Posts de December de 2013

Rapidinhas de Dezembro

Em 30.12.2013   Arquivado em Cotidiano

E 2013 acabou! Hoje é o último dia desse ano que eu não vi passar por diversos motivos… Os primeiros meses parecem que pertencem a 2012 por causa da greve da UFMG que estendeu meu último semestre e depois que julho passou, puff, voou o ano. No balanço geral foi bom, mas deixo pra falar disso na minha retrospectiva.
Geralmente eu posto os looks do mês no último (ou penúltimo) dia e as Rapidinhas só no mês seguinte, mas dessa vez vai ser diferente porque preciso encerrar o ano antes dele acabar… Não sei se faz sentido, mas ok, vamos aos fatos!

Rapidinhas de Dezembro

No início do mês eu passei por uma das experiências mais lindas da minha vida. Assim como nos dois últimos anos eu fui na apresentação de fim de ano do balé da Laurinha, minha prima, e dessa vez o negócio se superou: foi uma apresentação de A Bela Adormecida. Gente, chorei muito! Bem, a turma dela estava dançando a dança das ninfas, mas ela foi também uma das solistas do final do balé em que várias princesas apareceram pro casamento da Aurora e adivinha qual princesa ela interpretou?? Sim, a Branca de Neve!! Ah, não é demais pro meu coração, chorei mais do que já tinha chorado antes! E, gente, além disso ela ainda foi a única solista aplaudida no meio do ato! O pessoal não conseguiu se segurar, foi perfeita, essa aí tem tudo pra dançar profissionalmente!

Rapidinhas de Dezembro

Eu ganhei alguns sorteios e outras coisinhas nesses últimos tempos e vou mostrando a medida que forem chegando… Esse livro, “Antes que eu vá”, foi no blog Without Idea e eu adorei porque eu lembro da época do lançamento dele e fiquei mega curiosa porque rolou um evento aqui em BH e eu ia, mas cheguei atrasada no dia… Triste! enfim, mais um livro pra eu ler ano que vem, aí se eu gostar conto o que achei!
Agora sobre a cartinha em forma de coração, socorro, abri pra ler e depois não sabia sobrar de novo, hahahah!! Fiquei falando “Luly sua burra!” até a Daninha se apiedar de mim e vir me ajudar. Tão fofa!

Rapidinhas de Dezembro

Agora, vejam bem, quero que vocês prestem bem atenção nessa foto em especial. Vocês entendem o que ela representa? São figurinhas do álbum de “Harry Potter e a Pedra Filosofal” com pacotinho e tudo eeeee postais de “O Senhor dos Anéis: O Retorno do Rei”. Isso significa que esses babys aí têm NO MÍNIMO 10 ANOS DE VIDA, são relíquias pelas quais alguns fãs pagariam e eu ganhei elas da Lu, minha amiga! Olha só isso, gente, gente, GENTE! Ela tinha isso guardado desde 2001/2002/2003 e me deu no início do mês. Lindo, né? De surtar… Obrigada, Lu!

Rapidinhas de Dezembro

Em cima da hora, lá pro dia 22, a vovó pediu que eu e a Daninha fôssemos montar a árvore dela porque ela decidiu que não passaria o fim de ano sem a casa decorada. Nós fizemos serviço completo: montamos o presépio, penduramos coisas pela casa inteira e ficou tudo lindo. Mas a árvore foi especial… A vovó adora aqueles pisca-pisca musicais e o que ela usava quebrou ano passado, então fomos procurar algum outro pela casa. Foi quando achamos um inteirinho, praticamente novo, minuciosamente embalado pelo vovô de um jeito que só ele sabia fazer e datado: era de 1993! E tava novo, piscava sem nenhuma luz faltando e cantava. Coloquei na árvore com o maior cuidadinho e estou responsável por ir lá dia 7 para tirar tudo e colocar exatamente da maneira como estava antes. Valeu a pena, a árvore (Thalia pra os íntimos) ficou linda.

Rapidinhas de Dezembro

E então foi natal! Eu já disse que amo o natal, né? Sou dessas que chega na casa dos parentes com gorrinho do Papai Noel (e acabo tirando porque tenho ele desde o 7 anos de idade e começa a apertar a cabeça depois de um tempo), que passa o dia dançando “Jingle Bells Rock” no estilo Meninas Malvadas e que assiste pelo menos algum filme natalino, nunca deixo passar em branco. Esse ano fomos pra casa do tio Kaká e não estava a família toda lá, mas a gente se divertiu a beça e até tiramos essa foto do “Girl Power d’Ávila” – porque nós somos a maioria, os meninos não foram e estávamos todas as netas lá, hahaha.

