Categoria "Memes e Tags"

Top 5: Meus vilões preferidos são: (44/52)

Em 14.08.2015   Arquivado em Memes e Tags

Essa é a quadragésima quarta semana do Desafio 52 Semanas de Top 5 e o tema da vez é: Meus vilões preferidos são:
Agora o problema é que eu não gosto muito de vilões, pra ser sincera. Sei que muitos que vêem o charme maior no “bad boy” e acham que mocinhos são, em sua maioria, entediantes mas, foi mal, isso pra mim é uma baita inversão de valores!! Sou muito boazinha, sempre torço pro lado do bem e acho que escolher fazer o certo sempre torna a pessoa mais interessante, SEMPRE. Fazer essa pequena listinha dentro de um universo gigantesco de vilões foi super difícil, mas no fim acho que ela saiu digna. Ou pelo menos espero.

Semana 44/52

01: Scar, de “O Rei Leão”

Eu falei que não gosto de vilões mas uma coisa que gosto menos ainda são vilões que ficam bonzinhos de repente pra todo mundo morrer de dó e esquecer todas as burradas que o personagem fez antes. Claro que todos merecem uma segunda chance, mas também merecem pagar pelo que fazem, na minha humilde opinião.
Por isso que eu gosto tanto do Scar. Além de ter um motivo específico para suas maldades (não que eu ache um BOM motivo, mas pelo menos o motivo existe) ele age como um vilão do início ao fim: finge de bobo, mente pra caramba, solta seu sarcasmo básico, tenta virar o jogo, faz tudo sem precisar sujar as mãos e, no fim, acaba admitindo que não passa de um baita filho da mãe e mais: paga caro por isso. Eu amo odiar o Scar, amo ver ele em ação para depois se ferrar no final, nenhum outro vilão me deixa tão feliz com seu final triste merecido e é por isso que ele tá no topo da minha lista!

02: Regina, de “Once Upon a Time”

Parece irônico que eu tenha colocado a Regina na lista depois de falar que não gosto de vilões que ficam bonzinhos, mas a questão é que eu gosto da versão Evil Queen dela, não essa nova Regina *mimimi* que tem rolado na série. Vejam bem, eu ADORO os mocinhos e seus argumentos de “amor verdadeiro” e tudo mais, mas pra mim nela isso não cola. E mesmo torcendo pra ela ser feliz e tudo mais não consigo achar que ela merece mais do que os outros, quero que dê certo pra ela, mas sem esquecer completamente quem ela é.
E quem ela é? Aquela mulher elegante que faz tudo o que “precisa” fazer com intensidade invejável, que quer vencer e atingir seus objetivos de qualquer maneira. Acho que dá pra usar as principais características dela malvada ainda na sua versão do bem e que isso pode ser ótimo, mas ainda assim sentirei saudades do sorriso maníaco que ela dava cada vez que oferecia uma maçã para alguém!

03: Príncipe Hans, de “Frozen”

A verdade mesmo é que eu não gosto do Hans como ele é: eu gosto dele como queria que ele fosse! Acho completamente desnecessário que tenha um vilão em Frozen porque já temos a Elsa para “assumir esse papel”, uma vez que quem ferra com tudo é ela, e em alguns momentos do filme esperei realmente pela hora em que ele ia descobrir que a Anna não era seu amor verdadeiro e, do nada, perceber que é a irmã dela que poderia fazê-lo feliz e que ele poderia ajudá-la a cuidar de seu reino e tudo mais.
Vai contra toda aquela história de a Elsa ser independente e não precisar de um cara para ajudá-la? Vai. Eu queria realmente, do fundo do coração, que fosse assim? Não. Mas continuo achando legal, foi mal, me julguem. Não é porque ela não PRECISA de alguém que ela não PODE ter alguém, então espero de verdade que em Frozen 2 um dos irmãos mais velhos dele apareça pra ela lindamente e cheio de amor pra dar, hahahaha!!

