Christopher Robin: Um Reencontro Inesquecível

Em 22.08.2018   Arquivado em Disney, Filmes

Christopher Robin - Um Reencontro Inesquecível Christopher Robin – Um Reencontro Inesquecível (Christopher Robin) *****
Elenco: Ewan McGregor, Hayley Atwell, Bronte Carmichael, Mark Gatiss, Jim Cummings, Nick Mohammed, Brad Garrett, Peter Capaldi, Sophie Okonedo, Toby Jones
Direção: Marc Forster
Gênero: Fantasia
Duração: 103 min
Ano: 2018
Classificação: Livre
Sinopse: “Christopher Robin já não é mais aquele jovem garoto que adorava embarcar em aventuras ao lado de Ursinho Pooh e outros adoráveis animais no Bosque dos 100 Acres. Agora um homem de negócios, ele cresceu e perdeu o rumo de sua vida, mas seus amigos de infância decidem embarcar no mundo real para ajudá-lo a se lembrar que aquele amável e divertido menino ainda existe em algum lugar.” Fonte: Filmow (sinopse e pôster).

Comentários: Durante sua infância, Christopher Robin passou vários momentos divertidos ao lado dos seus amigos no Bosque dos Cem Acres, mas com sua partida para o colégio interno teve que se despedir dessas tardes de aventuras. Os anos se passam e, já adulto, ele segue com o tradicional ciclo da vida com o qual todos estavam acostumados: casamento, alguns anos servindo na guerra e a prerrogativa de passar o resto dos seus dias dentro de um escritório se dedicando ao trabalho. E quando sua família vão passar um fim de semana na casa de campo, enquanto ele fica preso em Londres trabalhando, acaba recebendo a visita inesperada de um velho amigo no qual sequer acreditava mais: o Ursinho Pooh.

Pooh saiu em busca de ajuda para encontrar todos os seus amigos, que sumiram misteriosamente num suposto ataque de Efalante. Depois de enfim reunir Tigrão, Leitão, Ió, Coelho, Corujão, Can e Guru e sentir uma dose do que era a magia de estar ao lado deles, Christopher precisa voltar ao “mundo real” e apresentar as propostas de trabalho requisitadas por seu chefe, mesmo que para isso tenha que decepcionar novamente as pessoas com quem mais se importa. É hora, então, dos animais do Bosque partirem em sua própria “expodição” para salvá-lo de vez.

Leia também: Cinderela, resenha do live action baseado em um dos maiores clássicos Disney.

Num filme lúdico de enredo extremamente simples, a Disney resgatou um grupo de personagens já aclamado por várias gerações para protagonizar essa história inédita, e não economizou na emoção ao fazer isso! Ewan McGregor, após estar BRILHANTE no papel de Lumiere na versão live action de A Bela e a Fera, é Christopher Robin adulto, um homem que segue sua vida de forma tão cinza quanto a Londres pós 1ª Guerra onde vive com a esposa, Evelyn, e Madaline, filha do casal. Em meio à crise familiar e profissional, a chegada de Pooh o faz lembrar de como as coisas podem ser coloridas mesmo sem deixar as responsabilidades de lado, já que ele tem como tarefa cortar gastos do departamento onde trabalha sem precisar demitir os colegas.

Christopher Robin - Um Reencontro Inesquecível

Imagem via Flickering Myth

A versão “bicho de pelúcia” dos personagens do Bosque ficou MUITO BONITINHA! Eles têm aspecto surrado, até um pouco arcaico, e ainda assim são reconhecíveis se comparados aos originais animados, bem como as personalidades características, principalmente o “quarteto” principal formado por Pooh, Tigrão, Leitão e Ió. É muito louco porque depois do estudo realizado pela CMJA, que relacionada cada um deles a um transtorno mental, fica impossível dissociá-los disso e perceber o quanto faz sentido (me identifico cada vez mais com meu eterno favorito, Leitão, e sua ansiedade)… Um pouco triste, claro, mas ao mesmo tempo divertido, causando cenas de humor melancólico e MUITA REFLEXÃO quando as “frases de efeito” tão presentes no livro de A. A. Milne surgem justamente nesses momentos, de forma despretensiosa e sempre impactante.

