Posts de October de 2015

Top 5: Pessoas que admiro: (50/52)

Em 27.10.2015   Arquivado em Memes e Tags

Essa é a quinquagésima do Desafio 52 Semanas de Top 5 e o tema da vez é: Pessoas que admiro:

Semana 50/52
Coloquei os já falecidos em preto-e-branco rezando para os outros continuarem coloridos por muito tempo!

01: J.K. Rowling

J.K. é provavelmente a pessoa que mais admiro no mundo não só por causa de sua obra, mas também pela trajetória de vida. Acho ela incrível como autora, mãe, pessoa, filantropa e qualquer outra coisa que ela se dignar a ser. Ela não só criou minha história favorita no mundo ou ensinou milhares crianças a ler, não só abriu as portas para outros vários autores que vieram depois dela: essa mulher superou todas as coisas horríveis de seu passado e se empenhou a ajudar outros a terem um futuro melhor. Se eu pudesse escolher quem “quero ser quando crescer” minha escolha seria Joanne Rowling!

02: Elton John

Palavras para expressar o quanto esse homem significa para mim ainda precisam ser inventadas. Sabe quando você percebe que é possível amar profundamente alguém que você nem conhece, nunca viu e nem sabe da sua existência? Pois bem, Reginald Kenneth Dwight, também conhecido como Elton John, me ensinou que isso é possível. Só de ouvir a voz dele uma vezinha sequer meu dia já fica mais feliz.
(Parênteses porque existe a possibilidade de ele pelo menos saber que eu existo sim já que já teve que autografar um livro pra mim uma vez, né!)

03: Meryl Streep

Para mim essa mulher é a soberana do cinema, eu me ajoelharia aos pés dela e daria uns dois Oscars por ano pra nunca esgotar sua coleção. Até hoje nada que vi ela fazendo algo que me decepcionou e foi por causa dela, assistindo “Mamma Mia!”, que eu passei a sentir a magia do cinema como ela realmente é e adquiri o costume de ir assistir filmes “na telona” sempre que possível. Sem contar que canta demaaaais também!
Se eu fosse atriz não me sentiria realizada até contracenar com Meryl Streep, juro!

04: Walt Disney

Acho que a maioria das pessoas que existem no planeta admiram seu “Waltinho”, o criador do império que hoje é a Disney e a maior máquina humana de criação de sonhos da história. Eu entendo esse amor profundamente, sempre que pesquiso mais sobre a vida dele me impressiono mais e fico com vontade de ter uma máquina do tempo para conhecê-lo!

05: Margaret Thatcher

Eu tenho que dizer que admiro muito mulheres que são pioneiras politicamente falando porque elas sempre são muito mais atacadas do que os homens, confesso que só não coloquei a Dilma aqui porque sei que cairia uma enxurrada de ataques pra cima de mim… Acho que o governo dela tem, como todos os outros, vantagens e desvantagens, mas só de ser mulher ela acaba recebendo um peso maior do que qualquer outro, vamos admitir…
Para Margaret Thatcher digo a mesma coisa. O título “Dama de Ferro” já mostra muito da vida dela como primeira ministra, o quão difícil deve ter sido manter o pulso forte diante de um mundo te massacrando e depois a humildade para renunciar quando não havia mais jeito de continuar sem se destruir.
Uma curiosidade é que comecei a se interessar por ela justamente após assistir ao filme onde ela é interpretada por, tadã: Meryl Streep! Que por sinal nunca mereceu tanto um Oscar na vida como aquele, tá de arrepiar!

Ser mestre, com carinho

Em 21.10.2015   Arquivado em Escrevendo

Escolinha da Agnes

Quando eu estava na primeira fase do Ensino Fundamental, percebi que não poderia ser dentista, enfermeira, bailaria e jogadora de tênis ao mesmo tempo (quase um pra cada dia da semana!) e que teria que escolher uma profissão só, então decidi que seria professora. Fiquei uns três anos com essa ideia fixa na cabeça até os dez anos de idade quando resolvi que faria engenharia química na faculdade, provavelmente por influência do meu padrinho. Foi só ter um pouquinho a mais de conhecimento sobre a vida que vi que isso não era pra mim, que eu JAMAIS cursaria qualquer coisa que tivesse a palavra “engenharia” no nome, e escolhi o que queria fazer da vida de verdade numa altura em que ideia de dar aulas já tinha sido varrida completamente da minha cabeça. Por um tempo, claro.

