Nasce Uma Estrela

Em 24.10.2018   Arquivado em Filmes, Música

Nasce Uma Estrela Nasce Uma Estrela (A Star Is Born) *****
Elenco: Bradley Cooper, Lady Gaga, Dave Chappelle, Sam Elliott, Alec Baldwin, Anthony Ramos, Andrew Dice Clay, DJ Pierce, Michael D. Roberts, Michael Harney, Rafi Gavron
Direção: Bradley Cooper
Gênero: Musical, Romance
Duração: 135 min
Ano: 2018
Classificação: 16 anos
Sinopse: “O experiente músico Jackson Maine descobre a jovem artista desconhecida Ally, por quem acaba se apaixonando. Ela está prestes a desistir de seu sonho de se tornar uma cantora de sucesso, até que Jack a convence a mudar de ideia. Porém, apesar de a carreira de Ally decolar, o relacionamento pessoal entre os dois começa a desandar, à medida que Jack luta contra seus próprios demônios e problemas com álcool.” Fonte: Filmow (sinopse e pôster).

Comentários: A terceira refilmagem de Nasce Uma Estrela, de 1937, e seguindo a linha de “musical de rock” da versão de 76, conta com Lady Gaga e Bradley Cooper (que também dirigiu o filme) nos papéis principais e mostra uma visão contemporânea dessa velha história há muito já conhecida. Jackson Maine, astro da música, vive seus dias de fama regados a álcool e drogas, como forma de conseguir lidar com todas as pressões que esse cotidiano traz e com uma perda de audição gradual, cada vez mais acentuada. Ainda assim ele mantém aspectos de uma “vida normal”, tendo amigos fora do ramo e frequentando bares “normais” com pessoas “normais”. E é assim que, após um de seus shows, ele vai parar num bar de drag queens onde se encanta pela voz da única mulher que as outras drags permitem performar ali: Ally. Apesar do vozeirão e de ótimas músicas autorais, ela nunca conseguiu levar a carreira adiante por, até então, não ter sido considerada atrativa para a indústria.

Ela já o conhece e admira, mas em momento algum se sente deslumbrada em saber com quem está lidando. Um pouco surpresa e tímida, claro, e extremamente atraída, mas pela pessoa, pela voz, não pela fama. Ele se apaixona de cara, por tudo nela. Após uma noite inteira de conversas jogadas fora e músicas autorais compartilhadas, Jack convida Ally para o show do dia seguinte, colocando seu motorista particular à disposição dela. Ela reluta, mas vai, e chegando lá, em cima do palco, é “puxada” para que eles cantem juntos sua composição “Shallow”, numa cena EXTREMAMENTE impactante visual, musical e sentimentalmente. O público vibra, os dois se relacionam e ela passa a fazer parte da turnê, como “segunda voz”, chegando a atrair a atenção de um produtor musical, iniciando sua própria carreira e a vivendo lado a lado com esse romance inesperado.

Nasce Uma Estrela

Nasce Uma Estrela: imagem via Kingman, AZ

Faltam palavras e sobram elogios para falar desse musical maravilhoso, por inúmeros motivos. A voz e Lady Gaga já conhecemos e amamos, inevitavelmente. Ela causa arrepios quando está diante do microfone e, para minha surpresa, também conseguiu atuar muito bem. Bladley Cooper foi outro susto: tinha um baita músico escondido ali! Foi difícil perceber que a história se passava agora, nos anos 2010, ele cantou de forma que lembrou tanto velhos nomes do rock que só “caiu a ficha” quando o primeiro smartphone foi usado. De um modo geral eu já esperava ficar encantada ouvindo uma, mas no fim fiquei pelos dois. Funcionam lindamente tanto como dupla, quanto individualmente. Pra quem não gosta de musicais onde as personagens “cantam ao invés de falar”, aí vai um ponto muito positivo: por mais que a música esteja presente em praticamente todos os momentos, os diálogos são falados, e elas aparecem apenas quando as personagens REALMENTE estão cantando na história, dentro ou fora dos palcos. Já quem adora, como eu, bem, essa continua sendo uma vantagem de qualquer forma!

A trilha sonora, claro, é IMPECÁVEL! Não só pelos vocais, mas também ritmos, letras e pelo fato de que as cenas foram gravadas com música ao vivo (exigência da própria atriz), passando veracidade pra quem está assistindo. A maioria das canções foi escrita pela Lady Gaga, que contou com a parceria do DJ White Shadow, seu antigo colaborador, e do grande amigo – e meu maior ídolo – Elton John. “Shalow”, como eu já disse, é de encher os olhos, tanto metaforicamente quanto também de lágrimas. Definitivamente a melhor parte do longa todo! Depois dela minha favorita foi “Always Remember Us This Way”, que tem um instrumental de piano no fundo belíssimo e uma letra romântica que deixa o coração super quentinho e a cabeça cheia de lembranças.

