Cantiga por Luciana

Em 13.06.2013   Arquivado em Conservação-Restauração

Eu não sei REALMENTE quem é o autor da música, mas sei que conheço ela na voz da Evinha (que, por sua vez, quanhou o IV FIC com ela) desde que, sei lá, me entendo por gente. E eu até gosto da música, acho a letra fofinha e bem sentimental, realmente o tipo de coisa que faz minha mãe se emocionar cada vez que escuta e pensa em mim… Afinal mesmo não tendo favoritismo entre eu e minha irmã (e não tem MESMO) eu acho que 1º filho é sempre assim, né? Só de pensar em cada conquistinha já abre a boca, afinal eu fui o primeiro “bebê” dela.
– Quando eu me apresento pras pessoas raramente é como “Luciana”. Se é algo profissional ou acadêmico, claro, falo todas as sete letrinhas juntinhas sem nem pensar. Mas se o local é informal não: eu sou Luly mesmo. SEMPRE. Não que eu não goste do meu nome – eu amo -, mas é que eu me afeiçoei a esse apelido de tal forma que, não sei, eu me sinto mais Luly do que Luciana a muitos anos. E desde neném eu era assim… Quando eu aprendi a falar e me perguntavam como eu me chamava a resposta era sempre “É Lulu!”. “Lulu” era meu nome e ponto final! Ainda é em meio familiar e nas amizades mais antigas… Inclusive agora o Henrique, meu primo de 1 ano e meio, aprendeu que eu sou a “Lhu-lu” e repete isso cada vez que me vê. Imagina se ele tivesse que me chamar de “Lhu-xi-anha”? Ah, não, é muita letra!!
Assim como as pessoas do meu cotidiano… Se me chamam pelo nome já acho que tô levando uma bronca! Eu tenho AMIGOS (amigos mesmo, não conhecidos e nem colegas) que demoraram pra descobrir meu nome de verdade. E quando vão me apresentar para outras pessoas já falam “Essa é a Luly” e eu morro de alegria. Não que eu o esconda. E nem deveria esconder, porque olha que coisa mais linda que surgiu por causa dele, voltando à tal da “Cantiga por Luciana”:

“Manhã no peito de um cantor
cansado de esperar só.
Foi tanto tempo que nem sei
das tardes tão vazias por onde andei.

Luciana, Luciana,
sorriso de menina dos olhos de mar…
Luciana, Luciana
abrace essa cantiga por onde passar.

Nasceu na paz de um beija-flor,
em verso, em voz de amor,
já desponta, aos olhos da manhã,
pedaços de uma vida que abriu-se em flor…”

O que eu NUNCA IA IMAGINAR é que até a Sandy (sim, irmã do Júnior) já cantou essa música… E fui descobrir da maneira mais linda do mundo!! Porque eu escrevi essa baboseira toda aí em cima só pra mostrar pra vocês o presente (lindo) que meu padrinho fez pra mim de formatura, que me dá vontade de chorar milhões de vezes… Olha aí:

Obrigada, padrinho!! Obrigada também todo mundo que o ajudou a fazer esse vídeo escondido de mim BEM DO MEU LADO e todas as pessoas das fotos que foram me ver!! Amei…

ps.: o nome do curso é “Conservação e Restauração de Bens Culturais Móveis”, mas o que são duas palavrinhas fora de lugar perto de tanto amor puro??

  • kakau

    Em 13.06.2013 | Comentou 14 vezes. | [Citar]

    Que fofo! Queria ter uma música com meu nome, snif…
    E também acho que estou levando bronca quando falam Karina…haha
    Parabéns pela conquista!
    bjoks

    [Reply]

  • Cris

    Em 13.06.2013 | Uau!! Deixou 99 comentarios, VIP!! | [Citar]

    Nossa, muito legal ter uma música com o nome hein? Nem sei se o meu tem, será? rs
    Beijos! =**

    [Reply]

  • Lili

    Em 13.06.2013 | Uau!! Deixou 145 comentarios, VIP!! | [Citar]

    Ficou fofa a homenagem :)
    Depois vou perguntar pra GPS se ela sabe a qual eh dessa gravação (ela eh mega fã da Sandy)…
    Smacks)…

    [Reply]