Pooh: “Que dia é hoje?”
Christopher Robin: “Hoje!”
Pooh: “Meu dia favorito!”

O começo do filme, confesso, é um pouco lento, mas à medida que trama se desenvolve você se acostuma com esse ritmo e percebe que faz parte da atmosfera da história. A fotografia, por sua vez, é maravilhosa, são tons soturnos sem deixar nenhum aspecto sombrio ou mesmo muito deprimente. É divertido para crianças, tocante para adultos e vice e versa, entretenimento para todas as idades. A mensagem principal, de não levar as coisas tão a sério e curtir a vida, é passada com delicadeza, pois até o final soluciona os problemas sem atitudes extremas – e dá um tapa na cara do momento atual de crises trabalhistas vividas aqui nas terras tupiniquins. Vale pena inclusive assistir os créditos finais, que contém uma das músicas dos desenhos animados tematizando “cenas extras” dos personagens secundários. Lindo, lindo, lindo de fazer o cinema todo literalmente aplaudir no final (sério!), Disney acertou em cheio nessa!

Trailer:

Mentes Sombrias: 16 de agosto nos cinemas!

  • Daninha

    Em 22.08.2018 | Uau!! Deixou 121 comentarios, VIP!! | [Citar]

    Eu não estava muito empolgada para ver esse filme, mas depois que o fiz repreendo a mim mesmo por isso. Acho que a melhor palavra que eu poderia utilizar para o descrever seria nostalgia. É nostálgico para quem está assistindo esses personagens tão próximos das nossas infâncias da mesma maneira que é para Robin. Ewan McGregor e Hayley Atwell estão fantásticos em seus papeis, assim como a representação dos animais, os quais conseguiram passar tão bem os problemas mentais que cada um tem. O Bisonho (desculpa, acho difícil chamar ele por outro nome) chegava a dar agonia e ao mesmo tempo conseguia ter humor.
    Achei que valeu o tempo gasto naquele cinema <3 Principalmente pela frase do "hoje", que mais me impactou em tudo.

    P.s.: I love you!

    [Reply]

  • Isabelle Brum

    Em 22.08.2018 | Comentou 6 vezes. | [Citar]

    Olá, tudo bem?
    Eu amava o desenho do Ursinho Pooh e quando vi que esse filme seria lançado, fiquei bem curiosa para assistir (especialmente por causa do Ewan McGregor, que é um ator que eu admiro muito o trabalho). Ainda não tive oportunidade de ir aos cinemas conferir o filme, então mal posso esperar para fazê-lo! (Seu post me deu mais vontade ainda de ver ^^)
    Ps.: Achei interessante essa relação dos animais a transtornos mentais. Não conhecia esse estudo e vou já ler o artigo que você indicou.
    Beijinhos e parabéns pela resenha.

    [Reply]

  • Thami Sgalbiero

    Em 22.08.2018 | Comentou 7 vezes. | [Citar]

    AI. MEU. DEUS. Criaram um filme do amigo do Ursinho Pooh??? Eu não sabia nem do lançamento!!! To chocada que não vi nenhuma divulgação (se vi, esqueci). Quero muito ver agora! Nossa, eu era mega fã do Ursinho Pooh, socorro… Essa versão de dos bichinhos de pelúcia ficou mais real, eu gostei bastante. Nossa, acho que já tinha algo que falava isso sobre os transtornos mentais em relação aos personagens, mas é verdade né? Por exemplo, o Pooh sempre falou nesse modo mais lento, aí lembro que na época pesquisei e achei algo relacionado a isso (não era esse estudo completo aí do link, mas falava sobre). Enfim, adorei e já quero assistir!

