Categoria "Filmes"

Branca de Neve e os Sete Anões – Edição Diamante

Em 16.10.2009   Arquivado em Disney, Filmes

– Nada mais e nada menos do que OITO ANOS depois do lançamento de sua edição Platinum e, consequentemente, sete deles permanecendo enterrado dentro do baú de mesquinharia de relíquias da Disney, Branca de Neve e os Sete Anões (em inglês “Snow White and the Seven Dwarfs”) está de volta em versão Diamante!!
E pra pessoa que teve um layout dela e assinou como “Snow White” no Plurk por quase um ano é lógico que não importava que a conta bancária estivesse totalmente desfalcada, tinha que vir como auto-presente de dia das crianças. Na época do Platinum eu nem tinha dvd em casa ainda, então passei os últimos anos esperando com tanta ansiedade que outubro de 2009 chegasse que vocês não imaginam… E chegou!! Eu pensei em ser humildezinha e pedir só o dvd duplo, por mim tudo bem, mas…
Comprando apenas o dvd eu pagaria frete. Dvd + blusa o frete era grátis… O frete era maior que a diferença de preço entre as duas mercadorias e eu tenho 1,56m de altura, então essas blusas infantis sempre cabem em mim… Ah, não resisti!! MUITO OBRIGADA, sr. entregador do Sedex, te amo!!

DvdSnowWhite

– É absolutamente lindo, desejável e chorável!! A rainha é linda e invejosa e manda matar ela e aí ela conhece os anões, vira amiga de infância deles, aí a rainha fica feia, dá a maçã pra ela, ela desmaia, e aí a rainha morre feia, os anões não enterram ela e o príncipe chega e *plim* com um “beijo de amor verdadeiro” ela acorda e eles se amam e fim!! É a princesa mais linda e a minha favorita e é demais!!
Na parte dos extras é MUITO EMOCIONANTE!! Foi o primeiro longa-metragem de Walt Disney, minha gente, não é pra qualquer um não… O filme teve sua estréia na década de 30 e depois disso mais SEIS re-estréias no cinema, sem contar restaurações digitais pra essas mudanças de mídia diárias. Tem as cenas extras (são duas, ótimas), e um projeto deles de fazer um curta metragem em que apareceriam ambas as cenas, tem uma linha do tempo da história da Disney, tem o processo de montagem e estréia do filme, mostrando o quanto dedicaram a ele… Foram sete anos!! O primeiro longa feito 100% em animação!!

More »

Harry Potter e o Enigma do Príncipe

Em 20.07.2009   Arquivado em Filmes, Harry Potter, Leitura

– Que Harry Potter é uma paixão antiga minha nunca escondi de ninguém… Aliás, andei adaptando Michael Jackson e agora canto “We’ve been together for such a long time, now Harry… Harry and me”!! Comecei a ler os livros em 2000 e desde então estou com ele, e sempre estarei. Essa semana foi o “bã” do cinema mundial com a estréia da sexta adaptação da série, referente ao sexto livro: “Harry Potter e o Enigma do Príncipe”. Sendo assim, resolvi iniciar uma série de super-posts sobre cada livro e seu respectivo filme, começando por esse… Porque ontem eu, Gugui e Daninha fomos, finalmente, assistir e tenho realmente o que falar. Já aviso que em todo o post vocês verão SPOILERS e análises, então CUIDADO!!
More »

Ratatouille

Em 22.06.2009   Arquivado em Cotidiano, Filmes

Minha irmã ganhou o dvd Ratatouille de amigo oculto do tio Márcio no natal de 2007 e desde antes disso eu já tava enrolando demaaaais pra assistir!! Ante-ontem estávamos no churrasco de aniversário do Dih, meu primo, quando a primaida se juntou querendo ir ao cinema, não tinha nada bom e aí fomos procurar algo legal, o Thi sugeriu esse filme, todo mundo aceitou, pegamos o dvd dela, pipoca, Coca Cola e záz: noite de cinema em casa-da-vovó!!

Sinopse: “Um rato chamado Remy sonha em se tornar um grande chef francês, mesmo contra os desejos de sua família e do problema de ser uma profissão totalmente inapropriada para roedores. Quando o destino o leva aos esgotos de Paris, Remy se vê na situação ideal, bem embaixo do famoso restaurante de seu herói culinário, Auguste Gusteau. Apesar dos aparentes perigos de ser um inadequado – e certamente indesejado – visitante na cozinha de um fino restaurante francês, a paixão de Remy pela arte culinária não demora a colocar em marcha acelerada uma engraçadíssima e eletrizante corrida de ratos que invade o mundo da culinária parisiense. Remy então se sente dividido entre sua vocação e a obrigação de voltar para sempre à sua prévia existência de rato. Ele aprende a verdade sobre amizade, família e entende que sua única opção é a de aceitar quem ele é realmente: um rato que deseja ser chef de cozinha.”

