Posts de July de 2013

Minha irmã(zinha)

Em 22.07.2013   Arquivado em Escrevendo

Demorou muito tempo para eu e minha irmã entendermos que, no fundo, uma era a melhor amiga da outra. Na verdade a vida inteira quando se falava em “melhor amiga” a gente não tinha dúvidas: a dela era a Pati e as minhas mudavam, mas eram beeem definidas! Ela tinha receio de me falar alguma coisa e eu reagir com minha superproteção de irmã mais velha, ao mesmo tempo que eu morria de medo de falar coisas pra ela que depois fossem parar nos ouvidos de outras pessoas por maldadezinha de irmã mais nova. Normal. Mas chegava um certo momento em que a gente não conseguia porque só UMA pessoa no mundo nos entende tão bem: uma à outra.

rimazinha

Eu sempre quis uma “rimãzinha”. Eu pedia por uma sempre que tinha oportunidade. Dormia de bumbum pra cima, rezava pro presépio, torrava a paciência do papai e da mamãe. Quano ela finalmente estava a caminho veio a dúvida: e se for menino, como essa garota vai reagir? Aí minha mãe fez uma verdadeira lavagem cerebral em mim e eu vi que um “rimãozinho” ia ser muito mais legal: eu não teria que dividir meu quarto, não teria que compartilhar minhas bonecas, eu ainda seria a menininha da casa. Foi depois do ultrasom que confirmou que era menina que tudo mudou e me fizeram ver que menino é chato, vai brigar com você e te chutar, realmente uma irmãzinha vai ser muito mais legal: ela ia brincar comigo, me fazer companhia, nós íamos dividir tudo e eu teria muito mais coisa se contasse com as dela.
Aí chegou 30 de abril de 1995 e foi uma bagunça. Não sei o que eles fizeram pra me distrair, só lembro de alguém vindo até mim no dia seguinte e me contando que estava na hora, eu ia conhecê-la. Fomos ao hospital, entramos no quarto e quando eu vi ela era um neném. Um neném muito pequenininho. MUITO. O que eu ia fazer com aquilo? Como ela ia brincar comigo daquele jeito? Eita decepção… Nem usar ela de boneca ia dar, porque eu mal podia tocar no neném de tão sensivelzinho que era.

Sorte que o tempo foi passando. Um ano depois eu já botava ela pra ser minha filha nas brincadeiras e me jogava pra dentro do cercadinho pr’a gente ficar juntas. Mais uns dois anos e ela já conseguia decidir junto comigo qual filme da Disney a gente iria assistir no dia. Passou mais um cadinho e nós estávamos brincando de Barbie juntas e por causa dela a brincadeira ficou ainda mais divertida: a Pati apareceu na nossa vida e se tornou a “irmã número 3”, e nós não nos separávamos e fazíamos tudo juntas, mesmo eu sendo 5 anos mais velha.
O problema é que esses 5 anos que não pareciam nada começaram a fazer uma certa diferença. Eu e minhas amigas começamos a querer ter nossos segredinhos que elas não podiam entender. Eu tive que começar a me vestir menos com vestidinhos acinturados e mais com saias jeans para não me acharem muito “criancinha”. Não que eu deixasse de fazer as coisas que antes nós fazíamos, mas eu queria dividir as tardes brincando de Barbie com o tal do ICQ e a internet. E minha primeira paixão séria de verdade? Ai que difícil era para minha irmã entender o motivo de eu ter que ficar horas no telefone e não poder dar atenção pra ela… Aí a Pati ia lá pra casa e eu brincava com elas até, mas era só uma amiga minha chegar que a gente ia pra qualquer outro cômodo pra fofocar. Ela começou a associar esses momentos de bipolaridade comportamental à nossa mudança para Belo Horizonte, mas na verdade era a tal da adolescência que, logicamente, veio antes pra mim do que pra ela.
Mas a dela veio também. E assim como a minha teve seus momentos de mudanças conturbadas, a separação dos nossos pais, os problemas com as amiguinhas que queriam crescer mais rápido e ela queria continuar sendo criança. E nessas horas quem era tão bobona quanto ela, por pura ironia, era a irmãzona mais velha, já beirando a entrar na faculdade, com quem ela podia assistir desenhos, falar de brincadeiras que só nós entendemos e ser tudo o que era queria. E é incrível saber que era com ela que eu era tudo que queria também.

