Posts de November de 2010

Bonequinha de Luxo

Em 28.11.2010   Arquivado em Filmes

bonequinhadeluxo Bonequinha de Luxo (Breakfast at Tiffany’s) *****
Elenco: Audrey Hepburn, George Peppard, Patricia Neal, Buddy Ebsen, Martin Balsam, José Luis de Villalonga, John McGiver, Alan Reed, Dorothy Whitney, Beverly Powers, Stanley Adams, Claude Stroud, Elvia Allman, Mickey Rooney
Direção: Blake Edwards
Gênero: Drama/Romance
Duração: 114min
Ano: 1961
Sinopse: “Holly Golightly é uma garota de programa nova-iorquina que está decidida a casar-se com um milionário. Perdida entre a inocência, ambição e futilidade, ela toma seus cafés da manhã em frente à famosa joalheria Tiffany`s, na intenção de fugir dos problemas. Seus planos mudam quando conhece Paul Varjak, um jovem escritor bancado pela amante que se torna seu vizinho, com quem se envolve. Apesar do interesse em Paul, Holly reluta em se entregar a um amor que contraria seus objetivos de tornar-se rica.”
Comentários: Quando eu comentei com a Dri que NUNCA tinha assistido a nenhum filme da Audrey ela ficou bem indignada -com razão- e logo me emprestou três de uma vez. Mas o fim do semestre apertou um tico e eu só tive como assistir a um deles, e o que eu mais queria. E foi assim Bonequinha de Luxo chegou à lista de meus 10 filmes favoritos logo ali nos primeiros minutos de filme e eu me encantei. Não consigo achar um único defeito em todos os 114 minutos de duração. Quero ver mil vezes seguidas!!
– O Dvd entrou na minha lista de “preciso ter”, os filmes da Audrey na de “preciso ver” e a Pullip Holly na de “sonhos impossíveis”, porque é linda e ficou igualzinha!!

bonequinhadeluxo

Melhores Cenas: A cena final é a melhor do filme. Assim, do momento em que eles entram no taxi até a hora que o filme acaba. Chorei muito, perfeita demais em todos os sentidos!! Sem contar que “Moon River” é um das músicas mais lindas de todos os tempos, a cena em que ela canta foi minha 2ª favorita (de chorar também) :

Decoração de Natal no Pátio Savassi

Em 27.11.2010   Arquivado em Cotidiano

– Belo Horizonte é triste de se fotografar. Primeiro porque a maioria dos pontos turísticos ficam longe pra caramba, e segundo porque os shoppings só fazem decorações de natal sem graça. Assim, MUITO sem graça!! Fui fotografar a do Pátio Savassi no sábado passado e só saiu isso aí, ó:

Decoração de Natal Pátio Savassi 2010

Decoração de Natal Pátio Savassi 2010 Decoração de Natal Pátio Savassi 2010

Decoração de Natal Pátio Savassi 2010

Decoração de Natal Pátio Savassi 2010 Decoração de Natal Pátio Savassi 2010

Decoração de Natal Pátio Savassi 2010

– Resumindo: nada de bichinhos fofos, passarelas felizes, caixas de presentes gigantes e brilhantes. O presépio é a parte mais bonita (e mesmo assim as pessoas estregam colocando biscoito nele) e a árvore de natal principal ficou DIAS coberta, no maior suspense, mas não é nada mais que um reaproveitamento da do ano passado, só que ano passado tinham bonequinhos animados que dava pra ficar olhando por minutos e minutos!!
Saudades de quando eu era criança e achava superlegal o trenzinho do Minas Shopping. Depois vou lá fotografa-lo também!!

7 iPods nos 7 anos do Letras Terra!!

Em 24.11.2010   Arquivado em Música

– O Letras Terra, meu site favorito de letras de música, está fazendo 7 anos e, pra comemorar, vai dar de presente 7 iPods Nano de 8Gb!! E de uma forma super divertida…

– Tudo o que você tem a fazer é escolher a cor do seu iPod, colocar nome e e-mail e criar uma lista de reprodução com suas 7 músicas favoritas!! Aí é só compatilhar com seus amigos para que eles possam visualizar sua lista e participar. E o mais legal é que a cada VISITA que você recebe na sua PlayList você ganha mais um cupom e aumenta suas chances de ganhar. A pessoa não precisa nem se cadastrar, é só entrar no link e pronto!! Então larga tudo o que você tá fazendo e entra lá por esse link, que aí você participa e ainda escuta minhas 7 músicas favoritas (e me dá mais um cuponzinho), corre porque é até dia 16 de dezembro!! E quem participar deixa o link aí nos comentários pra eu poder ouvir também.