– Eu achei FOFOLINDO AO EXTREMO!! Aihn, apaixonei, apaixonei, apaixonei!! Quis me sufocar por ter enrolado tanto para assistir… Nem dava pra sentir nojo da situação “você come aquilo que o rato prepara com as própias mãos”, porque é lindo demais!! Acho que essa minha fixação por Paris juntou com a sensibilidade extrema canceriana e o fato de que sou exagerada nesses dois aspectos… Chorei muito no final!! E quem chora no final de Ratatouille, né?? Pois é, mas eu sou assim, fazer o que… Daninha e Bebeti disseram que o final poderia ter sido melhor, blá-blá-blá, mas eu acho que elas são chatas e que o final foi o mais bonito!!
Deu até vontade de tentar fazer a receita, se eu me arriscar aproveito e coloco no Expresso Rosa!!

– Esse post é meio que um meio de encher linguiça (sem trema), porque junho tá indo de mal a pior nesse blog. Meus posts sobre cidades mineiras não saíram da categoria “projeto” até hoje e os milhões de trabalhos de fim de semestre só se acumulam, tudo isso junta com o fato de que agora tô trabalhando!! Por isso, tenham santa paciência, porque essa semana tem aniversário do blog e pelo menos nisso e na Tag Fixa que falta eu apareço!! Enquanto as férias não chegam, sigam a dica do post e assistam ao filme, é algo que não tem como se arrepender depois!!

Marley & Eu

Em 07.02.2009   Arquivado em Filmes, Leitura

* Demorei mas chegueeeei!! Eu tava meio enrolada pra escrever nos últimos dias, mas vim com meu post “Livro & Filme” mais esperado de todos @__@ Mas aaaaantes, umas pequenas observações sobre o post passado, me inspirando em umas perguntas que vieram por comentários E ATÉ POR E-MAIL:
– A mousse pode ser feita em outros sabores tambéééééém!! Maracujá é o mais recomendável, apesar de eu preferir fazer de outro jeito, desse também dá, é só usar 500ml de suco concentrado no lugar dos pacotinhos de suco de limão, fica uma delícia!!
– Eu não sei cozinhar, mas tô me aprimorando na técnica de fazer doces, tenho várias receitas aqui e todas que eu fizer e der certo vou trazer pra vocês.
– Sim, eu conheço o Gugui a 6 anos ^^ Mas nós só estudamos juntos 1 ano e meio.
– E nós somos amigos, gente… Não estamos casados (ainda) não!! Kkkkkk

* Agora, vamos ao que interessa. Domingo passado eu fui com meus primos assistir “Marley & Eu”, lindo, lindo. Eu já tinha me apaixonado pelo livro no inicinho de janeiro e me arrependi de ter dado ele pra minha mãe, quis comprar na mão dela!! Agora posso finalmente fazer meu post.

Marley&EuLivro Marley e Eu – A Vida e o Amor ao Lado do Pior Cão do Mundo
– Autor: John Grogan
– Sinospe: “Quando John e Jenny se casaram, decidiram logo que queriam ter filhos, e para testar se seriam ou não bons pais, resolveram comprar um cachorro, este que foi batizado de Marley, em homenagem ao cantor de reggae Bob Marley. Com o tempo, o cão foi tornando-se um forte labrador com mais de quarenta quilos que, ao longo de seus treze anos de vida, colocou seus donos em situações embaraçosas e hilariantes, mas mostrou, ao mesmo tempo, o que realmente é importante na vida.”
– Comentários: AH, MEU DEUS DO CÉU!! Sabe quando você passa a vida inteira lendo vários livros, mas tendo sempre uma única série no posto de favorita?? Aí um belo dia você pega um livro comum pra ler e, uau, ele se torna o preferido da sua vida, assim, do nada!! Essa foi minha história de amor com Marley & Eu. Peguei pra ler dia 1º de janeiro, terminei no dia seguinte querendo mais, achando pouco!!
Passei as primeiras 200 páginas com muitaaa risada, chorei umas 2 vezes, e pensando na Pakita, minha poodle-metida-a-vira-lata, que é tão terrível quanto o Marley, mas cujas confusões são proporcionais ao seu tamanho, hehehe. Depois, nas 100 páginas seguintes eu comecei a alternar riso-e-choro e de repente eu SOLUÇAVA de tanto chorar, não consiguia parar de jeito nenhum… A velhice dele foi bem parecida com a da Pankeka, nossa basset-mais-linda-do-mundo que morreu em 2005 aos 11 aninhos. Eu não conseguia parar de pensar “isso realmente aconteceu, na vida do Grogan e na minha vida”, e aí chorava mais e mais!! Fiquei até 3 horas da manhã lendo, e chorei tanto, mas tanto, que superou o número de lágrimas na pior morte que teve em HP & as Relíquias da Morte. Pra mim foi o Fred, gente, eu simplesmente não consegui continuar lendo.