04: Luke Castellan, de “Percy Jackson e os Olimpianos”

Uma coisa que Percy Jackson me ensinou foi a gostar de alguns personagens que fazem *merdinha* durante a história, dependendo do contexto. Uma das minhas personagens favoritas, inclusive, é altamente detestada pelos fãs pelos erros que cometeu, mas eu entendo perfeitamente o lado dela; e também ADORO o Luke, confesso que morro de dó.
Quem só viu os filmes não vai entender muito bem porque ele é um vilãozinho meio boca neles, mas nos livros é super legal ver que com um pouquinho de amadurecimento ele fica completamente malvadão vingativo e que aí com mais amadurecimento ainda vai começando a pensar por si mesmo e ver que as coisas não são como contaram pra ele. Não é uma questão de mudar de lado e sim de passar a ver os dois lados, que são sempre importantes de ser analisados e ele o faz, então consegui chorar bastante com ele no final, tadinho…
(Como se isso fosse difícil, Luly, você chora até com propaganda de margarina!!)

05: Coringa, de “Batman: O Cavaleiro das Trevas”

Eu sei que a maioria do pessoal ainda prefere a versão do Jack Nicholson e que sempre rola essa batalha (que agora vai ficar mais dividida ainda com o Jared Leto), mas pra mim Heath Ledger sempre será o melhor Coringa, não tem jeito!
Claro que num personagem assim, que tem tantas versões com focos diferentes, é até idiota fazer comparações e não é exatamente o que estou fazendo (nenhum deles para mim foi ruim), mas tenho que admitir que a intensidade com a qual ele viveu o personagem e a maneira como se dedicou a ele faz uma diferença enorme pra mim, é uma daquelas vezes em que você assiste a um filme e nem consegue acreditar que é alguém atuando, de tão bom. Não é atoa que muita gente diz que o Coringa foi parte relevante do processo que acabou o matando algum tempo depois e eu particularmente acho que, sendo verdade ou não, fazer um papel desses com tamanha dedicação não é coisa pra qualquer um, difícil sair ileso disso. Se eu fosse a responsável pelo elenco de Esquadrão Suicida, por exemplo, já tinha colocado logo uns cinco psiquiatras ou algum outro tipo de profissional do gênero pra tomar conta deles, e não só um como estão falando por aí que rolou…

Comassim, Luly, não vai entrar Darth Vader na sua lista? Se levássemos só “O Império Contra Ataca” em consideração ele entraria, sim, mas analisando a história como um todo, me desculpem e não me matem, eu considero Darth Vader o anti-herói, e não o vilão. Sorry…

badge_post_01

Top 5: Músicas que eu não canso de ouvir: (43/52)

Em 11.08.2015   Arquivado em Memes e Tags, Música

Essa é a quadragésima terceira semana do Desafio 52 Semanas de Top 5 e o tema da vez é: Músicas que eu não canso de ouvir:

top5_musicas
iPudim II, melhor amigo para todas as horas!

Na verdade esse é um post “mais do mesmo” porque vocês já me viram falando dessas músicas todas nas mil tags/memes sobre o assunto que já respondi por aqui, mas como eu gosto MUITO, MUITO, MUITO de cada uma delas não custa falar sobre mais uma vez.
(Ah, não vou colocar mais de uma da mesma banda/artista pra não ficar ainda mais repetitivo, então não se preocupem que vai aparecer Elton John uma vezinha só, juro juradinho!)

01: Dancing Queen – ABBA

Minha. Música. Favorita. Da. Vida. Não preciso falar mais nada! Dancing Queen merecia um post só sobre ela aqui no blog (será que faço?) porque já passamos vários momentos divertidos juntas, alguns esperados e outros de surpresa!