Ser irmã mais velha acaba sendo uma certa responsabilidade em vários sentidos. Se meus pais tinham que trabalhar eu tinha que me virar para busca-la na escola, fazer almoço sem saber cozinhar, ver se ela tava fazendo os deveres de casa direitinho. Além disso tem aquilo de servir de referência, porque eu era a maior inspiração daquela garota. A prova disso que é hoje ela gosta é daquilo que eu gosto… Nós ouvimos as mesmas músicas, temos os mesmos hobbies, frequentamos os mesmo lugares e somos as duas da Grifinória! Nós somos tão parecidas que as pessoas têm certeza que somos gêmeas (e da idade dela, obrigada carinha de criança). Não adianta você gostar de mim se não gostar da minha “rimazinha”. Não adianta você querer fazer qualquer programa comigo (na maioria das vezes, né!) se ela não puder ir junto. Minha irmã é quem eu mais amo nesse mundo e eu sou quem ela mais ama também. Sempre foi, ainda é e sempre será assim. Se a gente briga por algum motivo bobinho logo uma vai pra cima da outra dando abraço querendo des-brigar. Se eu vejo ela chorando eu vou lá e faço isso deixar de acontecer porque ela só pode sorrir e pronto. E se você tentar ter uma conversa com nós duas ao mesmo tempo se prepara: nós não pronunciamos NENHUMA frase inteira porque uma vai, ocasionamente e sem perceber, terminar a fala da outra!
Obrigada existir, Daninha!!

Kim n' Wendy

1ª Sessão Exclusiva Potter Club 2013 – Harry Potter e o Cálice de Fogo

Em 17.07.2013   Arquivado em Filmes, Harry Potter, Vídeos

Eu fiquei muitos dias sem postar porque esse era pra ser o último de 3 posts com vlogs legais e tudo mais, mas essa semana meu computador PIROU. Sério mesmo… O Movie Maker parou de salvar os vídeos em formato de filme, o conversor de vídeo gerou arquivos corrompidos e o áudio simplesmente não está saindo. Eu já estou resolvendo esses problemas e alguns já resolvi, mas falta o editor de vídeo (esse que usei deixa essa marca d’água horrorosa), então se alguém tiver algum gratuito para me indicar eu agradeço!

Dia 13 de julho eu acordei cedo, fui pra aula, arrumei meu cabelo e voltei pra casa tão correndo que não sei como consegui continuar respirando. Eu fui ao supermercado e carreguei 10 litros de leite de lá até minha casa, depois voltei lá perto pra buscar mais 10 litros de sorvete e carrega-los sozinha de novo.
À tarde minha casa se encheu de gente e eu ganhei presentes, nós comemos pizza, cantamos parabéns para mim e isso tudo ao meio de MUITO TRABALHO, mas quem tava aqui não eram só pessoas “comuns”, eram meu elfinhos, e eles não estavam aqui para um parabéns comum e sim para preparar o que faltava para a Sessão Exclusiva de Harry Potter e o Cálice de Fogo que aconteceria no dia seguinte, promovida pelo lindo do meu Potter Club!