    [Reply]

  • Luana Souza

    Em 22.08.2018 | Comentou 16 vezes. | [Citar]

    EU QUERO MUITO VER ESSE FILMES! Vi um monte de comentários sobre os ursos estarem assuadores, mas eu achei eles a coisa mais lindinha do mundo. Pooh era o meu personagem favorito na infância, meu amorzin e que me fez amar mel desde cedo. Tenho certeza que, ao vê-lo(s) no cinema eu vou me apaixonar e me encantar *-*
    Ah, e essa “teoria” de cada personagem ser um transtorno mental faz sentido, mas nenhuma teoria é melhor que a história original (não sei se você conhece, Luly, mas pesquisa no youtube… é engraçada!).
    beijos.

    [Reply]

  • Gio

    Em 22.08.2018 | Comentou 2 vezes. | [Citar]

    Eu juro que estou prestes a chorar! Ursinho Pooh e a galera toda fizeram parte da minha infância, desde sempre foi meu desenho favorito e eu não fazia ideia de que esse filme tinha lançado. O Christopher era uma das minhas personagens favoritas, o menino sabia demais, e esse filme COM TODA E ABSOLUTA CERTEZA será assistido por mim o mais rápido possível!! Amei 100%

    [Reply]

  • tanise

    Em 22.08.2018 | Comentou 7 vezes. | [Citar]

    aaaaaaaa meu Deus!
    que resenha maravilhosa!
    sou apaixonada pelo pooh!

    [Reply]

  • Eva Camargo

    Em 22.08.2018 | Comentou 4 vezes. | [Citar]

    Eu amo amo amo amo amo amo amo Ursinho Pooh, muito! Era meu desenho favorito e quando soube do filme eu chorei e só Deus pode me julgar! HAHAHAHA ainda nao consegui assistir, o que é um sacrilégio, mas irei esse fds.
    Pensar em ver O Bosque dos Cem Acres ser revisitado faz meu coração pular de alegria, eu sou tão apaixonada pela bondade daquele universo! Também li sobre o outro lado das personagens e achei de certa forma coerente e passível mesmo. Mas, mesmo assim, aquele é o universo que eu gostaria de viver!
    Amei o texto, Luly <3 Suas opiniões/resenhas sempre incríveis.

    com amor, Eva
    http://www.amavelgirassol.blogspot.com

    [Reply]

  • Carolina Rabelo

    Em 22.08.2018 | Comentou 6 vezes. | [Citar]

    Não to sabendo lidar com essa resenha! Que coisa linda. Não sabia da existência desse filme e estou completamente apaixonada. Pooh era um dos meus ursos favoritos! Amei, obrigada por essa resenha incrível (como sempre) !!

    [Reply]

  • Victória Cardoso Ferreira

    Em 22.08.2018 | Comentou 10 vezes. | [Citar]

    Oi Luly! Nunca fui muito fã de Ursinho Pooh – o máximo que tive foi um caderno haha -, mas como não morrer de amores por essa sinopse? <3 Sem contar que eu adoro o Ewan McGregor! Acho que para mim não vai ter o fator nostalgia, mas eu gosto de histórias em que os personagens encaram uma "vida cinza" e começam a melhorar. Minha amiga me convidou para ir no cinema sábado e sugeriu esse filme, de repente eu vejo também <3

    Beijos, Vic
    http://www.neverland.com.br

    [Reply]

  • 3 2 1 Ação!

    Em 22.08.2018 | Comentou pela primeira vez, boas vindas!! | [Citar]

    Seu blog é lindo e adorei sua crítica! Estão falando bem desse filme, estou com vontade de ver <3 Pooh tão fofinho! Man, o CGI desse filme é muito bom, eles fizeram até os pelinhos dos bonecos, é realista pra caramba os bonequinhos surrados com essa cara de velhos. Não tava sabendo dessa pesquisa, mas vou ler kskskks adeus infância UAKSHASUH

    [Reply]