Categoria "Cotidiano"

De repente… 30!

Em 10.07.2020   Arquivado em Cotidiano

Bateu meia noite e abri o painel do WordPress pra falar sobre o que me vier na cabeça, sem planejamento, só celebrar, mesmo, que hoje completo minha 3ª década de vida. Recentemente passei por um processo de reler diários (e posts) antigos com o intuito de ter um material legal pra retrospectiva que fiz no Instagram, o #TBLuly, onde passei um mês inteiro postando sobre cada ano da minha vida de forma completamente egocêntrica, mas engrandecedora pessoalmente… Minha memória é MUITO boa, e ainda assim me redescobri de tantas formas que não tem como resumir, e nem preciso. Pessoal demais, sabe? Aí lembrei o quanto esse blog foi e é importante pra mim não só produzindo conteúdo, mas também registrando minha vida, já que faço isso aqui desde a adolescência, e decidi que não podia deixar de fazê-lo dessa vez. Então aqui estamos, celebrando meus 30 anos.

De Repente... 30!

Prometi que não usaria o clichê “De Repente 30” no dia do aniversário porque, gente, NÃO FOI DE REPENTE! Chegar aqui foi longo demais, louco demais, deveras mutante. Sendo sincera tô desde os 28 falando que tenho 30 porque não aguentava mais ter “vinte e tantos”, de tão demorados eles foram. Queria virar isso logo! Aí descobri o famoso Retorno de Saturno, onde estar ao redor de “vinte e nove e meio” significaria maturidade e plenitude como adulta, abracei a ideia com todo fervor, sabe, eu realmente gosto de envelhecer, acho bem melhor do que não viver, e eis que foi uma droga. Tropecei tanto nesse meio de caminho que ainda estou curando os joelhos ralados que acabei ganhando numa queda ou outra, mas como ser adulta é algo que AMO, tive que aceitar que preciso fazer curativos sozinha, pedindo ajuda somente (mas sempre) quando necessário. Então o faço.

Talvez o problema tenha sido ir com muita sede ao pote, mesmo.

Quatro anos atrás fiz uma lista 30 coisas para fazer antes dos 30 no blog e dei uma olhadinha nela pra marcar o que rolou, nenhuma surpresa em ver que a maioria das coisas não foram concretizadas. Algumas das mais importantes sim, mas poucas foram “riscada” nessa conferência. É que nesse meio tempo as prioridades mudaram TANTO! No último ano o que eu mais queria era chegar aqui já no mestrado, algo que antes estava fora de cogitação, não consegui, mas por outro lado os cabelos rosa tão desejados no último semestre vieram bem na véspera, ante ontem, me fazendo TÃO FELIZ que parece risível que eu achava que o que causaria isso seria colocar silicone. A única pessoa que pode determinar quem serei aos 30 sou eu mesma, AGORA, mais ninguém, nem o eu de outras idades. Esse será meu conselho balzaquiano, o levem pra vida!

Agora já tá chegando a outra meia noite, a que encerra “meu dia”, porque isso aqui foi tão “de momento” que tive que parar pra decidir o que fazer. E, oh, mesmo no meio da pandemia tive o melhor de todos os aniversários, e passei a gostar do título que escolhi pro post, nas suas primeiras 24 horas trinta foi, pra mim a idade do sucesso. Não monetário ou profissional, nem nada, mas pessoal, tendo mais uma vez a certeza de que acertei em cheio ao escolher as pessoas que teria comigo aqui, na minha vida. Elas fizeram esse “Dia da Pizza” tão sensacional que é até triste que eu esteja o sujando com um texto tão raso e bobo. Terei que me desculpar comigo por isso depois…

… ou, ah, melhor não. Sou canceriana demais pra barrar o que sinto (e crente demais do meu Mapa Astral pra não cita-lo), então que bom que deixei fluir, sair, deixar de ser ser só meu e ficar registrado pra relembranças das décadas futuras. Preciso aprender a ser menos exigente comigo mesma, então que comece agora, na chegada do meu Feliz Ano Novo! Era pra ser sem planejamento e assim foi, porque na vida, cá entre nós, é como acontecem diversas das coisas maravilhosas pelas quais vale a pena viver. Um beijo, se você leu, e agora pra fechar celebrando, e rimando, não posso deixar de dizer: viva eu!