02: Goodbye Yellow Brick Road – Elton John

O fato de eu amar Elton John não é segredo pra ninguém, é tipo a segunda coisa que as pessoas sabem sobre mim, quase como “Oi, eu sou a Luly, eu sou apaixonada pelo Elton John!” e essa é a minha música favorita dele desde que virei fãzona, as vezes em que eu a ouvi ao vivo nos shows dele que fui foram os dois pontos altos da minha vida!
(O vídeo ainda é da época da voz com falsete, amo!)

03: Wish You Were Here – Pink Floyd

Já falei, falei de novo, mais uma vez e vou repetir: essa se tornou a música mais importante da minha vida! Acho que se eu fosse escolher alguma para ser ouvida todos os dias da minha existência não teria dúvidas, sempre repito e repito sem parar quando ela toca.

04: You’ll Be In My Heart – Phil Collins

Eu TINHA que colocar uma música da Disney na lista e fiquei com uma baita dúvida sobre qual deveria entrar porque gosto de praticamente todas, mas essa aí é especial, realmente não podia ser outra. Eu gosto muuuito de Tarzan, apesar de não estar no meu “Top 10” é um dos meus favoritos e a trilha sonora é toda linda!

05: She’s A Rainbow – Rolling Stones

Eu acho essa música tão-tão-tão fofa e fico tão-tão-tão feliz quando ela toca… Não sei explicar, dá uma alegria enorme no coração, quem ainda não conhece ESCUTA porque é uma graça!

badge_post_01

Top 5: Quer acertar no meu presente? Então me dê… (42/52)

Em 07.08.2015   Arquivado em Memes e Tags

Essa é a quadragésima segunda semana do Desafio 52 Semanas de Top 5 e o tema da vez é: Quer acertar no meu presente? Então me dê…

Goldilocks and the Baby Bear
A alegria de ganhar comida de presente: quem nunca??

01: Filmes de animação da Disney

Todo mundo sabe, e quem não sabe fica sabendo agora, que eu sou alucinada, doida, maluca e apaixonada pelo universo Disney, principalmente os filmes de animação. Eu tinha vários em VHS quando criança, alguns que infelizmente se perderam na mudança pra Belo Horizonte, e desde que comecei a ganhar meu próprio dinheiro a coleção em DVD (e agora alguns poucos em Blu-ray) nasceu. Um dia, lá no futuro distante, terei todos, mas por enquanto a gente se contenta com o máximo que puder!!

02: Mini coisas para bonecas

Aliás, bonecas e mini coisas que não são de bonecas, mas que servem pra bonecas, também entram facilmente e lindamente nessa lista, claro, lógico, como não? Inclusive meu auto-presente de aniversário esse ano foi um box de re-ment porque aquilo ali é o mini-mundo ideal!!

03: Alguma temporada de E.R.

Eu estou tentando (lentamente, muuuito lentamente) completar minha *coleção* de temporadas de E.R. porque é minha série favorita e faço questão de ter todas um dia. Minha ordem tá meio louca, mas tudo tem um motivo, tenho 1, 2, 3, 7, 8 e 11, hahaha, e dessas metade ganhei de presente, olha que lindeza!

04: Alguma coisa que realmente combina comigo

Esse tópico é meio estranho, mas eu acho tão, tão, tão legal quando uma pessoa me dá um presente ou vejo alguma outra recebendo algo que foi REALMENTE pensado na pessoa em questão, isso não tem preço! Às vezes é uma coisinha boba, às vezes uma coisona enorme, às vezes até uma embalagem diferente característica, mas quando é dada “pra pessoa certa” o presente fica até mais gostoso.

05: Algo da minha wishlist

Ela fica no meu perfil aqui do blog, nesse link aqui, ó, e tenho vários amigos e parentes que são adeptos a ela!! É uma facilidade sem tamanho, né, gente, vamos combinar!

badge_post_01

Top 5: As coisas mais difíceis num relacionamento amoroso são: (41/52)

Em 03.08.2015   Arquivado em Memes e Tags

Esse era pra ser o post de amanhã e o de hoje era em vídeo, mas o YouTube está fazendo o favor de atrasar tudo e não carregar o vídeo em questão, logo teremos uma pequena inversão por aqui, ok? Ok!

