porque tá quente, mas aquele 1% pra esconder o cabelo já há alguns dias sem lavar… Quem nunca, né? Já o batom, que eu sempre falo porque não custa nada, é o Mrs. Mia Wallace, da Urban Decay. E por fim, um pouco de jabá, queria informar que essa sessão render uma das fotos da arte do meu novo canal no YouTube: Vênus em Arte! Lá estou falando sobre mulheres na história da arte e tá ficando BEM legal – o que já fui publicado e o que tá agendado -, então quem gosta do assunto dá aquela passadinha pra enaltecer o trabalho absurdo que tá produzir esse conteúdo!

6 on 6 Janeiro: 2019

Em 06.01.2019   Arquivado em Fotos

Ano novo, projeto velho, e eu não poderia estar mais feliz com isso! Durante 24 meses participei do 6 on 6 com quatro QUERIDOS que moram aqui no meu coração, mas ano passado resolvemos nos reinventar através do Foco Periférico, onde escolhemos 1 tema por semana e cada um daria sua interpretação num dia… Ele não durou muito tempo, rapidinho abandonamos, ficou puxado demais pra todos… Ao mesmo tempo eu sempre pensando em embarcar em outros 6 on 6, mas sempre sem coragem pois EU AMO AQUELE GRUPO, até que agora, final do ano, Renatinha me chama perguntando se eu não topava voltar… E voltei!

Pensamos em ir em busca de novos membros, mas antes falamos no grupo dessa vontade… No final todo mundo animou, uns via blog, outros via Instagram, e sempre do nosso jeito: fazendo como, quando e se der! O importante é curtir MUITO esse “filhotinho” que temos juntos, mas mais ainda nossa presença sempre virtual. E eis que tava tudo meio em cima, a gente não sabia se colocava tema, até que foi decidido fazer um resumo de 2019 logo de cara: uma foto por dia durante esses seis primeiros dias!

6 on 6 Janeiro: 2019

01. A PRIMEIRA foto do ano foi ninguém mais, ninguém menos, do que meu companheiro da virada: um Baby Chandon Rosé. Eu não bebo, nem bebida fraquinha normalmente, mas dessa vez decidi passar o ano novo sozinha, pensando nos meus banimentos de vida daqui pra frente, comendo um sushizinho, então comprei um espumante pra celebrar comigo. A dica do dia é: NÃO COMPRE BEBIDA PELA COR, E SIM PELO PALADAR, AMORES! O ideal teria sido o semi seco, mas nessa gracinha de querer o rosa detestei o gosto, fiquei um pouco bebinha e deprê, saiu pela culatra total… Pelo menos tenho a garrafinha pra guardar de lembrança para a eternidade e nunca mais precisar tomá-lo, é vivendo e aprendendo, né…

6 on 6 Janeiro: 2019

02. O primeiro dia útil pediu o que? Mercado Central! Tinha areia de gato pra comprar, saudades desse labirinto comercial pra matar e outras coisas pra procurar… Quando Belo Horizonte fez 120 anos eu postei sobre meus 5 lugares favoritos da Roça Grande, e o Mercado não só está na lista como é, na minha opinião, o que qualquer turista PRECISA visitar! Inicialmente eu ia postar uma foto da fachada, mas ela foi parar no Instagram antes, então acabei captando também esse mini arco-íris de canecas, tão mineirinhas e coloridas, apaixonantes!

6 on 6 Janeiro: 2019

03. Pelo visto começamos 2019 percorrendo pontos turísticos de Beagá, não é mesmo? Fui ao Centro Cultural Banco do Brasil rever a mostra “Construções Sensíveis”, que fica lá só até amanhã, e analisá-la por outros ângulos que me vão muito ser importantes nos projetos daqui em diante. Podia ter postado alguma obra da exposição, mas o pátio interno do prédio já é lindo por si só, então fiquem aí com a vista de baixo pra cima de um pedacinho dele…

6 on 6 Janeiro: 2019

04. Mais Savassi pede buscar ângulos do Edifício Niermeyer! Ele já apareceu num 6 on 6 aí pra trás, que foi todinho na Praça da Liberdade, mas pode continuar aparecendo de novo, sempre!

6 on 6 Janeiro: 2019

05. Eis que nessa história de passar uma virada de ano de auto carinho, acabei descobrindo um breve carregamento de incensos meio esquecido numa porta de criado mudo nesse meu amado quarto… Acendi alguns pra dar boas vindas pra 2019, tanto nas primeiras horas quanto ao longo dos dias. Aí descobri também que não tenho onde por incenso, mas peguei esse porta vela antigo, um dos itens não muito usados da minha amada coleção de sapos, e meio que “reformei” pra ocasião. Certo-certo num deu, não, mas tô nem aí, vou usando mesmo assim!

6 on 6 Janeiro: 2019

06. E por fim… Hoje! Tirei um bom pedaço do meu dia pra gravar vídeos, tanto pro canal “tradicional” quanto pro meu novo projeto, o Vênus em Arte, sobre o qual vou falar mais um pouco logo-logo, mas que já agradeço se vocês puderem ir se inscrevendo. Enfim, depois das filmagens, enquanto arrumava minhas maquiagens, fiz um teste pra uma de carnaval que quero levar pra lá (e pra cá), fiquei brincando, lembrei do projeto, pronto, saiu isso! Esse iluminador é o Unicorn Glow, da Claire’s, e eu estou APAIXONADA por ele! Na pele as cores fantasias somem, fica um brilho lindo, mas variando do frio pro quente, difícil de explicar. O que importa é: belíssimo, muito!

Agora não deixem de conhecer os outros participantes do 6 on 6: Igor, Lucas, Maíra e Renatinha!

Página 2 de 221123456... 221Próximo