Harry Potter e as Relíquias da Morte – Parte 1

Em 21.11.2010   Arquivado em Filmes, Harry Potter

Eu estou TENTANDO não ser muito crítica. Juro que estou. Tentando olhar pelo lado bom, sempre, e tô conseguindo porque ontem esse filme me fez chorar tanto… Mas TANTO!! E aí na hora que eu tava descendo as escadas do cinema eu pensei “só falta a parte 2 e acabou”, e aí eu chorei mais!! Se você não assistiu ainda, cuidado, isso aqui é spoiler puro!!

rdm_pt01 Harry Potter e as Relíquias da Morte – Parte 1 (Harry Potter and the Deathly Hallows: Part I) *****
Elenco: Daniel Radcliffe, Rupert Grint, Emma Watson, Helena Bonham Carter, Ralph Fiennes, Michael Gambon, Alan Rickman, Tom Felton, Rhys Ifans, Bill Nighy, Bonnie Wright, Clémence Poésy, Jason Isaacs, John Hurt, Miranda Richardson, Jamie Campbell, Robbie Coltrane, David Thewlis, Brendan Gleeson, Evanna Lynch, Helen McCrory, Timothy Spall, Rade Serbedzija, Julie Walters, Toby Jones (voz), Imelda Staunton, Fiona Shaw, Domhnall Gleeson, Dave Legeno, Natalia Tena, James Phelps, Oliver Phelps, Richard Griffiths, George Harris, Matthew Lewis, Simon McBurney (voz), Sophie Thompson, Mark Williams, Harry Melling, Michelle Fairley, Frances de la Tour, Andy Linden, Kate Fleetwood, Arben Bajraktaraj, Matyelok Gibbs, David Ryall, Carolyn Pickles, Hazel Douglas, Steffan Rhodri
Direção: David Yates
Gênero: Aventura
Duração: 146min
Ano: 2010
Sinopse: “O poder de Voldemort está aumentando cada dia mais. Ele agora tem o controle sobre o Ministério da Magia e de Hogwarts. Harry, Rony e Hermione decidem terminar o trabalho de Dumbledore e encontrar o resto das Horcruxes para derrotar o Lorde das Trevas. Mas a esperança continua pouca para eles, então tudo o que eles fazem tem que sair como planejado.”
Comentários: O filme perdeu meia estrela por causa das cenas que faltaram, algumas que achei importante, mas as vezes acho que tô sendo rígida demais, porque na verdade foi milimetricamente bem feito!! Os erros são como adaptação, mas como filme por si só é perfeito. Eu não achei um erro nos efeitos especiais desse filme, e acho que posso assistir muitas vezes que não verei denovo. MUITO investimento. Digo o mesmo para os atores, Daniel Radcliffe e Emma Watson se esforçaram pra não forçar a barra, como geralmente fazem, e fechar com chave de ouro.
Eu chorei muito quando o símbolo da Warner apareceu e aí mostraram a Hermione “sumindo” da vida dos pais dela (cenas MUITO tocante). E depois não tem mais como parar de chorar porque é um atrás do outro… Edwiges (LINDO terem colocado ela entrando na frente dele, porque no livro é o que ela estava tentando fazer mas não podia), Olho-Tonto e, por fim, Dobby!! E no Dobby ainda teve ele falando todo um texto, ai, acho que foi a cena mais triste da saga inteira.
No geral eu GOSTEI. Mesmo. E mesmo que a Parte 2 não possa se dar ao luxo de cortar as coisas assim (e tem que compensar os da Parte 1), eu espero que eles mantenham o nível. Gostei muito mais do que achei que gostaria. Li que iam colocar o pai da Luna como um mal-caráter, que ia ter romancinho entre Hary e Hermione e tudo mais, mas não teve nada disso. O último focou no sentimentalismo e humorzinho, e esse tinha sentimentos, humor, aventura, romance, tudo de uma vez. Igual ao livro.
Só queria que o casamento fosse maior. Quando acabou fiquei triste…
Melhores momentos: O MELHOR momento do filme foi “O Conto dos Três Irmãos”. Muito bom mesmo!! Eu nunca ia esperar que fosse retratado daquela maneira, e conseguiram cortar as partes da história de maneira que contasse tudo, tudo, muito fiel, realmente foi uma cena que tive vontade de aplaudir no final, não queria que acabasse, dá um curta-metragem aquilo!!
E lógico, porque eu sou eu… As cenas Rony e Hermione que eu fazia um “oown” involuntário e até levei um chingo de uma mulher da fileira da frente (MUITO sem coração, diga-se de passagem), depois disso parei pra poder fazer de propósito em alguma outra cena (ô maturidade…), mas o filme foi ficando tão tenso que esqueci!! Quando ele limpou o canto da boca dela na cafeteria, muito lindo, né gente. Aliás, eu adoro o Rony, ele dá a graça na história, não existe Harry Potter sem ele.
Cenas cortadas: Algumas cenas precisam ser cortadas, infelizmente, porque não têm sentido (como o Duda falando pro Harry, Hermione contando que roubou os livros e etc), mesmo porque eles foram espalhando algumas dessas informações ao longo da história, mas outras eu achei que TINHAM que ter. As que mais me chatearam foi o Lupin não ter aparecido no Largo Grimmauld, a “lembrança” do dia da morte dos Potter e o Rabicho se matando. Foram 3 cenas que senti MUITA falta. Senti falta também da história do Monstro completa, apesar de que entendo, poxa, dividiram o livro em 2 filmes e mesmo assim tava tudo muito corrido. E a carta da Lílian, que não era tãããããão importante assim, mas era uma cena muito tocante.
Aliás, falando em carta da Lílian, gostei de o Rony ter encontrado o R.A.B., fez ele parecer menos idiota, porque é assim que os filmes retratam ele, tadinho, e ele não é assim. E senti falta da fala linda dele… “Tudo vela no amor e na guerra…..” etc, etc, queria que tivesse.
O que eu gostei de terem cortando foi o Harry lendo a história do Dumbledore, porque é o maior defeito que vejo no livro: a quantidade de vezes que essa história aparece, fica muito cansativo. Eles vão ter mais duas chances de contar essa história por dois pontos de vista, já tá de bom tamanho, né??
Cenas que não existiriam: Quero começar pela cena em que o Harry dança com a Hermione… No especial da Warner o Daniel Radcliffe disse que era um “momento de romance” entre os dois, e todos os críticos afirmaram o mesmo, mas eu GRAÇAS A DEUS na verdade achei fofa e totalmente amigável, não vi nada de romântico naquilo. Achei até bonita, sério, Harry animando a Hermione como amigo dela, que é o que ele é. Minha raiva por terem colocado essa cena sumiu.
A que achei pior: os dementadores sendo BARRADOS PELA PORTA DO ELEVADOR!! Meeeeeu Deus, quando vão aprender que dementadores não são seres humanos e que CUTUCAR (Ordem da Fênix) ou FECHAR A PORTA na cara deles não adianta?? Pelo menos teve o patrono logo em seguida pra limpar a gafe!!
Depois… O beijo de Harry e Gina!! Gina aparece com as costas de fora e ele demora UM SÉCULOS pra fechar aquilo, hahaha… Foi linda, realmente o aniversário dele era desnecessário (o importante era o testamento, e isso teve) e foi bom pra mostrar o sentimento dos dois, já que no filme de “Enigma do Príncipe” minimizaram tudo num semi-beijo. E aí aparece o Jorge com a escova de dentes na orelha… Hilário!!
E…. *momento sentimento* O pomo voando e Harry apanhando. “Tiago Potter” feelings. Lindo demais!!

