Categoria "Moda"

Lookbook: Cat Noir

Em 09.12.2017   Arquivado em Moda

Habemus um lookbook bem lindinho hoje? Sim! E o que faz ele ser tão lindinho assim? Arwen, óbvio! No último natal minha irmã ganhou essa *brusinha* cheia de gatinhos pretos e a gente nunca ia imaginar que em alguns meses teríamos uma de carne e osso transformando nossa vida tão completamente! Na época, quase um ano atrás, eu jamais usaria ela porque ficava um pouco apertada, mas agora deu pra pegar emprestado e fazer essa pequena homenagem à minha neném.

Como as fotos foram tiradas agora à noite a qualidade não está lá grandes coisas, a última ficou bem desfocadinha (lembrete pessoal: fotografar look ANTES do rolê, e não depois), então vocês nem vão conseguir ver a estampa direito… Além disso rola uma cara de sono mútua. Eu porque já tava meio cansada e ela porque foi acordada no meio de uma sonequinha pra tirar foto comigo, tadinha. Mas é isso, gente, filha de blogueira, blogueirinha é, vai ter que se acostumar com essa vida! O batom é o M.A.C. Red, que tá acabando e causando uma dorzinha no coração em saber que terei que desembolsar uma graninha pra comprar um novo, porque esse é daqueles queridinhos que não rola de ficar sem.

Lookbook: Cat Noir

Descrição das peças no Lookbook!

E pra fechar com um sonoro “Oooooooown”, um close na Arwen bem fofinha! Ela também entrou na onda de “Lookbook” e está estreando hoje sua novíssima coleira sem marca vindo direto do Mercado Central de Belo Horizonte, com estampa de cupcakes, muito fashion… A antiga, que eu ganhei quando ela chegou, era a coisa mais linda do mundo, de poás e tudo mais, mas a coceira de gengiva da época da troca de dentes fez com que fosse completamente destruída. Essa tenho esperança que dure mais tempo, agora que ela está grandinha… Vamos torcer! (E não se preocupem, a primeira coisa que fiz, ainda dentro da loja, foi jogar o guizo fora!)

Lookbook: Cat Noir

Blogmas 2017

Lookbook: Pink is the new black

Em 24.11.2017   Arquivado em Moda

Sempre que vou a uma festa legal, seja casamento ou sabe-se lá mais o que, penso “Vou tirar foto pro Lookbook, certeza”. E nunca tiro. A verdade é que eu acabo ficando com preguiça e fica por isso mesmo. Mas dessa vez eu decidi que não ia deixar passar e de fato não deixei! Minha prima (e participante do The Voice Kids 2017, hihihi) Laura comemorou seus 15 anos completados há dois meses agora em novembro, então lá fomos nós bem chiquérrimos cantar um “Parabéns pra você” numa festa linda e cheia de lagriminhas de emoção em ver nossa ex-bebê grandinha dançando valsa. E pra essa ocasião resolvi que ia tirar meu vestido favorito do armário pela milésima vez, senta que lá vem história…

Em 2004 começaram as festinhas de 15 anos na escola e eu nunca era chamada até que um dia, de repente, uma colega me entregou o convite. Fiquei TÃO FELIZ que minha mãe me deixou matar aula um dia pra ir comprar comigo um vestido. Experimentei vários, mas o rosa choque que era meu favorito, mesmo que tivesse um pouco largo, e mais: ERA O MAIS BARATO DELES! Eu queria ele tanto que o pessoal da loja mesmo apertou e coube perfeitamente. Usei não só naquela festa festa, mas também em outras no ano seguinte, casamentos de parentes, formatura e alguns anos depois até nos aniversários de 15 anos das amigas da minha irmã. Já perdi as contas de quantas vezes e não estou nem aí dessa repetência insistente porque sou apaixonada por ele, queria fazer versões de várias cores para usá-lo para todo o sempre mesmo quando todas as pessoas presentes já estiverem cansadas dele. Ele é especial, então o look por inteiro se torna especial.