Minha intenção era estudar Design Gráfico, mas acabei caindo de paraquedas no curso de Conservação e Restauração de Bens Culturais Móveis da UFMG (a história de como isso aconteceu está nesse post aqui) que eu amava e desde o início já fui vendo com o que me identificava mais, e a tal da “carreira acadêmica” não estava nos meus planos, definitivamente. Não posso expor todos os motivos que tenho aqui porque não é nisso que quero chegar, mas o principal deles é que eu tenho plena ciência de que nunca fui uma aluna boa o suficiente para isso. Eu sempre estudei muito, o fim de semana inteiro se precisasse, mas nunca adiantou porque nunca fui muito inteligente. E para dar aula na faculdade era preciso isso, acima de todas as coisas.

Depois da minha formatura, porém, surgiram possibilidades de dar aula em cursos técnicos de restauração e uma delas veio na forma de um concurso público para a FAOP, que aconteceu ano passado. Eu sabia que lecionar num curso técnico era completamente diferente de fazer isso na faculdade e de repente, depois de pensar um pouco no assunto, estava completamente encantada com a ideia! Após as duas etapas do concurso e dias de muito ansiedade o resultado saiu lindamente e, adivinha, EU PASSEI! Aí, claro, foram mais meeeses de espera pela nomeação até finalmente nos convocarem para a perícia médica. E lá fui eu fazer todos os exames e pegar os resultado e levar toda empolgada, feliz, alegre e saltitante até que… Fui reprovada no exame da fonoaudióloga por ter uma tal de disfonia leve a moderada. Entrei com recurso, fui negada, entrei na justiça, fiz tratamento com uma fono e uma otorrino (ambas liiiindas demais), segui direitinho todos os exercícios ridículos que me mandaram fazer e, ainda assim, não pude assumir. Aparentemente minhas cordas vocais apresentam um problema físico que torna minha voz insuficiente para um trabalho em que ela é o principal instrumento. Eu simplesmente não posso dar aulas, é isso. Fim de papo.

Hoje, quase um ano depois de ter sido barrada, eu fico feliz de não ter ido e de estar fazendo o que estou fazendo no momento – que são vááááááárias coisas – além de perceber que, infelizmente, eles tinham razão: não tenho potência vocal para ser professora. Tem dias em que só de conversar com amigos eu sinto minha garganta arder, então continuo fazendo os exercícios que vi que funcionaram melhor para ajudar. Lá no fundo a “derrota” é triste¿ É. Mas a gente supera e vê que é só uma das várias portas erradas que vamos abrir na vida, então temos que fechar direitinho e sem olhar pra trás para abrir uma porta certa que nos fará feliz.

Mas fica a dica para quem nasceu para ensinar: cuide da sua voz com muito amor e jeitinho porque (parafraseando a música) ela é que vai te permitir ser mestre, com carinho!

Top 5: Lugares no mundo que eu gostaria de conhecer: (49/52)

Em 12.10.2015   Arquivado em Memes e Tags

Essa é a quadragésima nona do Desafio 52 Semanas de Top 5 e o tema da vez é: Lugares no mundo que eu gostaria de conhecer:

Semana 49/52

01: Walt Disney World Resort/Universal Orlando

Conhecer WDWR é um sonho que eu e minha irmã temos desde criança e desde que foi inaugurado o Wizarding World of Harry Potter na Universal esse sonho se estendeu pra lá também.
Já ouvi muito mimimi de que a gente devia pensar em lugares legais de verdade, mimimi de cultura inútil e mimimi de que é dinheiro mal gasto, mas o tanto que me importo com isso é inversamente proporcional à vontade de ir lá: o primeiro nem faz cócegas enquanto a segunda só cresce!

02: Londres

Na verdade quando digo “Londres” não me refiro somente à cidade de Londres em si (que eu quero muito-muito-muito conhecer sim), mas também alguns “arredores e relacionados” que estão na lista e que eu aproveitaria para visitar se fosse pra lá. Ou melhor: que aproveitarei para visitar quando for pra lá!
Liverpool e os estúdios de Harry Potter (óbvio) estão no topo dessa lista!