Bom, pessoal… Esse é o último post de 2013! Aproveitem bem a noite da virada, curtam muito ao lado de quem vocês gostam e a gente se vê de novo ano que vem (piada véia, Luly!). FELIZ 2014 PARA TODOS VOCÊS!!!

Presentes de Natal

Em 28.12.2013   Arquivado em Vídeos

Sim, hoje teremos um “Hello, hello!” inesperado! Eu não sei o que deu em mim mas dia 26 resolvi que faria um vídeo com os presentes de natal desse ano, então fui lá e gravei! Queria ter postado ele antes, na verdade, mas editar vídeo é aquele eterno martírio na minha vida e por isso demorou. Mas enfim, aí está!
Bom, eu geralmente não gravo coisas assim, só escrevi um post desse uma vez em 2008 (esse AQUI), aí não sei se vocês acham legal ou não e, como eu disse no vídeo, quem visita o blog são vocês e não eu, então me digam se “posso” gravar mais nos próximos natais, aniversários, etc… Se forem a favor prometo que será mais rápido e que não falarei tanto! Sério!

Por fim: Cia do Ponto! A loja volta de férias dia 6 de janeiro e fica na Av. Augusto de Lima, 555, loja 64 (2º andar), esquina com São Paulo. Quem não for de Belo Horizonte ou não puder ir na loja pode entrar em contato com eles via fã page no Facebook. O moletom custa R$150, divide no cartão de crédito de até 4 vezes e em breve terá das quatro Casas; e a blusa do Acampamento Meio-Sangue entre R$30 e 35, dependendo do tamanho (sem o número do chalé atrás). Eles também têm a do acampamento Júpiter e ficou MARAVILHOSA!

Presentes de Natal 2013
Alguns presentes, só pra ilustrar o post!

Feliz Natal!

Em 25.12.2013   Arquivado em Cotidiano

Meus queridos e queridas, hoje tô aqui para desejar a vocês todos um ultra, mega, hiper, plus, master, blaster FELIZ NATAL! Obrigada a todos os que estiveram presentes no Sweet Luly durante o 2013, esse ano foi o mais extremo da minha vida no sentido de “altos e baixos” e sempre que algo tão bom (ou tão triste) acontecia comigo era delicioso compartilhar aqui, eu voltei a sentir realmente o prazer em blogar e lembrei de verdade o motivo de gostar tanto disso daqui. Espero que a noite feliz de vocês tenha sido feliz COM FORÇA e aproveitem esses últimos dias de 2013 em clima de fim de ano porque essa época é gostosa demais!

Merry Christmas!

Resultado do Concurso Cultural de Natal!

Em 25.12.2013   Arquivado em Blog

E eis o resultado do Concurso Cultural que rolou aqui no Sweet luly em parceria com os blogs By Bruna Kitty, Parreira do Gil e Poly Pop!
Nós recebemos várias respostas para a pergunta O que faz um Natal especial? e julgamos como merecedora do prêmio a mais criativa, e o/a sortudo/a foi…

resultadoculturalnatal

O que faz o MEU Natal Especial? Poder entrar e sentir o aroma gostoso da “A Casa de Orquídeas”, viver um suspense a “Olho por Olho” e poder voar com o “Dumbo”, tomando chocolate quente na caneca especialmente feita pra mim.

Parabéns Letícia! Nós entraremos em contato com você para pegar seus dados (e a imagem da caneca!) e logo você vai receber seus prêmios em casa pra se divertir nas férias! Lembrando que você deve nos responder em até 5 dias (ou seja, dia 30/12), senão iremos escolher um novo vencedor.
Obrigada a todos os que participaram e um feliz natal pra todos!