Planner Tilibra 2020

Em 10.12.2019   Arquivado em Cotidiano

Minha maior meta para 2019 era estudar para ingressar no mestrado em 2020. A parte que me cabia até cumpri: redefini meu projeto de forma que ficou bem mais legal, comecei um canal no YouTube que inclusive me ajudou no feito anterior, fiz cursos legais e participei de grupos de estudo pra turbinar meu Lattes (e a mente, é claro), mas a aprovação que é bom não rolou, não… Quando passou a primeira prova, porém, eu tava mega confiante! Juro, achei que tinha ido super bem na redação, já tava conversando com alguns amigos pra saber como foram suas entrevistas pra chegar na minha preparada e um dia em meio a esse processo, passando pela Leitura pra comprar algumas coisas, dei de cara com uma bancada inteirinha CHEIA de Planner 2020 da Tilibra, pra todos os gostos!

Gente… Tinha planner de TODOS OS JEITOS que vocês podem imaginar! Em espiral, com capa decorada de bolinhas, divertidos, com página de adesivo, planner de mesa, focado em casamento, sério, tudo! Estava eu na fila do caixa admirando cada um deles e pensando em como seria bom providenciar algo assim pra essa nova jornada acadêmica (todo ano prometo que vou desenvolver um pra minha loja, mas nunca consigo) quando vi essa linha mais clássica, de capa de tecido texturizada, só com os dizerem em dourado no alto, super elegante e minimalista, o tipo de coisa que normalmente nem uso. Achei o verde musgo maravilhoso, abri pra ver como era por dentro e então achei essa mesma versão em cor de rosa. Foi aí que comprei meu primeiro planner!

Planner Tilibra 2020

Capa

A única especificação que encontrei na folha de rosto foi “Modelo 5”, então deve ser o “nome” dele, mesmo. Ele é em tamanho A5 (metade de um A4) e não só simples por fora, mas também por dentro. A Luly pré-Retorno de Saturno ia super querer algo mais descolado, uma página decorada aqui e outra ali, mas essa nova versão empolgadíssima com os 30 anos que estão batendo na porta ficou ENCANTADA em organizar sua vida nesse “ambiente” metido a adulto, sem firulas, pra levar pra cima e pra baixo sem ser lembrada como a menina dos cadernos de bichinho. Era essa minha imagem na faculdade e, por questões de esteriótipos que as pessoas carregam até sem perceber, fez com que eu nunca fosse levada a sério ali. É claro, continuo com minhas bonecas e desenhos e coisas rosa choque, mas esse planner foi TÃO significativo pro momento, sabe? Amor à primeira vista, etc e tal…

Apesar de simples, é bem completo no que eu preciso. Tem calendário 2020 e 2021, uma tabela de planejamento geral anual (que pretendo usar pra registrar ganhos e gastos financeiros) e, em seguida, já começa o mensal, com apenas uma folha quadriculada de intervalo. Nessa fiz um calendário menstrual, pra poder abandonar de vez esses apps de controle hormonal que ficam captando (e a gente bem sabe, distribuindo) nossos dados por aí. O planejamento mensal começa com um calendário do mês, com fases da Lua sinalizadas, onde você pode ter uma visão geral dos compromissos mais importantes, como aniversários e vencimentos. Tem também um espacinho em forma de “check list” que achei INCRÍVEL pra marcar as contas fixas e ter certeza que foram todas devidamente pagas, mas cada um usa do seu jeitinho…

Planner Tilibra 2020

Calendário de planejamento mensal

Por fim vem o planejamento semanal, com espaço pro dia da semana de um lado e linhas “de caderno” do outro. Sendo bem sincera ainda não decidi como fazer bom uso dessa parte, mas uma hora a inspiração vem, é meio que testando que a gente descobre como fazer a coisa progredir, né? No final de seus 12 meses e 52 semanas ele fecha com mais folhas quadriculadas e pautadas, novamente pra cada um dar seu próprio destino pessoal. E é isto! Simples, direto, fácil, básico, fim!

Apesar dessa não aprovação que me derrubou com força (semanas se passaram e ainda não me conformei), essa compra vai ser mega útil ainda assim. Tenho que terminar minha especialização agora no primeiro semestre, incluindo a monografia, organizar os bilhões de tipos de produção de conteúdo que faço pra ver se consigo lidar com todos ao mesmo tempo e, depois de um breve descanso mental, retomar os estudos pra garantir classificação na faculdade que quero em 2021. Quando chegar a hora, daqui 1 ano, volto pra falar se a experiência foi boa e, caso seja, mostrar o novo planner da vez!

Planner Tilibra 2020

Planejamento semanal

Minha terceira tatuagem: nosso trevo de amigas-irmãs!