03: Paris

Desde criança “O Corcunda de Notre Dame” da Disney é meu filme favorito e desde que assisti pela primeira vez tenho a meta de vida de um dia entrar naquela Catedral e chorar loucamente de emoção lá dentro. E já que estarei por lá não custa nada conhecer o resto da Cidade Luz, não é mesmo? Se é linda por fotos, imagina ao vivo…

04: Canadá

Se eu tivesse que escolher uma cidade no mundo para morar além de Belo Horizonte seria Ottawa, sem sombra de dúvidas! Mas enquanto isso não acontece (quase aconteceu uma época, mas deu ruim) fico sonhando em pelo menos conhecer não só essa mas algumas cidades desse pais maravilhoso!

05: Grécia

Sempre quis conhecer a Grécia porque adoro mitologia grega desde novinha, aí quando assisti “Mamma Mia!” a vontade aumentou e só cresceu cada vez mais e mais ao longo dos anos. Confesso que as praias não me atraem tanto, quero mesmo é ver as “velharias” todas, eu ia ficar exausta andando por templos e outros pontos turísticos sem nunca me cansar!

Ricki and the Flash

Em 09.10.2015   Arquivado em Filmes

Ricki and the Flash

Ricki and the Flash: De Volta Pra Casa (Ricki and the Flash) *****
Elenco: Meryl Streep, Mamie Gummer, Rick Springfield, Audra McDonald, Nick Westrate, Ben Platt, Kevin Kline, Sebastian Stan, Charlotte Rae, Maria Di Angelis
Direção: Jonathan Demme
Gênero: Drama, Comédia
Duração: 101 min
Ano: 2015
Sinopse: “Ricki (Meryl Streep) fez muito sucesso como Estrela do Rock e é uma artista lendária apesar de já não fazer tanto sucesso como antes, porém, deixou os filhos em segundo plano para se dedicar a carreira, agora ela quer retomar o contato com os mesmos, enquanto um deles passa por um complicado divórcio.” (fonte)

Comentários: Existem dois fatores extremamente relevantes que podem me convencer automaticamente a assistir qualquer filme do mundo e eles são uma boa trilha sonora e Meryl Streep. “Ricki and the Flash” tem os dois e não usa esses recursos atoa, que filme INCRÍVEL, gente! Eu vi o trailer há meses atrás e fiquei doida esperando pelo lançamento, até que quando fui ver já estava quase saindo do cinema e tratei de não deixar passar, fui e não me decepcionei nem um pouco, recomendo a todos.

O filme conta a história de Ricki, uma rockeira vocalista da banda “The Flash’ que abriu mão da criação de seus filhos e de seu casamento para viver o sonho de ser uma artista de sucesso. Com o passar dos anos ela se vê trabalhando como caixa de um mercado de dia para pagar as contas e tocando regularmente em um bar à noite, como parte da realização desse “sonho”. A vida está muito boa, tudo indo muito bem, quando seu ex liga para avisar que a filha deles está deprimida em função do divórcio que foi pedido por seu marido. E é quando ela tem que assumir o papel de mãe que a tanto tempo deixou pra trás e voltar para o subúrbio para ajudar a lidar não só com essa situação, mas também com o fato de que seus outros dois filhos estão seguindo caminhos em sua vida de adultos sem que ela saiba.

Eu sei que soa como mais uma história clichê de ir atrás de seus sonhos e ter o equilíbrio entre eles, mas acho que é mais que isso: é um daqueles filmes que você assiste acreditando ser a biografia de um artista real, no maior estilo “The Wonders”, de tão humanos que são os personagens. Acho que isso é um dos fatores mais legais, além do elenco maravilhoso e das músicas INCRÍVEIS que tocam o tempo todo: você acredita nos personagens, acredita que eles poderiam estar vivendo aquilo de verdade e acredita nas decisões que eles tomam. Dá vontade de assistir tudo de novo, agora contando pra vocês, de tanto que gostei!

Melhores momentos: As cenas em que ela cantava eram sempre as melhores do filme, só música incrível! Mas o momento mais emocionante de todos, todos, todos foi ela cantando “Still Haven’t Found What I’m Looking For”, do U2, que é uma música MUITO importante pra mim e eu jamais esperava por ela jogadinha ali, de repente, chorei bastante com essa breve surpresa! O final também é mega lindinho, eu sou dessas que adora um final feliz e dançante e esse é bem isso mesmo, tudo na medida certinha pra causar lágrima e sorrisos.

