Escrevendo aqui, pela milésima vez

Em 05.12.2017   Arquivado em Escrevendo

De acordo com o painel de controle, e esse danado não falha, esse é milésimo post que estou escrevendo no Sweet Luly. De cara a gente se surpreende e acha muito, mas por outro lado, cá entre nós… Em treze anos (e meio) eu poderia ter feito melhor, né? Isso dá o que, menos de sete por mês? Não vou nem fazer as contas exatas, que é pra não me decepcionar comigo mesma… O que tenho feito muito ultimamente, sem motivo nenhum.

Porque se parar pra pesar o jogo todo dá pra ver que, no fim das contas, mil publicações é mesmo sair ganhando. Quando isso aqui começou eu tinha internet discada em casa, bastava o plano de minutos do mês estourar e nosso telefone desligava, me impedindo de blogar o tanto que queria. Depois teve a pausa do vestibular e as várias da faculdades, principalmente quando o final do semestre começava a apertar. E TCC então? Gosto nem de lembrar! Mas aí passou, e depois que passou ainda assim não deu pra manter o ritmo que o planejamento da agenda previa. Se a crise de ansiedade bate, a página em branco se torna um tormento mesmo que as ideias estejam fervendo aqui dentro. TUDO é feito de altos e baixos, e a “arte” de escrever obedece essa regra também.

Diante desse momento “comemorativo”, outro dia eu estava dando uma revisada e formatando as postagens do início, nos anos de 2004 e 2005. Elas eram cheias de “plakinhas” e gifs que, enquanto eu tentava resgatar (alguns até consegui), me fizeram descobrir que a coisa que a Luly adolescente mais amava NA VIDA eram blogs. Minha maior diversão se resumia em “trabalhar” no Expresso Rosa, que hoje é loja de cadernos mas na época era template shop. Eu levava aquilo MUITO a sério, mesmo que praticamente ninguém usasse o que eu fazia. Me esforçava ainda que não tivesse nada vindo em troca. E fico pensando em algumas coisas que ainda faço por amar, e têm esse mesmo objetivo de ser apenas um prazerzinho… Só que lá era PRAZERZÃO, e desde que fiz essa pequena volta no tempo deu uma vontade danada de resgatar a vontade em crescer mesmo que seja só por mim mesma.

Em algum momento irei revisar a partir de 2006 também. Vou ver esse hobby perder força à medida que a faculdade for se aproximando. Vou ver os textos “querido diário” se transformando em artigos. Vou me ver ficando loira e depois morena de novo, querendo ser patricinha e depois metida a rockeira. Vou ler sobre amores que não existem mais, amizades que vieram e se foram, trocas de armação de óculos que amei comprar e mais ainda me livrar delas. Vou formar no colégio e depois na faculdade, contar histórias que acho que conheço mas que com esse novo velho ponto de vista vou conhecer ainda mais. Fico sempre falando a quatro ventos que tenho uma ótima memória, e vai ser um tapa na cara descobrir que na verdade não lembro de um monte de coisas e aí, consequentemente, passarei a lembrar.

Acho de verdade que vou entrar tão a fundo nessa cabecinha que vai parecer uma longa sessão no sofá da minha psicóloga. Tenho certeza que vou me estranhar e reconhecer tantas vezes que vai parecer uma gangorra mental. Às vezes por cima, outras por baixo e em mais algumas parada no meio termo, sem saber pra que lado a coisa vai tender. Vou revisitar mil Lulys diferentes, literalmente, que evoluíram e regrediram ao mesmo tempo enquanto iam escrevendo palavras que nem com muita paciência teria como contar!

Vou sentir saudades de cada uma delas e de seu blog querido, torcendo para que novas Lulys um dia sintam saudades de mim também.