Em 10.03.2019   Arquivado em Cotidiano, Vídeos

Pouco depois de completar um ano desde as minhas primeiras tatuagens, voltei lá na Roots Tattoo para fazer mais duas com a muito querida Larissa Louise, minha tatuadora que, nesses últimos meses, virou tatuadora de um monte de amigas e familiares, porque amo tanto o trabalho dela que indiquei pra todo mundo! E dessa vez, mais que nunca, eu não estava sozinha! Dani e Pati, minhas irmã-amiga e amiga-irmã, foram junto, cada uma fazendo mais de uma também, mas focadas na principal delas: nossa tatuagem em trio, um trevo de três corações! E aí que sobre a quarta eu vou deixar pra falar depois, porque essa aqui é especial demais e merecia um post só dela…

Psiu! Prestenção! Esse post tem texto pra quem gosta de ler e, lá em baixo, vídeo pra quem prefere assistir! De um modo geral os dois conteúdos são bem parecidos e, por mais que se complementem, não precisa necessariamente “consumir” os dois. Escolhe seu favorito e vamos lá!

Uns meses atrás, descendo minha timeline do Facebook, apareceu pra mim um post de uma das várias versões do LDRV perguntando se a galera faria tatuagem de nome de amigos e namorados, ou mesmo alguma “em grupo” assim. Eu então comentei que nome não faria jamais, de NINGUÉM, mas que morria de vontade de fazer um coraçãozinho com as duas, só que não sugeria porque achava que elas não iam aceitar. A Pati então viu meu comentário, respondeu que se tinha alguém com quem ela faria, era com a gente, então já jogamos a ideia no grupo de nós três do Whatsapp. A Dani, que é a mais “seletiva” das três pro assunto, disse que achava a ideia do coração meio vaga, mas que a gente podia trabalhar isso aí. Então fomos buscando coração, três corações e ELA mesma achou a inspiração que usamos: um trevo de três folhas, cujas folhas são três corações.

Minha terceira tatuagem: nosso trevo de amigas-irmãs!

Recém feitas, ainda no estúdio | Foto por: Larissa Louise

“Mas não faz mais sentido tatuar um trevo de QUATRO folhas, que é o que dá sorte?”

Bom, se for pelo desenho sim, a Pati até já tem um no pulso, diga-se de passagem. Mas nesse caso? Não. Porque só nossos três coraçõezinhos já bastam, a gente não precisou do quarto pra ter a sorte de ter uma à outra. Mandamos a referência pra Larissa, pedimos algumas alterações… A gente queria o coração mais definido, mudar COMPLETAMENTE o cabinho porque odiamos o original, enfim, usar aquele como INSPIRAÇÃO, e não como CÓPIA. Foi uma demora horrorosa pra conseguir conciliar todos os horários envolvidos (principalmente porque a Pati nem em BH mora), mas em 21 de janeiro estávamos lá, com blusas de cores “temáticas”, cada uma com a sua personagem de “Três Espiãs Demais” (sim, nós fizemos isso), muito empolgadas para o que estava por vir.

O lugar escolhido foi a parte de “dentro” do braço, perto da dobra do cotovelo. Eu e Dani imaginamos bem no centro, mas a Pati já teve que lidar com pais de alunos com preconceito contra tatuagem, então acabamos colocando de lado, pra ficar mais escondido. Nosso motivo era estético, o dela profissional, então tinha prioridade, né? E no final sabe que gostei mais! O trevo foi encaixado “tombadinho”, ficou super charmoso. Não sei como, mas ficaram todos na mesmíssima posição, coisa mais linda. Quando fomos gravar o Stories do “antes” e colocamos os braços juntinhos meu cancerianismo apitou e até chorei!

Minha terceira tatuagem: nosso trevo de amigas-irmãs!

Três Espiãs D- bem sorridentes logo após sair do estúdio!

“Mas vocês não têm medo de deixar de ser amigas e querer remover a tatuagem depois?”

Olha… Não. Nenhum.

Daninha e eu fomos criadas a vida INTEIRA pra sermos nossas melhores amigas, mesmo que quando crianças nossos 5 anos de diferença tivessem relevância em breves momentos. Até nas coisas que discordamos existe muito respeito, como devemos ter com qualquer pessoa na vida, e são pouquíssimas porque a gente é bem parecida em vários aspectos. Já quanto à Patiquinha, elas se conheceram na escolinha ainda no maternal e desde então já era a “terceira irmã” pra gente. São mais de 20 anos de amizade! Mesmo se o universo virasse do avesso e a gente começasse a se odiar, apesar de não ter essa capacidade, não tem nada no mundo que apague décadas da nossa vida. Nós somos uma “Porcaria de Tripé”: se uma sair, todas as outras caem. Quando ficam as três juntas parece que completa, sabe? Essas “marquinhas de nascença que escolhemos ter” vão envelhecer juntas, mesmo que nem sempre fisicamente, mas com certeza!