Ricki and the Flash
Sério, gente, eu poderia me ajoelhar aos pés dela para todo o sempre, que maravilhosa!

Trailer: Só pra ter um gostinho do quanto cada minutinho valeu a pena:

Rapidinhas de Setembro

Em 03.10.2015   Arquivado em Cotidiano

Cof, cof, cof, tem alguém por aqui? Foi mal a bagunça, foi mal a sujeira, foi mal a ausência, mas setembro foi tão corrido que tive que rebolar para achar fotos para resumir tudo, tamanha era minha falta de tempo até pra registrar as coisas!
Outubro já está com cara que vai ser assim também, mas não vamos colocar o carro na frente dos bois, não é mesmo? Vamos focar no que passou com essas RAPIDÍSSIMAS só pra vocês terem uma ideia do que rolou na minha vida, hahaha. Hoje as fotos vão vir direto do Instagram pra facilitar minha vida, ok? Ok!

Rapidinhas de Setembro

O mês começou com @bsurda em Hogwarts! Eu já contei tudo no post sobre o look da festa, mas em resumo foi uma boate com temática de Harry Potter e foi ótima, a galera se divertiu a beça e deixou um gostinho de quero mais!
Essa foi uma das pouquíssimas fotos que tiramos lá, mas é que eu e Gil PRECISÁVAMOS de um registro com a Dolly Piercing, que foi não só o “Chapéu Seletor” do pessoal como atração no palco, todo mundo adorou! (E olha como eu fiquei minúscula perto dos dois, socorro…)

Rapidinhas de Setembro

Do início já vamos pular pro fim. Dias 19 e 20 de setembro foi o Anime Festival Winter, que geralmente acontece em agosto mas esse ano acabou atrasando, então de “Winter” não teve nada, tava um calor do cão!
O evento não estava tão cheio, pra falar a verdade, mas tivemos muito trabalho no estande da Cia do Ponto ainda assim porque as camisas estão ficando cada vez mais bonitas, tá dando crise de amor olhar pra elas prontinhas =D
Tinham alguns cosplays legais, mas o que eu fiz questão meesmo de tirar foto foi esse do Wall-E, gente, olha que coisinha mais fofa! Quando ele tava em pé andando não era tão legal, mas assim que encolhia assim pra foto ficava igualzinho.

Rapidinhas de Setembro

Na noite do dia 19, para celebrar como de costume, rolou nosso clássico ArtSushi comemorativo! É a melhor parte do AF, gente, a gente se prepara pro evento já pensando nisso porque é o melhor sushi DA VIDA! Teve um ceviche de entrada também e tudo mais, mas eu postei a foto da barca porque é mais bonita, hihihi.

Rapidinhas de Setembro

Nisso de trabalhar o fim de semana inteiro a gente sempre tira a segunda feira pós evento de folga pra descansar. Eu aproveitei que tinha um ingresso grátis na Cinemark para ser usado em dia de semana e fui assistir “Ricki and the Flash” porque já estava saindo do cinema e não podia perder, Meryl Streep é minha diva e eu estava esperando ansiosamente por esse filme!
Não vou contar muito porque quero escrever um post sobre isso (se minha vida permitir), mas já fica avisado que é MARAVILHOSO! Como não podia ser diferente…

Rapidinhas de Setembro

Essa foto é só pra mostrar a baguncinha básica que fiz no cantinho onde estou restaurando um papiro egípcio incrível nos meus dias de folga. Está dando muuuito trabalho, mas vale a pena porque é uma pintura incrível e o tipo de trabalho que sei que farei poucas vezes na vida.
“Mas Luly, não tem bagunça nenhuma aí!” Porque eu arrumei tudo pra foto, né gente, CAPAZ que fica tudo bonitinho assim e no lugar, é uma confusão de instrumentos e materiais e tudo mais pela mesa toda…

Pra finalizar: hoje é 3 de outubro! Um feliz #MeanGirlsDay para todos, principalmente aos que entendem a magia dessa data!!

oct3rd_01
oct3rd_02