Marley&EuFilme Marley & Eu – filme
– Elenco: Owen Wilson, Jennifer Aniston, Alan Arkin, Eric Dane, Haley Bennett, Nathan Gamble, Clarke Peters, Sandy Martin, Haley Hudson, Marc Macaulay, Jennifer Wiene
– Duração: 118 minutos
– Sinopse: “O filme é baseado no best-seller homônimo escrito por John Grogan. Na história, John (Wilson) e Jenny (Aniston) haviam acabado de se casar. Eles eram jovens e apaixonados, vivendo em uma pequena e perfeita casa e nenhuma preocupação. Jenny queria testar seu talento materno antes de enveredar pelo caminho da gravidez. Ela temia não ter vindo com esse ?dom? no DNA, justamente porque matara uma planta por excesso de cuidado: afogando-a. Então, eles decidiram ter um mascote. Vão a uma fazenda, escolhem Marley, ao tomar contato com uma ninhada, porque também ficam encantados com a doçura da mãe, Lily; só depois tem uma rápida visão do pai, Sammy Boy, um cão rabugento, mal-encarado e bagunceiro. Rezam para que Marley tenha puxado á mãe, porém suas ?preces? não são atendidas. A vida daquela família nunca mais seria a mesma. Marley rapidamente cresceu e se tornou um gigantesco e atrapalhado labrador de 44kg, um cão como nenhum outro. Ele arrebentava portas por medo de trovões, rompia paredes de compensado, babava nas visitas, apanhava roupas de varais vizinhos, e comia praticamente tudo que via pela frente, incluindo tecidos de sofás e jóias. As escolas de adestramento não funcionaram – Marley foi expulso por ter ridicularizado a treinadora. Mas, acima de tudo, Marley tinha um coração puro e a sua lealdade era incondicional.”
– Comentários: Como eu já tinha lido o livro, fui preparada pras duas extremidades que incomodariam as pessoas: minha risada exagerada mais engraçada e estridente do mundo e o meu choro desesperado.
Achei o filme muuuito bom, com cortes prudentes e uma exelente seleção de cenas, principalmente na parte de comédia. Teve uma hora que eu e Daninha já começamos a rir antes, sabendo o que ia acontecer, que meu primo quase gritou pra gente parar!! O nível era gargalhada pra cima. Pelo menos até a metade…
Eu sou muito sensivelzinha, já comecei a chorar antes da hora, por saber o que tava por vir e porque já dava pra chorar mesmo. Mas quando vai chegando o fim mesmo a gente descobre que precisa ser MUITO insensível pra deixar aquilo passar despecebido. Eles colocaram cenas do tipo “o filho mais velho vendo fitas de vídeo antigas” e “Jenny relembrando quando Marley era neném e re-lendo os artigos sobre ele” e é GOLPE BAIXO!!
Quer um grau de “estrelas” pra ambos?? 5 em 5, pronto!!

* O que mais?? Tô querendo fazer um post sobre teatro, porque fui a uma peça ontem e pretendo ir em mais pelo menos uma… Mas pra fazer isso vou esperar a Campanha de Popularização acabar, porque aí venho dar uma opinião geral sobre tudo!!

Ouvindo: Cindy Lauper – True Color

– Comentários

Crepúsculo

Em 12.01.2009   Arquivado em Filmes, Leitura

* Pessoal, que calor é esse?? Finalmente parou de chover, mas é impossível ficar confortável. Esse clima maluco, teve dia de inverno que fez 36°C, aí o verão tava um friozinho delicioso pra compensar, mas agora tá nisso…Que ódeo!!
Mas não é disso que eu vim falar não… FÃS MALUCAS E DESESPERADAS DE CREPÚSCULO: nããããããããããão leiam esse post, senão será o fim da minha reputação Blogueira!! Lembrem que sou legal, independente de ter gostado ou não da paixão de vocês. Quem não liga pra opiniões opostas: vá em frente!!

* Minha irmã ganhou o bendito livro e eu li meio “assim”, mas esperando que fosse bom o bastante pra ter virado essa febre que virou. Mas aí eu li e, bem… Enfim, aí hoje fui assistir o filme com ela e com meu pai e devo admitir que, depois de ter uma opinião formada sobre a história, o que me levou mesmo a ir lá foi Robert “Coisa Linda” Pattinson #gatcheenho pegael… Cheguei lá, meio que quebrei a cara e vocês estão prestes a ver algo inédito por aqui: EU gostando mais de que vi do que o que li!!