Porém nem só de música vive uma história, e o enredo dessa também é um ponto positivo. Ele flui bem, não acelera ou reduz demais em momento algum, as personagens aparecem na hora certa sem causar estranhamento, você entende quem é todo mundo e qual a função de cada um. E, claro, aborda questões que PRECISAM ser abordadas: álcool, drogas e transtornos mentais, a depressão em meio ao que parece ser a vida perfeita. Acontecem coisas inesperadas pra te surpreender, discursos inadequados pra te lembrar de tomar cuidado com o que vai dizer e os desentendimentos são resolvidos, tem conversa, acordo, fala. Em meio a histórias clichês onde o crescimento de um dos lados faz mal ao outro, Ally e Jack tentam ao máximo se apoiar, mesmo quando parece ser impossível um segurar o outro, mas sem viver um “conto de fadas”, eles são humanos, sempre sujeitos ao lado podre dessa humanidade. O final não é muito surpreendente, mas chega com impacto digno de todo o resto. Daqueles que vale a pena ver, ouvir, digerir e depois, se possível, re assistir!

Trailer:

Um Pequeno Favor - Em exibição nos cinemas

  • Dai Castro

    Em 24.10.2018 | Uau!! Deixou 36 comentarios, VIP!! | [Citar]

    Estou vendo tantas resenhas positivas sobre o filme que a minha curiosidade está se elevando a cada momento haha!
    A trilha sonora pelo que vi é sensacional e muito me anima saber que o enredo em si também está bacana!
    Acho que vai ser o tipo de filme que vai me ganhar rapidinho haha
    Um beijo
    Colorindo Nuvens

    [Reply]

  • Bruna Della

    Em 24.10.2018 | Comentou pela primeira vez, boas vindas!! | [Citar]

    BIXAAA
    Eu to louca pra assistir esse filme e pelo que li da sua resenha: preciso assistir mesmo.
    Estou ansiosa para ver Lady Gaga atuando, como você mencionou a voz dela é deliciosa de ouvir. O trailler me encanta e me emociona muito, terei que marcar de ver com o boy próxima semana hehe

    Abraços de luz
    http://www.blogdella.com

    [Reply]

  • Thais Gama

    Em 24.10.2018 | Comentou pela primeira vez, boas vindas!! | [Citar]

    Ainda não assisti, mas acho que vale a pena só pelo fato de ver a Lady Gaga tão natural, algo que nunca tinha visto antes.
    O trailer já me arrepiou, e por essa descrição, tenho certeza que vou chorar horrores com o filme! kkkk

    [Reply]

  • Graziela Karina Gomes Rosa

    Em 24.10.2018 | Comentou 6 vezes. | [Citar]

    Eu sou muito admiradora da lady gaga, cresci a minha adolescência ouvindo as músicas dela, e saber que ela também é fantástica em cena e incrível, não sou fã de musicais mas fiquei curiosa para assistir o filme!

    Beijos

    [Reply]

  • Adrielle

    Em 24.10.2018 | Comentou pela primeira vez, boas vindas!! | [Citar]

    Eu já ouvi muito sobre esse filme. Mas seu texto é o primeiro com mais detalhes, e com uma visão geral do musical. Adoro a voz da Gaga 🙂 Quero assistir. Estou assistindo a série dela na netflix. E é interessante ver a forma como ela atua. Acho muito válido ter visões sobre os cantores, e mais que uma história, a gente compartilha um pouco de realidade com os fãs e com o público. Obrigada pela indicação.

    [Reply]

  • Lailana Lima Silva

    Em 24.10.2018 | Comentou 2 vezes. | [Citar]

    EStou louca para assistir esse filme , só vejo falando de coisas boas.
    E depois dessa resenha preciso urgente assistir. Amei !

    [Reply]

  • Michelly Melo

    Em 24.10.2018 | Comentou 4 vezes. | [Citar]

    Oiii! 🙂
    Estou doida para assistir esse filme! Já li tantos comentários sobre ele que cada vez fico mais curiosa para assistir!

    Beijos

    [Reply]

  • Safira

    Em 24.10.2018 | Comentou 3 vezes. | [Citar]

    UAAAAU que resenha maravilhosa!
    Já tinha visto muita coisa positiva sobre o filme, porém pela primeira vez pude sentir realmente a atmosfera de que se trata o longa, e tantos outros detalhes muito relevantes que apenas instigaram-me mais para assistir. Um ótimo artigo, já quero logo assistir! Afinal, amooo o Bradley Cooper hehe Bjs

    [Reply]

  • Bruna Bueno

    Em 24.10.2018 | Comentou pela primeira vez, boas vindas!! | [Citar]

    nao conhecia o filme a historia me parece boa, oque me atrai em um filme é a trilha sonora pois amo musica entao acho que vou gostar desse filme
    bjs da tia bueno MEU BLOG Coisas da Bueno

    [Reply]

  • Luana Souza

    Em 24.10.2018 | Comentou 16 vezes. | [Citar]

    Não sabia que esse filme era um musical! Isso aumentou demais minha vontade de assistir. A história pode até soar clichê, mas eu mais do que ninguém sei como essas premissas “simples” podem entregar histórias extraordinárias. <3
    Ando vendo muita gente elogiando demais. Já vou ver se encontro a trilha sonora aqui no Spotify porque eu sou dessas haha.
    amei a resenha :*

    [Reply]

  • Bohemian Rhapsody: tributo digno da realeza! » Sweet LulySweet Luly

    Em 24.10.2018 | Uau!! Deixou 335 comentarios, VIP!! | [Citar]

    […] também: Nasce Uma Estrela, resenha do musical estrelado por Lady Gaga e Bradley […]