Mas vejam bem, PRA VARIAR eu fiquei enrolando pra tirar as fotos! A ideia era fazer isso no salão de festas, com tudo iluminado, mas sabe como é… A gente come, conversa e dança, isso acaba saindo da lista de prioridades. Sendo assim essas fotos foram tiradas depois que voltei pra casa. A fotógrafa (minha irmã, no caso) já tava com sono, o cabelo tinha saído do lugar, a luz não era das melhores, os cílios já estavam soltando e a sombra já tinha formado uma olheira falsa debaixo dos olhos, fora a natural que não estava coberta mais. Então deem um desconto aí na qualidade final das imagens, ok? No mais, o batom é o “Misses Mia Wallace” da Urban Decay (Lindo! Amado!), parece vinho mas na verdade ele é vermelhãozão. Nos pés um dos pouquíssimos saltos que tenho, a bolsa um pouco grande pra esse tipo de festa porque eu preciso carregar a casa toda comigo e tanto cabelo quanto maquiagem fiz aqui em casa mesmo, sozinha, porque um pouco de auto suficiência é sempre bom!

Lookbook: Pink is the new black

Descrição das peças no Lookbook!

E agora… TÚNEL DO TEMPO DO VESTIDO COR-DE-ROSA! Não tenho registros daquela festa em 2004 porque, pra ser bem sincera, eu não tinha amigos na época e não tirei foto por lá. Também ficarei devendo a última mais recente, em 2010. Ma-as, ainda assim, podemos comparar algumas Lulys usando o bonito! Em 2005 aos 15 aninhos, uma magreleza descalça no casamento de uma prima – e um cabelo precisando desesperadamente de um corte. Depois em 2007, após de ter chegado da minha formatura do Ensino Médio, porque sim, ele teve seu momento de protagonismo. DEZ ANOS SE PASSARAM, mas acho que fica muito melhor que na época, cá entre nós!

Lookbook: Pink is the new black

No meu monitor a cor do vestido nas fotos do look tá bem escura, quase vinho, mas resolvi não ajustar porque fiquei com medo de estragar a imagem pras outras pessoas. Na foto comparativa com as antigas, porém, acabei vendo até onde podia ir na “Photoshopada” e a cor nessas três está bem mais fiel à realidade!

MinKa Camisetas Feministas

Em 06.11.2017   Arquivado em Feminismo, Moda

Já contei, num post desses meus de LookBook, que nos últimos meses eu tô atrás de camisetas com temática feminista que sejam legais, de qualidade e não custem uma fortuna. Na verdade sempre tento me vestir com as coisas que gosto “estampadas” em mim, grande parte do meu guarda roupa é “temático” dos meus personagens e assuntos favoritos, mas no caso do feminismo acho mais importante ainda. As pessoas de um modo geral, mesmo mulheres, têm um medo MUITO grande dessa palavra, como se fosse uma maldição, então é fundamental para mim usá-la ao máximo, pra mostrar mesmo que é um movimento positivo que devia ser geral. Sendo assim fiquei absolutamente APAIXONADA quando conheci a MinKa, uma marca que produz exclusivamente camisetas feministas!

MinKa Camisetas Feministas

Quem me “apresentou” a MinKa foi a Hanna, uma das modelos da Loja Virtual que é minha amiga de anos. Ela começou a postar as fotos do ensaio e desde que vi a primeira já mandei uma mensagem perguntando “De onde é essa lindeza?”, e foi só ela responder para que eu começasse a acompanhar as redes sociais, adicionar as blusas na minha Wish List e decidir que devia mostrar isso pro mundo! As idealizadoras são a Yasmin e a Karim, duas mineiras que, com o desejo de que as mulheres expressassem a força feminina através do vestir, começaram essa jornada ano passado aqui em Belo Horizonte. Mais um motivo pra eu amar demais, né?