CrepúsculoLivro Crepúsculo – livro
– Autora: Stephenie Meyer
– Sinospe: “Isabella Swan chega à nublada e chuvosa cidadezinha de Forks – último lugar onde gostaria de viver. Tenta se adaptar à vida provinciana na qual aparentemente todos se conhecem, lidar com sua constrangedora falta de coordenação motora e se habituar a morar com um pai com quem nunca conviveu. Em seu destino está Edward Cullen.
Ele é lindo, perfeito, misterioso e, à primeira vista, hostil à presença de Bella o que provoca nela uma inquietação desconcertante. Ela se apaixona. Ele, no melhor estilo “amor proibido”, alerta: Sou um risco para você. Ela é uma garota incomum. Ele é um vampiro. Ela precisa aprender a controlar seu corpo quando ele a toca. Ele, a controlar sua sede pelo sangue dela. Em meio a descobertas e sobressaltos, Edward é, sim, perigoso: um perigo que qualquer mulher escolheria correr.
Nesse universo fantasioso, os personagens construídos por Stephenie Meyer – humanos ou não – se mostram de tal forma familiares em seus dilemas e seu comportamento que o sobrenatural parece real. Meyer torna perfeitamente plausível – e irresistível – a paixão de uma garota de 17 anos por um vampiro encantador.”

– Comentários: Aaaaaah não, gente!! Alguém me diz O QUE, POR FAVOR, tem de tão incrível nessa história?? Eu não entendo, não entendo, não entendo!! As personagens, nossa, gostei de pouquíssimos… Basicamente o Charlie (fofo!). Achei a Bella tão chatinha =/ E aí vem o enredo. É narrado por uma menina bobinha, você lê 300 páginas sem ver nada demais e de repente começa o clímax de história mais besta que já vi!!
No início eu achei meio Romeu e Julieta, tipo “nem te conheço direito e já morro por você”, mas depois fui pensando e tals… Acho que ele é meio irresistível demais, então não conto mais isso como defeito.
Enfim, minha opinião… legalzinho. Nada mais e nada menos que isso!! Fim!!

CrepúsculoFilme Crepúsculo – filme
– Elenco: Robert Pattinson, Kristen Stewart, Taylor Lautner, Michael Welch, Justin Chon, Peter Facinelli, Kellan Lutz, Cam Gigandet, Anna Kendrik
– Duração: 120 min.
– Sinopse: “Isabela Swan vai morar com seu pai em uma nova cidade, depois que sua mãe decide casar-se novamente. No colégio, ela fica fascinada por Edward Cullen, um garoto que esconde um segredo obscuro, conhecido apenas por sua família. Eles se apaixonam, mas Edward sabe que quanto mais avançam no relacionamento, mas ele está colocando Bella e aqueles à sua volta em perigo. Quando ela descobre que Edward é, na verdade, um vampiro, ela age contra todas as expectativas e não tem medo da sede de sangue de seu grande amor, mesmo sabendo que ele pode matá-la a qualquer momento.”
– Comentários: Em toda minha vida eu gostei muito mais de ler um livro mil vezes do que ver mil filmes diferentes. Eu, apaixonada com Harry Potter como sou, ODEIO os filmes, acho horrível. Não consigo gostar 100% de adaptações. Mas talvés porque achei a história fraca e tals, eu preferi o filme!! JURO POR DEUS!! Ah, nem, tô toda errada, viu!!
Só não gostei das maquiagens (muito mal-feitas), do Jacob (velho demais) e do Charlie… Imaginei ele um típico policial-simpático, mei-gordo, mei-careca de cabelos brancos, estragou minha magia.
A cena que eu mais quera ver era ele mostrando pra ela como fica no sol, porque quando li não conseguia imaginar muito bem. Ficou bem próximo do que minha cabecinha gerou, só que mais bonito.
No mais, ri muito, e até meu pai riu, nas cenas Charlie + Edward (meus faavoritos), da espingarda e pré-baile, e gostei da maneira como a história foi levada. A Kristen tem uma voz forte que fez a Bella ficar menos besta, apesar de trabalhar mal pra caramba, e o Robert… Aaaaah, ingleses e seu sotaque impossível de disfarçar, ninguém pediu minha opinião não, gente, mas ele é LINDO!! Aquela hora que eles chegam na escola juntos pela primeira vez, que ele sai do carro de óculos de sol, aí abre a porta e depois ainda abraça ela, ah, se fosse comigo!!

* Depois do filme nós comemos pizza com Coca Cola, tomamos sorvete no McDonalds e agora eu QUERO MUITO ir no “Marley & Eu”, porque virou meu livro-não-HP favorito e mais “chorável”…

.. ah nem, viu, eu devo estar meio chata ou meio velha… Vamos fazer de conta que só falei do filme, tá, pra vocês não boicotarem meu blog, hehehe.

Ouvindo: Guilty – Bee Gees

– Comentários

Página 19 de 21«1 ...15161718192021Próximo