Foram 6 semanas de MUITO trabalho mesmo para fazer essa sessão dar certo, indo pagar parcelas, ajudando nas vendas na loja, divulgando loucamente. A ideia de fazer a pré-venda de Cervejas Amanteigadas e Sapos de Chocolate veio no primeiro dia de vendas de ingresso para a gente ter uma movimentação de dinheiro maior e deu certo, porque ele logo esgotaram. Já os ingressos, meu Deus, nós quase MORREMOS com isso, e o medo de não vender tudo ou pior: vender pouco? Mas vendeu, nem que os últimos tivessem sido vendidos de última hora nós lotamos mais uma sala com 294 pessoas para rever Harry Potter no cinema e mais: um filme exibido nos cinemas mundialmente em 2005. Muita gente queria que fosse “A Pedra Filosofal”, mas a distribuidora não tinha mais. Aí lá vem a parte sentimentalzinha do post:
Quando passou o “Cálice de Fogo” no cinema eu tava numa época meio complicada da minha vida e isso se juntou com outros fatores que não vêm ao caso, o que ocasionou naquilo que me deixava mais triste como fã de HP: eu não fui assistir oa filme no cinema! Só fui vê-lo em abril do ano seguinte, 5 meses depois, quando comprei o box de DVDs. Eu sei que eu tenho o filme em casa, mas no cinema é completamente diferente e isso me fez falta durante muito tempo. Além disso eu ficava pensando: quem sabe se o pessoal ver o Baile de Inverno no cinema rola uma animação e o meu, digo, nosso Baile não acaba saindo? E foi quando eu pedi ao Gil que, se não pudéssemos fazer todos cronologicamente e ele pudesse escolher um filme antigo que fosse ele.
E o Gil escolheu!!
Gente, ele fez isso pra mim… No final foi ótimo porque é realmente um filme delícia de se assistir por causa do Torneio Tribruxo, mas se foi esse é tudo por minha culpa, admito. Gil, você é incrível!! Na telona foi completamente diferente, foi muito mais lindo, foi de acabar com meu pobre coração de manteiga derretida!

Continuando…
No sábado fizemos Cerveja Amanteigada, colamos caixinha de Sapos de Chocolate e cantamos “parabéns pra você” pra mim. E no domingo eu acordei às 4 e meia da manhã para me arrumar e levar tudo isso (e mais umas coisinhas) cedo pro pessoal. Cedo pra mim, né, porque desde a tarde do dia anterior meus Basiliscos maluquinhos já tavam lá na porta do shopping… E chegando lá haja trabalho!! O povo fazendo hora na fila pra ir buscar, os seguranças do shopping implicando com as garrafas (e com razão), eu dando recados pra manterem tudo dentro dos saquinhos de papel com medo de tomarem as coisas do povo… Mas deu tudo certo!! A fila entrou na hora certa, foi rapidinho, o filme começou sem atrasos e o pessoal foi LINDO obedecendo nossos avisos e assistindo ao filme sentados e sem jogar lixo no chão! Eu poderia contar tudo aqui por escrito, mas contei tudo falando no vídeo, então vamos pra hora do “Hello, hello”!!

O vídeo da propaganda da Cia do Ponto pode ser visto AQUI e o trailer do fã clube exibido no dia AQUI.
E, gente, eu sei que a edição tá ruim demais, me desculpem, prometo que no próximo isso não vai se repetir. Eu até esqueci de uma das fotos que prometi, mas coloquei ela como “capa” do vídeo, então ela já conta, né? E vamos às outras fotos agora:


Parte de cima da minha geladeira – as garrafas foram verde, ficaram lindas!


Caixinhas dos Sapos e figurinhas aind anão cortadas.


Porta do Shopping Cidade lotada!


Dentro da sala do cinema.


Eta, povo que trabalha!! Uma foto de parte da equipe, hahaha


GrangerDanger e DrunaCorverina, hahahaha….


Resultado da Campanha do Agasalho

Aliás, falando em Campanha do Agasalho… Todo mundo que fosse na sessão ganharia um marcador de livro do Harry, mas o Gil fez o do Rony e da Mione também. Então eis que me veio a ideia: vamos usar o fã clube para algo bacana!! Quem levasse algum agasalho para doação ganhava os marcadores! Foi tanta coisa, gente. Eu vou levar nas instituições agora sábado, dia 20, então se alguém tem mais algo a doar é só levar até sexta feira na Cia do Ponto que eu (e as pessoas que vão recebe-los) agradeço muito.