Sobre a cicatrização, agora que já tem mais de um mês… Usamos todas um creme específico para tatuagem que eles vendem lá no estúdio, ele é leve e bem baratinho. Todas as três respeitaram os horários, período, quantidade, tudo, e as das meninas estão liiindas demais. A minha, porém, não cicatrizou bem. Saiu mais casquinha do que devia, ainda não sei se por causa do calor, local ou o que… Infelizmente essas coisas acontecem, né? O que vou fazer é esperar pela próxima, que torço pra não demorar muito, e aproveitar pra retocar. Não retoquei nenhuma outra porque não vi necessidade, mas essa precisa, dá pra ver a diferença MUITO clara quando coloca tudo junto…

Minha terceira tatuagem: nosso trevo de amigas-irmãs!

Um mês depois, já cicatrizadas | Foto por: Ramon Correa

Obrigada Larissa (e Lorrane!) por todo o carinho e trabalho perfeito, podem ter certeza que temos muitas outras vindo aí (já fiz até wish list!). Obrigada também Dani e Pati, mas nesse caso por tudo!

Receita de Bolo

Em 10.10.2018   Arquivado em Cotidiano

Receita de bolo simples, tempo médio de preparo de 40 minutos. Recomenda-se o uso de batedeira.

INGREDIENTES

3 xícaras (chá) de farinha de trigo;
2 xícaras (chá) de açúcar;
1 e 1/2 xícara de leite;
4 colheres (sopa) de margarina;
1 colher (sopa) de fermento em pó;
3 ovos.

PREPARO

Bata as claras em neve. Reserve.
Bata as gemas, a margarina e o açúcar até que fique bem cremoso.
Adicione o leite e a farinha de trigo lentamente, sempre batendo.
Ao atingir uma mistura homogênea, adicione o fermento e as claras em neve.
Coloque a mistura em uma forma untada e farinhada.
Pré aqueça o forno a 180°C por 10 minutos.
Coloque a forma no forno a 180°C, por cerca de 40 minutos. NÃO ABRA O FORNO DURANTE O TEMPO DE CUCÇÃO. Para saber se está bem assado, enfie um garfo ou palito até que saia limpo, livre de qualquer resquício de massa.
Tire do forno e desinforme assim que esfriar.
Bom apetite!

Receita de Bolo

Para bom entendedor, uma receita basta!

Wishlist 3×3: Tatuagens!

Em 27.05.2018   Arquivado em Cotidiano

Quando alguém te falar que é só fazer a primeira tatuagem que você vai ficar viciado, querendo “riscar” o corpo inteiro, acredite! Até ano passado tinha três ideias que eu queria, mas depois que comecei a lista foi só crescendo, crescendo e agora está aqui, em forma de Wishlist! Mas se parar pra pensar é um investimento que super vale a pena, pois vai durar LITERALMENTE sua vida inteira. Sendo assim cá estou, cheia de ideias que não vejo a hora de enviar pra Larissa, minha tatuadora, pra juntar tornarmos tudo isso realidade.

Leia também: Minhas primeiras tatuagens, o relato de quando fiz um elefante no pulso em homenagem ao meu livro e a última frase de “Harry Potter” na costela!

As imagens que selecionei não são exatamente um “spoiler”, já que têm estilos diferentes do meu e a maioria localizada em partes do corpo que não batem com o que quero… Foi só pra ilustrar mesmo! Não gosto muito dessa vibe de “copiar” o desenho, e também perde um pouco a graça já sair entregando de mão beijada, né, cá entre nós…

Wishlist 3x3: Tatuagens!

01) Pomba com margarida no bico (foto via TattoosKid): Essa tatuagem tem muito significado e é, dessa lista, a que mais quero fazer. É também a maior entre as que pretendo ter, por enquanto, e talvez a única levemente colorida. É uma pomba no lado esquerdo das costas, o símbolo de Afrodite, deusa grega do amor e da beleza. No bico ela vai estar carregando uma margarida, minha flor favorita, em referência à minha querida vovó Daisy. É, pois é, podem aguardar um texto mega emotivo postado por aqui quando ela sair do projeto e vier pra pele. E espero que não demore, porque é a próxima!