Essa é a quadragésima primeira semana do Desafio 52 Semanas de Top 5 e o tema da vez é: As coisas mais difíceis num relacionamento amoroso são:
Eu pensei seriamente em simplesmente pular esse post do desafio porque me sinto um pouco desconfortável escrevendo sobre isso já que, para mim, não existem regras nesse assunto, cada casal é único e cada pessoa mais ainda. Pensei, refleti, pensei de novo e resolvi colocar aqui uma mistura entre as coisas que eu acho mais difíceis (as duas primeiras, para ser mais sincera) e as que vejo que as pessoas ao meu redor têm mais dificuldade em lidar, mas (in?)felizmente não é uma fórmula, né, todo mundo sabe disso perfeitamente!

A very happy christmas [5/5]

01: O antes e o começo

Conheço muita gente que adora essa parte da conquista, do flerte, do friozinho na barriga de algo novo que está no ar, pessoas que se divertem horrores e depois que isso passa morrem de saudades. Eu sou o contrário.
Minha “borboletas no estômago” na verdade são dores frequentes que não acabam, eu preciso medir cada palavra que vou falar e tomar coragem para fazer convites ou um simples elogio, meu Deus, só não é mais torturante do que esperar a resposta. Descobri que sou ótima para dar conselhos amorosos e péssima para aplicá-los na minha vida, a maior “covardona relacionamental” do mundo, hahahaha!!!!!
Mas tô melhorando, gente, juro que tô, me dá mais um tempinho…

02: Tempo

Alguns dizem que “tempo é a gente é quem faz”, mas lá no fundo isso não é verdade. Claro que a gente vai arrumando um tempinho aqui e outro ali, aproveita ao máximo o que dá, a gente se vira, mas nem sempre é possível porque a vida é sempre uma correria. Normal, gente, absolutamente normal, agora tenta explicar isso pra saudade que vai crescendo com o passar dos dias.

03: Equilíbrio entre ceder ou não

Um relacionamento amoroso é feito entre duas pessoas, então obviamente vão existir conflitos de interesse. Nem que sejam pequenininhos, nem que sejam raros: eles vão existir! E eu acho que não existem regras nesse caso, não que um dos dois tem que ceder sempre ou então bater os pés para tudo, o ideal é achar um balanço: às vezes você abre mão do que quer, às vezes o outro abre, às vezes são os dois e tem aquelas vezes em que nenhum faz isso. Só é preciso saber quando, onde, por que, como, qual…

04: Lidar com as influências externas

Gente que quer que dê certo, gente que quer que dê errado, gente que só quer dar pitaco mesmo sem “saber de nada, inocente”: sempre existirão pessoas para interferir na sua história com conselhos e opiniões, tanto pro bem quanto pro mal. Em alguns momentos essas interferências são justamente o que você precisa, mas em outros – ou melhor dizendo, na maioria deles – é preciso saber filtrar bem o que os outros dizem. Mesmo porque se a pessoa está com você é porque gosta de quem você é, não de quem esperam que você seja!

05: Respeito, em diversos sentidos

Eu acho a franqueza extrema algo um pouco super valorizado, considero que em alguns momentos é necessário abandoná-la um pouco para lidar com uma ou outra situação, mas existe muita diferença entre isso e ser desonesto. E tem diferença também entre ser honesto e falar tudo o que pensa.
Se você está com aquela pessoa, mesmo quando não quer mais estar ou algo assim, você deve a ela respeito, como deve a qualquer outro, independente do que ela pode ter feito de errado (a menos, é claro, que seja uma situação extrema, mas aí não é uma questão de respeito e sim de amor próprio). É preciso ser sincero com quem você ama e principalmente com que te ama.
Agora se você detesta profundamente a mãe do seu namorado, por exemplo, deixe para reclamar disso com sua melhor amiga que nunca vai contar pra ninguém, não para ele. Poxa, é aquela questão do equilíbrio novamente, você tem que ter o minimo de consideração com o outro, não é mesmo?
“Respeitar o próximo” pode ter vários significados, mas num relacionamento amoroso tem que ter todos!