MinKa Camisetas Feministas
Camiseta “100% Feminista

Eu entrei em contato pela fanpage do Facebook (elas têm Instagram também) e quem me atendeu foi a Yasmin, super rápida e atenciosa. Minha ideia era pedir permissão para “roubar” as fotos da loja, mas ela não só enviou todas as que pedi (e mais algumas) em alta qualidade, como se dispôs a responder qualquer dúvida que eu tivesse. Fofa demais! Papo vai, papo vem, ela deu um depoimento ainda mais legal do que eu já esperava:

“Acho importante lembrar que somos uma marca de camisetas feministas, mas antes somos uma MARCA FEMINISTA. Todas as pessoas envolvidas em todos os processos aqui na MinKa são mulheres. Acreditamos no empoderamento feminino de várias formas: através das camisetas, da sororidade, de mensagens de auto amor e do empoderamento financeiro de mulheres. As camisetas são produzidas em confecção própria com mão de obra humanizada, matéria prima 100% nacional, não utilizamos plástico em nossas embalagens, que inclusive são sustentáveis e reutilizáveis.”

MinKa Camisetas Feministas
Camiseta Grávidas “We Can Do It

No final da conversa, que já tinha superado todas as minhas expectativas, ela ainda se despediu com um “Vamos juntas!”… Dá vontade até de trabalhar num lugar assim, né? Fala sério! Sobre as blusas em si são muitas estampas bacanas, algumas só com frases e outras com ilustrações delicadíssimas. Elas são feitas em malha 100% poliéster nas cores branca e cinza, ambas em modelagem de camiseta tradicional e regata cavada, e numa variedade enorme de tamanhos: vai do PP (que eu acho que é o meu) ao XG! Arrasaram!

MinKa Camisetas Feministas
Camiseta “Mulher sem Temer

A vontade MESMO é ter todas elas, mas como estamos trabalhando com humildade (e desemprego) aqui resolvi fazer uma lista de desejos MinKa com meu Top 5 Favoritas, aquelas que guardei o link no fundo do coração para, assim que puder, comprar e me dar de presente. Com o tempo a gente extrapola e aumenta um cadinho, quem sabe. E vocês, de qual gostaram mais? Me conta e passa lá na loja virtual pra conhecer todas!

MinKa Camisetas Feministas

01) Viva La Frida; 02) Girls just wanna have fun(damental rights); 03) GRL PWR; 04) GRL PWR Branca de Neve; 05) The Present Is Female. Depois de muito pensar decidi que queria fazer uma menção honrosa porque a “Feminista Significado” é maravilhosa – e necessária!

MinKa Camisetas Feministas

Psiu! ‘Prestenção!

As imagens presentes nesse post foram enviadas pela MinKa Camisetas a meu pedido, assim como o depoimento da Yasmin, porém a ideia de escrever esse post foi minha e não houve qualquer remuneração ou benefício para que eu fizesse isso, ok? Não é publi!

Lookbook: Band On The Run

Em 19.10.2017   Arquivado em Moda

Entre as vantagens de fazer esses posts de Lookbook está o fato de que posso adiantar o assunto do qual ainda não tive forças para escrever com a roupa que usei no dia… Que é o que está acontecendo nesse momento porque a adrenalina do show do Paul Mccartney na turnê “One on One” em BH ainda não baixou o suficiente para conseguir fazer isso sem chorar! Gente, foi MARAVILHOSO! Num nível que é preciso criar uma nova expressão pra definir, “espetáculo” é pouco. Mas tô me adiantando, né? Vamos manter o foco aqui…

Na verdade quando eu ganhei o ingresso de presente (Dani, Pati, vocês são INCRÍVEIS!) já planejei comprar alguma “brusinha” bem linda de alguma banda de rock que gosto muito que fosse digna de um evento desse, mas infelizmente não tive jobs o suficiente pra isso no último mês e não rolou. Sendo assim parti pro maior estilo basicão confortável fresquinho. São horas de espera na fila, dentro do estádio e durante a apresentação, né? Num dá pra ir de gala! Então apostei na minha jardineira querida. Eu tenho ela desde 2007 e teve uma época que não usava nunca porque estava apertada, mas após esses quase 10 quilos perdidos involuntariamente tá uma beleza, até sobre Luly aí dentro! Por baixo uma camiseta quase pelada e o resto tentando dar um toque cor-de-rosa por motivos de melhor cor do planeta!