É que por mais que eu seja a mesma e esse endereço seja o mesmo, nada em nenhum de nós dois é imutável. Aliás, muito pelo contrário! O objetivo é esse mesmo, evoluir, expandir, se adequar. “Prefiro ser essa metamorfose ambulante do que ter aquela velha opinião formada sobre tudo.”¹, sabe? Uma pessoa que há alguns anos atrás dizia detestar política e agora vai pra rua gritar e pras páginas que acha confiável se informar. Um mulher que antes julgava as outras e agora quer ao máximo apoiá-las. E ao mesmo tempo mantendo coisinhas como a cor e o filme favoritos desde de 1990 e poucos. Imagina só, ter boa parte das grandes diferenças e pequenas semelhanças registradas num mesmo endereço pra poder embarcar nelas sempre que quiser? Fico feliz em saber que pra mim isso é possível.

Eu tenho vários lugares favoritos. Lugares físicos, mesmo. Se você perguntar o número um entre todos eles direi a Praça da Liberdade, aqui em Belo Horizonte, sem precisar pensar ou hesitar por um segundo. Depois posso listar mais um monte, desde o prédio da faculdade onde estudei até algo bem mais longe, onde rolou alguma viagem inesquecível. Vou falar de espaços abertos, cheios de desconhecidos cujas vozes compunham a “trilha sonora” local, ou de um móvel específico dentro de um quarto fechado, onde uma pessoa só era presença suficiente e respirações ofegantes o som ambiente ideal. Mas se tiver que refletir sobre um “refúgio”, sobre pra onde vou correr quando precisar me escancarar e esconder, não vai ser possível marcar essa localização no Google Maps. Esse “lugar” vai ser o www (ponto) Sweet Luly (ponto) Expresso Rosa (ponto) com.

Escrevendo aqui, pela milésima vez
Luly 2004: um dia após meu aniversário de 14 anos, escrevendo pra contar como tinha sido a festinha, e alguns elementos que marcaram esses 13 anos e mil posts em volta “dela”!

Esse post foi inspirado na proposta #16 do Creative Writing Prompts, que oferece mais de trezentas ideias legais para desenvolver sua escrita criativa. É o 16º entre os 25 que me propus a escrever até outubro de 2018.

¹ Raul Seixas. Metamorfose Ambulante. Krig-ha, Bandolo!, Brasil: Philips Records, 1973. Lado A, Faixa 3.

Blogmas 2017

  • Adriel Christian

    Em 05.12.2017 | Uau!! Deixou 65 comentarios, VIP!! | [Citar]

    oiê!

    GENTE, não acredito que tu só tinha 14 aninhos na época. que fofa e blogueira precoce. hahaha. se não me engano, criei o meu com 15/16, já era um pouquinho mais velho. 😛

    Eu imagino o quão maravilhosa é a sensação de chegar a essa quantidade de post. se pararmos pra pensar, 1k é muita coisa. são muitos relatos, histórias… sem dúvida alguma, o teu blog é o teu melhor amigo e te acompanha por um bom tempo. as pessoas podem atpe te decepcionar, mas ele não. esse é um dos lados bons da blogosfera.

    te acompanho durante um tempinho e nem sei quanto tempo faz. o que sei é que a gente sente aqui as energias que tu transmite. mesmo com as milhões de tretas, tu sempre propaga amor, positividade. por isso geral te ama. <3

    QUE VENHA OS 2 K. <3
    bjs!
    Não me venha com desculpas

    [Reply]

  • Lulu on the sky

    Em 05.12.2017 | Uau!! Deixou 20 comentarios, VIP!! | [Citar]

    Como blogueira antiga que sou, esse ano completo 14 anos de blogosfera, eu super entendo essa mutação que a gente sofre. Ta acompanho faz um bom tempo e a gente precisa revisar os posts antigos, quando houver tempo. Tenho feito aos poucos, tem muito post.
    Desejo a você, o melhor sempre.
    Big Beijos,
    LULU ON THE SKY

    [Reply]

  • Eva Victória

    Em 05.12.2017 | Comentou 2 vezes. | [Citar]

    Eu achei esse texto muito lindo, Luly.
    Me identifiquei bastante com o que você disse sobre a ansiedade atrapalhar nossa criatividade, e estou trabalhando nisso. Tenho blogs desde muito novinha e mesmo tendo mudado de conta, um dia desses eu vou voltar até lá e rever o que eu costumava escrever. Parabéns por manter o mesmo cantinho e essência por todos esses anos!