– É meio difícil para mim falar de tudo. Ainda mais tendo assistido só uma vez (por enquanto) e a tão pouco tempo ( por enquanto), e principalmente pelo fato de ser Harry Potter. Cheguei ao Pátio Savassi ontem às 14h pra seção de 21:30!!. Mas acho que o pincipal tá aí. Agora a gente tem que esperar a Parte 2 contando os dias, e preparando o coração, porque quando aquele epílogo acabar… Aiai, meu Deus, como eu vou chorar!!

+ trailer do filme
+ Relíquias da Morte – o livro (1)
+ Relíquias da Morte – o livro (2)

Harry Potter e as Relíquias da Morte - Parte 1 Harry Potter e as Relíquias da Morte - Parte 1
Harry Potter e as Relíquias da Morte - Parte 1 Harry Potter e as Relíquias da Morte - Parte 1

Quartetos…

Em 16.11.2010   Arquivado em Escrevendo

Esse post (muito grande e emotivo, diga-se de passagem) foi originalmente postado por mim no blog do Cento e Oito e no final ficou tão bonito que resolvi postar aqui também!! Enfim, leiam!!

– Eu sempre dizia que “quartetos eram meu destino”. Mentira, não foi sempre que eu disse isso, mas sim depois de mais um novo quarteto depois do que eu achava ser o mais importante de todos. Na infância foi assim… Quando o quarteto de primos foi virando Sexteto (e é até hoje) a separação de meninos e meninas fazia virar quarteto denovo. Mas era tão leve que eu nem posso levar em consideração pra valer.