E em penúltimo lugar as lojas que falei no vídeo =D
A Cia do Ponto fica na av. Augusto de Lima, 555, esquina com r. São Paulo, loja 64 (2º andar). Vocês podem ver também o Facebook deles AQUI. A Hogstore, de onde veio a almofada, não tem loja física, mas a página do Facebook tá AQUI.
E por último, SIM, teremos mais uma sessão!! Foi muita sorte, mas a película de “Relíquias da Morte – Parte 2” veio junto e agora dia 28, domingo, vai ter mais uma de última hora pra fechar com chave de ouro. Gente, essa é a última, hein, então quem quiser ir corre na Cia do Ponto no máximo até sexta feira dia 26 às 16h porque é lá que os ingressos já estão sendo vendidos. Essa é pra rir, é pra chorar, é pra surtar de vez, hahahaha. Quem for de BH e região ou estiver por aqui na época NAÕ PODE PERDER, gente! Para mais informações tá tudo no blog do Potter Club:
http://potterclubbh.blogspot.com

2ª Turnê Intrínseca em Belo Horizonte

Em 06.07.2013   Arquivado em Leitura

Falei que não ia falar sobre isso mas tô falando… Mas é porque, ao contrário da primeira, a 2ª Turnê Instrínseca veio em Belo Horizonte no fim de junho (foi a penúltima cidade que eles foram) e foi linda, mas antes de contar como foi eu preciso explicar do que se trata pra quem não sabe…
A Editora Intrínseca é relativamente nova no mercado e não conta com uma equipe muito grande, o que significa umas 30 pessoas, de acordo com o que nos foi informado. O que significa que eles publicam poucos livros, mas parece que tudo que tocam vira sucesso (ou já é sucesso e eles trazem o sucesso pra cá). Pra quem não sabe é essa editora que publicou a saga “Crepúsculo”, da Stephanie Meyer, e sua nova “versão apimentada” na trilogia “50 Tons de Cinza”, da E. L. James que são, na minha opinião, duas sagas ruins, porém que movimentam o amor de várias mulheres e muuuito dinheiro com a venda de livros e mais livros, porque são mais do que bestsellers: são verdadeiras sensações internacionais. E pra quem é igual a mim e não gosta dessas que citei vamos pra parte incrível da editora, porque eles são respnsáveis por trazer pro público brasileiro autores como Andrew Lane, Cressida Cowell, Elizabeth Eulberg, Lauren Oliver, Markus Zusak, Rick Riordan e o queridíssimo John Green, que são autores que você pode não conhcer de nome, mas COM CERTEZA vai achar um livro que já leu ou quer ler e já foi escrito por alguns deles.
E por causa desse grande sucesso que a editora faz, principalmente com o público jovem, que eles decidiram começar a fazer turnês anuais pelas capitais do país e apresentar a esse público quem eles são, o que já fizeram e principalmente o que está por vir. É um meio deles ficarem próximos ao leitor, de rolar uma troca direta de informações e gostos, porque por mais que você faça uma comunidade no Facebook onde os leitores podem postar coisas não é a mesma coisa do que estar ali, frente-a-frente, mostrar um trailer e uma foto na hora se rolar o interesse, poder ir num cantinho com a moça ver se suas teorias tão certas depois do evento, muito demais!!