    Beijinhos ?

    [Reply]

  • Luana Souza

    Em 05.12.2017 | Uau!! Deixou 26 comentarios, VIP!! | [Citar]

    Como amei ler essa retrospectiva! Não sou da época em que a internet era de escada, mas fico imaginando o suplício que devia ser naquele época haha. Em quase quatro anos de blog eu fiz uns 250 posts… é, pois é, acho que se eu alcançar a marca dos 13 anos, vou ter um pouquinho mais que mil, mas não ligo muito. mas não me importo muito, pois o mais importante é eu ter um cantinho só meu <3
    Bom, enfim, parabéns por esse feito. Ainda estou um pouco emocionada com esse seu último parágrafo <3 que mais mil posts venham!
    Beijos :*

    [Reply]

  • Carol Rocha

    Em 05.12.2017 | Comentou pela primeira vez, boas vindas!! | [Citar]

    Ai que amoooooor! Ler esse post me deixou tão emocionada! ? Me lembrou exatamente o motivo por eu ter criado o meu blog, que é criar essa oportunidade de voltar no passado pra relembrar e me reconhecer em mim mesma. Ser um lugar repleto de lembranças mesmo. ? Foi até um lembrete pra postar mais!
    Provavelmente vou passar horas por aqui lendo os posts antigos, porque fiquei super curiosa e com vontade de conhecer as mil Lulys e suas fases, seus sonhos e amores.
    Te desejo muitos e muitos anos de blog e mais mil, dois mil, tantos posts quanto for possível! Porque não tem nada mais prazeroso do que fazer o que a gente ama.
    Beijos!

    [Reply]

  • Paola

    Em 05.12.2017 | Comentou 2 vezes. | [Citar]

    Mas que post mais fofo!!! Caramba, mil posts é definitivamente MUITA COISA! Deve ser muito mágico poder ter todas essas fases da vida registradas de uma maneira tão especial e poder ver o quanto você evoluiu ao longo desses anos!
    Parabéns, e que venham mais mil postagens aqui <3

    Beijos!!

    [Reply]

  • Isabella Proença

    Em 05.12.2017 | Comentou 2 vezes. | [Citar]

    Luly do céu, tô arrepiada até a alma com esse post!
    Que maravilhoso você ter completado esse marco no blog e estar com ele durante todos esses anos.
    Esse é, literalmente, o meu sonho. Quisera eu ter escolhido a plataforma blogger em vez de me aventurar em várias outras e ficar criando mil blogs e os excluindo depois.
    Eu amo registros, o intuito do meu blog é registrar o que não quero esquecer no futuro porque acredito que a nossa vida é a nossa maior riqueza. Quero que meus filhos e netos me conheçam por trás do papel de mãe ou avó, que saibam tudo o que passei até chegar onde estiver. Acho isso muito importante. E, veja só que incrível, você tem tudo isso registrado há mais de 10 anos!
    O teu blog é o teu tesouro, a tua herança! Aí, que coisa mais lindaaaaaa!!!!
    Teu post me animou muito, me deixou muito feliz! Tô lendo seu post de 2004 e me divertindo!
    Feliz mil posts! Que venham mais mil!

    Me chama de Bella

    [Reply]

  • Camila Tuan

    Em 05.12.2017 | Comentou 10 vezes. | [Citar]

    Luly eu me emocionei tanto com esse post, primeiro porque temos o mesmo tempo de blog e você e o seu blog é o mais antigo (não me entenda mal) que eu conheço, pois eu conheci ele na época que comecei a blogar.
    Lendo o texto muitas vezes me senti dentro dele, pois tinha muita coisa que eu fiz/passei com o blog.
    Fico feliz por ver alguém que eu acompanho a tanto tempo continuar tendo o mesmo blog (pois eu falhei nessa rs).
    Parabéns pelo texto!

    Beijos

    [Reply]