E agora escrevendo aqui percebo que essa jaquetinha também tem mais de uma década de vida… Tô bem Cher meets Meryl Streep na preservação das minhas peças de roupa, ainda bem! Vou confessar que eu nem vesti isso, a temperatura ambiente não deixava, levei mais pro look sair legal mesmo. Quem nunca, né? No cabelo uma trança pra aguentar o sol infernal, nos pés os tênis mais confortáveis do mundo e a bolsa nem era pra aparecer porque não combinava com nada, só foi escolhida por caber tudo o que eu precisava, mas como acabou ficando de coadjuvante no cantinho deixei aparecer. O batom é um daqueles de sempre: MAC Red, da Mac, meu grande favorito. Eu queria ter ido de Ruby Woo, mas a Arwen, minha gata, escondeu o meu em algum lugar um dia desses e ainda não tive o insight de qual o lugar certo pra procurar…

Descrição das peças no Lookbook!

Agora vocês que também fazem posts assim, seja no blog, Instagram e Lookbook: COMO INOVAR NAS POSES, GENTE? Caraca, eu simplesmente não consigo! Quando não é a mãozinha na cintura, quase inevitável, é a perninha dobrada. Essas fotos tão um exemplo claro disso: tanto a disposição dos pés quanto a das mãos se repetiu em duas delas, cada, ai, ai, ai…

LookBook: Grl Pwr

Em 07.08.2017   Arquivado em Moda

Então… Leeeeembra quando eu contei no post de Lookbook passado que não tinha resistido e trazido não só uma, como DUAS *brusinhas* de estampa feminista entre as várias que estavam sendo vendidas na C&A? Pois bem, hora de mostrar a outra! Essa foi na verdade a primeira delas que vi e já peguei o cabide sem nem pensar. De cara, claro, o tema, que era justamente o que eu estava procurando no dia, mas não foi só isso… Na verdade eu achei ela MUITO FOFA! Os símbolos bonitinhos e escritos pequenininhos formam uma padronagem muito delicada e nas cores que eu mais gosto na vida, que são rosa e preto!

(Na verdade, verdade mesmo num tem nada de rosa aí, né! Isso é bordô, mas é um bordô rosado, quase “rosa escuro”, é igualmente lindo e eu gosto, então me deixa!)

Como eu já disse, não sou muito chegada en roupa branca e evito ao máximo, mas há casos onde a exceção se torna necessária, não é mesmo? Esse definitivamente foi um deles. Sem contar que ela tem um tom que puxa mais pro bege bem clarinho, então tá tudo certo! Pra combinar as boas e velhas “disco pants” com a cor certinha pra ocasião, colarzão, uma camisa amarrada na cintura pro caso de sentir frio, sapatilhas confortáveis e, claro, uma necessidade absurda de sol! SOCORRO, QUE BRANQUELEZA NESSES PÉS! Dá até vergonha, mas rolou uma preguiça de fazer bronzeamento artificial via Photoshop e vamos ter que lidar com isso, vida que segue.

Descrição das peças no Lookbook!

E é isso, gente, não sei mais o que dizer! Finalizar post de look é sempre muito difícil… Gostaram? Num gostaram? Disfarcei bem as olheirinhas? Alguém mais viu essas blusas sendo vendidas e correram pra comprar? Preferem essa ou a outra? Conta aí nos comentários!

Lookbook: GRL PWR
Uma olhada mais de pertinho (e fora de foco) de como a padronagem dela é linda!

Página 1 de 9123456789