2ª Turnê Instrínseca

2ª Turnê Instrínseca

O evento aconteceu na Leitura do Pátio Savassi no domingo, dia 23 de junho à tarde. A fila se formou assim que a livraria abriu e o evento começou bem pontualmente, o que eu particularmente acho ótimo (parabéns, pessoal da Instrínseca!). Tava relativamente vazio comparado com outras cidades, por volta de umas 100 pessoas, mas foi ótimo mesmo assim. A turnê começa com a apresentação dos brindes e depois segue uma linha do tempo bem bacana: apresentação da Editora, mostra dos próximos lançamentos (relacionando alguns aos lançamentos antigos), sorteios e, no final, se alguém quiser adicionar alguma coisa seja ela em público ou em particular com o pessoal da Editora pode. Não é realmente muito longo, dura por volta de 2 horas, mas você sai de lá querendo ler absolutamente TUDO!! Gente, quanta história triste, eu adoro livros que me fazem chorar absurdamente porque sou muito chorona e já fico emocionada com qualquer besteirinha, então quando leio drama ou algo assim acho ótimo porque é quando tô chorando “junto com as pessoas nornais”, hahahaha. Entre os livros que eles apresentaram o que mais me intrigou foi “Extraordinário”, que é a história de um menino com um problema genético que torna seu rosto deformado. Ai, chorei no booktrailer, gente, muito triste e bonito e compreensível ao mesmo tempo! Tirando o álbum que eles sortearam (que te presenteava com VÁRIOS livros) era o que eu gostaria de ter ganhado nos sorteios. No final eu nem fui sorteada, mas todo mundo que vai á turnê ganha a sacolinha do amor deles pra ninguém ficar de mão abanando. Minhas fotos foram tiradas do celular (ou seja: ficaram uma meleca), mas olha que graça o que nós trouxemos pra casa:

2ª Turnê Instrínseca

– Ecobag/bookbag,
– Kit de marcadores de página,
– Passaporte da turnê com todas as informações,
– Pin,
– 3 bottons,
– Lápis da Editora.
Muito bacana, né? Digo, TUDO muito bacana. Adorei a iniciativa deles, eu já gostava da editora e agora estou apaixonada, tá virando minha favorita. Foi uma tarde rápida daquelas que vale a pena e que venha a Turnê do ano que vem!!

Rapidinhas de Junho

Em 04.07.2013   Arquivado em Cotidiano

Junho é um mês que até ano passado se arrastava pra mim… Era aquilo de esperar as férias com muita ansiedade, que no colégio significava uma pausa pra descanso e na faculdade o fim de mais um semestre louco… Esse ano, porém, passou rapidíssimo: eu entreguei o trabalho da minha 1ª cliente particular da minha vida e comecei a pegar pesado em outro trabalho que estou fazendo, não exatamente particular e nem sozinha, mas ainda assim que surgiu na minha vida GRAÇAS A DEUS. Agora quando esse acabar eu vou pegar pesado atrás de um emprego de verdade, porque não simpatizei muito com isso de trabalhar em casa não. Se alguém tiver precisando de restaurador aí, minha gente, pode me falar!! Mas enfim, vamos a junho!!

Rapidinhas de Junho

Eu passei todas as sextas feiras do mês de junho me dedicando à sessão exclusiva do Potter Club que vai acontecer agora dia 14, nem que fosse só o finalzinho do dia. Nós conseguimos dividir as parcelas do cinema semanalmente então toda sexta eu fui encontrar com o Gil na Cia do Ponto e de lá a gente ia pagar. É algo que eu nem posso reclamar de fazer porque ficar na loja é sempre divertido: eu ajudo a vender os ingressos, converso com a Mari e o Vinícius que são incríveis (e as vezes com a Lili, que estava conosco em duas dessas quatro semanas) e vejo de pertinho a produção de bordados. Esse aí da foto é muito especial, mas falo dele mais pro fim do post =D

Rapidinhas de Junho

Dia 08 foi o lançamento de “Minha Vida Fora de Série – 2ª temporada” aqui em BH e nós tivemos o livro e o autógrafo da Paula Pimenta em primeira mão. Fiquei triste que a foto não ficou boa porque meus óculos tavam caindo e eu não tô podendo usar batom, mas como gostei bem mais desse do que do primeiro livro da série a gente desconsidera, né?
Agora em julho tem mais um lançamento dela, mas eu não sei se vou poder ir ainda… Queria porque ela sempre comenta que adora o fato de que nós estamos em todos!!

Rapidinhas de Junho

Com a formatura da minha irmã ano passado eu achei que festa junina de colégio era assunto encerrado pra mim, mas me enganei… No colégio da Laurinha, minha prima, eles dançam até chegar no 5º ano (e depois só no 3º ano do E.M.), então esse ano foi a última dança dela, aí lógico que fomos lá pra assistir!! E o mais legal é que ela dançou uma música com a qual eu tenho uma mega história da época de colégio, fiquei toda chorosinha, pra variar!