badge_post_01

Tag: Viciadas em música

Em 24.07.2015   Arquivado em Memes e Tags, Música

A Bianca me indicou essa Tag super linda e, vocês sabem, quando o assunto é música eu não consigo deixar de responder!! São perguntas/categorias bem diretas sobre o assunto que são uma delícia para ajudar a conhecer o gosto musical da pessoa, então vamos lá!

01) Uma música romântica:
Eu já fiz um post aqui no blog falando das cinco músicas românticas que considero as mais lindas de todos os tempos, então vou permanecer com minha opinião e usar a número 1 do post: Your Song, do Elton John. Ela é tão minha, tão sua e tão nossa que o próprio título diz isso!

02) Uma música que te define:
O esperado era que eu respondesse minha música favorita que é Dancing Queen, do ABBA, nessa, mas tem uma outra que me faz super bem e que eu gosto de pensar que pode me definir um pouquinho que é Tiny Dancer, do Elton John também. Na verdade eu já me identifiquei bem mais com ela no passado, mas ainda assim acho super super fofa!

03) Que música não sai de sua cabeça?
No momento estou numa fase Pink Floyd master, então não consigo parar de ouvir e cantar e pensar nas minhas duas músicas favoritas deles: Wish You Were Here e Comfortably Numb!

04) Uma música que quando ouve, chora?
Eu sou mais ou menos a pessoa mais chorona que já pisou na superfície da Terra, então é MUITO fácil achar uma música que me faz chorar porque eu choro sempre com ou sem músicas, mas principalmente com. Náo quero repetir Wish You Were Here, então vou colocar Sueña, do Luis Miguel, que é da trilha sonora de “O Corcunda de Notre Dame” (meu filme favorito) e que sempre que paro para prestar atenção na letra choro e choro e choro.

05) Qual é sua música predileta no momento?
Essa resposta poderia ser a mesma da pergunta número 03, mas outra que posso colocar aqui é Still Haven’t Found What I’m Looking For do U2, que por incrível que pareca tô ouvindo muito pelo mesmo motivo (oculto) das duas já mencionadas.

06) Que música você não consegue gostar?
Eu detesto axé com todas as minhas forças!

07) Cite um trecho de sua música predileta:
“You can dance,
You can jive
Having the time of your life!
Ooooh, see that girl,
Watch that scene,
Dig in the Dancing Queen!”

(Dancing Queen – ABBA)
Amo/sou!

07) Sua música predileta brasileira:
Meio difícil pra mim escolher isso, sério, mas fechei os olhos e decidi que seria a primeira música nacional que viesse na minha cabeca e ponto final. Foi Fairy Tale, do Shaman, então valeu a pena!!
(Eu seeei que ela é em inglês, mas vocês pediram brasileira, não especificaram a língua!)

08) Abra seu player em modo aleatório e diga qual é a 5ª música:
Como estou no trabalho tive que fazer isso só com as músicas do meu iPod, que correspondem a 10% das músicas que tenho no player, mas tá valendo mesmo assim. Foi Always Somewhere, do Scorpions, no show Acoustica Live in Lisboa:

Tagueie 5 blogs:
Corverina, PolyPop, Like Paradise, Clumsy Luv e Sai da Minha Lente. Se alguém aí já respondeu essa tag me manda e quem não respondeu sinta-se a vontade!

Scorpions @ Chevrolet Hall
Tive que escolher essa foto para ilustrar o post, tirei no show do Scorpions em 2012 e acho linda!

Página 6 de 25«1 ...2345678910... 25Próximo