02) Caranguejo (foto por Mac Fineline Tattoo): Eu sou do signo de câncer e uma canceriana quase estereotipada: chorona, dramática, romântica, meio caseira e apegadíssima. Só não sou rancorosa, mas mesmo perdoando minha memória é boa demais pra me deixar esquecer das coisas… Então nada mais justo que um caranguejo bem fofinho aqui nesse corpinho. Eu queria fazê-lo ao lado do peito esquerdo, bem escondidinho, mas o local exato meeesmo a gente meio que decide na hora, sei lá! [EDIT] Feita em 21/01/19!

03) Gatinha preta (foto via Pierce Me Up): Ok, ok, não é uma gatinha preta qualquer. A ideia é tatuar a Arwen, minha gatinha! Porque ela é a coisinha mais importante da minha vida, né? Achei várias sombras de gatinhos legais, mas nenhum deles é ela, ainda que seja tudo muito parecido… Ainda não decidi como vou fazer, mas queria muito que o “biquinho” fosse bem fiel, porque acho essa junção de boca e focinho a parte mais linda da minha filha felina!

04) GRL PWR (foto por Camila Biasi): Que na verdade é a mesma da anterior, vindo abaixo da gatinha. Aqui na lista tá separado porque eu precisava preencher os nove itens. Quanto a ela não tem muito segredo, só as letras em uma fonte com serifa não muito certinha, eu adoro um pouco de imperfeição.

05) “Hello, hello!” (foto por philhoyt): Meu “bordão” do canal já virou uma frase de efeito entre vários amigos e conhecidos! A galera não diz “Oi, Luly” ou “Bom dia, Luly” e sim “Hello, hello, Luly!”, então é porque é relevante! E eu tirei ele de duas músicas que amo, uma do Elton John e outra dos Beatles, então seria um momentinho musical eternizado por aqui. Pode ser que faça nas costas, do lado direito bem perto do ombro, pra ser simpática até com quem está atrás, hihihihi.

06) Caneta pena (foto via Style & Design): Essa pena viria junto com o “Hello hello”, meio que “escrevendo”, mas não estava me agradando então desisti… Porque a outra é digital, sabe, e essa manual. Eu AMO canetas tinteiro, até contei aqui a história de como ganhei a minha, mas esteticamente elas são muito “duras” pra tatuar. Então substituí por uma pena, que é leve, dá pra adicionar movimento e transmite a mesma ideia do escrever, que é a coisa que eu mais gosto de fazer.

07) Coraçãozinho (foto via Pairodice tattoos): Bem pequenininho, no ombro, ou mais perto da clavícula… Sei lá! Eu queria fazer dela uma “tatuagem de amizade”, mas não sei se as outras partes envolvidas topariam, veremos… [EDIT] Feita em 21/01/19! POST AQUI!

08) Coração de flores (foto por Sey8n): Eu contei no meu relato sobre as duas tatuagens que já fiz, essa foi a primeira que quis na vida: um desenho que tinha na folha de tattoos que veio num caderno, só porque eu amava o coração de estrelas que minha prima-modelo-de-vida tinha. Ia até fazer abaixo da cintura, que nem ela. Logicamente fui desistindo com o tempo, era feia demais, mas agora adultinha eu penso em retomar isso, de forma bonita e bem planejada. Talvez até com margaridas! Pra celebrar a pessoa que eu fui, sabe? Só não faria no mesmo lugar de antes porque gosto muito da minha cintura e não quero “mexer” por ali. Sei que parece que não faz sentido, mas é que tatuar locais do corpo que me incomodam tem me feito passar a gostar deles, então vamos continuar nessa vibe, quanto mais auto estima melhor!

09) Um laço? Talvez… Não sei! (foto via Muito Chique): Porque eu só tenho 8 desejadas no momento e não queria deixar o último quadradinho vazio, oras! Acho que seria legal ter um lacinho em algum lugar, quem sabe cor-de-rosa, só porque eu gosto de laços e rosa mesmo. Ou uma boquinha de batom vermelho? Nhé, essa ideia não gosto tanto… Veremos!

Psiu! Prestenção!

As fotos usadas no mosaico dessa wishList foram tiradas de vários sites diferentes em maio de 2018 e todos eles foram sinalizados ao longo do texto. Se você é o autor de qualquer uma e não gostaria de vê-la aqui, por favor, me avise para que eu possa trocar! Tentei ao máximo encontrar a fonte original de cada uma, mas infelizmente em alguns casos não deu…

Página 1 de 5312345... 53Próximo