Rapidinhas de Junho

No dia seguinte da festa eu tive um dia muito bonitinho, mas a única foto que tenho pra mostrar do mesmo é essa da hora que cheguei em casa com mega olheiras porque acordei cedinho… Pena =(
Eu fui com o Gugui assistir a um teste dele com uma banda nova… Eu tinha meeega preconceito contra Nightwish, mas depois que ouvi as músicas do repertório (que ele me passou antes) e PRINCIPALMENTE quando ouvi o pessoal tocando até que gostei!! Mais uma intriga musical vencida. E como tinham aaanos que eu não via o Gugui tocar voltei de lá felizinha, porque ele é ótimo (assim: muuuito bom meeeeeeeesmo, sem puxa-saquismo) e eu tava morrendo de saudades!

Rapidinhas de Junho

Mais pro fim do mês teve a 2ª Turnê da Intrínseca em Belo Horizonte!! Queria escrever um post SÓ sobre isso, mas acho que não vai dar em decorrência das coisas que quero postar em julho, mas foi ótima!! Eu já tinha me apaixonado pela Intrínseca na Bienal do Rio de 2011 porque o stand deles era o melhor, na época comprei várias coisas baratinhas (até rolou sorteio por aqui) e me surpreendi com a quantidade de coisas incríveis que eles estão lançando por agora, saí de lá querendo ler tudo e mais: querendo revisar meu livro logo e mandar pra eles, surtei, hahahaha! Mas é que combina, eles têm vários livros muuuito choráveis (teve um que chorei vendo o booktrailer) do jeitinho que gosto e que me derreto quando leio. Alguns entraram pra wish list com certeza. No final não ganhei nenhum sorteio (passei toda minha sorte pro Gil, que ganhou justamente o que queria), mas todos nós recebemos brindezinhos: book-ecobag, marcadores, bottons, pin, lápis e passaporte da turnê. Mal posso esperar pela Turnê do ano que vem.

Rapidinhas de Junho

E voltando ao tema “Cia do Ponto”, o mês terminou com a gravação do trailer para a coleção de inverno especial HP deles: blusas da 3ª Tarefea das quatro casas!! Sobre a qualidade do bordado eu nem preciso falar denovo porque é incrível, mas agora tenho que dizer que o tom das cores que eles escolheram pra cada Casa ficaram em tons incríveis e pela primeira vez tive vontade de ter coisas das outras que não fossem Grifinória!
Mas não cheguei nesse ponto e pedi só a minha vermelha-com-preto mesmo que é LINDA, como dá pra ver na foto. E eu ainda pedi personalizada, então ao invés de “Potter” atrás dela tem escrito “Granger”, porque é a Mione que sou e sempre serei!
Depois vai rolar vídeo-making-of das filmagens por aqui!

Rapidinhas de Junho

E por fim uma foto da Elle pra representar que em junho o INVERNO CHEGOU!! A estação mais linda do ano em que a gente usa roupa quentinha, eu faço aniversário e tem cinema com meu Potter Club… Aliás, falando em inverno E no fã clube, esse ano estamos fazendo uma Campanha do Agasalho pra quem for na sessão… Porque ajudar os outros nunca é demais, né? Eu não posso criar uma F.A.L.E., mas criei a C.A.P.C.!

Resultado do Sorteio de 9 anos

Em 03.07.2013   Arquivado em Blog

Eu fiquei TÃO FELIZ com esse sorteio porque mesmo desconsiderando que teve gente que participou mais de uma vez foi o que eu tive mais participações até hoje =D Foi do número 2 ao 79 (isso porque desclassifiquei 3 mentirosinhos, hunf), eu fiz o sorteio pelo Random.org e o resultado foi…

Resultado: sorteio de 9 anos do blog!!

PARABÉNS, Jonathan!! No dia da sessão te entrego seu prêmio + um abraço carinhoso!!
Obrigada a todos que participaram, deu vontade de fazer mais. Quem sabe, né??