– Tudo começou provavelmente na 5ª série. Nossa “canequinha” era constituída das únicas 4 garotas que não andavam com o bando que formava a panela do resto da sala. Aliás é isso, eu sempre fui da turma das “de fora”, as excluídas, as excessões. E sempre gostei de ser assim.
Na sexta série nossa Canequinha foi invadida por mais 2 pessoas e aí, bom, enquanto fossem números pares eu tava feliz!!

– Aí eu mudei pra Belo Horizonte e cheguei aqui formando um quarteto logo de cara, mas que rapidinho foi desmanchado, metade pra cá e metade pra lá. Mas a “metade de cá” acabou se unindo com mais duas pessoas, não tão frequentemente, mas ainda assim era um quarteto… Aliás dessas 3 pessoas duas continuam na minha vida com muita força… Lud e Gugui. E cito seus nomes porque as vezes eles se unem a outros quartetos no meu cotidiano.
Quando estava fora da escola eu tinha mais um, ao lado da Lud, Daninha (sim, @daninhaddl) e Nana… Era quase um quarteto de irmãs, as 3 pessoas em que eu mais confiava no mundo.
Mas e quando o tempo passa e os laços vão quebrando?? Eu não podia ficar sem 3 pessoas para amar. O trio que eu formava com Daninha e Patiquinha estava desfalcado e eu puxei o Gugui, meus companheiros de adedanha via Msn e, claro, de supostas viagens que nunca aconteceram. Era um futuro muito distante, e pouca determinação, confesso.

– Mas nenhum desses quartetos jamais de comparou ao “Quarteto Fantástico” do Ensino Médio, ou dos dois primeiros anos dele. Pra mim eu nunca encontraria pessoas que pudem me entender melhor do que Mimmy, Aninha e Gabi. Foi uma das amizades mais bonitas que já tive e mesmo 4 anos depois basta um pequeno momento de alegria ou dor compartilhada pra gente voltar a agir exatamente como aquela época. Principalmente as tragédias fura-filas da vida.

– O “fim” (físico, não real) do meu Fantastic4-ever- fez com que eu corresse atrás de um novo quarteto, mas acabou aparecendo um trio. Camilittle-little-little, Minhoca-uh-haha e Lulylicious: essa foi a amizade mais rápida e inesperada que poderia acontecer. Como duas pessoas que sempre se conheceram e uma que nunca viram na vida poderiam se unir assim?? Era, definitivamente um TRIO, não poderia entrar mais ninguém.
Mas aí é que está o problema com trios: uma hora a “dupla” vai ter que prevalecer. E quando cada parte dessa dupla tem uma irmã da mesma idade da outra, pronto, surge um novo quarteto.
E ainda no mesmo ano, nosso G8 que foi ao Hopi Hari não ficou divido em vários quartetos?? Os da frente e os de trás. Os da direita e os da esqueda do ônibus. As meninas e os meninos… Aliás foi aí que eu vi que meu destino era viver de 4 em 4 pessoas: quando chamaram aquele “quarteto feminino” de QUARTETO!! Pronto, estava definido.

– Depois disso foi o fim do colégio e eu achei que tinha acabado. A gente para de andar em bandos, começa a andar com as pessoas no geral, com partes picadas, a gente anda sozinho. Mas eu tava enganada. Ainda estava pra “nascer” o quarteto mais importante da minha vida, e aquele que eu sei que vai durar simplesmente porque não existe nenhuma instituição de ensino ou profissional para unir. A união começou com UMA coisa em comum, mas não parou por aí e virou um amor enorme, um amor maior. E eu já não sei mais ficar sem isso.

– Sim, é claro, estou me referindo ao @centoeoito. Quando comecei a colecionar bonecas e eu e minha irmã fomos nos unir ao Grupo (já não tão unido) das Bonequeiras de BH eu fiquei feliz em já conhecer alguém lá porque tinha certeza de que nunca seria nada além de mais alguém ali dentro, daquelas que mal fala com as pessoas e não firma laços. Mas não. Pelo contrário: nunca vi laços tão fortes como os que nós temos sendo firmados nesse meio. E eu agradeço todos os dias a Deus por ter colocado essas duas pessoas maravilhosas na nossa vida e que hoje estão entre as pessoas que mais amo no mundo. No “Top 10” das pessoas que mais amo no mundo!!

@centoeoito

“No one could ever know me, no one could ever seem me, seems you’re the only one who knows what it’s like to be me… I’ll be there for you ’cause you’re there for me too.”

Página 1 de 212