A Princesinha

Em 23.12.2013   Arquivado em Filmes

A Princesinha A Princesinha (A Little Princess) *****
Elenco: Liesel Matthews, Vanessa Lee Chester, Liam Cunningham, Eleanor Bron, Arthur Malet, Ken Palmer, Rusty Schwimmer, Alison Moir, Alexandra Rea-Baum, Kaitlin Cullum, Kelsey Mulrooney, Rachael Bella, Taylor Fry, Time Winters, Vincent Schiavelli
Direção: Alfonso Cuarón
Gênero: Drama, Fantasia
Duração: 97 min
Ano: 1995
Sinopse: “1914, Simla, Índia. Sara Crewe (Liesel Matthews) é uma garota inglesa que vivia feliz, apesar de ser órfã de mãe. Quando eclodiu a 1ª Guerra Mundial seu pai, o capitão Crewe (Liam Cunningham), que pertencia ao exército inglês, tem que ir para a guerra. Porém antes vai a Nova York para deixar Sara num luxuoso internato para moças, no qual a mãe dela já estudara e que é administrado agora com mão de ferro pela Srta. Minchin (Eleanor Bron). A Srta. Minchin fica incomodada com a criatividade de Sara, que logo cativa a maioria das garotas. Um dia o Sr. Barrow (Vincent Schiavelli), o advogado do pai de Sara, chega no colégio para dizer que não haveriam mais pagamentos, pois o pai de Sara tinha morrido em combate. Minchin então faz Sara trabalhar como uma criada, para pagar sua estada ali.” (fonte)
Comentários: Eu não ia postar sobre esse filme, mas a Lili pediu com tanto amor e carinho que tive que providenciar esse post bonitinho. Na verdade eu já tinha assistido “A Princesinha” a anos e anos atrás, não sei se na Sessão da Tarde da Globo ou no Cinema em Casa do SBT, mas me lembrava de tudo nele, menos o título. Então quando a Lili me emprestou o DVD eu peguei sem saber que era aqueeele filme que tinha marcado tanto um certo dia da Luly aos 9 anos de idade. Mas foi só nossa Princesa Sara aparecer na tela que lembrei de tudo e sorri já sabendo o quão gostoso ia ser assistir aquilo tudo de novo.
Quem já viu esse filme não pode discordar de mim: ele é LINDO! E o que faz dele lindo é o fato de ser uma história mágica que pode acontecer em qualquer lugar se você acreditar nas pequenas (ou grandes) coincidências da vida. Sara é uma menina completamente especial mesmo tendo tudo que uma menina pode querer e não deixa de ser assim mesmo perdendo sua vida inteira e a Becky… Bem, tem como não se apaixonar pela Becky? Eu entendo a Sara querendo ser amiga dela mesmo sem poder porque ela é encantadora, em todos os sentidos! Ai, meu Pai, chorei demais com essas duas!
É engraçado ver como certos valores e preconceitos são extremamente culturais e como dá pr’a gente lutar contra isso… Uma criança que mora na Índia e não vê diferença nenhuma entre ela mesma e as pessoas de qualquer outra cor e é “jogada” numa sociedade tão cheia de preconceito racial que sobrevive assim até hoje em alguns lugares… A Sara simplesmente não consegue processar essas diferenças, e na verdade é que ela que está certa no fim das contas com essa pequena “ignorância social” – ignorância no sentido de ignorar completamente mesmo!
Outra coisa no filme que choca é a maldade das pessoas nas pequenas coisas da vida. A gente vê vilões em filmes de fantasia que querem dominar o mundo e matam aos montes e acaba até gostando e admirando alguns. Nesse filme a “vilã” tão real que incomoda, que dá vontade de desejar pra ela um final infeliz. Não estou dizendo que ela deveria sustentar a garota, fazer caridades e nem nada do gênero porque nesse aspecto ela está “certa”: não tem como pagar o colégio, não estuda! Mas são os detalhes que tornam ela tão terrível: agressões verbais, a falta de explicações… Poxa vida, moça, é uma criança, né! Se vai colocar a menina pra morar no sótão e trabalhar pra você deixa pelo menos que ela explique pras amiguinhas, que ela fique com mais do que uma boneca pra lembrar do pai dela, não sai jogando nela tudo que ela perdeu com essa sua cara cínica! São essas crueldades da vida real que fazem verdadeiros vilões no mundo…
Minha cena favorita é quando o banquete imaginário delas se torna real porque era a cena que eu mais lembrava de ter assistido antes, tanto que sabia até algumas falas, gente, e eu tinha visto esse filme uma única vez em 1999! É uma cena tão incrível que quando a gente é criança fica desejando que isso aconteça com a gente também. Sei disso porque aconteceu comigo várias e várias vezes, e olha que (felizmente) nunca precisei fingir que tinha comido para ir dormir de barriga cheia, como é o caso delas. Quem dera se todas as crianças com fome no mundo tivessem um amigo macaco cujo dono torna os desejos delas reais…

Página 1 de 212